Jump to content
Arquitectura.pt


RicardoPereira

Membros
  • Posts

    13
  • Joined

  • Last visited

Everything posted by RicardoPereira

  1. não tive problemas com a candidatura, mas isso varia de faculdade para faculdade, e também com a tu media, e nr de candidatos...
  2. até parece mal, mas esqueci de referir a parte das aulas,,,,(até parece que erasmus não tem aulas, hehehe), as aulas eram dadas algumas em inglês, outras tinhamos reuniões com os professores de forma a que não tivessem que dar literalmente aulas em língua estrangeira, onde aí falavamos em inglês e francês.
  3. em relação à língua sim foi um pouco confuso no início, mas como a necessidade obriga a mexer, lá me fui inteirando do básico de sobrevivência, e ao fim de alguns meses ja entendia conversas entre polacos... posso dizer que é mais difícil falar, do que ouvir... já que muitas das palavras têm por base o latim, como o português. Algo que eu digo muitas vezes é que a força de vontade ajuda muito, ahh, e sem dúvida o haver contacto com os habitantes locais...
  4. A questão disto é variável, e tal como eu disse, depende da forma como pensam no investimento, no meu caso apostei em investir neste equipamento, para não ficar enrascado noutras situações, sempre ouvi dizer que do grande se pode fazer pequeno, já do pequeno , grande não se faz. Também devo dizer que o uso que dou ao equipamento, não será apenas em função dos trabalhos provenientes das aulas... Mas acima de tudo, ponderem as compras em função da utilização futura a medio prazo, não só num período de 2, 3 anos.
  5. Quanto ao tamanho superior ao A1, cada um deve ponderar na hora do investimento. Eu no meu 2º ano optei por uma Hp designjet 500 plus 42". E há sempre determinada altura em que essa diferença de tamanho compensa e dá jeito. Conheço quem usa a 110 plus, e queixa-se bastante pelo tamanho. Aconselho também a opçao da designjet 500 plus 24". Mostra-se uma boa opção para quem nao precisa de A0++. Cumprimentos
  6. Eu encontro me em Erasmus em Gdansk e devo dizer que de toda a polónia tem o melhor ambiente Erasmus... Concordo vivamente cm as opinioes dadas sobre a mocidade feminina... è um sitio e tanto. Se quiseres saber mais deixa aqui perguntas... Terei todo o gosto em responder. Abraços
  7. Boa noite, tenho algo aqui a esclarecer, que é o facto de sempre se ter tornado duvidosa a forma de como apresentar a proposta. Talvez num proximo concurso tenham mais atençao a isso. Geraram-se duvidas em torno do maximo e minimo na quantidade de imagens a apresentar, depois inicialmente falava-se em imagens 1000x1000 pix e 3 mb, e no final ja permitia 2000x2000px e 6 mb. Será que sou eu que etou a fazer confusão? será que se nao foi mesmo levado desde o inicio o mesmo plano? Também não referiram o facto de só conseguirmos enviar apenas 10 imagens, o que so verifiquei quando entreguei a proposta. Não quero com isto dizer que foi mal organizado ou algo do género, mas enfim, chamar a atenção para o futuro tentarem ser mais directos sem residirem tantas dúvidas. E ja agora os parabéns pelo excelente trabalho que têm aqui desenvolvido. Abraços
  8. habitação 4 elements O projecto em causa pretende dar resposta a um conceito simples do que é para mim o habitar temporariamente, sendo este parâmetro temporário algo susceptível a muitas interpretações. Como ideia base parti de um pequeno espaço que se desenvolvesse em torno de um conceito básico da vivência humana, elevando assim a escala ao sensorial, motivando uma percepção com base nas acções básicas do desenvolvimento do ser humano. Para que uma pessoa habite necessita do mínimo indispensável à sua permanência no espaço por um pequeno espaço de tempo. O tempo é um factor gerador do ser humano, e sendo o ser humano um ser em constante desenvolvimento, a permanência num espaço também deve reflectir essas mudanças, acompanhando as mudanças de estado de espírito, a solidão, a euforia, entre outras. Para que isto aconteça, deve então o espaço responder através de uma interacção de elementos, como é a água, o fogo, a terra e o ar. Cada um destes elementos permanece isolado mas ao mesmo tempo inter-ligado ao próximo, sendo essa fronteira o limite de cada vivência. Respondo então com um conceito que parte de um cubo de um metro cúbico, que se encontra na base de um cubo maior formado por 27 desses pequenos cubos. analisando a forma como cada um dos elementos tem reflexos no ser humano o próprio espaço e também dotado de superfícies reflectoras bem como de superfícies coloridas, que representam a ausência de uma monotonia na vivência de um pequeno espaço, comportando este a possibilidade de ser habitado por instantes, tal como por um período maior que será a fase em que o ser humano alarga o período de estadia pelo local; como exemplo teríamos a função de pernoitar e a estadia durante um período de estudos que necessitava uma residência em determinado contexto.
  9. pois, o 2d ainda n e o mais simples e imediato do revit.mas a seu tempo tudo será bem melhor...espero eu.mas também com as facilidades que tem no resto, compensa em nos prazos apertados.
  10. Podemos dizer que o revit faz tudo o que o autocad faz, e muito mais... O revit é um programa que se desenvolve a partir de um motor parametrico, o que quer dizer que trabalha sobre um todo e nao em partes. Imagina um edificio, e queres mudar de lugar uma simples janela. No autocad terás que fazer essa mudança em todos os alçados, cortes, plantas..., ja no revit basta mudar na que te der mais jeito, e ele actualiza constantemente o teu projecto, poupando assim muito tempo e trabalho, gerando também alçados, plantas , cortes, detalhes... automaticamente. aqui preocupas-te apenas com o teu projecto e não com o tempo que precisas para apresentar esse mesmo projecto.
  11. Revit com toda a certeza...
  12. e so estamos a olhar numa direcçao, senao outras duas torres aparecem no seguimento da avenida k vai direita à Sagrada Familia, mas ao menos tiveram o bom gosto de não ultrapassar a altura da torre maior da Sagrada Familia, mantendo assim um plano imaginário no que diz respeito ao "ascender aos céus"...
  13. ola, sou o Ricardo Pereira, sou aluno do 4º ano de Arquitectura da Univ. da Beira Interior, e espero poder aprender bastante aqui, bem como trocar impressoes cm todos... Abraço
×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.