Jump to content
Arquitectura.pt


zorbatan

Membros
  • Posts

    98
  • Joined

  • Last visited

Everything posted by zorbatan

  1. Baguitos, Sei que já venho um pouco tarde para a discussão, mas depois de tudo o que li não posso ficar sem opinar. No meu caso que trabalho com Archicad, basta criar uma biblioteca de cores com os vossos códigos e sempre que for necessário, esta será carregada e as vossas cores estarão disponíveis como materiais a usar e a contabilizar. Quanto à questão, Qual o software que os Arquitectos mais usam, já não faz sentido essa questão. O tempo "DO" software já passou e felizmente agora abunda a diversidade. Deste modo terá que ser uma aposta vossa em saber satisfazer todos os vossos clientes, independentemente do software que usam. Pois não há sequer garantia que a maioria que usa um software, seja a mesma maioria a usar o vosso produto. Neste momento em Portugal existem 4 marcas que operam com relativa representatividade e que são as seguintes: _Archicad _Revit _AllPlan _Vectorworks (A ordem da lista anterior, segue os seguintes critérios 1º o software que eu uso, 2º o seu maior concorrente em Portugal, 3º e 4º ao acaso.) De facto os 2 primeiros, por hábito ou apenas por ignorância são os mais usados e apontados como os mais completos, contudo são apenas opiniões e com o mundo em mudança as certezas são o que menos certo vamos tendo. Qualquer informação técnica referente ao Archicad deverá ser encaminhada: No Norte do País: infor@infor.pt No Sul: vsilva@infor.pt O que vocês estão a fazer é muito bom e é o que deveriam fazer todos os fabricantes, fornecer os produtos de forma virtual e prontos a usar. Como já referiram os interlocutores anteriores há muito mais nos softwares de Edifício Virtual (ou BIM) do que apenas pintar as paredes com cor. Se estas cores não puderem ser contabilizadas, não servem para nada, são apenas cores. Como tal é importante que olhem também para as listagens de orçamentação presentes nos programas acima referidos. Ficarei a aguardar a vossa biblioteca.
  2. Rui, O Revit já incorpora o mental ray como motor de render, não é??!! A ser verdade e pelo que vi é bastante bom, o que implica não ser necessário recorrer a outros programas para fazer os renders. A não ser que seja como o Lightworks do Archicad que é quuuaaassseee bom, e que ainda por cima é penoso fazê-lo "cantar" como um "rouxinol". Se tivesse esse motor de render dentro do Archicad e o mesmo fosse fácil e rápido de usar, nem olhava para os outros.
  3. Sim tens razão, tendo o C4D ou o MAX e já sabendo trabalhar com eles, até podes dispensar o Maxwell Render. O que me esqueci de referir anteriormente é que trabalho em Archicad e quando quero renders é que uso o Maxwell. O plug-in permite configurar tudo dentro do próprio Archicad, no final com um clique, mando renderizar e aí o motor de render arranca e faz o resto. Se eu não quiser definir novos materiais (melhores), ele usa automaticamente os do Archicad, que sabe usar muito bem. Nas imagens que deixei anteriormente, o chão tem um material criado para o Maxwell (dentro do Archicad) e o tronco e folhas das árvores usam a textura por defeito do Archicad. Vindo de outro software, mais antiquado como o autocad, já temos que ir ao Maxwell Render Studio, e aí o processo já não é tão simples, já tem algumas espinhas. Mas é tudo uma questão de opções de pacote de software que estamos a usar. Com o Artlantis passa-se o mesmo, se não precisar melhorar os materiais, uso os "default" que vêm do Archicad. Assim só me preocupo com a luz. Para mim tb não faria sentido exportar para C4D ou MAX quando o que quero apenas é renderizar. Usaria o C4D, nunca o MAX, se quisesse modelar objectos, contudo até à data nunca senti essa necessidade. E os 2 motores de render de que falei (Maxwell e Artlantis), fazem o que preciso, com muito poucas horas de aprendizagem. Claro que se usarmos outro software EV (Edifício Virtual) ou como são conhecidos internacionalmente, BIM (Building information Model), Tal como Vectorworks, Allplan, Revit ou Bentely Building, etc.., esta opção para render é igualmente válida, só não há a garantia de uma interligação sem espinhas, mas é apenas um pormenor. Quanto ao apoio técnico em Portugal, dispensa-se, o apoio no site é mais que suficiente, só não está em português. Mas desde quando isso foi impedimento. O único ponto que necessita algumas horas de aprendizagem e aperfeiçoamento seria para criar aqueles materiais "bué galácticos" que ninguém usa a não ser a malta da animação espacial. Para a arquitectura a "Roda" dos materiais já foi inventada há muito, basta ir ao site do MaxwellRender e é só escolher e fazer download Grátis. Ou ainda ir ao site da Arroway , Dosch ou outras (que não faltam) e expandir ainda mais as opções.
  4. Maxwell Render, ajuda muito se tivermos algumas noções de fotografia pois ajustamos os parâmetros como se fosse uma máquina fotográfica o resto é ele que calcula. Como este programa espanhol se baseou nas fórmulas físicas do sr [ame="http://en.wikipedia.org/wiki/James_Clerk_Maxwell"]James Clerk Maxwell[/ame], o calculo de luz é efectuado raio a raio, daí ele demorar bastante tempo a renderizar (leva umas horas). Para testes aconselho começar com resoluções 300x300 (dependendo da máquina). Mais informação no site do Maxwell Render . Não percas a galeria de imagens. Artlantis, Funciona tudo a tempo real, ajustas luz , texturas, nuvens, etc, tudo com slide bars, do tipo do comando do volume, tudo a tempo real. Mais fácil não há. Mais informação em Portugal no site da Infor, também representante do Archicad. Ou nos site dos seus "pais"em França, A Abvent ou no site do Artlantis , neste último vê o video da demo, não é peta pró filme, é mesmo assim, em tempo real. E ainda uns videos de tutorials.
  5. [attach]7992[/attach] [attach]7993[/attach] Imagens do Maxwell Render semi-fotorealismo. O que interessava era perceber as nuances de luz do espaço. Projecto do Arq. Carlos Almeida Marques © 0% de photoshop [attach]7990[/attach] [attach]7991[/attach] O belo do Artlantis a bombar. 0% de photoshop Sem espinhas e chegam perfeitamente para a função a que se destinam. Ambos Modelados em Archicad R11 e R12.
  6. . Foto realismo em 3 cliques, sem espinhas e sem 1 milhão de horas de aprendizagem, temos o Maxwell Render, este sim o melhor do mercado. (Simulação de luz) Quase, quase fotorealismo, em meio clique e 30 segundos de aprendizagem temos o Artlantis, o mais fácil e rápido do mercado. (Render para vender a Dona Ilda Marreca como ares de Claudia Schiffer.) E tudo o resto é paisagem. :) Na laia do 3D Studio Max, o Maya é claramente superior e ainda mais difícil de dominar. Não foi à toa que a autodesk o comprou, como não sabe fazer..... Compra!!! .
  7. Obrigado JPPereira. Admiro esse espírito de partilha.
  8. Se ainda restam dúvidas!!! SKETCHUP!!! XDXD
  9. Se é para impressionar o cliente, concordo com o/a Narayan: Sketchup parece ser a solução rápida e fácil. Força nesse Sketchup!!
  10. Vai realizar-se amanhã dia 08.10.2008, no ISEL (Lisboa), um seminário, GRÁTIS, sobre a integração de modelos BIM desenvolvidos em Archicad com 2 tipos de software de cálculo de estruturas comuns no nosso mercado. Lamento a publicação tardia do anúncio e como não vou poder estar presente espero que algum de vós possa aproveitar... Saber mais sobre o seminário Por hoje é tudo!!!
  11. Isto é batota.... Falar do Archicad 12 sabendo que nem todos têm, ainda, acesso ao mesmo. É de salientar que referi que era em AC11 e anteriores....:. Assim se conclui que não se tratou de uma correcção, mas sim de uma natural actualização. Assim também eu, a tirar partido do multicore é fácil fazer camadas a 3d. Pelo que percebi estas camadas não são desenhadas uma a uma, mas sim uma interpretação das tramas 2D de onde são geradas as multi camadas 3D automáticamente, ou seja trabalho extra é quase nulo. Há as tais prioridades a definir. Vamos lá ver como é que o meu Mono-Core se vai desembrulhar com isso!!XDXD
  12. Caro Kyos, Como o 3ds pertence ao bom grupo autodesk tens que fazer como eles querem e não como tudo gostarias.... Ou seja contacta um representante e vai fazer formação..... PAGA!!! Simples como beber um copo de água. 3DS não é para autodidactas, pelo menos não é para todos. De qq forma Boa Sorte e coragem
  13. Tal como já disse o Rui Venda do Revit digo-o também do Archicad, não queria estar a falar dele num post do AllPlan, contudo há esclarecimentos que me parecem úteis para todos. Em Archicad, pelo menos a partir da versão 11 pode definir-se a prioridade nas intersecções, até 10 níveis e tudo o resto é automático, cada nível só se intersecta com o próprio. Ouvi falar (li ) em carregar o modelo 3D com pormenorização, pelo menos em Archicad 11 e já o era nas anteriores, a imagem 3D é gerada por associação de planos gerando caixas vazias. Por exemplo uma laje multi camada, em 3D é apenas uma caixa com 6 lados e vazia. toda a informação 2D só é adicionada nas respectivas vistas 2D (cortes principalmente) através de linhas e tramas 2D. Ou seja uma laje multi camada não é uma sandwish tridimensional. No caso de objectos... Uma sanita.. Mesmo sendo um objecto 3D, em planta ou alçado ela será representada por um desenho esquemático da mesma, nunca pela projecção real do objecto 3D, isso seria ridículo, para além de muito feio. Acredito que todos os BIM são assim, se não são...... Em momento algum com o Archicad somos obrigados a pormenorizar tudo em 3D para depois gerar os respectivos cortes e alçados. Se o fizermos ganhamos em rigor e coerência o que perdemos em tempo. Contudo este dispõe de ferramentas ou opções que permitem aos mais acelerados parar a ligação ao modelo e descascar o resto em 2D ou até se preferirem descascar tudo em 2d sem quebrar a ligação ao modelo. Aqui o Archicad parece uma barraca cigana da feira... É ao gosto do freguês... É só escolher.... Oh freguês!!! 3 pares 150, vamulá qué pácabar!!! :)
  14. Opinando sobre a experiência do Miguel... Sem querer duvidar das palavras do Miguel, mas também me parece tudo demasiado mau para ser totalmente verdade. Sou levado a crer que a demonstração a que assististe deveria estar no mínimo desactualizada, ou então poderá ter sido uma grande falha do representante, por vendedores a fazer uma demonstração para labregos Autocadistas, desconhecendo que falavam com um BIMformado e doutorado na matéria. Ou seja menosprezaram a sabedoria do candidato a cliente. Por vezes quando trabalhamos demasiados anos com um software habituamo-nos de tal forma, que a lógica de trabalho dos restantes nos parece apenas uma grande falta dela. Trabalhei com o Autocad durante 12 anos (Também já fui labrego!!!) e quando mudei para o archicad (Vi a Luz) também afirmava que archicad a 2D era ArchiBosta. Hoje, embora não pense assim ainda vou tendo alguma dificuldade a 2D. O que quero dizer, Miguel, é se tiveste o cuidado de "tentar" libertar a tua mente destes preconceitos e vicios mentais!!?? E tentar ser mesmo imparcial, embora admita que para quem usa o Archicad isso pareça impossivel, aquilo é mesmo bom!! XDXD
  15. Olá, Fazendo um ponto da situação, venho pedir a todos os intervenientes que quando se referirem a outros software's diferentes do que usam no momento, que por favor façam referência às versões que testaram na comparação, pois só assim poderemos ter informação tão correcta quanto possível. Por exemplo dizer que o software X tem problemas na intersecção de paredes e liberdade das mesmas, sem sabermos de que versão estamos a falar, parece-me o mesmo que comparar um smart com um Ford Cortina... E dizer aquilo não presta só tem caixa de 3 velocidades. Se queremos medir pilinhas, então façamo-lo com "tomates", em individuos com a mesma idade e ambiente social idêntico (dizem que os intelectuais a têm mais pequena e flácidaXDXDXD). Particularizando ainda mais, o que acham se eu comparar a minha versão actual do Archicad, a 13**, com a única versão que conheci bem do Revit, a 4, ainda antes de ser comprado pela autodesk??? Não seria justo pois não??!! Então solicito que façamos sempre referência às versões que estamos a comparar, só assim nos ajudaremos a nós e a outros que por aqui passem. Obrigado a todos, ** Era só para ver se estavam com atenção... ( AC 11 ) :P
  16. Independentemente da nossa postura ou vontade de acreditar, o que disse o ARK, infelizmente, é o que se passa ainda. Ainda existe o preconceito da privada, e aqui ou saímos de Portugal / temos amigos e dinheiro para nos estabelecermos por conta própria ou então vamos ser vítimas do preconceito. Eu comecei há muitos anos atrás na Lusíada (quando esta, era ainda a única privada com Arquitectura), e havia um estigma contra os seus alunos. Com o tempo fui acreditando e até me parecia que o estigma abrandara. Hoje, muitos anos depois e após uma longa paragem voltei à arquitectura, mas agora numa pública. Noto que me dão algum crédito apenas pela universidade de onde venho, ou seja, já não parto do zero ou dos 150 milhões negativos. A diferença entre alunos, de uma ou outra universidade, reside apenas na capacidade de trabalho e sacrifício dos da pública... Que se não os vencem pelo talento, vencem-nos pelo esforço!!! O preconceito está aí!!! E não abrandou... parece que aumentou!!! A ideia parece ser alimentada por meia dúzia de lobos da velha guarda, que com o receio de ver o seu ganha pão afectado, alimentam os tumores das universidades privadas, na tentativa vã de travar a concorrência, visto que o ridículo exame ou estágio de admissão à ordem falhou!!! O meu apontamento não tem como objectivo, convencer-vos a desistir, serve apenas como alerta de uma forte probabilidade. Ao mesmo tempo que ajuda a conhecer melhor o inimigo, e a preparar-mo-nos melhor para o enfrentar!!
  17. - - 1. Exterior - - - - - - - 2. A Zona de Exposições - - - 3. Jogo de palavras interactivo
  18. :)!! Aí está!!! A questão põe-se entre o saber/permitir e o ignorar/permitir. Eu uso o Gmail !!! Mas se aparecer outro, de preferência tuga, nem olho para trás!!! Tenho saudades do Zmail.pt... Em tempos foi o melhor!! Big Brother is watching you... And I'm watching Big Brother!!! XDXD
  19. Desculpem, mas sou o homem da conspiração!!! A Google, como todas as empresas, dá um chouriço a que lhe der um porco!!! se duvidam experimentem: (para quem tem Gmail) Mandem mails a vocês próprios com palavras soltas, exemplo: Algarve Casa Férias. Agora abram o dito mail via browser e vejam a publicidade na barra lateral direita. Testem outras palavras... Usem a imaginação!!! Assusta, não!!! Não é só o [ame="http://en.wikipedia.org/wiki/ECHELON"]ECHELON[/ame] que lê os mails. A teoria da conspiração: Com os gigas de espaço disponibilizado para o mail (Gmail), não precisamos apagar nada, e está sempre a aumentar. Desta forma é mais fácil e fidedigno traçar o nosso perfil. Por fim, não sabemos quando, nem a quem,... É só vender essa informação!!! $$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$ Mas nem todos têm Gmail... Mas todos usam o Browser, então se este for lindinho, rápido e fácil de usar, é vê-los a caír que nem tordos!!! Não tenho nada a esconder, mas gosto de decidir às mãos de quem vão parar os meus dados. Nunca fiando!!!! Usem, mas não abusem!!!
  20. Com rígido quero dizer muitas letras, demasiadas letras... Poucos bonecos!!! Por exemplo se compararmos o Vectorworks com o AllPlan. O primeiro é macio o segundo rígido, tem um look demasiado técnico e sério. Não é uma crítica destrutiva é uma opinião, como todas, pessoal, até porque como disse, apenas olhei quase nem experimentei!! Plenamente de acordo.... Falas bem, mas isso não te dá o direito de tentares cercear a nossa curiosidade!!!XDXDXDXDXD Eu quero trabalhar com todos....Bem... Com quase todos!!!:s
  21. Agora o Estoril-Sol: Falar muito sobre este tipo de projectos, é falar demasiado!!! Vou tentar resumir: Razão para a demolição??? Edifício de massa exagerada que se impões demasiado na linha natural da encosta!!! O que mudou no projecto novo??? Nada!!! Excepto o matagal à volta, estilo selva amazónica. Há mais árvores por m2 do que o solo normalmente suporta. Chama-se a isto tapar o sol com a peneira. O Nuno Gama (estilista) disse uma vez: "uma mulher gorda vestida de preto não fica mais magra, continua a ser uma mulher gorda vestida de preto!!!"
  22. Fiquei a pensar o mesmo.... Mas quando se fala de coerência, lá coerente é ele... Seja em Évora ou na Coreia...Hehehehe A coerência da dimensão do Homem sobrepões-se à do lugar.
  23. Desculpem-me, sou um palerma!!! Mandei apenas o link dos preços, é útil mas não basta. Cá vai o verdadeiro: http://www.encina.co.uk/objective.html
×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.