Jump to content
Arquitectura.pt


Pedro Barradas

Líderes de Equipa
  • Content Count

    1,670
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    7

Everything posted by Pedro Barradas

  1. E convém ir VISITAR o local. ainda por cima estás perto. Olha que vale bem a pena!!! Especialmente o espaço das pipas e claro a cobertura ajardinada com uma vista fantástica!!! visitei antes da mesma entrar em funcionamento "oficial"... telefona para lá e diz que és estudante, vê o o que se "arranja". PS: Coitados dos trabalhadores.... especialmente os tecnicos, que não tiveram direito a uma única janela para o exterior... Tese de mestrado sobre adegas contemporâeas: https://estudogeral.sib.uc.pt/bitstream/10316/11738/1/tese_RaquelMargarido.pdf
  2. Essa decisão, em fase de projecto deve ser analizada em conjunto com engenheiro de estruturas... concordo com o TiCo. Não podemos opinar muito sem saber as condições dessa parede, o material constituinte e o nível de intervenção no teu edifício e claro a repercussões que possam haver para o do lado. Soluções, existem muitas... cada caso é um caso.
  3. Alerto para o facto. que este tipo de declarações nem deveria ter de ser submetida à consideração/ apreciação/ conhecimento da entidade licenciadora, já que é um documento "privado" entre técnicos.
  4. Boas. ainda bem que resolveste. Naquela minuta em particular, removia a palavra "colega" e na descrição do artº do RJUE... colcava em vez "alterado pelo decreto lei 26/2010 de..." para " com a redacção actualmente em vigor"
  5. Faz uma busca no google por: "minuta de cedencia de direitos de autor" Vais arranjar várias... Por exemplo: http://www.cm-vminho.pt/files/69/6918.pdf
  6. O SADI, face haver um piso abaixo do PR, deve ser do tipo 3. Faz bem em compartimentar essa cave - zona técnica. Possivelmente enquadra-se em local de risco C.
  7. Portas, ler a secção 4.9 do DL 163/2006. Larguras e condições das zonas de manobra das mesmas.... para TODAS as Portas no interior da Clinica. o acesso à clinica, deve ter porta com largura útil não inferior a 87cm (90cm de folha) Mais uma vez, chamo atenção às condições SCIE da UTV... Largura de vias e portas e saidas dos locais e edificio, distâncias a percorrer até à saida, compartimentação, sistemas de SADI, Iluminação de segurança/ emergência, Meios de 1ª intervenção e respectiva sinaléctica, etc... Bem como lembro que devem ser elaboradas as Medidas de autoprotecção e enviadas para aANP
  8. Boas. antes demais a IS para pessoas com mobilidade condicionada, o interior da clinica bem como os acessos ao interior da mesma devem cumprir o DL 163/2006. Relativamente à localização dessa IS, a mesm está ao fundo de um corredor, que comunica com a area da sala de espera.Certo? neste caso está confinante com a área de acolhimanto. Atenção às larguras do corredor...1.20m., etc... Equipamentos de alarme na IS, etc... Se cumpre com os requisitos de SCIE e afins.
  9. Nessa Habitação unifamiliar, tem de garantir o percurso acessível exterior, desde a entrada do lote ( a via pública) até à entrada acessível que considerou para entrar no edificio. A legislação não exige percurso acessível entre a zona de estacionamento privativa do lote e o edifício. É obvio que se der para fazer, melhor.
  10. Boas caro colega, ainda não vi a sua folha de calculo, no entanto tenho os seguintes reparos: O indice de estacionamento para pessoas com mobilidade condicionada (secção 2.8), APENAS se aplica ao edificios e estabelecimento (CAP 2 do DL 163/2006). Pelo que na elaboração do Loteamento urbano, o DL 163/ 2006, apenas se aplica o disposto no CAP. 1. ( via pública) do supracitado DL. Também os termos e siglas deveriam ser compatibilizadas com o DR9/2009 (conceitos urbanisticos) De qualquer maneira é uma boa iniciativa.
  11. NOTA: Essas noticiias são de 2011. Dúvido, que as obras arranquem durante 2013.
  12. Não percebi bem a sua questão, nomeadamente o tipo de solução estrutural para a cobertura, e muito menos esta frase "...as propriedades do betão não se adaptavam a uma estrutura de aço,...". Meta aqui o esquema da cobertura, um corte transversal.
  13. ...durante a condição de estudante... é tudo desfazado da realidade ;) Eu é que fiquei.. embaraçado. :x
  14. Caires, sem querer ofender, mas o tipo e o modo como a questão foi colocada, deu entender ser efectuada por um/a estudante.
  15. Pois, legislação especifica não existe, existe sim uma serie de legislação cujos requisitos têm de ser cruzados. Consoante as condicionantes impostas pelo projecto, os requisitos e o que se pode ou não fazer, o que é necessário ou não e em que condições só analizando o projecto em concreto.. e em sintonia com uma equipa de projecto pluridisciplinar (que no teu caso não vai existir) No meu tempo de estudante essas dúvidas tiravam-se com os professores de "construções"... também analizando as plantas de edificios de tipologias equivalentes, em revistas, por exemplo... ainda não havia a WEB qu
  16. Será... mas não bastará. A ventilação passiva para o controlo de fumos nas UT II, tem de obedecer aos critérios do RT-SCIE, pelo que terá de prever vãos/ aberturas (admissão e extração) dispostos em fachadas opostas, devidamente dimensionadas e implantadas de acordo com o regulamento supracitado. Presumo que estás a falar de Estacionamento, integrado num edificio multifamiliar. Pois se estiver a falar de estacionamento em edificio unifamiliar, a coisa muda de cenário. como Nota: nas definições de SCIE, "garagem", é o equivalente a oficina de reparação e manutenção automóvel. Por isso passei
  17. Oi... foi revogado.. ainda bem que te certificaste das minhas informações. ;) Relativamente às condições das instalações.... devido à desburocratização e ao "simplex"... quando de vistoria por parte da ARS, ACT, etc... se as condições declaradas e/ ou obrigatórias não estiverem implementadas, a entidade gestora sofrerá as devidas consequências... os técnicos que aconselharam e/ ou declararam as conformidades, também poderão vir a sofrer consequências, por parte do dono de obra, que poderá exigir idemnização devido às coimas a ele imputadas... Outra opção... se aplicável ao contexto, é requere
  18. boa sorte, antes demais.. que não está fácil.. especialmente se não tiver uma rede de conhecimentos. Relativamente à questão das equipas e relacionamentos com os clientes, deve ir ver as sebentas da formação da OA. Frequentou, certo?! Deve também ler a Lei 31/2009, nomeadamente o seu art.º 6 e 7, "regime jurídico que estabelece a qualificação profissional exigível aos técnicos responsáveis pela elaboração e subscriçãode projectos, pela fiscalização de obra e pela direcção de obra, que não esteja sujeita a legislação especial, e os deveresque lhes são aplicáveis e revoga o Decreto n.º 73/73
  19. É só pesquisar... http://dentaria.com/declei/ http://www.arscentro...sa%C3%BAde.aspx Depois ainda tem de cumprir com a restante legislação especifica... - Acessibilidades - SCIE - ACUSTICA - RCCTE - Condições de higiene e segurança no trabalho ... O melhor é contactar um gabinete de Projectos.
  20. Relativamente à 1ª questão, é como entender. Depende se vai passar por SCUT's, AE's ou não ;) se a viatura gasta 12L, ou 3,8L/100km e o tipo de combustível , amortização de equipamentos, etc... a 2ª, questão, NÃO.
  21. Depende, da complexidade, das deslocações e dos meios diponíveis... Partindo do proncipio que o trabalho é perto da sede do prestador do serviço, e vai passar factura e trata-se de um edifico sem qq tipo de planta disponivel, de complexidade equivalnete a uma habitação unifamiliar, até cerca de 250m2 de area bruta. Pode variar entre 150 a 350€ + IVA. são coisas.. que só vendo... fazendo as contas às horas dispendidas ( no local e no posto de trabalho), nº deslocações, amortização de equipamentos, etc...
  22. Podes ver aqui a legislação especificia: https://sites.google.com/site/jfrancoaraujo/legislacao Tens uma lista exaustiva por temas aqui: http://www.oasrn.org/apoio.php?pag=tema Depois falta conciliar com mais legislação, nomeadamente Lei das acessibilidades, SCIE, Condições de trabalho, Acustica e RCCTE.
  23. Já lhe disse como pode arranjar a alternativa ;) Vai a uma fabrica de transformação de ardosias... pede cotação para execução e fornecimento desse tipo de acabamento.
  24. Por exemplo: http://www.lousar.com/ardosia.html http://valongoslate.pai.pt/ http://www.silaco.pt/index.php?page=produtos∏=produtos_descricao&id=33 O que não falta são fornecedores de ardosia (xisto preto), depois é mandar fazer com esse acabamento da ENARQPLUS.
×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.