Jump to content
Arquitectura.pt


MonkSP

Membros
  • Content Count

    11
  • Joined

  • Last visited

  1. Hoje entrei no café em frente a uma câmara e tinham lá deixado um molhor de flyers "1750€ por projecto de legalização, com todas as especialidades incluídas".
  2. |||ARK||| Lamento profundamente ter personificado um mim o problema dos fóruns. Pode continuar a troca de opinião em monólogo.
  3. Concordo a 100% com o post, especialmente na parte que coloquei a bold
  4. Procuro fazer a certificação energética da minha casa. É um T2 com 96m2 no centro de Lisboa. Recebo propostas por PM abaixo dos 200€ com IVA incluído e taxa p ADENE. Obrigado.
  5. A legislação tem que ser cumprida salvo impossibilidade técnica numa casa antiga. É claro que uma casa antiga tem condicionantes que inviabilizam o cumprimento de determinadas disposições. Esse caso específico depende de uma análise mais detalhada do caso. Não. O RGEU e o 163/2006 prevêem os casos em que dão abertura a edificações mais antigas. Espero ter ajudado.
  6. Tem que pagar os 20% da adjudicação do trabalho. Não assinou mas se não contesta o orçamento, ao fim de 15 ou 30 dias, não em lembro do prazo, é dado como aceite, uma vez que o arquitecto iniciou o trabalho e apresentou-lhe propostas. Já tive clientes que adjudicam o mesmo trabalho a vários arquitectos e escolhem o melhor. Pagam os 20% ou 30% a todos mas só a proposta que os satisfaz é desenvolvida e passa às outras fazes do contrato. Espero ter elucidado.
  7. Não perdeste nada. Alias, perdeste sim, mais uma vez um representante da ordem a fazer uma figura triste. Dizia que não se intitula bastonário porque não usa bastão e que a ordem é democrática e por isso não há bastão. Andou-se à volta desta idiotice ... é de chorar. Um nojo. Se não fosse a Fátima a salvar a bandeira a dizer que os arquitectos até ganham prémios estrangeiro ainda ficávamos pior vistos.
  8. Esse livro é obrigatório. Não sabia que já se vendia cá.
  9. recuso-me a discutir mais esse decreto. não leva a lado nenhum. se quiseres discutir outra coisa força.
  10. Posso-te garantir que em Lisboa e na área metropolitana não há projectos assinados ao abrigo do 73/73. São assinados por arquitectos e são um nojo. Como te digo, no contexto actual, isso é um mal menor. Enquanto não se descolar dessa ideia do 73/73 é andar a pedir que nos levem ao colo. Refuto esse tipo de pensamento. E como digo, enquanto a imagem dada pelos arquitectos for a que descrevi, só mesmo levados ao colo. [ironic mode on] Boa, passem mais 30 anos a discutir o 73. Foi assim que a ordem dos engenheiros conseguiu ter a aceitação na sociedade que tem hoje. [/ironic mode off]
  11. O 73/73 é um mal menor. Todos os dias se iniciam construções novas cujos projectos são assinados por arquitecto e são uma vergonha para a classe. Não conheço UM ÚNICO projecto de arquitectura que actualmente não seja subscrito por um arquitecto. O Dom Quixote já passou. Lutem é pela qualidade da arquitectura que só assim é que a classe tem credibilidade. O nosso bastonário referiu disse que o problema actual era a falta de ordenamento da cidade. Que se tinha iniciado um grupo de trabalho. Não soube explicar o que estão a fazer. Enquanto a abordagem do arquitecto em Portugal continuar a ser o
×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.