Jump to content
Arquitectura.pt


O Ultimo Filme que Vi


Recommended Posts

  • Replies 566
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

Top Posters In This Topic

Popular Posts

.

Eh triste... acabou em grande. A juventude tem destas coisas... perdem-se na droga e morrem... quando nao morrem caem no abismo... forever.

[ame="http://www.youtube.com/watch?v=_VOJmWs_51g"]YouTube - Thai movie - The King maker[/ame] Um filme anglosaxonico que fala das aventuras de um aventureiro portugues no sec XVI. Um Filme Serie B. Nao eh todos dias que se ve um filme estrangeiro a falar sobre as aventuras dos portugueses na Asia. Para quem ver, os brancos representam os portugueses.

Link to post
Share on other sites

Fui ver o 10000 ac ... uma grande treta.

Mais uma vez a história da Atlântida, especulações sobre as origens do Egipto, a indiferença, o uso e abuso superficial de temas como forma de decoração para entreter... uma grande porcaria de filme.


Este foi o ultimo que vi..
Em termos de precisão e rigor históricos o filme manda valentes calinadas...Mas penso que esta nao seja o tipo de filme com aspiração a contar uma historia baseada em factos veridicos, mas sim um filme para entreter, e simplesmente para contar uma historia. E esses objectivos cupre perfeitamente 6/10

Antes deste vi o Death Proof...que dizer? é Tarantino! Gostei do facto de nao ser como os tipicos filmes de terror que ao fim de 15minutos ja nos fartámos de ver sangue...Conta duas historias objectivamente sem meios termos.
Link to post
Share on other sites
  • 2 weeks later...

a comédia de deus é um filme divinal! A personagem de joao cesar monteiro é bastante interessante e intensamente expressiva a seu modo :)

últimos filmes que vi:

Helvetica (um documentário sobre tipografia, design gráfico, comunicação, etc, baseado na história e impacto desta mítica tipografia. bastante interessante na area da comunicação)
No Country for Old Men (tenho de voltar a ver :p )
My Blueberry Nights (um filme apaixonante e com grande sensibilidade, com um trabalho de camara bastante interessante.)
Sweeney Todd (no género está interessante, em especial o trabalho dos actores na coordenação dos movimentos corporais com as músicas e no trabalho vocal, especialmente de johnny depp)
Fargo (já o tinha visto há bastantes anos e já nem me lembrava da história. é sempre bom recordar. a nível de fotografia está bastante interessante.)

Link to post
Share on other sites
  • 4 weeks later...

Isso é que é o filme da paródia do "300"? Não sei se irei perder tempo a ver isso... O "300" é um filme excelente, com uma grande produção. Neste género aconselho o "Beowulf", vi-o por acaso e não estava nada à espera do que vi. Tem uma produção absolutamente fenomenal!

Link to post
Share on other sites

Eu vi o "Mishima, A life in four chapters", não foi no cinema vi em DVD, é um pouco antigo, data de 1985, mas eu gostei.
É uma biografia de um escritor dividida em 4 partes:
beleza", "arte", "ação" e a climática "harmonia da pena e da espada".

citando fonte de internet:
O filme é estruturado em quatro partes: as três primeiras - Beleza, Arte e Ação - misturam acontecimentos da vida do escritor com suas obras "O Templo do Pavilhão Dourado", "A Casa de Kioto" e "Cavalos em Fuga" para falar da obra, da infância e da juventude de Mishima.
A quarta, "A Harmonia da Pena e da Espada", aborda o ritual do suicídio de Mishima que, depois de cortar o abdômen, é decapitado por um seguidor seu.

Link to post
Share on other sites

ando mortinha para ir ver o "Blindness". Amei o livro, é de facto o meu livro preferido e estou com as expectativas muito elevadas em relação ao filme :)


Margarida:) eu também gostei muito de ler o livro, apesar de ter sido obrigado a isso para a cadeira de antropologia, se não me engano, do segundo ano da Lusíada do Porto.
Não esperes muito do filme porque o mais certo é apanhares uma valente desilusão, pelo que ouvi o Meirelles procurou ser o mais fiel possivel ao livro em vez de procurar uma interpretação mais livre que desse mais caracter ao filme, bom pelo menos vamos poder ver uma coisa proxima a visão do Saramago e pode ser que, se o blindness for um sucesso, o sielberg faça a adaptação do memorial do convento para filme :icon_peace:como queria fazer a uns anos.
Entretanto já fui ver o magnifico Blade Runner :icon_pistoles:no cinema, não registei grandes alterações relativamente ao orginal mas foi bom assistir a exibição em sala propria para o efeito.
Link to post
Share on other sites

Margarida:) eu também gostei muito de ler o livro, apesar de ter sido obrigado a isso para a cadeira de antropologia, se não me engano, do segundo ano da Lusíada do Porto.
Não esperes muito do filme porque o mais certo é apanhares uma valente desilusão, pelo que ouvi o Meirelles procurou ser o mais fiel possivel ao livro em vez de procurar uma interpretação mais livre que desse mais caracter ao filme, bom pelo menos vamos poder ver uma coisa proxima a visão do Saramago


também fui "obrigada" a ler esse livro para antropologia e depois disso já o li várias vezes. é simplesmente inspirador. ao contrário de ti achei muito bem que o realizador se mantivesse fiel o mais possível ao livro, porque assim essa interpretação que falas, continua a ser livre mas para o espectador/leitor. não temos que nos "sujeitar" à interpretação do realizador. aliás, foi o próprio que disse que era precisamente isso que gostava na obra, "essas várias pontas soltas que podem ser lidas sob qualquer tipo de visão" :)

margarida duarte

Link to post
Share on other sites

[ame="http://www.youtube.com/watch?v=NeYLZtHCt0I"]YouTube - cashback trailer[/ame] Em portugues, Bem vindo ao Turno da Noite. Um filme interessante dum estudante de belas artes que perde o sono e vai para um supermercado e ganha o dom de parar o tempo. [ame="

"]YouTube - NIGHTWATCHING[/ame] A Ronda da Noite. Um filme de Peter Greenway. Um filme sobre o quadro da Ronda da Noite de Rembrandt. Pretendia-se ser um quadro do retracto duma milica holandesa mas que no final revelou ser uma critica contra uma milicia composta de assassinos, homossexuais nao assumidos, avarentos, pedofilos piores do que Josef Fritzl... a accao desenrola-se na Holanda de Rembrandt do sec. XVII e numa Cama Andante que percorre uma grande casa... Dois filmes sobre Arte, sobre o desenhar... e bla bla bla...
Link to post
Share on other sites

Please sign in to comment

You will be able to leave a comment after signing in



Sign In Now

×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.