Jump to content
Arquitectura.pt


Lisboa | Terraços de Bragança | Alvaro Siza Vieira


Recommended Posts

Paula Lobo

Durante anos e anos, foi caso para exercícios nas escolas de Arquitectura. Como resolver aquele vazio de cinco mil metros quadrados, cravado entre duas vias paralelas mas com um grande desnível entre si, e ter em conta não só a envolvente histórica mas o troço de muralha fernandina que ali passa?

"Foi necessário recorrer a um arquitecto com o calibre do Álvaro Siza, capaz de integrar tudo num projecto, para resolver de uma vez por todas a questão. Comum desenho muito sábio, fez o que muito poucos seriam capazes de resolver", afirma à 6.ª o arquitecto Telmo Cruz, comissário para a Área Metropolitana de Lisboa da selecção/exposição Habitar Portugal 2003/2005 (patente em Lisboa, no CCB, até 10 de Dezembro), e que nos seus tempos de estudante também teve de se confrontar com aquele exercício.

Num "terreno dificílimo e com uma tentativa de ocupação antiga" - passaram duas décadas até se definir o que fazer ao hiato deixado, em pleno coração de Lisboa, pela antiga fabrica de cervejas Jansen, os Terraços de Bragança acabaram por "mobilizar" outras obras de qualidade nas imediações.

O comissário destaca o modo como Siza separou os cinco blocos - destinados a habitação, escritórios e comércio, e voltados para as ruas do Alecrim e António Maria Cardoso. O ritmo dos vãos em consonância com os edifícios vizinhos e o bem conseguido piso extra. A forma como nas fachadas se utilizou o lioz ou azulejos azuis, que na Rua do Alecrim parecem camuflar os edifícios no céu". Ou a atmosfera de recolhimento proporcionada pelos logradouros (que podem ser perspectivados por quem passa). Já a coexistência da habitação privada com o uso colectivo dos pátios, no futuro aproveitamento museológico da muralha, merece "alguma reserva".

Numa área metropolitana que "concentra 1/4 da população portuguesa e 55% de todo o crédito nacional", e face ao peso programático dos escritórios e habitação colectiva de qualidade num concelho "com menos de 500 mil habitantes", Telmo Cruz diz que uma obra como a dos Terraços de Bragança é "muito relevante". Por todas as razões apontadas e porque, fazendo um novo pedaço e cidade, Álvaro Siza "deu continuidade ao que existia, o que é um exercício de modéstia, reflexão e contenção."

MyNetPress
Link to post
Share on other sites
  • 2 months later...
Imagem colocada

Imagem colocada

Imagem colocada

Imagem colocada

Imagem colocada

Imagem colocada

Imagem colocada


estas são algumas fotos que tirei quando por lá passi, mais ou menos há dois anos. Sinceramente, não é dos projectos do Siza que mais me fascina, está bem encaixado, mas o desenho das varandas na relação com a rua (que tem uma pendente fortíssima e isso não é bem considerado) não está bem resolvido. O último piso é bem feito para, como diz no texto colocado pelo |||ARK||| "camuflar os edifícios no céu". Mas também aí não o encaro muito bem na relação com o resto do edifício. Depois, os enfiamentos no intervalo entre volumes parecem-me um pouco forçados, e a muralha, sendo de realçar a sua conservação, são, no entanto, apenas toleradas e não integradas com especial sucesso na intervenção. Evidentemente estou a falar de um edifício do Siza, merece várias análises que eu não fiz, apenas estive no local uma vez. Quem mora em Lisboa e eventualmente convive diariamente com ele poderá falar melhor.

Já agora, ele está publicado numa Arquitectura Ibérica dedicada à habitação, não sei qual delas mas só há 2 ou 3 AI para habitação por isso deverá ser fácil encontrar.
Link to post
Share on other sites

bem, rui resende, muito obrigado pela resposta ao apelo :) esse edificio tem algumas coisas que podem ser duvidosas, mas nao deixa de ser um trabalho de mestre. E então quando passamos para os detalhes... p.s. nunca tinha reparado com atençao na relação verdadeira das varandas com a inclinação da rua e realmente é um bocado estranho. Certamente seriam melhor aproveitadas com uma pendente menos elevada que não expusesse tanto as varandas. No entanto não deixa de ser um alçado muitissimo bem desenhado!

Link to post
Share on other sites
  • 1 year later...

Este senhor, este tal de Rui Resende, chega ali com a sua máquina a tiracolo e lá gama uns frames predistanados ao Fernando Guerra, numa de... do it yourself... mas, mas, mas... Obras de eleição, são de forma unívoca, fotografadas por Fotógrafos de eleição... estamos em Portugal caramba... a Elite enriquece e o resto come pó!

parafraseando JVS:

Para revelar a genialidade do grande Sacro Sacrissimo Deus da Arquitectura Portuguesa Contemporanea... Amen.

Link to post
Share on other sites

Escrevi isto porque no dia em que partilhei umas fotos deste edificio fui atacado e criticado por alguns senhores arquitectos (que eram estudantes na altura)... eu nao me esqueco... tenho muito boa memoria... :) Mas em breve vou colocar as fotos numa reportagem.

Link to post
Share on other sites

JVS, vens para aqui conspurcar o tópico com erros ortográficos, estamos a falar do Siza caramba, estamos a falar de uma intervenção de capital importância na capital... e não de uma intervenção menor, de um Arquitecto desconhecido na muita "deprimente" (ref *2), cidade de Torres Vedras...

Aliás, Portugal é Lisboa + Porto, a regionalização uma patetice tal como qualquer esforço de descentralizar este País... é neste momento que se diz AMEN

Desculpa se pareço irónico...

ref *2 Eu também te acho deprimente...

Link to post
Share on other sites
  • 1 year later...

sinceramente quando vi estas fotografias (verdade seja dita concordo com o ARK) pensei: "mais uma sizada que temos de engolir e dizer AMEN". sim, porque os excelentes arquitectos também têm laivos de senilidade e, por vezes, fazem coisas inacreditáveis dignos de principiantes, talvez por não serem eles a fazer mas os escravos do atelier. contudo mal vi a reportagem de fernando guerra mudei drasticamente de opinião e acreditem não o costumo fazer muitas vezes. sim senhor grande obra, grande arquitecto e grande fotografo. aconselho vivamente a verem:

http://ultimasreportagens.com/siza.php -- reportagem S21

Link to post
Share on other sites

Please sign in to comment

You will be able to leave a comment after signing in



Sign In Now
×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.