Jump to content
Arquitectura.pt


henriquealves

Membros
  • Content Count

    41
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    1

Everything posted by henriquealves

  1. Não há possibilidade de arranjar plantas? Para se compreender melhor o espaço. Mas posso dizer desde já que gosto da maneira como foi resolvida a iluminação.
  2. Peço desculpa, só agora vi que o tópico tem 23 páginas...
  3. Sem querer ser incorrecto, concordo com o dreamer. É um projecto que se adapta ao terreno de uma forma bastante suave e tira partido dele. Contudo acho que o facto de ter uma quantidade enorme de escadas o torna um espaço pouco prático de habitar, imaginem o que é estar sempre a subir a casa e a descer porque por exemplo nos esquecemos da chave do carro, ou de um documento para o trabalho. Acho que nesse ponto o projecto fica um pouco mal resolvido. Mas não quero com isto diminuir o valor do arquitecto e dos restantes pontos do projecto, porque sou apenas um estudante de arquitectura. É apenas
  4. Olá! Tive oportunidade de estudar alguns pormenores deste edifício para a disciplina de Tecnologias da Arquitectura V e realmente é um projecto de bastante interesse. Tanto pelos materiais e soluções aplicadas, como pela sua integração na envolvente densamente povoada por árvores. Bom post!
  5. Já tinha comentado no outro tópico sobre a reciclagem de contentores para habitação. Acho este conceito muitíssimo interessante, e as potencialidades são imensas. A redução dos custos, a simplicidade da construção, a possibilidade de infinitas combinações... E sobretudo gosto do lado de mobilidade deste projecto em concreto e a forma como de uns objectos tão simples e banais como contentores foram criados espaços tão apelativos e tão cuidados!
  6. Desde já deixo aqui o meu agradecimento e parabéns pelo video que nos mostra esta obra de vários pontos e nos permite compreender a forma como é habitado por baixo Este projecto sempre me fascinou, especialmente por aquele vão enorme... É incrível ver um edifício tão longo apoiado em pilares tão leves para a sua escala, ou pelo menos aparentam. Se alguém tiver mais plantas e cortes agradecia
  7. Eu também acho que todos precisamos de nos retirar de vez enquando, não necessáriamente de forma espiritual. Por vezes basta-me estar sozinho no meu quarto, ou ir dar uma volta para por a cabeça no lugar mas não tenho dúvidas que projectos como este, longe da cidade e da confusão, são uma grande ajuda para nos livrarmos do stress e dos problemas do dia-a-dia
  8. Essa frase é bastante interessante, dá que pensar... Se formos escrupulosos, até podemos considerar verdade. Mas no entanto acho que isso não desvaloriza o processo. Se todos pensássemos que não valia a pena inovar porque seria meramente "repetir com outras regras" aí sim seríamos máquinas, a fazer trabalho em série, e as cidades não passavam de blocos todos iguais e monótonos.
  9. Bom projecto! Gosto especialmente da maneira como se relaciona com o terreno Já agora fica aqui um vídeo como mais fotografias [ame="http://www.youtube.com/watch?v=apRICurxXqQ"] YouTube - Casa do Vale - Guilherme Vaz Machado[/ame]
  10. É mesmo uma lufada de ar fresco... A ideia de "virar" a vivência da casa para um pátio enterrado que simultaneamente distribui a luz pelos espaços é muito agradável. Mesmo as entradas de luz restantes através de "formas orgânicas", quase como "rachas" naturais do terreno, devem iluminar de uma forma muito singular ao longo do dia. A experiência de habitação desta casa deve ser muito relaxante, até pela sua localização geográfica. e como retiro espiritual deve cumprir a sua função muito bem.
  11. Muito interessante! Gosto bastante da ideia de uma ponte ter outra utilização que não uma mera transição entre 2 pontos. Acho muito importantes estes projectos que nos "obrigam" a ver o potencial além da função comum de um elemento ou projecto!
  12. Este projecto parece-me uma estravagância da arquitecta, como muitos dos seus trabalhos. Parece que só pensa em si e na sua vontade de fazer projectos fora do normal (não querendo insultar ninguém). Realmente é uma pena ver um desprezo tão grande pelas pré-existências do local...;)
  13. Concordo com o nuno e além disso acho que não se trata de pessoas a flutuar, não penso ser essa a ideia que o artista quer transmitir... Parece-me mais um "freeze" de momentos de desafio à gravidade, e até certo ponto caricatos, em vez de uma espécie de capacidades surreais humanas de voar ou planar
  14. Sem dúvida que o projecto foi pouco explorado, mas já é um começo...
  15. Muito bem visto! :clap: :clap: Acho que teoricamente tem potencial, ainda por cima recorrendo a energia eólica. Mas concordo com um ponto de vista que já foi abordado aqui, as torres nunca (ou por pouco tempo) terão aquele aspecto elegante de um corpo torcido. O mais provável é ser uma amálgama de sólidos com várias orientações, visto que o morador pode programar a velocidade da rotação, o que é interessante do ponto de vista de cada habitação mas não do ponto de vista do edifício como um todo
  16. rui paulo xico, aproveita e vê os links que foram inseridos neste tópico :)
  17. Tens alguma razão, mas imagino que seja possível a construção deste tipo habitações em zonas de clima ameno, ou que tirem partido de sombra constante. Sinceramente fico bastante contente de ver este tipo posts por aqui e perceber a importância que as questões ecológicas e low-cost começam a ter no nosso tempo Com os recursos a escassear (não todos, obviamente) cada vez são mais importantes estes projectos que recorrem à reutilização de determinados materiais e objectos
  18. A Boeing 747 is recycled and used in residential home Architect David Hertz has designed a home using all the pieces of a Boeing 747 to build it. This project is a 55 acre property in the remote hills of Malibu with several sites and unique topography with panoramic views looking out to a nearby mountain range, a valley, and the ocean with distant island views. The client, a woman, requested curvilinear/feminine shapes for the building. The wing of a 747, at over 2,500 sq. ft., became an ideal configuration to maximize the views and provide a self supporting roof with minimal additional stru
  19. e que tipo de iniciativas é que acontecem nessa 1ª semana de outubro?
  20. lool realmente qual é a mãe que não acha os filhos obras primas!!?;)
  21. Archibaldovic, the vampire architect
  22. Gosto particularmente da ideia de uma pele que protege da incisão directa dos raios solares e da maneira como o edifício se vai tornando mais esguio, fluído como os autores o descrevem, à medida que sobe em direcção ao céu. O efeito do sol e mesmo da luz artifivial deve torná-lo ainda mais belo...
  23. São de facto objectos muito bonitos, e o primeiro contacto deve ser bastante interessante. Como disse o Dreamer, estar à espera de um material duro e sentir um material mole deve ser um pouco "chocante" para os sentidos...
×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.