Jump to content
Arquitectura.pt


piroclasto

Membros
  • Posts

    102
  • Joined

  • Last visited

Everything posted by piroclasto

  1. Obrigado pela dica dos referidos blocos, sao de facto um material bastante versatil, embora pareca-me que o bloco so nao pareça sozinho resolver a questao, e por isso levara um reforço devido. Para as paredes exteriores ate me parece uma soluçao ideal para aplicaçao da soluçao tipo cappotto, ate porque veem em medidas bastante convenientes para a aplicaçao de parede simples, como sendo as medidas standard de 20 e 25 que coincide com as mais convencionais medidas de pilares, seguida de uma camada de la de rocha. Parece que funcionara bem assim.
  2. Obrigado libertad, de facto a minha soluçao pass pela tua segunda sugestao com tijolo convencional, mas a minha duvida recai na espessura do mesmo, se usarei de 7, 11, 15.... Neste ponto em que o revestimento acustico participara em grande parte no isolamento do som, qual a real participaçao da espessura da parede para o efeito? terá influencia? ou apenas se justifica numa razao meramente espacial?
  3. Bom dia. Tou a realizar um trabalho academico, e por isso ainda estou muito verde em relaçao a esta abordagem da melhor constituiçao das divisorias, ate porque a minha pesquisa na internet eencontra sempre muitas duvidas. -Como estou a desenvolver uma casa da cultura, as paredes divisorias directamente relacionadas com o auditorio requerem sempre uma contribuiçao mais generosa em termos acusticos e estou com algumas duvidas na escolha do tijolo para arranjar a melhor soluçao acustica possivel. -Para soluçao exterior pretendo usar uma soluçao de parede simples, composta de tijolo+capoto. sera uma soluçao aceitavel? ja tenho lido muito bem desta soluçao. se sim qual as medidas standard para este display? e sendo um edificio publico estou ciente que o contacto imediato com o nivel dos "pes" tera de ser protegido, e tou a pensar em usar umas placas de granito para o efeito. -Para zonas administrativas e separatorias simples qual a espessura minima para um conforto estavel? Desculpem o alongado requesito desde ja ; )
  4. Arigatou gozaimasu pela prontidao da resposta Has-de ser o Neufert portugues : ) abraço
  5. Boas tardes Pés direitos para edificios comerciais e de serviços -> 3m Dúvida: No projecto academico de casa de cultura que estou a realizar tenho areas administrativas, a questao é se aquele pé direito tambem tem de vingar para esta area de escritorios, ou podemos adoptar uma medida inferior? e ja agora para casas de banho? Quanto a tectos falsos tambem estou na duvida quanto a sua distancia ao tecto, ate porque é um edificio com maiores exigencias de "entranhas" como ar-condicionados e afins. Qualquer ajuda será devidamente agradecida :D
  6. Finalmente parece que a coisa vai ao sítio, certo que irá devagar, devagarinho. No entanto vai-nos caber a nós, à nova geração limpar a "porcaria" que já está feita, e que não é pouca. A vida é um ciclo e a nós calhou-nos a fava porque vamos lutar para termos umas autarquias que façam um PDM em que se orgulhe de se chamar tal e haver cidades com limite urbano, coisa que não existe em Portugal. Preparem-se amigos arquitectos, o nosso futuro será a requalificação urbana, e eu rezo para que assim seja.
  7. Já não passo aqui à algum tempo, por isso posso ser a pessoa ideal para averiguar o crescimento desta comunidade de interessados pela arquitectura e pelas nossas cidades. Pena é o forúm não ter 10.000.000 de menbros, pois o país bem precisa de acordar para o problema das cidades e ser mais consciente dos seus problemas. Parabéns ao forúm e à equipa e que o crescimento do forúm seja igualmente proporcional à sua crescente inovação.
  8. http://pmp-services.blogspot.com/2009/01/regulamento-tcnico-de-segurana-contra.html Foi essa exactamente que eu abordei. Penso não haver mais actualizado que isto ?
  9. obrigado pela referencia, era exactamente esse artigo que eu procurava. Em caso de curiosidade, so para ficar aqui marcado, podemos encontrar a referencia a minha duvida inicial (referente ao uso ou nao de antecamara) no capitulo IV, quadros XX e XXI E ja agora o dimensionamento das mesmas camaras no artigo 63º Abraço
  10. ja tive esta discussao com uns colegas meus engenheiros, e do ponto de vista deles uma antecamara de acesso serve para travar o acesso dos "fumos" para a caixa de escadas em caso de fraca ventilaçao dentro da mesma caixa. Tenho visto muitos projectos e acontece que nao tenho visto casos de antecamaras, mas tenho visto muito o uso de um ducto que acompanha a toda a extensao vertical a caixa de estadas e que funciona como extrator. A minha questao situa-se na actual eficiencia deste ducto em comparaçao ao uso de antecamaras, especialmente se tiveres um edificio com um consideravel numero de pisos, e o correspondente consumo de espaço que exige uma antecamara comparada com a utilizaçao de um ducto vertical.
  11. Boas tardes, gostaria de saber se alguem me consegue esclarecer uma duvida acerca das escadas de emergencia / corta-fogo. Será OBRIGATÓRIO ter sempre uma ânte-camara de acesso a este tipo de circulaçao vertical? Não consigo me localizar dentro da legislaçao para tirar esta duvida.
  12. Boa iniciativa. Antes de mais, quais serão as implicações práticas que os gestores deste forum preveem que esta assoçiaçao poderá criar? Será que podem levantar o veu um bocado para nós espreitarmos ? ; )
  13. Aliás, foi mesmo o prof. Miguel Santiago que me aconcelhou o livro O livro encontra-se disponivel na universidade de coimbra, vou la amanha para ver se o consigoo requesitar. tkz
  14. Fernando Checa Goitia Protótipos na arquitectura greco-romana e a sua influência no mundo Ocidental Boa tarde, estou a desenvolver um trabalho de pesquisa sobre este arquitecto, e mais especificamente sobre este livro. Visto estar com alguma dificuldade em encontrar este livro, gostaria de saber se alguem dispoe de alguma informaçao pertinente em relaçao ao mesmo, visto que a "data" na internet tambem é escassa. Qualquer tipo de informaçao sobre o autor e o livro é uma ajuda. Obrigado
  15. boas , mantenham o branco porque é um ponto de partida para muitas possibilidades (para além de tecnicas uff uff) , e se querem ir para um campo mais metaforico, digamos ke é a cor que representa a junção de todas as outras, nao ha nada mais universal k o branco. :nerd:
  16. Sem dúvida, e se a variente tempo for flexivel acredito k a conjugaçao de programas pode ser muito favoravel (dependendo dos custos k cada um pode sopurtar), mas axo k o revit é uma ferramenta razoavelmente completa.
  17. já agora, so mai uma referencia a juntar a este vasto leque :icon14: http://www.naubi.com/naubi.htm
  18. Foste tu e foram todos :okay: nice pub.
  19. Do grupo dos 4, so vejo a 2: e ocasionalmente pa ber alguma coisa na 1, os outros ja os desprogamei, sao uns tumores k andam paí. :bash2: Se não sao os canais estrangeiros morria
  20. Devo dizer k conheço muito bem o parque da peneda geres, que é um lugar lindissimo, e posso dizer k esta casa consegue valorizar ainda mais um local repleto de esplendor. Mt bom mesmo :icon14:
  21. Nas ultimas conferencias de arquitectura do naubi, na covilha, os arquitectos MIchelle Cannata e Fatima Fernandes apresentaram um projecto de uma central de camionagem, axo k devias ir ver: CENTRAL DE CAMIONAGEM DE MOGADOURO
  22. Caro Deisler, as inscriçoes para voluntariado do Euro 2004 nao s esgotaram num flash por acaso.
  23. Lá porque sei correr, não ker dizer k não sei andar. Mas é óbvio k se deve saber fazer tudo isso, e é algo k se deve aprofundar mais nas unives, mesmo assim aki na beira interior estamos a ter um seminário de "elaboraçao de projecto", que é tudo esse processo camarario e "burocratico". Agreed caro TiCo:icon14:
  24. :) Este é geralmente o ponto em k a seguir começamos a pensar em tudo e mais alguma coisa, menos arquitectura :lol3:
×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.