Jump to content
Arquitectura.pt


gdionisio

Membros
  • Content Count

    59
  • Joined

  • Last visited

Everything posted by gdionisio

  1. ok, mas quando tens um ficheiro em que estás a trabalhar e pretendes por exempolo importar uma folha mestre que está noutro ficheiro, o template não serve de nada.
  2. Olá a todos, tenho duas dúvidas. É possivel importar para um ficheiro archicad elementos de outro ficheiro archicad, nomeadamente folhas mestre, canetas, tipos de linhas, materias, etc?Como se faz? É possivel quantificar o número de horas totais de trabalho dispendidas num ficheiro archicad? lembro-me que no autoCAD era possivel, indo às informações do projecto, aceder ao número de horas que o documento tinha. Agradeço a ajuda.
  3. desculpem lá mas não fico por aqui, dasse! os furos ao calhas nas paredes ao menos é alguma coisa escrita em braille? até as escadas da entrada são iguais, a parede inclinada, e a janela!!! tudo no mesmo quarteirão é demais!! nem op koolhaas se metia nisso...
  4. Um projecto que parte do principio com o objectivo ser um logotipo janota será sempre alvo de muitas criticas. Eu não consigo perceber o que passou pela cabeça do arquitecto para se colar tanto à casa da música, eu teria uma reacção exactamente oposta, até porque qualquer mérito que o projecto tenha fica abafado pela cópia.
  5. Realmente uma coisa é certa, o render não favorece em nada o possivel potencial da proposta, além de ser muito pouco esclarecedor. Para mim não passa de um estudo de intenções, fazendo lembrar os meus primeiros renders no 2ª ano de curso. A proposta, na minha opinião, é manifestamente dissonante com as preexistencias e isso revela-se no render de forma berrante e escandalosa. Fico com pena que não haja o descernimento de aproveitar um investimento destes para "cozer" a proposta com a cidade e criar espaço público, relações com a envolvente próxima, etc. abraços
  6. O site www.monumentos.pt, tem uma base de dados bastante extensa com peças desenhadas em arquivo, fazes a pesquisa em sistema de informação/fontes documentais nesta pagina escolhes na coluna de fontes documentais desenhos e na designação escreves nome do monumento que procuras. abraços
  7. Tens muita informação sobre processos de classificação no site do igespar (ex ippar) em ippar.pt, que remete para a legislação sobre património, podes também investigar as diversas cartas e convenções internacionais tanto online ou na livraria do igespar no palácio da ajuda. Podes também pedir informações tanto nos gabinetes técnicos locais como na divisão de salvaguarda da regional de cultura da zona.
  8. Tenho andado à procura de um sofware que manipule fotografias de fachadas, de modo a que seja possivel corrigir a perspectiva de cónica para ortogonal, ficando com a projecção de alçado. Alguém me pode dar uma ajuda?
  9. que tipo de questões? podes recorrer aos gabinetes técnicos locais.
  10. Também acho que chamar a espaços sobrantes "praça" é um pouco forçado, parece-me mais uma justificação gratuita para caracterizar uma situação que não foi resolvida.
  11. é um tipo de dubai tuga, estava a pensar em lançar um concurso de ideias para uma ilha em forma de pinheiro para a praia do tamariz, o que acham?
  12. "Um arquiteto PB ou arquitecto PE é o profissional responsável pelo [ame="http://pt.wikipedia.org/wiki/Projeto"]projeto[/ame], supervisão e execução de [ame="http://pt.wikipedia.org/wiki/Obra_de_arquitetura"]obras de arquitetura[/ame]. Embora esta seja sua principal atividade, o campo de atuação de um arquiteto envolve toda as áreas correlatas ao controle e desenho do espaço habitado, como o [ame="http://pt.wikipedia.org/wiki/Urbanismo"]urbanismo[/ame], o [ame="http://pt.wikipedia.org/wiki/Paisagismo"]paisagismo[/ame], e diversas formas de [ame="http://pt.wikipedia.org/wiki/Design"]design[/ame
  13. Também acho deve ser somente para designers, contudo já tive de fazer logos e imagens corporativas e etc sempre no formato do desenrasca, contudo reconheço (tenho amigos designers) que tenho as minhas limitações, mas acho que há um ponto onde nos tocamos. Obra de arte total. Tanto que os designers fazem stands, pequenas estruturas, por vezes projectos de alterações de interiores, etc... como voçês sabem.
  14. Bom meus amigos, a conversa está acesa mas para mim, que estou a ponderar tirar um curso de vectorworks, pouco acrescenta. Sem querer sair do tema, estive a "sondar" preços dos cursos em software paramétrico e uma grande desvantagem é a formação em vectorworks ser muito cara (estamos a falar de acima de 650€* pela formação base) e a justificação que me foi dada por telefone é que para o software ser mais barato a formação tem de ser um pouco mais cara, uma vez que os confrontei com preços de formação em softwares da concorrencia. Nestes casos é melhor haver um grupo de pessoas, pelo facto de
  15. as zonas classificadas de património mundial estão vinculadas não às regionais mas ao serviço central do igespar
  16. Não é um comentário depreciativo, apenas aprecio o teu humor!
  17. Isto é em Cascais, acho eu. Pela maquete e fotografias, dá para perceber a configuração da Cidadela de Cascais. (o que eu tenho andado a perder, aqui o nosso amigo "portugese" é demais!) abraços
  18. Caro “Aaliz“ Quando refere que o “sistema existente é absurdo” fico em total desacordo, existem vários sistemas de gestão do património em prática na Europa, o “adoptado” em Portugal não é perfeito, tal como qualquer sistema, mas acredito que estamos a caminhar para um melhoramento dos instrumentos de gestão. Como deverá saber, neste nível de discussão o poder político sobrepõe-se ao valor dos pareceres técnicos, pelo que por vezes as decisões finais não são as melhores decisões técnicas. Isto acontece na mais pequena câmara municipal. Quando refere “extinguissem organismos uns meses depoi
  19. Caros, Qualquer intervenção é questionável, o que não é questionável é questionar sem pensar na questão. A grande maioria do património classificado não está afecto ao IPPAR e a clasificação é por vezes a única maneira de fazer com que este património em mãos de privados, não seja violado e que qualquer intervenção realizada seja supervisionada. Por tanta gente pessar como o "Aaliz" é que o nosso património não está melhor, é uma mais valia ser proprietário de um imóvel classificado na maioria dos paises europeis, mas cá as pessoas acham que é uma chatice. Existem regalias fiscais, benef
  20. Ainda não consegui compreender as mais valias desta proposta. Completamente dissonante!
  21. acho que estamos a esquecer um pormenor importante, o quarteirão das OGerais é uma área com uma localização de extrema importancia (a norte da estação de belém, ao lado da marginal) e como deviam saber, o museu do coches encontra-se actualmente no antigo picadeiro, que não tem capacidade para albergar o uso actual (falta de espaço para reservas, condições precárias para quem conhece as IS, etc). É actualmente o museu com maior número de visitantes em portugal tendo lucros para o estado bastantes significativos. Parte deste facto deve-se à sua localização e à sua integração na rede de visita
  22. também tenho as minhas dúvidas sobre o enquadramento desde edifício nos novos regulamentos energéticos em vigor, são bastantes rigorosos. abraços
  23. os ARX são sem dúvida uma referência na arquitectura contemporanea portuguesa, e acho q mais uma vez vão ser exemplares na sua proposta. As vantagens do PdN é que caiu em graça pelos investidores, e acaba por ser um tubo de ensaio onde é dada uma liberdade acima da média, temos de tudo, bons, médios e maus exemplos da arquitectura actual. No fundo o que acontece um pouco pelas cidades em geral. abraços
×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.