Jump to content
Arquitectura.pt


Rui Rodrigues

Membros
  • Content Count

    139
  • Joined

  • Last visited

Everything posted by Rui Rodrigues

  1. É certamente um local que precisa de ser vivido, as fotos despertam esse desejo, percorrer cantos e recantos de um lugar, que certamente é “histórico”, dotado de histórias de quem ali se fixou. Acho extremamente importante a divulgação deste projecto, não só pela sua qualidade arquitectónica, mas pela importância que estruturas como estas dêem nas cidades que as envolvem. Estruturas funcionalistas, dotadas de uma imagem expectante para a cidade e sociedade que a rejeita, ou pela falta de vontade, ignorância ou pura especulação imobiliária. Um exemplo que poderá servir para tantas outras, que
  2. imprimi a paleta de cores na plotter onde vais fazer as finais, depois crias a biblioteca pessoal e está arrumado
  3. em portugal seria deitado a baixo, da mesma forma como fazem com as indústria para construir edificios altamente rentaveis e de qualidade arquitectonica duvidosa
  4. dois deles para lazer porque é de uma extrema facilidade de leitura, do mesmo autor, Peter Zumthor Pensar a Arquitectura Atmosferas Fundamentais para um primeiro encontro
  5. Picaró como se chama essa fábrica de que falas? e onde posso encontrar informação?
  6. Acho que não entendes-te o que eu queria dizer. Eu apenas resumi o que tu não explicas-te. A cidade difusa em parte é o que tu referes como, "seja criado pelos próprios usuários", e tente para imagem caótica. Mas caótica é coisa que tu não queres, mas também não queres Cerdá. Não existiram meios-termos, entre a "rigidez"e o "caótico", o planeado sobre ideologias urbanísticas, pensando sempre num todo, e um planeamento que resulta das necessidades de cada utilizador do espaço. Faria sentido o que referes a uma pequena escala, isto é, pensar dessa forma para um bairro ou ate mesmo na própria hab
  7. O queres dizer, de uma forma resumida, é a cidade difusa.
  8. já se encontra aberto o sit do atelier dos santos http://www.projects.as/
  9. Acho interessante a forma e principalmente pelo facto da habitação não se abrir totalmente para a paisagem. Tudo que é rotina torna-se pouco desejado, prestamos menor atenção e paramos menos para observar e viver os lugares. Não sou grande entendedor em construção, nem conheço o comportamento térmico do material, mas certamente o aço funcionará como fachada ventilada, aqui, e depois depende também da sua espessura. Resulta uma dicotomia, paisagem edificada muito pela materialização em corten.
  10. o primeiro já tinha. Os outros também já tinha dado um olhada. Nunca se fez nenhuma edição recente? Quem tem escrito sobre estas coisas? Tenho alguns nome inomero posteriomente, os tenho aqui agora
  11. O livro "the disappearing city" de Frank Lloyd Wright alguém sabe como comprar? Existe alguma edição actual?
  12. Gosto de resultado final em sabão, pelas cores e por ser um pouco translúcida, mas pode ser desastroso, no entanto detesto o cheiro. E se começarem a enumerar os materiais das maquetas presentes na exposição do Peter Zumthor? com fotos acompanhar. Eu não consigo resolver metade delas.
  13. Meu caro tenho a dizer que não é a única do país, existem replicas dessa mesma em Famalicão, e se não estou em erro, não é apenas uma, mas duas uma ao lado da outra, de uma irmandade adepta do Le Corbusier. Legrias, conceito? não é necessário, nem existe. Tanto que não o é, que vemos a relação com a envolvente como referes, não são entendidos os pressupostos da original. Como seria hoje, a sociedade actual, viver numa, ou na Villa Savoye? Aproveita para bater à porta e perguntar como se sentem os moradores.
  14. Eu quero ver uma foto disso vc's n? :)
  15. Ainda não fui ver, mas não terminara sem eu passar por lá. É difícil para quem vive no porto ter que se deslocar a uma cidade tão distante, para poder participar ou visitar referencias como estas. Estive a ver as fotos do asimplemind (muitos boas por sinal) para abrir o apetite, e além da obra e da forma como está apresentada, ressalta-me o próprio edifício onde se encontra a exposição. É necessário compreender a importância de espaços deste tipo, espaços industriais que compõem a estrutura urbana de muitas cidades (ou periferias) ao longo de todo o nosso país. Encarar a sua debilidade e o seu
  16. DETALHE ou as AV's monagrafias certamente consegues lá pormenores do Jean Nouvel
  17. da mesma forma como se estabeleceu a apropiação da casa de azeitão do atelier aires mateus arquitectos, a linguagem supera-se, ou melhor detem um papel superior em relação à sua função e aos actores dos lugares que deveriam deter um importante papel. Não pretendendo criticar o resultado final que me agrada bastante como ìcone's arquitectonicos.
  18. josé miguel campelo o sit que referes é compativel com MAX? retirei um material e não me reconhece no MAX
  19. asimplemindo n sei se já esta resolvido o teu problema, mas aconcelho a dar uma vista de olhos em http://www.arquitectosanonimos.com/, onde aplicaram o que pretendes, entrando em contacto talvez seja util.
  20. Desculpem a minha ignorância, mas se falam de uma nova sede da EDP, já existe uma "velha". Não conheço muito Lisboa, mas é aquele enorme edifício junto da rotunda do marquês? Fala-se de novos e o que será feito ao “velho”?
  21. Esta habitação saiu numa arquitectura e arte, se não estou em erro, e sinceramente nem mesmo após a leitura do texto que acompanhava as imagens, consigo perceber. Critica-se abortos nacionais e aplaudem tudo que é aborto internacional. Digamos que olho com bom olhos a mutação estrutural, a simbiose de dois corpos e ate mesmo a ambiguidade que estabelece entre um interior e exterior, indefinidos. Afinal, nãos gostamos do que não percebe-mos, eu não percebo, quem perceber que me explique s.f.f
  22. Gostava de dar os parabéns pela forma como está apresentado o projecto, a imagem gráfica e metedologia operativa interressante. Mas o que me chama atenção em tudo isto é como tudo se inicia, " shape procura da forma". Não concordo nem compreendo a possibilidade de se iniciar um projecto de arquitecto sem uma abordagem do lugar, da base concpetual sobre qual este se desenvolverá. O lugar de que falo não se restringe apenas ao local de implantação, mas também as relações que este estabelece com outros lugares, com a cidade ou aldeia, região ou país. Não deixa de ser bonitinho, a forma pela for
  23. O local não é propriamente apetecível. Só queria comentar algo que este projecto detém e que me agrada imenso. A LUZ zenital que neste caso é projectada sobre um plano curvo.
×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.