Jump to content
Arquitectura.pt


Peter

Membros
  • Posts

    926
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    1

Everything posted by Peter

  1. A inglesa Nadia Hebson foi a vencedora do Prémio de Arte Europeu Sovereign 2008, no valor de 25 mil euros, enquanto Douglas Fishbone foi eleito o preferido do público, anunciou hoje fonte da organização. Nadia Hebson, que vive e trabalha na Alemanha, concorreu com um tela pintada a óleo intitulada "Valzer". Por seu lado, Douglas Fishbone recebeu os votos dos visitantes da exposição das 30 obras finalistas do prémio e da página de internet, por uma fotografia de 2002 sem título que retrata uma pilha de bananas numa rua de Nova Iorque. Esta imagem, explica o catálogo, faz parte de um projecto que o artista norte-americano residente no Reino Unido realizou em várias cidades, incluindo Londres, onde amontoou bananas em espaços públicos antes de as distribuir gratuitamente às pessoas que passavam. O prémio do público tem o valor de mil euros. As 30 obras estiveram em exposição na Sommerset House, em Londres, desde 01 de Outubro e todas, com excepção da vencedora, serão vendidas hoje à noite em leilão. Entre as finalistas, estava um desenho de Susanne Themlitz e uma fotografia de Rita Magalhães, ambas portuguesas. O resultado da venda de cada obra será dividido em partes iguais entre os respectivos autores e a Fundação, que pretende entregar o dinheiro à instituição de solidariedade Kids Co. que ajuda crianças em Londres. A Fundação Sovereign Art foi criada em 2003, em Hong Kong, pelo advogado e coleccionador Howard Bilton, que também preside ao grupo Sovereign. Além do prémio europeu, lançado em 2005, a Fundação patrocina também um prémio idêntico para a Ásia desde 2003. Fonte: Lusa
  2. Também o espero! Boas ou más, que sejam proveitosas. Não é só a ti que intriga! Também não faço a minima ideia. Só quando for lá é que vou tirar essa dúvida!
  3. Abro este tópico de forma a criar outro tipo de dinamismo nesta secção do fórum, desafiando outros users a fazer o mesmo. Não há que ter receio, a arquitectura agrada a uns e desagrada a outros... é a lei da vida! O objectivo primário de abrir este tópico é o de fazer um "diário de bordo" de um projecto até à fase de construção e finalização da obra. Provavelmente irá durar uns longos tempos até chegar ao fim, mas penso que será interessante de acompanhar. Trata-se de um projecto de recuperação de uma habitação para férias na Ilha de Santa Maria nos Açores. Uma casa típica desta ilha com todas as características rurais de uma casa de campo, forno, espigueiro (demolido)... O projecto foi-me encomendado no inicio deste mês e está apontada a visita ao local para o inicio de Novembro. Para já o que se pode adiantar acerca das pretensões do cliente para o projecto, é a criação de uma tipologia T3. Pretende ainda uma cozinha/sala, vulgo kitchnet. A ideia inicial por parte do cliente era a demolição total da habitação, opção que recusei de imediato uma vez que seria uma má opção por motivos que devem compreender. Foi aceite! Para já fica então umas fotos do local e uma planta feita à mão pelo cliente.
  4. Mais um para a lista... www.ruimartins.pt
  5. Era bom que sempre fosse assim tão simples! Se me recordo existe uma revista arquitectura e vida com esse projecto. Senão das um "saltinho" lá e tens fazer uma análise! (isto claro se fores de perto)
  6. O português Álvaro Siza Vieira vai ser homenageado pela sua contribuição para a arquitectura internacional com a Medalha de Ouro Real de 2009, uma distinção atribuída pelo Instituto Real dos Arquitectos Britânicos, em nome da rainha Isabel II. A distinção foi anunciada formalmente na terça-feira, mas o galardão só será entregue numa cerimónia em Londres em meados de Fevereiro do próximo ano, na qual a Rainha não deverá participar. "A Rainha aprova pessoalmente o escolhido, mas não costuma estar presente na cerimónia", disse hoje à agência Lusa uma porta-voz do Instituto Real dos Arquitectos Britânicos. O prémio é atribuído em reconhecimento do trabalho feito ao longo da vida, sendo normalmente atribuído a pessoas com uma longa carreira. No comunicado que anuncia a sua escolha, Siza é descrito como um "arquitecto completo" cujos edifícios "nunca são previsíveis nem comuns". "Nos edifícios de Siza, talvez mais do que outros, é às relações entre os elementos da arquitectura que é dada primazia ao invés da forma ou textura dos próprios elementos", elogia. "É uma arquitectura", acrescenta, "em que a economia de meios expressivos é conciliada com uma abundância de revelação espacial". A abertura de Siza Vieira a novos arquitectos, a boa relação com os seus colegas de profissão e o facto de continuar a acompanhar pessoalmente todos os projectos do seu gabinete são também louvados. A Medalha de Ouro Real é atribuída todos os anos desde 1848 e no passado distingui conhecidos arquitectos como Le Corbusier (1953), Renzo Piano (1989), Frank Gehry (2000) e Jean Nouvel (2001). Em 2008, o galardoado foi o britânico Edward Cullinan. Fonte: Lusa
  7. Alguém vai logo ao I Love Távora a Matosinhos? Queria ver se dava lá um "saltinho"!
  8. Peter

    Mais um..

    Bem vindo Rui por acaso em tempos tive grande dificuldade em encontrar informação sobre aço corten. A sorte foi os nossos vizinhos espanhóis! É sempre bom ter alguém por cá com essa disponibilidade!
  9. Aprecio a tua sinceridade... Em primeiro lugar, chamo-me Pedro e fui até à pouco tempo Lider de Equipa do arquitectura.pt tendo saido por motivos pessoais. Por isso mesmo devo ser uma pessoa sociavel e prestadora, sempre pronta a ajudar desde que veja que existe razões para isso. Em segundo lê com atenção para o que escreves-te e verás o que queria dizer. Não partas logo para a provocação... pensa antes de falares. Não me conheces, não sabes quem sou por isso não podes ser tão "esclarecedor" sobre a minha pessoa. Quanto aos meus trabalhos, têm como base livros, muito pouca informação de internet, apenas para descobrir pistas para encontrar o autor ou tema expecifico do qual preciso. Boa sorte nos teus trabalhos. Cump.
  10. Este hotel fica ao pé da minha casa... vou lá tirar umas chapas! Nem sabia que era um hotel! Penso ter-se tratado de uma recuperação de um edifício de escritórios.
  11. Em primeiro este não é o local correcto para colocar esta questão. Em segundo, os trabalhos também me deram trabalho a fazer... por isso não peças trabalhos ao pessoal! Uma ida a uma biblioteca e algum tempo no google talvez resolva o assunto.
  12. Ja tinha tido a algum tempo oportinudade de ver esta publicidade num site estrangeiro... está muito boa!!
  13. XDXDXDXD Não queres ver o REC XDXDXD
  14. Não passei nenhum capitulo à frente... agora sempre fomos burros e vamos continuar a ser? Lá por a história ser essa temos que viver acomodados à mesma... Evolução? não te diz nada? Tantos grandes pensadores que não conseguiram transmitir nada? É essa conclusão que retiro.
  15. Ratos? Andamos a comer o mesmo queijo sem sabermos... Também não disse que não tinha orgulho em ser ocidental... qual foi a parte do "que enganados que nós andamos" que tu não percebeste...
  16. E que tal focarmo-nos no tema principal do tópico... Quanto aos "modelos" arquitectónicos usados neste resort ou lá como pretendem que se chame, apenas a proposta do Peter Markli me provocou alguma sensação de respeito e integração com a envolvente... as restantes propostas não estão mal conseguidas, nem pelo contrario, nota-se que finalmente o José Paulo consegue algo que mostre mais a sua forma de encarar a arquitectura, mas como pessoa reservada que é, assim é a sua pretensão. Tem boa obra, bem feita, bem pensada, bem resolvida. A sua proposta é bastante interessante, partindo de uma volume rígido ao qual é retirada matéria que se transforma em espaço de habitação. Voltando à proposta do Peter Markli, como disse anteriormente, consegue respeitar o meio onde se insere, com uma arquitectura fortemente contemporânea mas com analogias à habitação tradicional. Quando à proposta dos Promontório, nota-se alguma continuidade formal com o que vem sendo projectado. Tipologia bem resolvida no meu entender, com alguns pátios que vão criando rotulas que organizam circulações e que relacionam a habitação com o espaço exterior.
  17. Esta situação a mim não me espanta nada... no fundo já estava à espera que algo acontece-se. E acreditem que o verdadeiro gigante económico ainda não acordou definitivamente, porque quando a China se começar a impor de uma forma mais objectiva na economia mundial, seremos todos (ocidentais) comidos. Muito sinceramente é algo que faz falta ao mundo, porque a Europa e a América julgam ter o pleno controlo da economia mundial...que enganados que nós andamos...
  18. Claro tatlin, não digo contrario, mas neste caso perdeu-se "o conjunto" e passou-se a ter duas coisas formalmente diferentes. Não seria complicado encontrar alguma homogeneidade na intervenção. Talvez não tenha sido essa a intenção...
  19. Particularmente aprecio as obras dela embora seja "pessoa não grata" na arquitectura. Talvez por causa da sua origem... quem sabe! ohhh ela até é gira...
  20. Particularmente acho algo forçado os volumes do edifício que provoca uma ruptura formal com as moradias. São duas coisas completamente diferentes, e quem ficou a perder foram as moradias que viram o seu destaque enquanto frente urbana ser "ofuscado". Em relação as tipologias, nada de novo. Sempre em volta do mesmo. "Offtopic" Ainda hoje dava uma vista de olhos numa obra do Gigante, e lá está... uma copia fiel da moradia de cascais.
  21. As obras de construção do Coliseu de Viana, da autoria de Souto Moura, começaram com um complexo processo de perfuração e injecção de betão a jacto para defender a estrutura da invasão de água junto à linha do rio Lima. Um processo de “jet –grouting” ou cimentação a jacto, uma técnica de melhoria de solos realizada directamente no interior do terreno sem escavação prévia, utilizando jactos horizontais de grande energia cinética que desagregam a estrutura do terreno natural e misturam as partículas de solo desagregado com calda de cimento, dando origem a um material de melhores características mecânicas do que o inicial e de menor permeabilidade. Para a construção do Coliseu, será necessário instalar 800 colunas em “jet-grouting”, tendo já sido colocadas 160 até ao momento. Um processo utilizado de acordo com a experiência já adquirida com a construção de outras estruturas situadas junto ao rio como a Praça da Liberdade, deverá prolongar-se até à terceira semana se Outubro, altura em que deverão começar as escavações no local, segundo a autarquia. O Coliseu de Viana do Castelo, um pavilhão multiusos orçado em 11,2 milhões de euros, deverá estar pronto em finais de 2009. Defensor Moura lamenta apenas os seis meses de atraso registados, na sequência de uma providência cautelar interposta por uma das empresas que perdeu o concurso de construção do Coliseu. O processo de “jet –grouting” é utlizado com a intenção de perfurar até à rocha firme e injectar betão construindo colunas com oitenta centímetros, parcialmente sobrepostas de forma a impedir a invasão da água do rio. A este processo segue-se a escavação, que deverá terminar em finais do mês de Dezembro. Para Janeiro, está previsto o início da construção do edifício, com máxima de 4000 pessoas e uma “vocação especial” para grandes exposições, circo, congressos e espectáculos musicais, a nascer Junto à nova Praça da Liberdade, na frente ribeirinha da cidade. Fonte: Radiogeice
  22. Começar por entrar em contactos com os escritórios via email ou telefone, sondar a disponibilidade de cada um e marcar a apresentação. Um conselho... não seja persistente ao ponto de incomodar. Não leve isto a mal, mas por vezes o pessoal fica saturado de tantas tentativas de apresentações de produtos. Bom trabalho Cump.
  23. kwhyl, 20000 arquitectos no país mas apenas meia dúzia sabe fazer habitação. Mais do que fazer museus e bibliotecas nas faculdades, devia-se trabalhar habitação e mais habitação. Afinal de contas é que grande parte dos profissionais fazem em Portugal, no entanto é aquilo que menos sabem fazer. Começa nos "Top" e acaba nos de província. Culpa? Não sei... se calhar deveriam ser os alunos a reivindicar isso nos programas das cadeiras.
×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.