Jump to content
Arquitectura.pt


carina

Membros
  • Posts

    30
  • Joined

  • Last visited

Everything posted by carina

  1. O que me dá a entender quando observo este edifício é que o arquitecto pegou em vários pedaços de outros projectos e os juntou aqui como um puzzle! Não vejo aqui qualquer qualidade estética, a não ser no uso harmonioso dos materiais, que até são agradáveis ao olhar! De resto, no seu conjunto, é mais uma de tantas obras por esse Portugal fora que nos tornam pequeninos!
  2. Qual é o espanto?? Se a conferência é acerca da sindicalização dos arquitectos, tem lógica haver um representante da maior central sindical do país!! Não achas?
  3. Ok... ficarei à espera! Agora tenho que ir.... amanhã logo vejo a tua resposta!!
  4. Então, kwhyl... explica-me qual é a tua posição em relação ao papel do estado neste caso? Haver filhos e enteados? AnaS se o tópico ainda não abrandou é porque as pessoas se querem manifestar/dar opinião, mesmo que não passe muito do mesmo!... Há-de haver sempre 3 posições nisto tudo... Sim, Não, ou assim assim! :)
  5. Oh Kwhyl, diz-me lá se não há tantos casais heteros que se casam para terem beneficios fiscais! e então?? Onde é que isto te afecta a ti?? Porque é que os homos não podem fazer o mesmo, são uma raça à parte?? Não têm os mesmos direitos?? Não trabalham e pagam impostos como qualquer um de nós?? Sinceramente não percebos esses argumentos!!
  6. Eu sou completamente a favor de casamentos entre homossexuais! Sendo cidadãos como qualquer um de nós e acreditando eu no direito à liberdade e no direito à familia e no direito à habitação, etc, porque hão-de ver-se estes cidadãos privados de algo que todos nós (heteros) temos por adquirido?? E não me venham dizer que há assuntos bem mais importantes a tratar neste momento... porque primeiro não há pessoas de 1ª e pessoas de 2ª (o que nós somos mais que eles?) e 2º, por esse prisma esta situação nunca se resolverá pois irão sempre haver outros assuntos a tratar! Parece aquela máxima do: "não é nada comigo portanto...quero lá saber! Tratem mas é dos problemas que me afectam a mim!"
  7. Eh pá... Não ficas nada marcado!! Ainda para mais, a primeira semana de aulas é sempre para as praxes... assim até te safas! Além disso não percas a oportunidade de visitar Barcelona!!!
  8. Concordo com o Agros... Não se deve privar ninguém da formação! Educação é um direito! Agora de certeza que há coisas que estão mal a nível do ensino e das saídas profissionais, já para não falar das leis do código de trabalho que permitem que exista uma grande precariedade laboral, como recibos verdes! Estou a ponderar fortemente ir para fora... serei menos uma aqui para fazer concorrência!
  9. Kwhyl... Tenho pena que penses dessa maneira, quando dizes que quem tem dinheiro para andar numa privada também tem dinheiro para estar mais um sem ganhar! Nem todas as pessoas que frequentam privadas são ricos e falo por experiência própria que sou filha de operários que contaram todos os tostões ao fim do mês para me manterem num curso que era o sonho da minha vida desde muito nova mesmo!! E quando o desemprego toca à porta, e se batalha todos os dias para dar um futuro melhor aos filhos, é que se vê como este mundo é cruel e injusto!! Não façam juízos de valor nem ponham toda a gente no mesmo saco! Desculpem... foi um desabafo!! Concordo quando se diz que as privadas só servem para se fazer dinheiro... mas quem lá anda nem sempre é mau profissional nem sempre é rico e nem sempre se sujeita a trabalhar de graça! A vida é uma constante luta, embora só para alguns!!
  10. Tem que haver controlo, ao contrário seria uma espécie de anarquia total!! Mas sem exageros desmesurados, é claro...
  11. pintor... Sim, referia-me a Lusófona de Lisboa. Pelos vistos não tiveste uma boa experiência por Lusofonias Nortenhas! hihi... Não posso dizer que o curso da Lusíada de Lisboa seja melhor que o da Lusófona ou vice-versa, pois não passei pela primeira! Aquilo que posso dizer, por experiência, é que fiquei satisfeita com o resultado ao fim de 5 anos e com aquilo que me deparei ao sair (estou a falar em termos de preparaçao para o mundo do trabalho)! Penso que não serão apenas as faculdades em si a prepararem-nos; cabe-nos a nós trabalhar e dar o nosso melhor para que estejamos ao nível das exigências do mundo da arquitectura!! (se houver trabalho é claro, senão os nossos esforços não valeram de muito! Mas esse já é outro problema...)
  12. Gregorij... Respondendo à tua pergunta inicial, já que a conversa se desviou um pouco daquilo que querias saber; Na minha opinião, o curso de arquitectura da Lusófona está em crescimento e foi algo que fui notando ao longo do meu curso académico! A nível do corpo docente a faculdade está muito bem "apetrechada" principalmente em relação à cadeira de projecto, quer no periodo diurno quer noturno! Posso dizer até que os maus professores que tive (sim, porque os há sempre e em qualquer faculdade) se contam pelos dedos de uma mão cheia! Já em relação ás instalações, deixam muito a desejar para o dinheiro que se paga por mês!!! As salas destinadas ao curso de arquitectura são bastante deficientes (pelo menos até à altura em que terminei, em 2006) quer sejam mesas, armários, salas de computadores, entre outros... De qualquer maneira, a minha experiência teve saldo positivo e não desaconselho o curso! É uma questão de ponderares aquilo que achas mais importante e a ter em conta!:rolleyes:
  13. carina

    comentem pf

    Iago... Concordo em parte com a tua opinião acerca de se ensinar mais a vender um projecto que a projectá-lo em si! Mas não exageremos!! Penso que não podes confundir a divulgação (e bem) de um trabalho, com a venda ou com má arquitectura, até porque pelo que vemos no video é impossivel de o classificar como bom ou mau projecto já que é não o conseguimos analisar, na íntegra, pelas imagens! Vejo mais este video como peça auxiliar na apresentação de um trabalho/projecto. E assim sendo, penso que está bom, apesar de ter algumas falhas... Há certos momentos em que nos perdemos um pouco! Continua com o bom trabalho! :)
  14. Mas não é só cá, no nosso Portugalinho, que há cromos da música!! Vejam esse clip, música e letra, e digam de vossa justiça... É demais!!! [ame="http://br.youtube.com/watch?v=DbYtqAWDF2U&feature=related"]YouTube - Gunther-ding ding dong[/ame]
  15. JAG, de onde recolheste a informação sobre os preços do metro? Não me parece q chegue a esse valor... até porque a nossa moeda é 5 vezes maior que o dirham! É verdade que o luxo no Dubai é de um grande exagero, e é certo que quando existe este exagero concentrado apenas numa cidade, o resto do país, neste caso Emirato, cai na pobreza! Mas se tentarem recolher mais informações acerca da população residente, 50% são indianos trabalhadores (em obras, supermercados, estações de serviço, taxis, etc.) E se repararem bem no percurso da linha, ela inicia-se na zona mais antiga do Dubai, onde a maior parte desta população reside. Agora, se o preço for esse, não vejo como irá melhorar a vida desta parte da população, extremamente explorada!! Vamos ver...
  16. E tal como todas as cidades emergentes e em que o poder económico está acima de tudo e de todos, quando saímos da cidade num raio de 2 km começamos a ver a verdadeira realidade... pequenas aldeias pobres paradas no tempo! Porque onde existe um exagero de luxo consiente como no Dubai, outros vão sendo "esmigalhados" e esquecidos pelo poder da luxúria e extravagância! Mas que irá funcionar não tenho dúvida... Até porque ali dinheiro não falta! E está à vista que qualquer coisa é possível e real...
  17. Dreamer, dizes bem... tinha! A zona mais antiga do Dubai, denominada de Creek, está completamente adulterada! Quase nada do que ali existe é potencialmente interessante excepto parte do forte que protegia a cidade, as muitas mesquitas que se encontram a cada esquina e claro, o rio!... A mim (que lá estive há um mês) parece-me mais uma Amadora sem organização. O resto da cidade, lá está... quem a criou esteve-se mesmo a f***r para o contexto e cultura daquele país!
  18. Angel... Na minha opinião não deves corrigir erros, pois a apresentação dos teus trabalhos representa também a tua evolução! Mostras sim aquilo que tens de melhor, claro... Agora, a maneira como apresentas o teu portfólio é muito importante! Aconselho-te a leres o seguinte livro: THE PORTFOLIO An Architecture Student's Handbook de Igor Marjanovic, Katerina Ruedi Ray e Lesley Lokko, Architectural Press, Elsevier
  19. Caro refs... Depois de tanta discussão à volta de uma teoria sem fundamento (a de plágio), agora já pensa que não tem problema o uso "do mesmo sistema harmónico-flexivel" de que fala. Em que é que ficamos? Concerteza que práticamente tudo já foi inventado... Nem você, nem nós (equipa) inventámos o que quer que seja para ambos os concursos! Cada um teve o seu programa específico e por coincidência, tal como diz, intelectual, apareçam semelhanças entre projectos! Se quiser perder algum tempo, pode ver no site do ARES outros projectos vencedores que, por coincidência intelectual, têm parecenças com o nosso! O caso aqui é que ambos somos portugueses? Por favor, não entremos por esses caminhos! Vamos analisar os projectos com olhos de ver e não fiquemos por questões que à partida não têm relevância nenhuma!! Se por ventura quiser comentar o nosso projecto, está à vontade. Este tópico é para isso mesmo! Carina
  20. Já foram enviados e-mails para a OA... Esta foi a resposta: "não é connosco!"... Que se há-de fazer, é o país que temos!! Como dizia o outro "eles comem tudo, eles comem tudo, e não deixam nada..."
  21. Só queria acrescentar ao texto da Marta, sendo também parte integrante da equipa, que este projecto vai estar igualmente em exposição no 23º Congresso Internacional de Arquitectura a realizar em Julho de 2008 em Turim, Itália. É muito bom para nós, Portugueses!! :s
  22. Concordo plenamente contigo, malaise... Apesar das propostas vencedoras estarem conceptualmente muito bem pensadas, penso que a originalidade ficou muito áquem! Há que inovar... Penso que o projecto TEMP-space é o reflexo desta originalidade de que falo! Soube aproveitar ao máximo o conceito de cidade em constante movimentação e nem por isso foi preciso criar um espaço complicadíssimo, como podemos constatar! Bastante simples e, acima de tudo, muito bem explicado através da sequência de transformações que apresentam... Muitos Parabéns à Marta Moreira e ao João Dias!! PS: de qualquer maneira quero também dar os parabéns aos premiados, que apesar da minha opinião, não deixam de ter projectos muito bons! Penso que se está a fazer muito boa arquitectura em Portugal!!
  23. É sem dúvida uma ideia bastante original! Os meus parabéns aos dois autores deste projecto que conseguiram, não só, conjugar o conceito de cidade dos dias de hoje (em constante movimentação) com a consequente deslocação de pessoas (conceito nómada), como reaproveitaram os elementos já característicos desta vida citadina, para criarem um espaço útil, funcional e ao mesmo tempo bastante interessante! Continuem...
  24. Eu vi o documentário e não gostei!! Não pelo documentário em si, que retrata fielmente aquilo que se passa no nosso planeta e o alerta que dá para estas questões, mas sim pelo aproveitamento do Sr. Al Gore para fazer uma espécie de campanha... Segundo ele, não se vai voltar a candidatar, mas depois do que vi não acredito muito! Estamos muito bem a ver o documentário (muito interessante) e de repente cortam para dar lugar a outro documentário, este sobre a vida do Sr. Al Gore! É um pouco estranho... Quanto ao livro deve muito interessante... pena o preço! Mas, de certo, um livro a comprar... E tal como o reise disse, é bom que os nossos jovens sejam incentivados a ler e, para além disso, serem alertados para estas questões tão pertinentes! Junta-se o útil ao agradável.
  25. SLB, SLB, SLB, SLB, GLORIOSO SLB, GLORIOSO SLB...
×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.