Jump to content
Arquitectura.pt


m a r g a r i d a

Moderadores
  • Content Count

    2,258
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    3

Everything posted by m a r g a r i d a

  1. Prémio ibérico distingue seis arquitectos lusos Projectos em Coimbra e no Alentejo galardoados. Troféu principal para espanhóis Seis arquitectos nacionais repartem o "Prémio Portugal", da IV edição do Prémio de Arquitectura Ascensores Enor. O anúncio foi feito, ontem, segunda-feira, em Vigo, Espanha. O "Grande Prémio" foi atribuído aos espanhóis Víctor Cotelo e Juan Funes. João Mendes Ribeiro, Carlos Antunes e Désirée Pedro, autores do projecto de remodelação do Laboratório Chimico, em Coimbra, e Telmo Cruz, Maximina Almeida e Pedro Soares, que projectaram o Mercado Público da Comenda
  2. Arquitectura. Conheça todos os segredos da nova geração de ouro O i foi ver diferenças e semelhanças entre alguns dos arquitectos portugueses mais promissores Estudaram na mesma escola, quando a Faculdade de Arquitectura de Lisboai foi conhecer três dos novos ateliês de arquitectura na cidade da sete colinas. Miguel Abecassis e Steven Evans, João Maria Trindade e João Tiago Aguiar foram os escolhidos. Estão separados por poucos quilómetros e começos diferentes, mas entre todos existem mais semelhanças que diferenças. A mais jovem geração de arquitectos já lançados conhece a receita cer
  3. o pss deve ser sempre feito. conheço até quem tenha 1 sempre feito de uma forma geral "que dá para tudo" e depois o empreiteiro é que tem o dever de pormenorizar e entregar os anexos pedidos no pss
  4. Gonçalo Couceiro substitui na direcção do Igespar Elísio Summavielle, que assume no actual Governo as funções de Secretário de Estado da Cultura. Gonçalo Couceiro estava na Direcção Regional da Cultura do Algarve desde 7 de Julho de 2005 e antes tinha ocupado o cargo de consultor na Presidência da República para os Assuntos Culturais, durante o mandato de Jorge Sampaio. Foi ainda assessor sénior de Intervenção Urbana na Lisboa 94 – Capital Europeia da Cultura. Para a Direcção Regional da Cultura do Algarve, o Ministério da Cultura nomeou Dália Paulo, que desde 2002 dirigia a divisão de Mus
  5. em relação ao post, pouco ou nada poderei acrescentar. as opiniões que diferem da maioria são isso mesmo..opiniões! eu já dei a minha, sem qualquer tipo de problema sobre o que poderão achar. concordo com 2 anos de estágio. se é remunerado ou não..isso seria outra discussão. i rest my case
  6. pois é..mas se, nem uma simples tabela de honorários existe, parece-me dificil que regulem a situação para remunerações em estágios (mas oxalá eu esteja enganada!) x-acto, muito te enganas se achas que estou muito verde em relação às hipoteses que dou. por vezes (demasiadas!!) as pessoas gostam de exagerar, dramatizar..complicar o que é simples! deixem de idolatrar os arquitectos e exijam o que deve ser vosso por direito. para lamurias já nos basta o fado :\ posso estar a ser muito dura ou inconsequente no que escrevo, mas depois de assistir a "n" situações de estágios mal pagos, nada pago
  7. Joel..mas o que se discute aqui é o tempo de estágio e não o facto de ele ser remunerado ou não! não confundas as coisas. é óbvio que não acho normal uma pessoa ser explorada e ter um estágio à borla, nem que seja 3 meses quanto mais 12 meses ou 2 anos, independentemente de se ser filho de pais abastados ou não! (ou será que agora também querem separar o pessoal em dois grupos e consoante isso decidir quem deve ser remunerado ou não? lol) isso nem se coloca em questão. aliás, ninguém no seu perfeito juízo acha isso razoável ou normal. a questão é o tempo de estágio e unicamente sobre is
  8. Uma revista de arquitectura em formato blogue "The Architectural Review" não é propriamente uma novidade para quem segue as publicações de arquitectura. mas vale a pena espreitar o respectivo blogue de vez em quando e apanhar boas surpresas. Como o post de hoje, sobre a recuperação do Teatro-Cinema de Fafe, que voltou a abrir portas este ano depois de 25 anos fechado, a maior parte deles à beira da ruína. Há oito anos, a Câmara Municipal conseguiu comprar o edifício (por 2,5 milhões de euros), dando-se início ao processo de recuperação. O projecto de arquitectura, do atelier Gonçalo Louro &a
  9. Quem quer comprar uma igreja? Mais de 30 anos depois de ter sido desafecta ao culto, uma antiga igreja do Bairro Alto (Lisboa), actualmente licenciada para comércio e serviços, está agora à venda por dois milhões de euros - e já há interessados. Integrada no denominado Convento dos Inglesinhos, construído no século XVII para acolher um seminário inglês, a Igreja de São Pedro e São Paulo possui uma única nave com área de coro, altares laterais, tecto em abóbada e um órgão barroco e ganhou nos últimos anos uma cozinha, aquecimento central, estacionamento e arrecadações. O espaço foi
  10. Alunos vencem prémio de desenho interior para TGV Bancos mais elevados para sentir a velocidade como numa "montanha-russa": uma ideia "simples" valeu hoje a três alunos de arquitectura de Lisboa um prémio num concurso de ideias para o desenho de interiores do futuro TGV. O prémio, atribuído pela multinacional Alstom, que quer concorrer à rede de alta velocidade em Portugal, distinguiu a ideia "simples e funcional" que a equipa "Feel Unique Inside", da Faculdade de Arquitectura da Universidade Técnica de Lisboa, composta por Manuel Damião, Samuel Fanhais e Guilherme Cardoso, apresentou a co
  11. não peças desculpas por te teres alongado. afinal ainda bem que o fizeste pois tocastes em pontos essenciais. eu provavelmente não consegui explicar-me bem... ainda que tenha uma opinião controversa e diferente da maioria, o que eu queria dizer era que, de facto, quer queiramos, quer não, o tempo ajuda a formar pessoas e ajuda também a que essas mesmas pessoas tenham oportunidade de passar por outras experiências que não passam (infelizmente) na faculdade. vou usar o exemplo do the_architect quando refere o tempo de estudos dos médicos. de facto eles têm 6 anos de formação mais não sei q
  12. benvindo carvalho, agora é que falaste bem (nem tudo pode ser mau, ora bolas ) eu não me estava a referir à tua intervenção. que culpa tens tu se o local onde trabalhas ainda não está sequer minimamente informado sobre o assunto? referia-me sim ao x-acto que, de uma forma "tipicamente tuga" já estava a perguntar se era possível contornar o sistema, ou seja, ter programação pirata e outros artefactos tais ILEGAIS. ora estando nós, como disseste e bem, num fórum onde a informação é um veiculo fundamental, não me parece que o incentivo à pirataria seja uma forma correcta de explicar e informar
  13. Estudantes de arquitectura e design dão nova cor aos transportes públicos Até 26 de Novembro, as carruagens do metro e os autocarros da STCP servem de montra artística para novos talentos criativos. Na expectativa de transformar a paisagem urbana, quatro autocarros e quatro carruagens de metro das cidades de Lisboa e do Porto servem, até ao dia 26 de Novembro, como montra de criatividade para alunos de escolas de design e de arquitectura das duas cidades. O projecto Re-Make'09, da empresa de Tintas Cin, desafiou, em 2009, oito universidades de Lisb
  14. ah entendido. bom....eu arrisco-me a dizer que, lendo (finalmente) um texto sólido onde está exposta toda a situação, concordo com o que foi escrito e pondo as coisas desta forma, concordo com a ideia (vá...que chovam as pedras )
  15. é melhor sim, que isto descambou um pouco por acaso não penso de igual forma, mas reconheço que o estágio é muito importante. das duas uma: 1- depois de terminado o estágio se continua na mesma entidade e se faz currículo (normalmente isso só acontece nos gabinetes, porque até lá és o escravo que passa desenhos a autocad... embora outras vezes continues - surpresa das surpresas - a passar desenhos a autocad) 2-tens um estágio tão bom e rico que ele próprio te dá algum currículo e estofo para outras "aventuras", arranjando assim trabalho noutros pousos mais altos... ou então 3- acab
  16. por acaso também concordo quando falas em relação a um melhor controle de luz...é que para além disso tudo que referiste e bem, caso queiras usar um datashow, por exemplo para mostrar um trabalho, esquece...não há nada que tape os janelões que evite a inundação de luz. embora seja um projecto excelente e bastante convidadtivo, parece -me que peca em reflexão séria nas questões práticas de uso do dia-a-dia
  17. 16.6 milhões.... 14.5 milhões...mais milhão, menos milhão o que é certo é que é bastante interessante a descoberta
  18. A abertura de fundações para a construção de um novo equipamento integrado nas obras de modernização da Escola Secundária Diogo de Gouveia, em Beja, trouxeram à luz do dia alguns silos, que serviriam para o armazenamento de cereais, uma cisterna e ossadas humanas cujo período histórico ainda não é possível datar. Pedro Lucas, responsável pela fiscalização das obras, disse ao PÚBLICO que os achados arqueológicos apareceram durante os trabalhos de escavação que estavam a ser feitos por uma retro-escavadora numa área ajardinada no interior das instalações escolares. Os trabalhos pararam de imed
  19. O presidente da Ordem dos Arquitectos, João Rodeia, não está satisfeito com a forma como Manuel Salgado, vereador do Urbanismo na Câmara de Lisboa, arrumou a polémica da concentração em apenas quatro autores de centenas de processos de licenciamento entre 2004 e 2007. Como o PÚBLICO já noticiou, Salgado decidiu não levar por diante a “reapreciação jurídico-técnica” de todos esses dossiers – que a câmara deliberou mandar fazer em Janeiro de 2008 – por considerar a tarefa “impraticável”, devido à sua dimensão, uma vez que se tratava de “cerca de mil processos”. A questão foi levantada no relat
  20. É possível fazer boa arquitectura com orçamentos reduzidos? A Secção Regional Sul da Ordem dos Arquitectos (OASRS) foi à procura da resposta a esta pergunta, lançando um convite a todos os arquitectos portugueses: mostrem-nos os vossos projectos feitos com um orçamento reduzido, mas com "saber, criatividade e inteligência". Foram seleccionadas 10 propostas que vão ser apresentadas em dois momentos. A primeira apresentação de cinco projectos vai ter lugar hoje, dia 12 de Novembro, às 21h, no Bar "À Margem", em Belém. Os actuais tempos de crise económica e a progressiva escassez dos recurso
  21. Obra "desenterra" peças arqueológicas As obras de reabilitação em curso na Escola Secundária Diogo de Gouveia, na cidade de Beja, permitiram a descoberta de achados arqueológicos, cujo período ainda não foi classificado, e de algumas ossadas. De acordo com uma fonte ligada ao estabelecimento de ensino, contactada pelo JN, a descoberta do que se julga ser "uma cisterna", e "ossadas humanas", foi feita ontem, num local das obras que se iniciaram há cerca de um mês. Os achados estão localizados "num jardim no centro do edifício", zona "onde era expectável que tal sucedesse", de acordo com a
×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.