Jump to content
Arquitectura.pt


marco1

Membros
  • Content Count

    533
  • Joined

  • Last visited

Everything posted by marco1

  1. Já agora o arco foi feito para sustentar a ponte certo e o restaurante foi pensado logo á partida ou surgiu depois??
  2. Ideahabit, realmente estou curioso, porque não meter aqui ?? é talvez um dos sitios mais vistos nesta área e para alêm da divulgação seria uma optima ( merecida ) publicidade ao autor.
  3. http://acessibilidade-portugal.blogspot.com aqui neste excelente blog pode tambem tirar muitas dúvidas.
  4. Tico terá a ver com a morada fiscal?? tem de haver uma não ??
  5. Nos tempos que correm há algo que me pertuba na arquitectura, ou seja, não haverá um excesso de protagonismo da mesma mesmo em intervenções que mais não deviam ser simples "peças" do organismo cidade/ vida ? Será o ponto forte deste projecto, a sua qualidade no ambito do binómio forma/ função, ou é o ponto forte a sua espectacular diferente e inovadora forma ?
  6. O terreno é aquele "estreito" verdinho com as oliveiras. [/ATTACH] Luis, este projecto não pretendia ser a obra da minha vida, pois por muita vontade que tivesse, nem o orçamento nem a disponibilidade para tal do cliente me permitiam voar mais alto. ainda assim cortando aqui e ali acho que nada resultou gratuito e embora respeite a tua opinião o interior parece-me fluido e com uma organização que funciona sem ter sido "tipo encher chouriços". Em relação á parede com as pedrinhas, foi muito intencional e uma forma que encontrei de "matar"o impacto que teria aquele alçado com uma grande empena e, com o tempo aquela rusticidade conjugada com as futuras trepadeiras conseguir uma certa integração nesta zona de paisagem muito pouco edificada. Mas tinha interesse em saber onde dizes que este projecto não cumpre com o decreto 163. Pedro o oficio não refere explicitamente essa frase mas o nosso douto colega arquitecto que deu o parecer, assim o descreveu tendo até originado uma reunião com o seu chefe e na qual eu fui explicito que não reconhecia os seus argumentos e só não avancei com um pedido de mediação á ordem porque o cliente quis pura e simplesmente aguardar por melhores dias uma vez que não queria alterar sequer uma "linha" ao projecto que no seu entender o satisfazia completamente. Ainda assim o tal chefe ainda propos que fosse realizado um outro estudo em r/c mas como disse o cliente suspendeu tudo indignado. Como disse tive, teve, talvez o azar de ser o 1º e ainda por cima na 1ª parcela daquela banda. Vamos ficar no entanto na espectativa de ver o que vai sair de um loteamento que está parcialmente aprovado para um terreno na proximidade deste.
  7. e insistem em fazer bairros sociais...opa façam cidade e não guetos. Parece uma ilha ali no meio.
  8. ...e depois ir tomando decisões e correr riscos estruturados.
  9. Uma vez perguntei a um professor meu o que me aconselhava a ler para me orientar melhor na minha formação como arquitecto e ele pura e simpelsmente deu-me uma resposta muito sábia : TUDO. Ou seja, generalizando, tudo é importante temos é que fortalecer e desenvolver os nossos filtros.
  10. realmente devo estar a ficar velho... tenho reparado que 90% de certas discussões aqui no forum evoluem sempre para comentários e diálogos de cariz muito pessoal e fácilmente se deixa de expor ideias e passa-se para : tu és isto , tu és aquilo... enfim parece um chat de "bons amigos". Acho que se deve manter uma troca de pontos de vista, apaixonadamente sim mas sem cair fácilmente na "guerra" pessoal. Digamos que continuo a acreditar que este forum é como que uma referência do pensar e de reflexão ponderada sobre a arquitectura e a vida por inerência.
  11. boa Kwhyl, eu tambem me pergunto porquê. como já disse anteriormente gostava de ver mais investimento no transporte ferroviário de mercadorias, pois estas não podem ser mandadas por videoconferência. o TGV cheira-me a facilidade ao lazer e á boa vida apenas e.... turismo talvez.
  12. pois ai é que está a questão margarida, eu não acredito nisso, tirando talvez algumas excepções. O sexo e os afectos são inerentes ao ser vivo, agora a sua orientação é realmente uma opção. Outro dia alguem disse que ia reivindicar tambem o direito de estar casado com duas pessoas ao mesmo tempo pois não se sentia completo só com uma.
  13. já agora é verdade que existem hoje no mundo mais homossexuais ou não? e sinceramente eu não acredito que este aumento ou digamos "forcing" pela aceitação seja 100% uma questão de afecto.
  14. Margarida, eu sou como o Jag aceito que qualquer um seja o que quizer mas sou contra a institualização do homossexualismo e deixo aqui tambem uma pergunta, todos sabemos que o animal humano tem instintos de pura agressividade será que nesse sentido a violência deveria ser "legal"?
  15. pois... realmente a droga ser má para a saude ainda há muita controvérsia á volta disso, pelo menos nas ilegais drogas leves, digo ilegais porque embora o pequeno consumo não seja penalizado mas a sua comercialização sim. Mas o que eu queria dizer era que se não fosse por razões de saude. Por absurdo se todo o mundo se organizasse numa sociedade homosexual como se gerariam os futuros humanos? apenas invitrio? fruto de um desejo de dois com a participação de um terceiro?
  16. margarida, eu como não estou 100% convicto da minha posição que é contra, tento fazer algumas comparações com outras grandes problemáticas sociais, ou seja o consumo de droga é pernicioso apenas por razões de saúde, ou tambem porque desregula de alguma forma o comportamento social institucionalizado, as regras da sociedade admitidas?
  17. TGV... negócios, empresários, viagens de negócio... enfim, o que a meu ver se devia investir era em ferrovias para mercadorias, pois o excesso de negócios á volta dos tir e o excesso de tirs na estrada, enfim,... o ambiente agradecia assim como tudo poderia ser mais controlado.
  18. ás vezes pergunto-me porque não é legal a droga, porque será?
  19. Este do forum é realmente muito bom.
  20. Desculpe-me a linguagem mas a mim este simbolo inquieta-me e dá-me vontade de dar um chuto na bola (círculo).
  21. DuFF, isso está errado é melhor ler com mais atenção. "era" bom era.
  22. Para a próxima tambem concorro:)
  23. a meu ver o Jag tocou num ponto que eu acho relevante, ou seja as autarquias. acho que o estado central não deve ter tanto protagonismo, deviam as regiões ter mais autonomia e poder na gestão corrente quer em termos educacionais quer a nivel de saude. Regiões ( não camarazinha a camarazinha) fortes, talvez restituissem mais orgulho aos respectivos cidadãos em vez do eterno sentimento que se anda apenas a engordar a galinha gorda ( lisboa).
  24. A mim tudo isto parece-me legislação saida a conta gotas a jeito para determinadas obras.
  25. já agora qual a cidade?? é sobre um caso real??se é então podes começar por analizar demolições restruturações etc, ou seja faz uma analise pessoal sobre o local e pura e simplesmente sonha como gostarias que a vida fosse nessa zona, a materialização disso nesta fase inicial será talvez o menos importante. É preciso é ter ideias sobre a vida, como materializá-las da melhor forma vem com o tempo.
×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.