Jump to content
Arquitectura.pt


[off-topic] moderados


Recommended Posts

Bom não sei se a tirada final foi-me dedicada, mas realmente não sou sábio, sou mais idiota. Por isso registei, e penso que desconhecendo os factos tudo o que poderei dizer é isto: Qualquer ideia hoje nasce de algo pois tudo tem sido inventado, poderemos sempre inovar a partir de algo, dou-vos o exemplo da roda que continua a ser a mesma como ideia mas vejam a inovação que tem acontecido á volta dela, isto para não dar mais exemplos. Lanço um desafio; -Existem em Portugal 1389 empresas que exploram o marmore e outras rochas ornamentais, todas elas produzem residuos desde natas a po de pedra bem como outros. Na Coreia do Sul tem sido desenvolvido produtos para pavimentos e revestimentos que Têm sido exportados principalmente para os EUA com grande mais valia associada, isto porque os EUA e Paise Arabes não têm marmores e adquirem grandes quantidades por esse mundo fora. Uma das minhas descobertas é que o pó as natas e os desperdicios podiam ser todos utilizados nas nossas construções, desde revestimentos a chão , alem disso também podem contribuir para resolver problemas em coberturas. Os desperdicios de marmore que são em quantidade avultada estamos a falar de mais de 100000ton ano pode servir para passeios e outras obra municipais. O problema é que não existe procura comercial para os desperdicios então estes são depositados em valas desviando cursos de agua subterranea e as natas contribuem para a impermebialização dos solos. Este é um ponto de partida existem já diversas soluções mas por exemplo em portugal não são aplicadas, porquê? Existem soluções com a brita para pavimentos de exterior e aproveitamento de residuos de brita para serem usados como fillers na industria do cimento(tijolos e manilhas), alem disso têm-se desenvolvido com tecnicas holandesas alguns pavimentos utilizando po de brita, tuvenants e pigmentos. O desafio está colocado pensemos em como dar utilizações e verifiquemos a viabilidade economica, pela positiva não tendo receio de nos chamarem idiotas ou estupidos, o que vai acontecer é que alguem vai sempre dizer o que é obvio mas ninguem se vai dar ao trabalho de investigar. Chama-se isto o conhecimento periferico, nada mais é que a demonstração da nossa ignorancia pois tratamos apenas a informação numa base sumária sem nunca aprofundar-mos algo . O quero afirmar é o seguinte não estou a defender o individuo em questão , apenas estou a afirmar que é possivél inovar, criar de novo, sem que com isso esteja a roubar a ideia original a outros se assim não fosse não existia evolução da invenção.

Link to post
Share on other sites
  • Replies 76
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

Enquanto o sabio aponta para a lua , o insensato olha para o dedo... Por quem foi porferida esta metafora? Esta é a minha resposta aos comentarios ... amigavelmente Guy Arnaud

Sim pá, o tipo é mesmo brilhante (:bum:), afinal é muito mais do que não saber Português, é dislexia, um dos assomos históricos da Genialidade.
Link to post
Share on other sites

invejosos ! Loool Se calhar até é sobredotado, e daí? Custa reconhecer q há mentes que brilham? :s


fallingwater, este tema já foi falado, discutido, moderado, reconhecido, gozado.... mais do que genialidade ou plágio uma coisa é certa: foi e será alvo de apreciações e criticas. sejam elas de que natureza for, e estando nós no país em que estamos isso, é o mais normal e ainda bem que assim o é. é bom ter opinião sobre as coisas sejam elas quais forem, sejam elas positivas ou negativas :s

margarida duarte

Link to post
Share on other sites
claro que sim. as coisas so tem de facto a importância que cada um de nós lhe der. noto um pouco de despeito no seu discurso e também ironia.. "classe unida"?! não creio que a classe de professores seja um bom exemplo, não acha? união ou a falta dela há em todas as profissões. não quer dizer com isso que as pessoas não possam apreciar ou criticar o trabalho do colega. alias, é com isso que nós podemos crescer enquanto arquitectos, alunos, pessoas..

por aqui me fico
:s

margarida duarte

Link to post
Share on other sites

Realmente os professores n são muito unidos, mas, no q me diz respeito , n vou para os fóruns dizer mal dos meus colegas, tal como n tenho o hábito de o fazer sem primeiro saber exactamente do q estou a falar. Quanto ao despeito a q se refere, lamento desiludi-la, mas ´ser Arquitecta n era o meu sonho de criança . Sou o q sempre quis ser: Professora, e sou muito feliz por isso, realizo-me no meu trabalho, aprendo com os meus alunos, partilhamos experiências! É uma profissão q me satisfaz plenamente. Ironia... é verdade, sou irónica... dizem q é um sinal de inteligência. Ironia é diferente de má educação ou grosseria, como já vi em alguns comentários deste fórum... Enfim...há gente q por ter um curso muito cotado na "bolsa" de empregos, se julga mais q os outros. Ora eu sou apenas uma Professora de Letras q ama o q faz e n trocaria a sua profissão por nada deste mundo. Sou uma privilegiada, por isso sou feliz ! Bjinhos kidah e vá apanhar sol...faz bem aos nervos e inspira...quiça consegue fazer uma casita ecol´gica melhor q aquela q tanto criticou... aliás, parece q a palavra elogio n consta do seu vocabulário arquitectónico, pois n? :s

Link to post
Share on other sites
em primeiro lugar, deixe me dizer lhe que não disse mal da sua profissão ou o quer que seja. alias, a minha mãe é professora e estou certa que conheço essa profissão a fundo, as coisas boas e as coisas más, ao contrario, pelos vistos da caríssima que não so não consegue acalmar os seus nervos, como a má criação, como ainda gosta de tirar conclusões precipitadas sobre o que é ser arquitecto.
aqui ninguém tem o rei na barriga, como dá a entender..aliás, que eu saiba, nunca lhe faltou resposta às suas perguntas, fossem elas feitas com melhores ou piores modos...

não lhe faltei ao respeito e agradeço que também não o faça. podemos não ter a mesmo idade, mas somos ambas pessoas e merecemos respeito..seja pelo arquitecto, pelo professor, pelo padeiro da esquina ou pelo presidente da republica!
mais, se realmente quiser continuar esta discussão disparatada, agradeço que o faça em pvt pois o fórum em nada ganha com isto e nem o tópico se refere a tal coisa...

obrigada

margarida duarte

Link to post
Share on other sites

N merece resposta . Já agora, trate dos seus nervos, querida, pq os meus estão óptimos :s. O q disse em privado podia tê-lo dito em público. Afinal ainda é uma aluna e posso garantir-lhe q alguns dos seus colegas da Lusíada foram meus alunos e n eram assim tão...malcriados. Aliás a Margarida já é conhecida na Lusíada pelo seu mau feitio. Eu tenho lá as minhas fontes de informação... Se calhar até já foi minha aluna. Será q aprendi os meus "maus modos " consigo? E por favor n insulte os meus alunos q são pessoas bem educadas. Leia Alberto Caeiro. Relaxa.

Link to post
Share on other sites
Fallingwater, nós aqui no fórum não temos o habitué de criticar, apenas porque estamos corroidos por uma inveja exasperante do dito sujeito, aqui há o habitué de louvar o que tem qualidade... o Lote 13 para o Bom Sucesso em Óbidos e alguns Renders de qualidade irrepreensível, de alguns utilizadores deste fórum colhem méritos/elogios nas diversas threads (são alguns dos assuntos de que me recordo), tal acontece quando a qualidade é irrepreensível, sem falhas, laivada por elevada criatividade. Aqui não se trada disso, trata-se de um Projecto de Arquitectura a roçar a ingenuidade, que se diz poder vir a ser construído por materiais inovadores. Ora, se estes materiais tem existência e já aplicação secular muito difundida, apenas podemos concluir (e sem pena) que o tipo é idiota, por todo o alarido que criou em torno de uma invenção inexistente.

As mentes que brilham, criam coisas (para sua melhor compreensão, dou-lhe um exemplo da sua área) como o romance histórico O Rei Lear, adaptado para o cinema em RAN, o que Shakespeare, Escritor e Akira Kurosawa, Realizador tiveram de Genial é que o 1º criou uma epopeia histórica sobre um pai destroçado pela família dividida e corroida pelo poder das suas terras, o 2º adaptou com traços orientais a história, criando um filme visualmente dislumbrante, que encabeça o top 10 dos must see da história do cinema. As mentes que brilham, criam, não plagiam, não se apropriam como autores de ideias não geradas por si.

Este tópico é o mais difundido pelo fórum, porque realmente foi tudo uma palhaçada!
Link to post
Share on other sites

Ok...já percebi....O q vos irrita é uma professora de Português se arrogar o direito de criticar algumas atitudes q considera menos correctas, esquecendo-se q tb já elogiei alguns de vós, apesar da minha ignorância em matéria de Arq. Eu faço-vos a vontade. Saio do fórum. Tá bem assim? ou é preciso pedir perdão por existir?

Link to post
Share on other sites

Ok...já percebi....O q vos irrita é uma professora de Português se arrogar o direito de criticar algumas atitudes q considera menos correctas, esquecendo-se q tb já elogiei alguns de vós, apesar da minha ignorância em matéria de Arq. Eu faço-vos a vontade. Saio do fórum. Tá bem assim? ou é preciso pedir perdão por existir?


Todos nós partilhamos o gosto pela arquitectura. A meu ver, é a riqueza das disciplinas presentes que torna o Arquitectura.pt tão interessante e rico em opiniões e experiências.

:s
Link to post
Share on other sites

Ok...já percebi....O q vos irrita é uma professora de Português se arrogar o direito de criticar algumas atitudes q considera menos correctas, esquecendo-se q tb já elogiei alguns de vós, apesar da minha ignorância em matéria de Arq. Eu faço-vos a vontade. Saio do fórum. Tá bem assim? ou é preciso pedir perdão por existir?


Chegou aí a um ponto muito interessante, pode criticar à vontade atitudes que considera menos correctas, mas deixe-nos ter a liberdade de fazer o mesmo...

Não é incrível tudo o que pode caber dentro de um lápis?...

Link to post
Share on other sites

Please sign in to comment

You will be able to leave a comment after signing in



Sign In Now

×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.