Jump to content
Arquitectura.pt


X-acto

Membros
  • Content Count

    134
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    2

Everything posted by X-acto

  1. caro Del70, não pretendo ofender ninguém, e a ser verdade esta história dos 2 anos de estágio para a OA, na sua grande maioria, não remunerados, também não concordo com isso. mas agora, também não admito que um arquitecto não se aperceba da enorme complexidade que é fazer arquitectura. Arquitectura, para além de ser das profissões mais antigas, abrange um conjunto enorme de saberes e competências, desde tecnicos a artisticos bastante exigentes. Se é certo que não se vai aprender tudo na faculdade, como é obvio, pelo menos dever-se-ia aprender, e na minha faculdade aprendeu-se, a obrigatoried
  2. Arquitectura, uma actividade complexa?! ora essa!!! não fazes mesmo putoidea....
  3. o 3D está bastante realista, já a Arquitectura...enfim, mostra bastante falta de coragem
  4. o arquitecto resolveu pôr uns óculos escuros ao edificio remodelado... seria possivel pior solução ambiental? péssima solução energética tanto para os seus usufruários directos no seu interior, como para os indirectos, no exterior, que têm que levar com este super painel reflector. é pó bronze! viva portugal!
  5. subscrevo completamente! que aberração! que ausência total de sensibilidade por parte do Arquitecto! e isto é aqui publicado porque...?
  6. não zevora, eu é q devo ser a oportunista com certeza: eu é que por puro oportunismo tirei um curso de ARQUITECTURA, fiz estagio de admissão à ordem, pago cotas, e tudo isto porque quero ter a oporunidade de fazer arquitectura! tenha tento!
  7. gibag, ok, o tema nos entretantos já derrapou 1 bocado, mas estas diferenças entre procedimentos publico e privado, q até foi o ark q as assinalou, existem e acho q merecem a nossa atenção. A mim, pelo menos, elas causam-me enorme perplexidade, pois o sol qdo nasce, afinal n nasce p todos! Na pressa n me expressei bem. Qdo refiro acessibilidades nem estou propriamente a falar da nova lei das acessibilidades, estou ainda a falar no rgeu no que diz respeito a regulamentação das circulações. Ora as estações de metro, que pelo sua função, deviam ser as primeiras a cumprir todos estes parâmetros de
  8. sim, mas uma coisa é fazer somente o licenciamento das especialidades, outra, e bem diferente, é fazer para além das especialidades o licenciamento da arquitectura, que é simplesmente aquele que demora mais tempo a ser apreciado e sem o qual não se pode passar para os seguintes. não gibag- a promoção imobiliária publica e privada não são a mm coisa! conseguir a apreciação de um licenciamento de arquitectura em menos de um ano já é 1 vitoria! e volto a frisar que a legislação aplicavel, como o publico carece de licenciamento, n é nada a mm! vejamos dois exemplos: estações de metro e acessibilid
  9. Desculpa mas os projectos do poder central não precisam de licenciamento. E quem já teve q ir à CM pedir um licenciamento sabe bem o que isso custa: aplicação rigida de toda e mais alguma alienea de toda a legislação aplicavel ao caso...e ainda lidar com os prazos das CM, portanto não é a mm coisa. E é mto facil verificar isso: qual é o edificio publico promovido pelo poder central q cumpre a mm legislação q os privados?
  10. não, n está correcto: começa no português e morre no conteudo
  11. Sim , mas o edificio em causa nada tem a ver com esta requalificação urbana do largo do rato de que fala o Rui Ferreira! Esse edificio não propunha alterações no largo para além dos óbvios devido à sua área de implantação/projecção horizontal no terreno.
  12. shadow_z0ne, se a OA te disse q tava tudo OK, então força! preenche a papelada p o IEFP e simultaneamente a outra p a OA e matas assim 2 coelhos numa só cajadada (q bonito!)
  13. no regulamento dos estagio IEFP, seja o normal ou o INOV-JOVEM, está claro que estes estágios não servem como estágios p ingresso nas respectivas ordens profissionais, mas que há quem consiga fazer com o mesmo estagio os 2, o IEFP e o das ordens, há!
  14. Mas qual concurso da Câmara?! Que eu saiba não existe nenhum concurso para a requalificação do largo do rato, mas se houver queira indicar-nos sff, até para se ler o enunciado.
  15. sim, p aceder a estes estágio tem q se inscrever num centro de emprego como desempregado. se se despedir...talvez dê desde q consiga reunir documentação de q está desempregado a tempo de validar a sua inscrição no centro de emprego e ainda se candidatar atempadamente a essa bolsa de estágio. é questão de confirmar com o IEFP q documentação precisa p se inscrever como desempregado e de confirmar os vários prazos
  16. "mentes brilhantes deste forum"? executar um plano de possibilidades? e quem pomove? e quem paga? venha daí o concurso então, mas n de borla q n somos assim tão parvos!
  17. se tiver titulo de arquitecto, menos de 35 anos e estiver desempregado pode, mas terá q cessar os recibos verdes pq estes contratos IEFP são de exclusividade. se n foi arquitecto obviamente n poderá aceder a este estagio
  18. perdão entre nao receber nada e receber 2 ordenados minimos, realmente houve subida na remuneração, já o titulo mantém-se: arquitecto estagiário!
  19. estágio p ordem é entre 9 a 12 meses não remunerados (zero €), mas depois disso ainda é possivel ser-se estagiário por um ano até aos 35 anos, através do estagios subsidiados pelo estado (2 ordenados mínimos). entre uma coisa e outra podem decorrer 12 anos e como vês n houve subida de hierarquia!
  20. ascender na hierarquia?! isso n existe salário minimo, isso é só p quem n tem canudo! licenciados/mestres estão acima dessas coisas materiais e é já uma sorte estar-se activo na área. parece ironia mas infelizmente as semelhanças n são só coincidência
  21. as notas per si n interessam p nada. nenhum cliente te vai contratar pq tiveste media X, e os empregadores o q lhes interessa tb n é a tua avaliação recebida na faculdade. interessa-lhes mais o perfil da pessoa/profissional. interessa-lhes 1 tipo q ok tenha ideias no sentido de resolver e contornar problemas i.e. q se desembarace, mas q essas ideias n sejam demasiadas pq tás lá é p fazeres o q te mandarem e nada mais do q isso. interessa 1 tipo q n se importe de trabalhar whatever it takes e ainda se sinta 1 privilegiado por puder trabalhar em arquitectura, mm q para isso n receba cheta ou rec
  22. mmm, deixa ver...os melhores alunos do meu ano...tvz até tenham agora trabalho, mas a maioria n é cá em portugal
  23. sim, mas toda a personagem é tão exagerada que me parece uma caricatura! até os erros ortográficos me parecem propositados! escreve-se assim com o 9ºano? eu n escrevia assim nem na 4ºclasse! parece-me q o "porta aberta" é antes 1 arquitecto frustrado com o nosso mercado de trabalho, o q n o censuro, e q resolveu p isso vir p aqui pôr achas na fogueira, pôr o dedo precisamente nesta ferida que é a dos empreiteiros pato-bravo e da falta de trabalho dos arquitectos q acabam p muitas vezes se subjugar a este tipo de trabalho...
  24. mas vces ainda acreditam?!
×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.