Jump to content
Arquitectura.pt


Gupyna

Membros
  • Content Count

    536
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    4

Everything posted by Gupyna

  1. Não me importava de a ter, só mudava a mesa de bilhar por uma de matraquilhos e acrescentava uma máquina de finos (imperiais para a malta de lisbon)!:margarida_beer:
  2. Cá pelas bandas de Portugal era impossível aprovar este projecto, com a nossa legislação!:margarida_beer:
  3. O Porto continua a ganhar, já estamos habituados!:margarida_beer:
  4. Vals já parece a Mecca dos arquitectos!:margarida_beer:
  5. Se o unico objectivo do sucesso é aparecer nas revistas e dar conferencias, o melhor é concorrer ao Idolos!:margarida_beer:
  6. O ideal é ter um parceiro (PME credível) para assegurar as obras de arquitectura, porque gerir uma empresa de construção dá muitos problemas! O ideal seria concretizar a gestão da obra pelo atelier, mas para isso é preciso existir confiança nos parceiros, e ter como objectivo primário construir bem, em detrimento de lucros de 300%!
  7. Preocupa-me mais os azulejos, pedras de granito coladas, e a "litocer" a cair nas cabeças das pessoas do que as marquises e cuecas! Acho mais grave a má aplicação e falta de qualidade dos materiais de revestimento, isso sim um verdadeiro drama nacional!:margarida_beer:
  8. Que confusão anda nestas cabeças, a assustar o jovem!? Mas se queres o meu conselho vai para medicina, ai sim ganhas o que queres a receitar aspirinas a torto e a direito! P.S. segue os teus sonhos! não ligues à malta, o curso de arquitectura só queima metade dos neurónios!
  9. Como o vitor nina referiu não esquecer um estudo sobre a "localização" das juntas, porque são necessárias! Na fotografia exemplo aparece uma!:margarida_beer:
  10. Sempre podes utilizar um acabamento mais "limpo"! Ve este site com vários produtos e aplicações: http://epoxyresinfloors.colledani.com
  11. Acho que o representante da Ordem dos Arquitectos representa bem a nossa classe! Por isso não é convidado! Andamos todos preocupados com a nossa "arquitectura", que achamos sempre a melhor do mundo! A Ordem só serve para "sacar" trabalho, visto ser uma meio privilegiado de angariar clientes “fáceis” e com dinheiro, privados e públicos! Ai, as férias,......! Só fazem mal!
  12. Rever as tramas dos desenhos, o desenho técnico deve ser mais "leve", para permitir uma leitura mais eficaz do projecto nomeadamente para um júri de uma prova final. O desenho na escala 1:500 tem excesso de informação, o que importa é a proposta e o que se destaca, neste caso, é a envolvente do existente. As tramas nos interiores também não ajudam, demasiados cinzentos em todo o conjunto. A escala 1:100 nas plantas e cortes, têm informação adequada a outras escalas, ou seja, à escala 1:50 que já é de projecto de execução? Rever o alçado F, que tem um erro na cobertura, na ligação entre o co
  13. As contas são simples trabalhas 8 horas por dia, 22 dias por mês em média, o que pode dar um total mensal de 1750 euros aproximadamente, que deveria ser sempre o minimo que um arquitecto em Portugal deveria receber, porque os patos bravos e alguns corruptos nos organismos publicos, ficam com o "bolo" todo!:margarida_beer:
  14. Depende do gabinete e da sua dimensão (ou seja o volume de trabalho, e os lucros que os sócios querem para gastar em topos de gama, férias no brasil...!). Fora de brincadeiras, depende sempre do grau de dificuldade dos projectos a efectuar, se for uma moradia pode ir dos 8 a 20 euros, se for um programa mais complexo, como um equipamento hoteleiro pode chegar aos 50 euros, mas é claro tudo depende dos prazos dos clientes, das capacidades do freelancer, ou seja não é fácil estabelecer um valor global. Mas se for para início de carreira pediria 10 euros, para não assustar o "patrão"!?
  15. Por aqui no gabinete também estamosa reformular uma escola,..., mas é privada! Convém realçar que ganhamos este projecto num concurso, apesar de ter sido por convite, em concorrencia directa com outros quatro gabinetes. O que me faz pensar que os concursos para o estado serão sempre um "problema", porque os "sobrinhos arquitectos" teriam de se sujeitar à concorrencia pura e dura, e isso é uma chatice!:margarida_beer:
  16. O siza e o frank são grandes amigos, quando o siza viajava chegou a ficar na casa do frank em Los Angeles, e fizeram um pequeno trabalho juntos, se não estou em erro um projecto para a Universidade de Arquitectura de Los Angeles, por isso não é surpreendente elogiar o trabalho do amigo, visto ter um conhecimento pessoal e não tangencial como "nós" que só conhecemos as obras de revista,!:D
  17. Não leves a mal, mas acho que mais um ano em Nova Iorque seria mais interessante sob o ponto de vista profissional do que qulaquer atelier em Portugal. Num país que não dá muito valor aos arquitectos de interiores devido à concorrencia desleal das "tias" decoradoras! Digo isto porque pareceu-me que o volume de clientes do David Ling era muito "vasto" e plural! Mas obviamente devem estar outros valores em jogo, para pretenderes voltar para Portugal! Boa sorte, espero que encontres o atelier adequado ao teu curso em Portugal. Tens que bater algumas portas, porque existem muitos ateliers que não
  18. "E aparentemente têm mais saida profissional do que em Arquitectura." Quem disse? Só se for em Angola? Ou nas obras!:D
  19. "Relativamente às escadas o arquitecto num dos programas Arquitectarte, explicou que era a alma da casa.Se estas propiciam a dificuldade de mobilidade interior , o guggenheim de Wright tambem acarreta essa tal dificuldade que nao deixando de ser um edificio referencia do seculo xx.Mesmo as teorias geradas da segunda metade do seculo xx revelaram desencantos face à cidade , mas tambem à arquitectura(arquitectura desconstrutivista).Mas o que se salva de tanta descussao é facto de os promotores terem dado a liberdade ao arquitecto de realizar esta obra , talvez livianamente, existindo tantos arqu
  20. "A escolha de um bom profissional nunca pode passar pela aparencia, mas sim pela competencia!" Esta frase pode-se ler na sede da Google numa parede de uma das salas do departamento de recursos humanos.:D
  21. Esta malta é muito precoce, aos 15 anos já quer ser arquitecto? Eu com 15 anos queria era curtir, só percebi que queria ser arquitecto com 19 anos, depois de perceber as diferenças entre engenharia e arquitectura e como gostava de construção, desenho e "inventar modos de habitar" optei pela última! Não tinha na altura nenhum familiar ou amigo arquitecto! Tive sorte gostei do curso e da faculdade (na altura a iniciar como FAUP e a estrear os novos edifícios do mestre) dos colegas, apesar da competição forte e por vezes alucinada, de alguns professores que recordo com saudade (Fernando Távora, o
  22. Já agora a revista está optima! Mais compacta e mais sintética, tipo usar e deitar fora! (Deitar fora mas no ecoponto!) Fora de birncadeiras, os membros devem reflectir se querem ou não pertencer à Ordem, porque em qualquer país civilizado existe uma, e pagam-se cotas! Eu também no inicio da minha actividade não assinava projectos, porque trabalhava para um "truta", e nunca me queixei, apesar de ter deixado de comprar as minhas BD's porque o carcanhol não esticava! Hoje em dia ninguem gosta de pagar nada, porque têm de sustentar os gadgets da apple! ironia ironia.......
  23. Um tema que te identifiques, porque se escolheres mal (geralmente os temas da "moda") vais arrastar a tese! Evitar teses sobre planos de salvaguarda, sobre arquitectos como o Zumthor, Nouvel, Siza, Moura, Hadid. O tribunal valoriza actualmente as teses sobre arquitectura sustentável ou sobre tipologias "mal divulgadas" da nossa arquitectura "rural". Mas quem sou eu para o influenciar, só estou a pensar alto!:D
×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.