Jump to content
Arquitectura.pt


galfarro

O FIM Decreto 73/73

Recommended Posts

Concordo com o que diz margarida. Como o prazo mínimo para tirar o curso de arquietctura é de 5 anos, há que fazer-se à vida. Eu sou o exemplo disso. Também sou Agente Tecnico de Arquitectura e Engenharia, mas ainda bem que decidi tirar o curso de arquitectura à 9 anos atrás. Também era daqueles que pensava que fazer arquitectura era apenas fazer uns riscos. Estava convencido que até era bom. O quanto estava enganado. Nem foram precisos os 6 anos do curso para eu compreender o quanto era inculto, relativamente à arquitectura, é claro.
Aconselho as pessoas que desejem continuar a projectar, a adquirir a formação necessária para o efeito e deixem-se de se vitimizar.



Nem mais!
Será necessário mais palavras?

Não, apenas mais atitudes como estas:)

Parabéns COLÉGA:palmas:

Share this post


Link to post
Share on other sites

ora bem,

como tudo foi feito com leis e não com educação e ensinamento ao povinho destas coisas da arquitectura, as casinhas mimosas de desenhador passam a ser assinadas não por engenheiros mas por arquitectos sem escrúpulos e com pouco dinheiro,fácil...

os desenhadores vão ficar completamente na mesma, e ainda bem, coitados, pois apenas uma pequeníssima parte do trabalho de valorização da arquitectura e dos arquitectos foi feita, e estes belíssimos e úteis profissionais que desenham casas baratas e bonitas ao gosto do cliente vão continuando, até á sua extinção natural, nem que seja pela idade, pois hoje é tão fácil entrar num curso de arquitectura que não há desenhadores novos :D

continuo sem perceber o que move aqueles que gritam e urram a vitoria da arquitectura pela aprovação desta coisa do 73...nada vai mudar, nem em termos de empregos, nem em termos de qualidade arquitectónica, nem em termos de ordenamento do territorio, nem em termos de respeito pela história e pelo uso da cidade....nada

só o nosso próprio descrédito: já viram o que o povinho vai dizer quando ler no jornal que agora os projectos de arquitectura só podem ser assinados por arquitectos?

"ai, estes chulos dos arquitectos que fazem museus e estádios de futebol agora também querem fazer as nossas casas"

não vale a pena, vamos é trabalhar noutra frente: educação,


Concordo a 100% com o post, especialmente na parte que coloquei a bold

Share this post


Link to post
Share on other sites

Aliás, segundo a opinião do seu colega, chega-se a outra conclusão, porquê mudar, se nada vai mudar?

O problema dos fóruns, é que toda a gente quer colocar um post, por mais ridículo e desnecessário que seja.

Share this post


Link to post
Share on other sites

lllarqll o problema e a virtude dos fóruns é que os seus utilizadores têm a oportunidade de exprimir as suas opiniões sobre as matérias que lhes interessam. há sempre que concorde, há sempre quem discorde, há quem seja céptico, há quem seja optimista, há quem se preocupe com a qualidade, há quem se preocupe com a quantidade...e há, os que sem mais argumentos desatam a apelidar de "ridículo e desnecessário" a opinião contrária à sua ...assim se constrói esta democracia que já leva 35 anos. e ao fim de 35 uns congratulam-se que finalmente se aprovou uma coisa e ao fim de 35 anos outros lamentam os 35 anos perdidos e afirmam que já vem tarde, e acrescentam a necessidade de trabalhar numa nova frente: a educação... estamos esclarecidos ou preferes continuar uma discussão séria sobre um tema que nos interessa, e que deve ter opiniões contrárias, através de insultos?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Tenho-vos a dizer q a democracia foi uma conquista dificil e portanto dever-se-ia encará-la com mais responsabilidade. Democracia não é sinónimo de libertinagem, não é qq um dizer os maiores disparates que lhe vêm à cabeça só e apenas porque pode! o que fazemos e o q dizemos têm consequências! democracia sim, mas com bom-senso. Se aqui há quem ache q a revogação do 73/73 é inutil e que a classe dos arquitectos está tão corrompida ao ponto de não alterar em nada a situação da qualidade do ambiente construido no país, epah...o q vou dizer é um cliché, mas se n formos nós a acreditar q podemos e vamos fazer melhor, então como convencer a população q nos procura e contrata?! parece-me afinal q o problema da educação não é só do "povinho" como aqui alguém já referiu

Share this post


Link to post
Share on other sites

Não muda nada? A concorrência entre 18000 Arquitectos, a crescer de ano para ano (corrompidos ou não/mortos ou vivos) não basta? Quer mais ainda?

amanha já vou pensar de outra maneira

kwhyl, eu acho que muitas vezes, você não diz o que pensa, acho que foi o caso deste post.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Tenho de concordar com o ARK, a revogação do 73/73, apesar de importante e de clarificar as competências de cada um dos envolvidos nos diversos tipos de projecto, não vai resolver por si nem os problemas da classe, nem os da qualificação do território e das cidades. A proletarização que os arquitectos têm sofrido, mercê da torrente de novos licenciados todos os anos e do aproveitamento vergonhoso por parte dos patrões de mão-de-obra paga ao preço da uva mijona, é algo que só com medidas de fundo no funcionamento quer da Ordem, quer dos gabinetes fará efeito. Agora não estou a ver a OA a estabelecer um regime rígido de compensações (nem, segundo as regras de concorrência da UE o deve poder fazer) e muito menos a estou a ver a controlar a qualidade dos estágios. A revogação do 73/73 poderá ter pelo menos uma boa coisa: a responsabilização directa dos arquitectos pelo ambiente construído, em vez de assobiarem para o lado. Um pouco de educação sobre arquitectura, o papel dos arquitectos, as cidades e o urbanismo aos leigos também não fazia mal a ninguém e pode ser que passassem a reclamar por melhores espaços. Ainda não consegui arranjar a última redacção do novo decreto. Alguém sabe por onde andará?

Share this post


Link to post
Share on other sites

E por fim, aos arquitectos a arquitectura, aos paisagistas a paisagem, aos engenheiros a engenharia, aos construtores civis a construção. Nada mais. Espero é que o novo decreto tenha bem estabelecidas as competências de cada um e apagasse as borradas da redacção que estava em cima da mesa quando a Helena Roseta foi presidente do Conselho Directivo da OA.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Como ainda não foi promulgado pelo PR, não foi ainda publicado. Talvez no site da assembleia ou contactando a Ordem, que participou na sua redacção.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Nós Arquitectos, estamos habituados a esperar... esta vitória, vai saber melhor aqueles que já esperam há demasiado tempo... além de ser amarga (malta a ranger os dentes) para um espectro alargado de pessoas! Não vale a pena precisar. E... lá, lá, lá!

Share this post


Link to post
Share on other sites

lllarqlll trata-me por tu, tenho 25 anos, e "amanha já vou pensar de outra maneira" acho que é o segredo da arquitectura, chama-lhe evolução, chama-lhe constante aprendizagem e refinação...como não tinhas mais onde pegar, foste ali à frasezinha de assinatura tudo o que disse é o que penso, tou-me sinceramente a cagar pá concorrência dos 18mil, pós corruptos, pós estágios mal pagos, quero qualidade, quero arquitectura e urbanismo bem feita, quero que as pessoas acreditem em nós por educação, por convicção e não porque são obrigadas a usarem-nos...não acredito que o 73 venha dar um passo muito importante...aliás, mais te digo, estou descontente com o rumo em geral da arquitectura, do star system, dos grandes escritórios de centenas de escravos, da falta de "arte" e criatividade na arquitectura, dos promotores mal formados sem capacidade para perceberem as mais valias da arquitectura, apenas com a capacidade de perceberem que uma assinatura de um star no cartaz promocional lucra mais do que um risco bem feito, da corrupção economica que leva os ateliers em portugal a encherem angola de urbanismo desenhado a cad em lisboa, em vez de em conversa em luanda... por tudo isto, não me peças para pensar no grande salvador 73 o pritzker para o zumthor quer dizer muito, vem contradizer o rumo da arquitectura e dar esperança a gajos como eu, mais do que qualquer lei no corrupto parlamento nacional, cheio de burucratas do grande capital e deixa de me tentar atacar com merdinhas que não vale a pena, a sério...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Parabéns Kwhy pela tua "formação" é de arquitectos com essa "forma de pensar" que este país precisa. Não daqueles que acham que é atravez de um decreto que agora as coisas vão mudar. Tb não é daqueles que pensam que este decreto não vem mudar nada pois de facto bem, resta saber agora se é para melhor ou para pior. Meus senhores deixei-se de ilusões e aproveitem esta oportunidade para mostrarem aquilo que realmente valem. Não se iludam pois agora a culpa das coisas correrem bem ou mal vai ser exclusivamente imputada a vós. Façam a vossa propria selecção denunciando os corruptos os vendidos e os maus profissionais. Se os desenhadores continuarem a fazer projectos é pok há em algum lado um arquitecto que os assina...

Share this post


Link to post
Share on other sites
kwhyl

Muda de País... porque isto nunca vai mudar neste sentido, a nova fornada que está a sair das Universidades, preconiza o laxismo de forma pior ou igual aos precedentes! A solução é dar o exemplo, na medida do possível. O Dom Quixote Português, acaba sempre fudido!

Zedasilva

Denunciar corruptos? Já viu os cargos mor da nação e dos municípios em geral? Tem muito por onde escolher... Qual é o interesse em denunciar o zé da esquina... não é o zé da esquina que está a dar cabo disso, não é quem compra, é quem se vende!. Você ainda vai votar no domingo?

Mas ainda pergunto, em especial a vocês os dois, a solução passa por não revogar o 73/73? Certamente que colocar um post só porque sim, é uma boa forma de passar o tempo.

Share this post


Link to post
Share on other sites

kwhyl

Muda de País... porque isto nunca vai mudar neste sentido, a nova fornada que está a sair das Universidades, preconiza o laxismo de forma pior ou igual aos precedentes! A solução é dar o exemplo, na medida do possível. O Dom Quixote Português, acaba sempre fudido!

Zedasilva

Denunciar corruptos? Já viu os cargos mor da nação e dos municípios em geral? Tem muito por onde escolher... Qual é o interesse em denunciar o zé da esquina... não é o zé da esquina que está a dar cabo disso, não é quem compra, é quem se vende!. Você ainda vai votar no domingo?

Mas ainda pergunto, em especial a vocês os dois, a solução passa por não revogar o 73/73? Certamente que colocar um post só porque sim, é uma boa forma de passar o tempo.



Certamente que também não com a tua maneira de pensar que as coisas vão mudar, es o tipico do "contra" que nada vem acrescentar à conversa, se queres ser do contra pelo menos propõe a tua solução para o problema! se achas que o problemas não tem solução entao os teus posts é que são mesmo para encher chouriços e para dizer que tens muitos posts!

Share this post


Link to post
Share on other sites

és o típico do "contra"

És tu que vais salvar isto... aliás, o País precisa de ti no Domingo, todos os bons exemplos estão nos nomes perto daquelas cruzinhas. Todos!

A Solução é nunca se vender... e ter um misto de desprezo e distanciamento de tudo o que é Política, obviamente que quem pensa assim, não chega a lado nenhum... é a grande diferença entre "eu estou preocupado com isto" ou "o verdinho a entrar, que se dane".

Eu não percebo porque é que a maioria ainda continuam a fingir... se todos sabem onde os culpados estão.

A revogação do 73/73 são migalhas (no sentido em que chega tarde) para quem passou os 35 anos debaixo desta treta e a votar...

Mais cinco anos? Estes gajos estão a mangar!

Share this post


Link to post
Share on other sites

A situação em que ainda vivemos com 73/73 não se vé em mais nenhum país desenvolvido. A UE anda há muitos anos a "recomendar" Portugal para resolver isto, mas está perto, já só faltam 5 anosXD. Ver arquitectos que desprezam a importância da sua revogação é simplesmente lamentável e não será concerteza com estes que as coisas vão melhorar. Dizem-me: isto não vai resolver os problemas dos arquitectos e da arquitectura. Talvéz, não sou futurólogo. Mas vem resolver o problema de justiça e responsabilização profissional.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Escreve-se tanto dislate neste tópico, simplesmente ideias pré-concebidas e mitos urbanos (e também rurais), muita matéria para o canal Discovery!
Com a revogação do 73/73 só se pode fazer um balanço daqui a 10 anos, todos os "futurismos" que se fazem sobre o provável progresso da qualidade da arquitectura é pura especulação! Apesar de estar pessimista sobre a arquitectura (mais a maneira como se constrói) é com felicidade como arquitecto que finalmente poderei assumir a responsabilidade de ser arquitecto que tem a exclusividade profissional de fazer arquitectura.:D

Share this post


Link to post
Share on other sites

Gigab, nao fale do que nao sabe, no reino unido, nem sequer tem de ser agente tecnico de engenheria para assinar o projecto de uma casa, basicamente qualquer pessoa pode faze-lo, ainda que nos centros urbanos, exista mais facilidade de fazer aprovar se for um arquitecto, bem pelo menos o acto de comprar a assinatura torna-se inutil. Temo que o final do 73/73 venha funcionar mais como uma redestribuicao de trabalho do que como uma forma de melhorar a qualidade do nosso patrimonio construido, ora se querem redestribuir trabalho, entao obriguem a formacao de cotas de trabalho que a seu tempo irao com certeza trazer mais qualidade. Acedito verdadeiramente que existem muitos desenhadores e engenheiros a fazer um trabalho mais honesto e com mais qualidade que a maioria dos arquitectos, no entanto nao existe qualquer plano de integrar estas pessoas no mercado profissional da Arquitectura, nao existindo sequer os chamados cursos em part-time que se veem aqui na Inglaterra, que embora durem quase o dobro dos outros permitem as pessoas continuar a trabalhar enquanto fazem o seu curso.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eles que passem cinco anos da vida deles a estudar, depois passem por um estágio pouco ou nada remunerado e por fim, metam-se na bicha e entrem na respectiva Ordem Profissional. O tempo que se passa numa Licenciatura/Mestrado, é também tempo perdido a não trabalhar a full-time, a entrar tardiamente no mercado de trabalho, querem continuar a mentir as pessoas que passam por isso? Tanta celeuma por uma regime de qualificação que era transitório, transitório o caraças... os nomes que se inventam, para suster palhaçadas.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Gigab, nao fale do que nao sabe, no reino unido, nem sequer tem de ser agente tecnico de engenheria para assinar o projecto de uma casa, basicamente qualquer pessoa pode faze-lo, ainda que nos centros urbanos, exista mais facilidade de fazer aprovar se for um arquitecto, bem pelo menos o acto de comprar a assinatura torna-se inutil.

Temo que o final do 73/73 venha funcionar mais como uma redestribuicao de trabalho do que como uma forma de melhorar a qualidade do nosso patrimonio construido, ora se querem redestribuir trabalho, entao obriguem a formacao de cotas de trabalho que a seu tempo irao com certeza trazer mais qualidade. Acedito verdadeiramente que existem muitos desenhadores e engenheiros a fazer um trabalho mais honesto e com mais qualidade que a maioria dos arquitectos, no entanto nao existe qualquer plano de integrar estas pessoas no mercado profissional da Arquitectura, nao existindo sequer os chamados cursos em part-time que se veem aqui na Inglaterra, que embora durem quase o dobro dos outros permitem as pessoas continuar a trabalhar enquanto fazem o seu curso.


OK. reformulo:
não se vé em mais nenhum país desenvolvido (exluindo Inglaterra).

A Inglaterra nunca foi muito europeísta, daí o seu "desprezo" pelas recomendações da UE.

Já agora essa historia de desenhadores e eng. que fazem melhores projecto que arquitectos, já todos demos para este peditório.
Também há enfermeiros melhores que médicos e escriturários melhores que advogados. A questão não está aí. Sabes bem.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu acho que a qualidade, depende muito da abertura do cliente. Sim, a revogação do 73/73 não vai provocar milagres, mas definir os técnicos qualificados... esperemos que ao menos isso seja possível. Cumprir estes mínimos por exemplo.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Please sign in to comment

You will be able to leave a comment after signing in



Sign In Now

×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.