Jump to content
Arquitectura.pt


malaise

Membros
  • Content Count

    53
  • Joined

  • Last visited

  1. Olá X-acto, Tens o nome da empresa ou produto, ou qualquer coisa googlável? Cumprimentos!
  2. Exacto gigi, Parece aqui haver alguma confusão- os recibos verdes legitimos funcionam bastante bem quando são aplicados nas molduras para que foram criados. Os falsos recibos verdes é o que acontece quando não existe fiscalização das condições de trabalho mas existe uma enorme procura de emprego e total falta de escrúpulos de um empregador. A solução é muito simples: acabar com a impunidade- não os recibos verdes em si. É a mesma situação com os estágios obrigatórios para a Ordem e a ausência de obrigação á remuneração. A Ordem não verifica as condições em que são realizados os estág
  3. (espero que o tópico esteja enquadrado na categoria) Isto vem em sequência da reportagem da SIC sobre precariedade que alguns utilizadores podem ter visto e na qual talvez se revejam. http://sic.aeiou.pt/online/noticias/programas/reportagem+sic/Video/ Cumprimentos!
  4. É um previlégio trabalhar numa profissão criativa e que tanto impacto tem no modo de vida de todos mas é por vezes trágica a situação laboral precária de muitos colegas: "Testemunho: Arquitecta com Cancro" http://fartosdestesrecibosverdes.blogspot.com/2008/11/testemunho-arquitecta-com-cancro.html São demasiadas pessoas com falsos recibos verdes, estágios full-time não remunerados e Inov-Jovens aldrabados...
  5. Gostava era de saber quais são os projectos que com aparente unanimidade estão a ser equiparados a excrementos. Quando a frustação é descarregada nos colegas não dá para perceber se esta é dirigida á organização ou se se trata de um amuo em relação a uma má prestação...
  6. Parabéns, por acaso era a minha aposta para ganhar Bonfim.
  7. "alguns dos projectos q ganharam sao uma bela m#$%a ...:S" Uma citação digna de Wigley ou Frampton... As regras foram novamente alteradas provavelmente devido á quantidade de participantes. Mas se houvesse alguma alteração neste sentido com alguma lógica deveria ter sido redistribuir\renomear a classificação para 1º,2º3º prémio e duas menções o que reflecteria mais explicitamente a proximidade de qualidade entre as propostas. Não foram atribuídos vencedores nalguns locais- isto normalmente acontece quando ninguém responde precisamente ao programa de concurso, só posso comentar se e quand
  8. A continuar a a constante nos últimos dois anos mais uma portuguesa participou numa equipa vencedora de um grande concurso internacional. Foi Ana Reis, do atelier Langdon Reis Zahn, vencedores da primeira fase do concurso internacional para um complexo cultural em Bodo, na Noruega. Anúncio dos vencedores: http://www.arkitektur.no/?nid=163060 Link Atelier: http://www.langdonreiszahn.com/pages/news.html Os meus parabéns e espero que promotores e entidades públicas em Portugal (e internacionalmente) entendam de forma generalizada que vale apena apostar em jovens arquitectos portugueses.
  9. Agradeço a resposta, percebi que como iria haver uma apresentação pública formal dos premiados quereria dizer que estes estariam já preparados e notificados antecipadamente.
  10. Ikall: os vencedores já foram notificados ou têm que comparecer á cerimónia??
  11. Este Seminário é parcialmente se não completamente igual ao da Quercus que terminou no Porto recentemente... Qual será a relação? O tema é muito relevante e deve ser levado ao máximo de público possivel mas é uma situação curiosa.
  12. Como diz a explicação oficial o atraso deve-se ter devido ao numero alto de propostas mas nota-se que a decisão ou reunião do júri foi sendo adiada e secondarizada. Duvido que tenha sido por má fé mas mais por desleixo (como quase tudo o que corre mal no país), no entanto, como diz o simplemind, não custava nada por no site uma simples frase ocasional a tranquilizar os muitos participantes interessados. Espero que avançe também o concurso das ribeiras com um tema igualmente interessante e rico mas com lições de organização retidas deste último. Boa sorte a todos
  13. Repetindo-me: Telefonando para a Águas do Porto podem pedir á funcionária para passar ao Luis Cadeco (que não é arquitecto). Seguramente não residirá nas instalações desta companhia... Algum tipo de intervenção para além de reclamar num fórum seria um contributo recomendável no interesse de todos.
  14. Tentei falar por telefone para as Águas do Porto (o numero está no site), pedindo para falar com Luis Cadeco. Infelizmente perguntaram-me o nome e o assunto e agora sempre que ligo dizem-me que "está fora" (dias e horas diferentes). É inteiramente possível que seja de facto o caso mas por uma questão de coerência pedia a outras pessoas que aqui reclamaram que tentassem fazer o mesmo telefonema de modo a tentar chegar a uma simples explicação. Depois da terceira vez deixei de ligar.
×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.