Jump to content
Arquitectura.pt


Projecto para habitação própria


Recommended Posts

:angry3:

Depois de escrever quase um testamento completo, a página fez refresh e mandou o texto todo à vida.

Por isso agora estou desmoralizado. :p

Vou tentar fazer isto de forma resumida:
objectivo: habitação própria para uma família de 4 elementos (para já são 3... mas nunca se sabe).
ideias base: espaços moderadamente grandes, muita luz.
cave: áreas de apoio, escritório e sala de convívio (sala cinema, bilhar, amigos a fazer barulho sem chatear quem dorme)
RC: sala e cozinha basicamente
1º: 3 suites.

O terreno que encontrei tem 435m2. É virado a Sul e permite ter uma habitação com 4 frentes e uma mancha de construcção de cerca de 100m2. Uma vez que o terreno é um pouco estreito e existem habitações nas laterais (nascente e poente), limita um pouco a criação de janelas.


Mediante estas condições, o gabinete de projectos começou a fazer alguns estudos e nesta fase temos o seguinte:
Imagem colocada
Imagem colocada
Imagem colocada
Imagem colocada
Imagem colocada
Imagem colocada
Imagem colocada

Neste momento a maior controvérsia (principalmente entre mim e a minha cara metade :rambo:) prende-se com a fachada principal, que no entender dela é demasiado fechada (gostava de ter mais uma janela a Sul no 1º andar) e com o facto da sala ser um open space e local de passagem. Para além disso, uma vez que a entrada principal dá acesso basicamente à sala (após o hall de entrada), obriga mais uma vez a circular pela sala se o objectivo for chegar a qq outra divisão.

Eu gosto da solução, mas preocupa-me a questão do aquecimento da sala. Todo o calor lá gerado, vai escapar pela escadaria para outras áreas. Para além disso, vai receber com facilidade qualquer ar fresquinho que exista na cave.
Face a isto, fiz uns esboços que gostava que comentassem também (algo muito arcaico mas é apenas para transmitir a ideia):
Imagem colocada
Imagem colocada

E em traços gerais é isto... Espero os vossos comentários :icon_pistoles:

Muito obrigado pelo tempo e atenção prestados!

Abraço,
Vítor

Link to post
Share on other sites
  • Replies 59
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

Vitor, quanto ao ar frio vir da cave para a sala resolve-se bem com uma porta (que acho que já está lá) no fundo das escadas. Uma porta corta-fogo até é capaz de ser obrigadtório/recomendável. Quanto ao resto, acho que está bem. Mas as mulheres têm sempre aquela preocupação com as coisas sem olhar muito ao sentido prático!

Link to post
Share on other sites

Muito sinceramente, e perdendo apenas alguns segundos a olhar para os desenhos, sabendo que assim não se avalia correctamente um projecto, e não querendo desvalorizar o trabalho apresentado, parece-me tudo um bocado confuso e sem um princípio orientador... Até posso estar enganado, mas à primeira vista... PS: Aquela parede que pões ao lado da escada no primeiro esquisso não me parece grande solução... até porque com aquela distância fica um corredor muito estreito...

Não é incrível tudo o que pode caber dentro de um lápis?...

Link to post
Share on other sites

Reise: sim, essa porta deve resolver a passagem de ar da cave para o RC, mas não impede o ar quente de subir para o 1º piso. :p

Dreamer, tens toda a razão no que toca ao corredor. Queria apenas salientar que os desenhos foram alterados a "olho" apenas para transmitir uma ideia.

Não devem ser levadas em linhas de contas medidas.

Link to post
Share on other sites

olá pintovit, estive a analisar o projecto e acabo por concorar um pouco com o dreamer. Esse projecto é um pouco ambíguo no modo de organização dos espaços interiores. O piso principal esta, a meu ver bastante indefinido, penso que seria necessario experimentares formas de ocupaçao dos espaços em vez de deixares só aquele vazio enorme e, por outro lado, uma das exigencias era ter muita luz, mas não aproveitas a exposição a sul e abres a bastante a fachada a norte... Aquela janela a norte na sala não tras grandes vantagens em termos de luz enquanto que colocas o janelão a sul apenas no hall de entrada que a meu ver está um pouco vago até pela presença daquela casa de banho... Penso que seria necessário pensar melhor os espaços e estudar melhor as orientaçoes das janelas... E acho que seria vantajoso planear já uma ocupaçao dos espaços para saber como organizá-los... Em relação aos uiltimos desenhos, penso que a soluçao da parede é ainda pior do que sem a parede...

Link to post
Share on other sites

:p Sinceramente concordo plenamente no que toca à parede. Coloquei-a lá porque do meu ponto de vista é uma forma de isolar a escada. Mas também não gostei nada de resultado final. A escada... bom... alterá-la implicava alterações nos 3 pisos. E eu até acho que ela está muito bem naquela parede. Apesar de ser virada a nascente, a presença de outras habitações a menos de 5 metros impede-me de abrir janelas lá, portanto, não é um mau local para uma escada (acho eu!). Com o objectivo de aproveitar mais a luz é que "movi" a casa de banho para a "ala norte" e removi o hall de entrada. Agora tenho muita luz, muito espaço (vazio!) e uma escada que continua a ser motivo de discórdia. Não há sugestões?! :p Já agora, no que toca ao restante, em linhas gerais, parece-vos bem? Estava à espera de uma maior "acutilância"... ;) Obrigado a todos pelas vossas participações. Fiquem bem. Abraço, Vítor

Link to post
Share on other sites

pois realmente a casa de banho está melhor no ultimo desenho, mas tenho duvidas em relaçao à cozinha. Tem uma área enorme e o espaço ta um pouco mal organizado... preferia a cozinha anterior, era mais acolhedora.. é que a nova cozinha tem cerca de 17m2, é um espaço bastante grande para uma cozinha, mas no entanto está bastante apertada. Se tirasses aquele balcao do centro, terias espaço para uma mesa para comer até porque já tens balcao suficiente na cozinha. Em relação ao hall de entrada, vi que mudaste a porta de entrada, poderias fazer aí a sala de jantar, mas com a exposição solar que tem acho que não vale a pena, mas toda a sala com a área que tem irá sempre ser uma sala fria... é assim, para dar a minha mais sincera opinião, eu não viveria numa casa assim, aliás se tivesse a oportunidade de construir uma casa para mim a partir do zero, não a faria como esta ou como muitas outras que no final são uma sobreposição de pisos e depois exteriormente são um bloco (branco) com umas janelas... Acho que mesmo num terreno como este seria possivel explorar muito mais a forma e abrir a casa de modo a haver mais luminosidade no interior (já que é isso que se quer). Na minha opinião acho que era necessário haver uma boa investigação sobre habitação nestas circunstâncias para ver o que de melhor se fez e tentar tirar de lá boas conclusões. Só queria insistir outra vez em relação à sala, 60m2 para uma sala de estar/jantar é um excesso! é um espaço muito vago e dificil de ser organizado correctamente e também será sempre frio... Acho que ainda há muitas voltas para dar sinceramente, mas não me quero tornar um grande crítico na matéria até porque não sou nenhum expert, falo apenas do que sei

Link to post
Share on other sites

A mim o que me parece confuso é basicamente tudo, porque tal como já disse, não há um princípio orientador, e parece que em cada piso se resolve o espaço de uma forma diferente dos outros...

Pintovit, não percebo o porquê de estares "preocupado" com "alterações nos 3 pisos", porque (quanto a mim) o problema é de base e nesse caso muitas vezes o melhor é "amassar a folha e começar de novo"...
Tens de ter presente que se for para melhor, tudo vale a pena...

Pela forma como falas percebe-se aí algumas coisas... mas outras fica-se em dúvida...
- És tu que não queres mexer em todos os pisos, ou é o gabinete de projectistas?...
- Esta é a primeira solução apresentada por "eles", ou houve mais?...
- Como é que "eles" apresentaram o conceito desta solução?...
- Quais foram os pontos fortes da proposta que "eles" destacaram?...

O marcar o "conceito" não é inocente, porque parece-me que é isso que falta... mas claro que estou a "falar no ar"...

Não é incrível tudo o que pode caber dentro de um lápis?...

Link to post
Share on other sites

O projecto parece-me limpinho... ao contrario de outras opiniões... o piso dos quartos parece-me razoavelemnte resolvido.... quanto ao conceito, não estamos na universidade... e o "conceito", fica para 2º, 3º ou 4º plano quando se pretende construir com economia e constrangido por regulamento do loteamento, PDM, Seg. Icêndios, o novo RCCTE (atenção a este novo detalhe!!!), acústica....etc... gostava de ver a implantação e fotos da envolvente/local para melhor análise. Não fizeram um modelo 3D? este tipo de arquitectura, ganharia muito em fase de estudo com a modelação em Sketchup, afinam-se muitas coisas e testam-se várias alternativas/ variantes económicamente e rápidamente... Uma questão... as paredes interiores, sendo tão finas.. vão ser executadas em tabique de gesso cartonado, se sim, porquê? :p

Quem cria renasce todos os dias...
Agua-Mestra, Lda
Não sou perfeito, mas sou muito critico...

Link to post
Share on other sites

Antes de mais, obrigado por todos os feedbacks. Concordo com a maioria mas vou tentar dar respostas a todos:

asimplemind: 17m2 para uma cozinha numa casa com esta dimensão não me parece nada de transcendente. Até me parece pequena... Eu venho de um T2 com uma cozinha com 23m2. Não era exageradamente grande. Era o que eu considerava uma boa cozinha. Dos 23, uns 4 podiam ser ignorados já que eram um corredor, mas mesmo assim, 19m2... O balcão no centro foi só uma ideia. Também gosto da configuração anterior. Como sempre gostei destas ilhas nas cozinhas, queria ter uma noção de como ficaria. Talvez se a colocar na perpendicular do que está agora seja mais interessante.
A sala com 60m2 é um excesso sem dúvida! :p Não era objectivo. Sempre quis que ela ficasse mais perto dos 40m2. Com o objectivo de fazer chegar mais luz à sala, esta cresceu em direcção à fachada principal o que teve as consequências que estão à mostra.
GinSoakedBoy: "Tens ali várias coisas que são no minimo duvidosas ou questionáveis" - gostava que fosses mais concreto.
"bom inicio para uma conversa com um profissional da área" - sim, sem dúvida. :p
Dreamer:
Pela forma como falas percebe-se aí algumas coisas... mas outras fica-se em dúvida...
- És tu que não queres mexer em todos os pisos, ou é o gabinete de projectistas?... -> o gabinete de projectista ainda não foi confrontado com a necessidade de começar do 0
- Esta é a primeira solução apresentada por "eles", ou houve mais?... -> este é o 5 ou 6º estudo, mas todos foram evoluções dos anteriores. Nunca se quebrou completamente.
- Como é que "eles" apresentaram o conceito desta solução?... -> acho que falhei esta reunião :D
- Quais foram os pontos fortes da proposta que "eles" destacaram?... -> pois... perguntas complicadas! ;)

Eu percebo-te completamente. No entanto, é dificil colocar um "conceito" em practica quando estás limitado por n factores. Neste caso, os factores principais são um terreno estreito que quase não permite janelas a nascente e apenas em 50% da fachada a poente e a fachada Sul é a mais pequena de todas. Isto tudo numa mancha de construção relativamente pequena de apenas 100m2 por piso.
Há obviamente restricções de tempo para esta fase do projecto, dai que voltar ao papel em branco custa um bocado como deves imaginar (se bem que por vezes é sem dúvida o melhor). Cada vez mais concordo contigo. Até gosto da cave e do 1º piso. Gosto da cozinha com o seu terraço. Mas não consigo dar uma solução satisfatória à sala. Dai que se calhar voltar à folha em branco seja uma boa ideia. Desconfio é que vou acabar na mesma solução por causa das tais restrições. :tired:

Pedro Barradas: "Não fizeram um modelo 3D?" Ainda não. Não sei se vão chegar a fazer. Vou dar uma vista de olhos ao Sketchup. Pode ser que aprenda alguma coisa.
"vão ser executadas em tabique de gesso cartonado, se sim, porquê?" -> Não faço ideia. Ai está uma boa questão para a próxima reunião :D
Em relação à envolvente, vou tratar disso.


Mais uma vez, um muito obrigado a todos pelo vosso feedback! É muito importante para alguém como eu ter este tipo de ideias e prespectivas porque geralmente estas restringem-se a um gabinete de projectos. E para quem não sabe, o que eles dizem é lei. :D

Link to post
Share on other sites
O projecto parece-me limpinho... ao contrario de outras opiniões... o piso dos quartos parece-me razoavelemnte resolvido.... quanto ao conceito, não estamos na universidade... e o "conceito", fica para 2º, 3º ou 4º plano quando se pretende construir com economia e constrangido por regulamento do loteamento, PDM, Seg. Icêndios, o novo RCCTE (atenção a este novo detalhe!!!), acústica....etc...
Link to post
Share on other sites


Já agora o que é o RCCTE?


Modelações em 3D já vi usando 3DStudio ou similares mas nunca com o sketchup. É possivel pegar num desenho do autocad e importar ou é preciso desenhar tudo de raiz?


RCCTE, regulamento de Caracterisiticas de Comportamento Térmico de Edificios - DL80/2006
Regulamenta os edificios, suas caracterisitcas termicas/ eficiencia energética, incluindo propriedades termicas dos elementos de construção/ perdas e ganhos solares, Sistemas de ventilação natural do edificio, AQS (agua quente solar) e sistemas energéticos a instalar....

Existe o Sketchup free (propriedade do GOOGLE), este não permite importar dwg/dxf, só na versão PRO.

Normalmente faço apenas a shell... no teu caso é bastante fácil e simples...
A modelação do interior pode ser feita à parte, compartimento a compartimento...
em anexo segue uma ideia hipotética para casa no chipre... foi feito em 15 minutos, incluindo brainstorm, modelação, montagem de imagens e exportação...

Quem cria renasce todos os dias...
Agua-Mestra, Lda
Não sou perfeito, mas sou muito critico...

Link to post
Share on other sites

quanto ao conceito, não estamos na universidade... e o "conceito", fica para 2º, 3º ou 4º plano quando se pretende construir com economia e constrangido por regulamento do loteamento, PDM, Seg. Icêndios, o novo RCCTE (atenção a este novo detalhe!!!), acústica....etc...


Mas como é que projectas?... vês a mancha de implantação onde podes construir, "lês" os regulamentos e toca a preencher os espaços?...

Tem de se levar em conta os regulamentos, mas sem um conceito base não se pode ir muito longe... Não estou a falar de poéticas e aquelas lenga-lengas que se aprende na faculdade para justificar tudo e mais alguma coisa, mas na vida profissional temos de ter um princípio orientador de toda a proposta... e é a isso que eu chamo de conceito...

Olho para os desenhos apresentados e não me parecem de todo coerentes entre eles... dizes que "o piso dos quartos parece-me razoavelmente resolvido", mas e o resto?... onde fica?... ficamos pelo razoavel num piso?...
Não me parece uma perspectiva correcta da arquitectura...

O projecto tem de ser desenvolvido como um todo, não como um conjunto de partes...

Não é incrível tudo o que pode caber dentro de um lápis?...

Link to post
Share on other sites

Mas como é que projectas?... vês a mancha de implantação onde podes construir, "lês" os regulamentos e toca a preencher os espaços?...

Tem de se levar em conta os regulamentos, mas sem um conceito base não se pode ir muito longe... Não estou a falar de poéticas e aquelas lenga-lengas que se aprende na faculdade para justificar tudo e mais alguma coisa, mas na vida profissional temos de ter um princípio orientador de toda a proposta... e é a isso que eu chamo de conceito...

Olho para os desenhos apresentados e não me parecem de todo coerentes entre eles... dizes que "o piso dos quartos parece-me razoavelmente resolvido", mas e o resto?... onde fica?... ficamos pelo razoavel num piso?...
Não me parece uma perspectiva correcta da arquitectura...

O projecto tem de ser desenvolvido como um todo, não como um conjunto de partes...


CLARO... :p:p ;)

Quem cria renasce todos os dias...
Agua-Mestra, Lda
Não sou perfeito, mas sou muito critico...

Link to post
Share on other sites

CLARO... :p :p ;)


Claro o quê concretamente?...

Pintovit, se fosse assim tão fácil desenvolver uma proposta com um conceito de base se calhar mais projectistas faziam-no... mas é aí que está parte do segredo...
A conclusão é que isso não é uma receita em que tu chegas a um terreno, juntas um pouco de conceito, espalhas uniformemente em cima do papel e já está...
Depende sempre de projecto para projecto, de terreno para terreno, de cliente para cliente, de programa para programa, and so on...

Não estou com isto a dizer que eu consigo sempre encontrar e desenvolver um bom conceito para cada projecto, mas perco algum tempo a tentar...

Para mim, mais importante do que perderes o domingo a estudar o 3D, devias debruçar-te sobre livros e revistas e tentar perceber esse conceito noutros exemplos...

Para mim esse conceito base tem a ver com a envolvente, o terreno em si, o aproveitamento da exposição solar, alinhamentos (interiores e exteriores), alinhamentos de paredes, tentar "resolver os espaços" com um princípio claro em toda a proposta, clareza e facilidade de leitura das plantas, angulos de visão... etc... etc... etc... depois é uma questão de pesar a importância de cada um e "aplicá-los"...

Se queres um exemplo de um bom conceito, tens a casa do Alvaro Siza Leite (Casa Toló), de que se falou noutro tópico, mas, e como podes ver lá pela minha opinião, contrariada por muitos, não me parece que esse excelente conceito tenha criado uma boa casa...
Tens exemplos do Souto Mora de habitações "muito bem resolvidas" e com um conceito claríssimo...
Tens o exemplo da Casa das Mudas, onde o conceito é excelente e a concretização também...

Acho que não se pode pensar que "o primeiro piso está razoavel" e o resto logo se vê, porque a tua habitação não é feita de um só piso... e não estou com isto a dizer que acho que o primeiro piso esteja bem resolvido...
Como já disse, parece-me que é um problema de base... uma boa base pode não levar a um bom resultado, mas as probabilidades são muito maiores...

Mas mais uma vez digo, esta é apenas e tão só a minha opinião...

Não é incrível tudo o que pode caber dentro de um lápis?...

Link to post
Share on other sites

Dreamer, tudo bem. Eu e certamente todos os que já leram esta thread percebemos que não só colocar para lá umas paredes a dividir os espaços e tá feito. Eu não te pedi para desenvolveres um conceito. Apenas para dares um exemplo para eu visualizar melhor. O exemplo deste-o (Casa das Mudas), vou procurar e deve constar algures o conceito subjacente. Se por um lado, quero ver o projecto a andar para a frente, por outro tenho todo o interesse que seja o melhor possível. E como realmente não sou arquitecto, é-me dificil desenvolver conceitos... se a um projectista é dificil... a um informático :p

Link to post
Share on other sites

A Casa das Mudas é um espaço de exposição, não uma habitação... Os outros são habitações, mas podes perder algum tempo a procurar outros exemplos... até podes (e se calhar deves) fazê-lo acompanhado do projectista... não numa de copiar, mas de perceber e com esse conhecimento partir para outros vôos... É complicado falar-te de um caso concreto em que os problemas sejam semelhantes aos encontrados no teu terreno, até por desconhecê-los, mas procura a casa CI, de Cappila+Vallejo. Estes exemplos que te dei podem nada ter a ver com o que é pretendido para aí, mas também podem te dar uma ideia de algumas coisas... É sempre complicado analisar e criticar projectos em desenvolvimento de colegas de profissão que não se podem defender, até porque se falasses com 100 arquitectos, 100 soluções diferentes terias... Era importante ouví-lo para perceber o porquê daquela solução... Boa sorte... :p

Não é incrível tudo o que pode caber dentro de um lápis?...

Link to post
Share on other sites

Please sign in to comment

You will be able to leave a comment after signing in



Sign In Now

×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.