Jump to content
Arquitectura.pt


JPMR

Membros
  • Posts

    53
  • Joined

  • Last visited

Everything posted by JPMR

  1. UAAAUUUUU!!!!!, Já se fazem casas com nº de serie, será que as primeiras 10 são para coleccionadores? Será que mais de 20 dá desconto de 50%? :D
  2. Olá Susana, tenta aqui. http://sites.google.com/site/compasso3d/legislacao-7
  3. :medo:Com este comentário acho que vou desistir da profissão…REEEEEEEE As coisas estão más para os recém-licenciados, mas calma, um passo de cada vez ……..
  4. Nada mal. Parabéns. Uma imagem final não é só a arquitectura, mas temos que pensar em todo o cenário e isso pode enaltecer ou arruinar o teu trabalho, dai o meu comentário em relação ao sketchup.
  5. É correcto amigo Pedro Barradas, art.º 20 da referida legislação, corrigindo o meu post anterior no máximo daria 6510.00€ + iva para arquitectura.
  6. Olá Gisela, o SketchUp é um programa muito rudimentar e limitado para trabalhos finais, mas faz esboços muito interessantes. De qualquer forma fica registado.:foto:
  7. O amigo vitor nina tem razão em termos de rccte não contempla esse equipamento não vais conseguir uma melhoria energética, mas sem duvida que tem muito potencial.
  8. Gostei da fotos:margarida_beer:
  9. Compreendo as tuas dúvidas em relação aos valores a cobrar. O normal é ficares como coordenador de projecto, os orçamentos que se apresentam englobam tudo e não só a arquitectura. Nesse orçamento á que não esquecer o acompanhamento de obra que está previsto na lei e não só o trabalho de “estirador”. As especialidades és tu que contratas para o teu projecto. É verdade que a tabela de honorários já não se encontra entre nós, mas continua a ser um bom começo para fazer contas. Para quem não está familiarizado com a tabela vamos fazer um exercício. A tabela danos o valor total do projecto, ou seja, arquitectura, especialidades, pormenorização e acompanhamento da obra. Área de construção 200.00m2 Multiplicamos o 200.00m2 pelo valor da estimativa orçamental, vamos considerar 500.00€ (este valor é definido por lei e está em portaria, mais fácil, pergunta na CM) isto dá 100 000.00€ de orçamento para a obra. Em seguida vamos á tabela ver qual é a percentagem do projecto total, moradia unifamiliar é categoria 2 e 100 000€00 da 6.51%, o valor total de projecto é de 6510.00€ + iva. Agora vamos dividir entre arquitectura e especialidades 60% para arquitectura e 40% para especialidades. Arquitectura = 3906.00€ +iva Especialidades=2604.00€ +iva Depois de chegares a estes valore e de teres o valor das especialidades ponderas e vez se é um valor justo para o trabalho. Espero ter ajudado.:foto:
  10. Pois pois amigo Lichado, agora é que tocaste no cerno da questão...... O que eles querem é as taxas €€€€€.:foto:
  11. Um terreno que tenha a maioria das fachadas viradas a sul, nascente e poente evitando fachas a norte é sempre preferível, aproveitas muito mais a luz que nos “alumia” e sem dúvida muito mais eficiente energeticamente, que nos nossos dias é uma preocupação de fundo.
  12. Manda-os ás couves, arranja outro.
  13. Essa situação é mais comum do que se imagina Essa situação passa por uma legalização, tem que se fazer um processo de licenciamento como se não estivesse nada construído. Muitas das vezes acontece que o que está ilegal não é passível de licenciamento, ou seja isso dá um belo trabalhinho de amarelos e vermelhos para o cliente fazer as alterações necessárias ao licenciamento e um projecto de licenciamento totalmente novo para a CM.
  14. Penso que estas a ver mal a coisa. O 555 prevê prazos para as diferentes fases da obra, caso ultrapasses esses prazos sem dar resposta ou pedido de prorrogação de prazo o alvará ou licença caduca, levando a teres que começar tudo de novo.
  15. JPMR

    Novo site

    Gajas boas….. por acaso foi a primeira coisa em que pensei….. mas pronto…….. Obrigado amigo gibag, ficou registado.:foto:
  16. JPMR

    Novo site

    Gostaria também, da vossa opinião, como profissionais da área que temas e utilidades acham que traria uma mais-valia ao site? O que é que vos fazia voltar ao site de tempo a tempo.
  17. JPMR

    Novo site

    Pois é, amigo Kwhyl, Como eu te compreendo……… Para além dessas sugestões que deste também os levo a ver coisas diferentes a sentir os espaços mostrar-lhes que podem algo diferente e único. Temos vários problemas de difícil solução. Vamos ver a minha realidade e acho que é um pouco a realidade do país, a minha área de intervenção é o Algarve, no Algarve quais são os potenciais investidores? Investidores estrangeiros: os investidores estrangeiros que investem muita massa nesta região ( e ainda bem) querem a típica casinha algarvia como viram no folheto das ferias no país deles, quando propomos e fazemos esboços de arquitectura contemporânea a resposta é logo “ não era bem isto que estava a pensar, isso temos na nossa terra, quero algo mais regional”. Temos ainda as pessoas mais velhas e construtores que são na grande maioria quem tem dinheiro para isso que passaram a vida toda a juntar. Gastamos o latim a mostrar a explicar eles ouvem com muita atenção mas no fim dizem “eu quero é o telhadinho com o arquinho, não me identifico com esse tipo arquitectura” E para finalizar temos as autarquias e os planos de pormenor que propõem estilos arquitectónicos para os locais para não desvirtuar o local. Concordo contigo quando dizes que a minha arquitectura não é exemplo a seguir, no conceito elitista da profissão, mas é um estilo meio híbrido dos dois estilos que tem vingado e é o procurado na região. “ir a tempo de me emendar” vamos sempre, as tendências vão mudando e acredito que dentro em breve esta tendência vai mudar na região, mas por agora só te posso dizer, Bem vindo á realidade.:foto:
  18. Boas amigo botto, Durante algum tempo tive essa mesma dúvida e experimentei vários softwares, mas sem dúvida que para um resultado final aceitável temos que trabalhar com os melhores. Eu cheguei á conclusão que a melhor escolha para mim é modelar em Autocad e finalizar e renderizar em 3D Studio Max.
  19. JPMR

    Novo site

    Boas amigo kwhyl, Sem dúvida que tens razão, como disse anteriormente sou um defensor da arquitectura contemporânea, nem sempre me orgulho do trabalho que realizo, mas como tu próprio dizes somos “obrigados” a fazer determinadas coisas, ou porque o cliente exige ou porque as Câmara têm estilos definidos para os locais. É sem dúvida uma discussão interessante, aquilo que nos ensinam na faculdade e aquilo que apanhamos na vida real, mas temos que ter esperança e insistir para uma realidade contemporânea. Boas Arquitecturas…..:foto:
×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.