Jump to content
Arquitectura.pt


Recommended Posts

olá a todos! nem sei como colocar esta duvida...a questão é um pouco vasta e receio que não irei ter resposta....o problema é o seguinte e resumindo: qual a melhor ou melhores estratégia (s) para fazer um bom painel expositivo do nosso projecto? sei que é algo pessoal, e que depende muito da sensibilidade e gosto de cada um, mas sempre que tento fazer um painel "à maneira" há sempre qualquer coisa que falha ou que falta... :) ainda nao consegui, digamos, fazer o painel perfeito, aquele que eu diga: "é mesmo isto!!" qual a vossa opinião sobre o tema? o grafismo será o mais importante? ouço muitas vezes dizer que quando se tem um projecto fraco que a apresentação do painel pode ajudar imenso, mas se o projecto é bom também necessita de uma apresentação "à altura"... haverá algum sitio onde se possam ver exemplos? onde se possa aprender? obrigada

margarida duarte

Link to post
Share on other sites
  • Replies 73
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

sim. concordo plenamente contigo. a questão é que por vezes a comunicação que falas nem sempre é atingida. na minha opinião, quanto mais simples melhor: a leitura é facilitada, os rigorosos limpos... mas a tentação é sempre grande para encher a folha de cores (normalmente o preto ou o cinza) e "quita-los" um bocado...para isso nao tenho jeitinho nenhum..... a pergunta mantem-se: será o impacto visual importante?

margarida duarte

Link to post
Share on other sites

o impacto visual é sempre muito importante. Agora há regras básicas da representação gráfica que temos de respeitar. Uma coisa básica e que se vê muita gente a fazer (mesmo no 5º ano) é fazer paineis com imagens de fundo estilo marca d'agua em que depois colam aí os desenhos rigorosos e imagens e o que se passa a maior parte das vezes é que não se consegue perceber nadinha do que está desenhado porque são linhas finas e confundem-se com uma imagem que esteja no fundo. Não recomendo andar a meter imagens de fundo e colocar desenhos por cima.. Depois há questões de composição de elementos gráficos para que se tornem comunicativos e de agradavel leitura. Não esquecer que nós lemos na diagonal da esquerda para a direita e de cima para baixo, é sempre um eixo importante e a parte direita em baixo é sempre um ponto focal onde devemos colocar algo forte que chame a atenção pois é sempre algo que intrinsecamente fixamos. Tem a ver com a percepção visual.

Link to post
Share on other sites

deixo-te aqui um exemplo de dois painéis que fiz e que funcionam em conjunto. Serve apenas como exemplo... Está tudo muito arrumadinho mas penso que de certa forma consegue comunicar as ideias. Normalmente prefiro usar o fundo branco e trabalhar a partir daí. Mas isso depende muito de cada projecto e do modo como queres fazer a apresentação

http://www.arquitectura.pt/forum/attachments/f86/390d1174526170-paineis-de-arquitectura-paineis.jpg

Já agora um painel de um atelier espanhol que, sendo um pouco confuso é muito apelativo em termos de expressão gráfica.

http://www.arquitectura.pt/forum/attachments/f86/391d1174526458-paineis-de-arquitectura-p2_pistaoptimista.pdf
http://www.arquitectura.pt/forum/attachments/f86/391d1174526458-paineis-de-arquitectura-p2_pistaoptimista.pdf

Link to post
Share on other sites

obrigada por me mostrares os teus paineis, estao muito atractivos, arrumados (realmente) e limpos! referiste algo que acho muito importante (e pelo menos tento fazer o mesmo) que é usar o fundo branco. a minha dificuldade está precisamente ai, porque por vezes sinto que o branco toma conta dos painéis...se é que me faço entender. vi que usaste cores fortes, e gostei bastante...sempre tive receio de as usar, embora no segundo ano, que foi o meu ano de "experimentaçoes" a nivel de imagem, usasse muito o laranja e preto. o 3º ano foi um ano de grafismo no autocad e portanto houve coisas que se foram perdendo...outras que nao chegaram a evoluir e por isso é que a nivel de imagem este ano me sinto um pouco perdida. mas já cheguei a uma conclusão que agora me parece obvia: um bom projecto passado a autocad nao é o fundamental obrigada por teres partilhado cmg os teus paineis e por me teres tentado dar umas "luzes" =)

margarida duarte

Link to post
Share on other sites

o autocad nao implica falta de expressão. Eu faço tudo em autocad (tirando os 3d), trabalho com hatches, espessuras de linhas, cores, ... consegue-se fazer tudo, é uma questão de se perder algum tempo a experimentar na apresentação

Mais um painel composto por dois A1 que fiz este ano, tem uma estrutura semelhante ao outro mas acaba sempre por ser diferente porque tens sempre coisas diferentes para comunicar

http://www.arquitectura.pt/forum/attachments/f86/393d1174527394-paineis-de-arquitectura-painel-copy.jpg

Link to post
Share on other sites

sim concordo...mas a questao é que por exemplo neste teu ultimo painel, noto que utilizas bastante os 3D, que eles ocupam uma grande parte do mesmo. nao sei se é por nao se ver bem, mas a nivel de autocad, nao creio que tenhas muita informação...nao sei, se a ideia era mais a imagem que a informação propriamente dita, mas de qualquer maneira acho que o facto de saberes trabalhar bem em 3d que ajuda imenso e facilita a apresentação.......eu nao sou tao boa nisso =( tenho de praticar....ou entao descobrir um programa que faça isso e me consiga adaptar porque, o archicad é de fugir.....

margarida duarte

Link to post
Share on other sites

pois a questão é que tens de saber aquilo que queres mostrar... Eu mostrar-te-ia outros paineis onde maioritariamente é tudo desenho rigoroso, mas não posso porque está em fase de concurso, mas mais tarde posso mostrar. Neste segundo exemplo o que se passa é que eu queria promover realmente uma visão perspéptica do projecto e por isso a imagem 3d ocupa uma parte significativa do painel, tudo o resto é feito a autocad, a planta de implantação, o corte e a planta interior à esc. 1/100, foram estes os elementos que achei necessários para apresentar oralmente o projecto. Mas depende muito do que queremos apresentar, mas uma coisa é certa, paineis só com desenhos técnicos têm de ser muito bem trabalhados a nível gráfico com tramas, possivelmente cores (ou nao) mas que possam obter uma harmonia de conjunto e expressividade gráfica. Regra geral é sempre vantajoso haver uma complementaridade entre desenhos rigorosos e imagens sejam elas 3d ou foto montagens, desenhos expressivos, fotografias da maquete trabalhadas e com montagens, ...

Link to post
Share on other sites
Guest carlos.pedro

10 regras S'A para montar paineis.

Regra1:
Objectivo: Impressionar o Juri de modo a passar a primeira selecção e assim ter a certeza que irão analisar com atenção o projecto (isto pode ser aplicado à Faculdade mas em dose s Homeopáticas. Os académicos são cinzentos e aborrecidos por natureza...).
Aqui vale tudo...desde que eles retenham os nossos paineis na memória.

Regra2:
Hierarquizar a informação para transmitir o que é mais importante. Não ter medo de colocar plantas a escalas diversas, e até omitir material que não seja relevante.

Regra3:
NUNCA usar AutoCAD ou outro programa de CAD para montar paineis. Aprendam Photoshop, Illustrator e InDesign (alguém me vai pagar pela publicidade???)

Regra4:
Boa escolha de fontes. Helvetica (MAC) Arial (PC) para os textos. Nem muito texto que canse quem leia, nem pouco texto que explique pouco. O Suficiente...

Regra5:
Titulo curto e eficaz, fácil de reter. Fontes estranhas apenas utilizar aqui e com moderação.

Regra6:
Imagens de referência. Ajudam quem analisa a encontrar pontos de comparação, imagens, etc para analisar o projecto. O leitor têm que ser conduzido.

Regra7:
Diagramas explicativos: Têm a capacidade de sintetisar informação complexa e torná-la compreensivel. Usar e Abusar.

Regra8:
Optimismo. Um painel colorido consegue atrair mais atenção no meio de cinzas e pretos. Evitar Salada de Fruta...

Regra9:
Bom Senso.

Regra10:
Stress. A melhor Vitamina Criativa que conheço...

Junto alguns dos nossos paineis de concurso ou exposição.
Quase todos feitos na noite da entrega.
Mac. Photoshop, Illustrator, InDesign.

Concurso feito com colagens manuais e digitalizadas.
Menção Honrosa entre 120 participantes.
http://sa-arquitectos.com/proj_files/SA01_page02.jpghttp://sa-arquitectos.com/proj_files/SA01_page03.jpg http://sa-arquitectos.com/proj_files/SA01_page04.jpg
Concurso não entregue por culpa dos Correios, que em lugar de enviarem para Bragança, enviaram para Vila Real. Quando deram pelo erro foi tarde demais. Gosto da simplicidade do gesto de projecto e da clareza de explicação.
http://sa-arquitectos.com/proj_files/SA15_panel1.jpghttp://sa-arquitectos.com/proj_files/SA15_panel2.jpg
Concurso EUROPAN7 na Noruega. Únicos portugueses premiados no estrangeiro.
Menção Honrosa pela Ideia apresentada. Equipe multinacional. S'A como coordenadores. Depois da ideia desenvolvida, uma TASK FORCE de 1 Portugues (EU!!), 2 Brasileiras, 1 Japonesa e 1 Mexicano desenvolveram o projecto em 10 dias.
http://sa-arquitectos.com/proj_files/SA23_1.jpghttp://sa-arquitectos.com/proj_files/SA23_2.jpghttp://sa-arquitectos.com/proj_files/SA23_3.jpg
Concurso feito em 3 dias como STATMENT ao tema do concurso. Sabiamos á partida que ser criticos complicava tudo, mas tinha que ser. Um dos que mais gozo deu fazer nos ultimos tempos, pela rapidez e pela critica.
http://sa-arquitectos.com/proj_files/SA54_zero_pp_1.jpghttp://sa-arquitectos.com/proj_files/SA54_zero_pp_2.jpg
Paineis para uma exposição Itinerante. 3 projectos escolhidos, e condensados em 4 A1. Decidimos incluir HIPERLINKS no canto superior esquerdo para mais informação sobre o nosso trabalho e outras referências. Mensagem subliminar (bem...está bastante clara...) no canto inferior direito do quarto painel. Tramas de fundo para conduzir, evidenciar ou unir diversas partes. Cores básicas mas de fácil leitura e impressão segura (CYAN e MAGENTA).
http://sa-arquitectos.com/proj_files/Pasajes_2_LOWRES_1.jpg http://sa-arquitectos.com/proj_files/Pasajes_2_LOWRES_2.jpghttp://sa-arquitectos.com/proj_files/Pasajes_2_LOWRES_3.jpghttp://sa-arquitectos.com/proj_files/Pasajes_2_LOWRES_4.jpg

Link to post
Share on other sites

WOW....fiquei verdadeiramente impressionada!!estao (todos eles) espectaculares...simples, limpos e bastantes atractivos...alguns deles até mesmo me dao a sensação de "tratamento de choque" pela positiva, claro! pelas cores, disposição de imagens, montagens....10 estrelas sem duvida! muitissimo obrigada por partilhares os paineis cmg! em relação as regras, há algumas que já tinha noção delas, especialmente no que toca aos diagramas explicativos, fontes de letras simples e as imagens de referência. " Regra8: Optimismo. Um painel colorido consegue atrair mais atenção no meio de cinzas e pretos. Evitar Salada de Fruta..." - genial...ri-me bastante com este aqui, recordando alguns paineis de colegas que tenho visto... ;) infelizmente sob stress nao sou capaz de trabalhar, mas sem duvida alguma que, admirar estes paineis me deu vontade de começar desde já de experimentar alguns programas que tenho para aqui no pc, nomeadamente o photoshop e o coreldraw (este ultimo, o que eu domino melhor) uma vez mais, obrigada e muito sinceramente acho que alguns merecem uma salva de palmas pelas menções honrosas recebidas. gostei especialmente dos paineis para a europan. parabéns e desejo de continuação de bons trabalhos e optimos paineis :)

margarida duarte

Link to post
Share on other sites

Não obstante o que já foi dito anteriormente, entendo que um painel de foro académico deve ilustrar todo o processo criativo, desde a concepção à pormenorização. O resultado final é importante, mas não é tudo. A intelectualidade de um trabalho deve estar bem presente no suporte de comunicação. E a arquitectura não é uma questão de gosto...a arquitectura é uma interpretação com base em premissas reais. Se esse discurso se basear nessa matriz sistémica de pensamento e for de fácil apreensão o receptor não vai ter mtas dúvidas em relação ao teu trabalho. Isto,claro, se queremos democratizar a arquitectura...;) :)

Link to post
Share on other sites

foi bom o contributo do nosso colega carlos.pedro adorava saber que método construtivo foi utilizado na consola da habitação do último painel...Há alguns meses atrás vi uma (consola/balanço) em Coimbra, perto do pólo de medicina, talvez com uns 20 metros...e a espessura da laje é insignificante...alguém me consegue matar a ignorância?

Link to post
Share on other sites

carlos.pedro: que bela amostra de paineis! obrigado por partilhares. Só para fazer um reparo, o fundo branco está presente em todos os paineis e funciona na perfeição, não foi necessário andar com efeitos de fundo para realçar o trabalho (até porque iria estragar) há que dar realce àquilo que realmente interessa que é o projecto. Estes painéis têm bastante qualidade

Link to post
Share on other sites
Guest carlos.pedro

Não obstante o que já foi dito anteriormente, entendo que um painel de foro académico deve ilustrar todo o processo criativo, desde a concepção à pormenorização. O resultado final é importante, mas não é tudo. A intelectualidade de um trabalho deve estar bem presente no suporte de comunicação. E a arquitectura não é uma questão de gosto...a arquitectura é uma interpretação com base em premissas reais. Se esse discurso se basear nessa matriz sistémica de pensamento e for de fácil apreensão o receptor não vai ter mtas dúvidas em relação ao teu trabalho. Isto,claro, se queremos democratizar a arquitectura...;)

:)


O painel não é o resultado final. É um modo de comunicar um projecto. Não adianta teres uns bons paineis se não tiveres conteudos. A nivel académico? Bem...tenho a minha opinião pessoal sobre o ensino académico em Portugal mas prefiro não a expor para não desviar o tópico para um caminho que não interessa.

Apenas quis partilhar o trabalho corrente de um atelier, num meio em que um projecto têm que ser pensado de modo rápido e pragmático. Não podemos andar 2 meses à volta da concepção de uma casa, nem estar 3 meses a fazer um concurso pois é tempo que o estudio não factura. E quando não factura não paga as contas. Além de não ganhar dinheiro nesse periodo, estamos a gastar para fazer um concurso, pelo que o exercicio de projecto rápido deveria estar mais presente na Academia para exercitar Ordem dos Arquitectos agilidade de pensamento e preparar os estudantes para o mundo real.

Não acredites que do outro lado vais ter sempre um receptor interessado ou sequer capacitado para avaliar arquitectura. Ele irá avaliar um projecto pelo GOSTO ou NÃO GOSTO e contra isso nada poderás fazer senão tentar educar a sociedade para o valor da arquitectura. Melhor partir do principio que estamos a defender o projecto perante uns quantos ignorantes e ser claros na explicação (poderia ser uma Regra S'A nº11).

Aponto um exemplo de um concurso que fizemos à pouco tempo em que tinhamos três paineis A2 para explicar um plano urbano bastante extenso (um painel praticamente inteiro para a planta) e as várias tipologias de habitação. Muita informação para tão pouco espaço. Foi mais um concurso feito em alguns dias (8-10 dias em after hours, via net, entre Roma e Barcelona) e que te obriga a ter a capacidade de selecção de material e condensação de informação. (vou procurar estes paineis para os colocar aqui....tb foram na noite da entrega, na segunda directa depois de entregar outro concurso aqui em Roma)

Comunicar um projecto é sempre algo pessoal. Este é o do nosso atelier.
O importante é o projecto e a ideia. Uma boa comunicação reforça e transmite isso.
Abraço.
Link to post
Share on other sites

o que se passa é que quando chegas ao 4º ou 5º ano já não há aquela necessidade de entregar o processo de trabalho ao professor, já devemos ser mais ou menos autónomos e ter um método próprio de trabalho. O professor acompanha o teu projecto e sabe o que foste fazendo ao longo do tempo é assim que ele te avalia em conjunto com o resultado final. Por isso mesmo nesses painéis que apresentei só está o projecto final como apresentação. Há que realçar que também os painéis foram feitos com a intenção de serem apresentados oralmente, não se tratava de painéis de concursos. Carlos: Aquele projecto que não foi entregue está interessante, é pena acontecerem essas coisas ainda por cima quando a culpa não é nossa e sabendo nós o trabalho que nos deu! mas pronto.... Aquele em Tromso na Noruega está bastante interessante e a nível gráfico bastante expressivo. Já vi que a senhora que corta as flores anda a viajar bastante :) hehehe Mas os vossos painéis são bastante apelativos e é o que interessa em termos de concursos de ideias. Já agora, onde é que arranjam todas essas imagens, texturas, etc? Compram-nas em formato stock photos ou vão aproveitando o que há por aí?

Link to post
Share on other sites

nao quero passar graxa ou qualquer coisa do genero..tambem nao quero que pensem que sou uma "lambe botas"...mas muito sinceramente, espero vir a encontrar pessoas no meu caminho como o carlos.pedro :oops: tanto para aprender..tanto que transmites...gosto da forma como te explicas :oops: ficarei atenta a mais intervençoes que faças, mesmo em outros tópicos :)

margarida duarte

Link to post
Share on other sites

a maçã pode mto bem ser bonita por fora...e ser intragável...não concordo contigo.




sim é verdade...mas vamos passar á frente desse aspecto, e considerar que temos um bom projecto....assim sendo, devemos "vesti-lo bem" nao achas?
de nada nos adiante ter um bomk projecto e depois nao saber transmitir as nossas ideias graficamente...é importante que os nossos paineis sejam apelativos e interessantes...é meio caminho andado para que reparem no nosso trabalho. em termos academicos isso tb acontece, uma vez que, embora seja o nosso professor de projecto a dar a nota final, todos os outros professores da cadeira dão a sua opinião....é como se fosse um mini concurso, afinal de contas...

margarida duarte

Link to post
Share on other sites

Please sign in to comment

You will be able to leave a comment after signing in



Sign In Now

×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.