Jump to content
Arquitectura.pt


XXXXX

Membros
  • Posts

    362
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    19

Everything posted by XXXXX

  1. Não está a espera que lhe diga que a sua prosa é semelhante a poesia do Herberto Helder pois não?
  2. Claro, estar fora de moda é também não acreditar que existe uma coisa chamada firewall, que funciona perfeitamente, sendo ou não software pago. Eu estou fora de moda... a anos, fora de moda... nunca o choque tecnológico foi tão estúpido. edit: eu adicionei a palavra não a vermelho.
  3. Filipe.. arranje uma gramática, é um bom conselho.

  4. Você é um fingido... vá para a função Pública... o meu nome é Ricardo Dias, se quiser levar na tromba na primeira pessoa, é só marcar um dia.

  5. Passei cinco minutos a reflectir, (não, não foi meia hora "Hoje, 22:08") após o meu último post para chegar a conclusão (não digo brilhante, pelo excesso de humildade que pauta a minha conduta) que você provavelmente, escreve mal de propósito... é um fingido, como o outro dizia, a sinceridade é um vício da educação e deve ser proscrito! Fique em Portugal, que aqui tem Futuro, a função pública vive as custas de pessoas com o seu perfil.
  6. Realmente Filipe, com este genero de comentários, mais vale arranjar uma gramática. É este tipo de competição, que saí das nossas universidades... não há espaço, como muitos dizem. Não é preciso ser brilhante, é só um conjunto de regras que metes na cabeça e repetes enquanto escreves, gramática! P.S. Vamos esperar que não passe por ignorante, depois de queimar as fitas fardado de negro, principalmente quando o tópico são casas patio!
  7. Se o dinheiro é o seu objectivo e não quer sair de Portugal, não estude Arquitectura.
  8. Não acho que seja a funcionalidade, um viaduto com pretensões de ser um condomínio em parte, é uma solução inteligente, do ponto de vista da ocupação do solo. Agora se é fazível do ponto de vista da engenharia necessária e dos custos, não sei. Aqui não se trata da velha questão da cidade vertical, o telhado é um viaduto, o objectivo é a dupla função de um equipamento e poupar na ocupação do solo. Problemas: Exaustão de gases. Passagem dos veículos e eventualmente o barulho. Combinar uma estrutura para pontes e habitação. Mas tudo isto em Portugal soa ridículo, geralmente existem expropriações para efectuar este tipo de equipamentos, tal como autoestradas e equipamentos afins. Como vê, aqui em Portugal este tipo de equipamentos, não levantava dúvidas.
  9. Fonte: World Architecture News
  10. Tenho que reconhecer os meus limites, não consigo tornar este parágrafo mais explícito. Não consigo, admito!
  11. Diferente, inovador e de grande qualidade... as pessoas muitas vezes confundem inovação, com palhaçadas a F.G., num País com dois Pritzker´s, as pessoas deveriam começa a pensar, que o nacional em termos de Arquitectura, é muito bom, principalmente quando é exportado para fora. Pegar num bocado de plasticina, atirar o mesmo ao chão, fazer um buraco e depois atirar ao ar e ver como caí no chão e fazer outro buraco, adicionar uma casa de banho, uma cozinha e uns quartos... isto é ser original? Ponham putos de 5 anos a fazer Arquitectura... existem por aí Pritzker´s muito mal entregues ou porque simplesmente tinham que ser entregues. Sem qualquer tipo de inteligência, porque sim e inspirados num dos últimos trabalhos de Le Corbusier. Árvores de Natal e um enorme dispêndio de dinheiro.
  12. Cara colega, o que lhe vou transmitir, é retirado directamente das minhas sebentas, mas digo-lhe desde já, que o principal problema desta tinta, é não ser M0, existem tintas melhores para este efeito. Como estas sebentas são antigas, aludem a um produto que já está à muito tempo no mercado, não é qualquer coisa que saiu nos últimos 5 anos e que não passou nos testes de durabilidade do produto.
  13. Tente estampar isto numa t-shirt preta, será que fica bem? Será que dá um ar, um tanto ou quanto acessório? Acha redundante, post após post , andar para aqui numa inconsequente provocação... bem, é este é o País que temos e que eu aturo... em Junho fazemos as contas.
  14. Repare neste acessório, numa t-shirt preta... acha redundante?
  15. Faltou também referir créditos para tudo e mais alguma coisa... há muita coisa ridícula neste País. Desculpe joaopedrosilva, se por acaso se acha acessório o meu comentário ou é adepto do acessório por norma? Mas vamos lá, uma pulseira para fazer peso, um relógio para as horas, um iphone para telefonar, um ipad para ler umas coisas e um ipod, para a ***** da música, será um acaso ou pura sorte conseguir ligar um destes periféricos a um PC, podemos morrer a tentar, ou simplesmente sermos compelidos a usar software da Apple. Um brinco na orelha, só porque sim, os conhecidos badgets, com dizeres da moda, por cima das mamas, ou nas costas. Entre ser confundido com uma Árvore de Natal ou um Palhaço do Carnaval é muito difícil ser apenas simples. Não, não gosto de Coophimmelblau. Achou o meu comentário acessório?
  16. Não, tive que ver realmente o filme para emitir uma opinião... É como dizer que "The Social Network" é um dos piores filmes de Fincher... muito acessível, adolescente, ao sabor da moda e do crescimento do facebook, é difícil manter sempre o mesmo patamar de qualidade.
  17. As pessoas são redundantes, gostam do acessório... relógios, óculos de sol, pulseiras, por aí a fora.
  18. Um dos piores/primeiros filmes de Tarkovsky, Ivan´s Childoohd, o que é bom, dada a qualidade dos restantes que ele fez.
  19. O ShortCAD Lite faz o mesmo, em windows mobile e é free. Já estamos a chegar ao ridículo de desenhar num iPad?
  20. Quando os agentes técnicos e engenheiros deixarem definitivamente de fazer projectos de arquitectura, talvez o mercado se sustenha durante mais uns anos e como todos sabem, os Arquitectos, não fazem apenas projectos de arquitectura... este ponto não vale a pena voltar a abordar.
×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.