Jump to content
Arquitectura.pt


Nuno Monteiro

Membros
  • Content Count

    3
  • Joined

  • Last visited

About Nuno Monteiro

  • Rank
    Turista
  • Birthday 05/03/1972

Redes Sociais

  • Website
    http://www.nunomonteiro-site.blogspot.com

Meio Profissional

  • Instituição/empresa onde trabalha
    CÂMARA MUNICIPAL DE PAREDES
  1. Caros colegas! Sobre todas estas questões relacionadas com o decreto em título devo esclarecer que existe uma entidade própria e responsável por todos esclarecimentos necessários. O Instituto Nacional de Reabilitação http://www.inr.pt/content/1/1/bemvindo é a entidade autorizada e a única com legitimidade para fazer todos os esclarecimentos da lei que se tornem necessários. Telefonem para lá e falem com a nossa colega que vos esclarecerá. Os pedidos de parecer por email é que demoram mais um bocado. Apesar desta situação, parece-me lógico que, apesar de todas as dúvidas levantadas, o bid
  2. Olá bom dia! Se bem entendo a tua pergunta tem duas partes. Relativamente à primeira a mesma tem de ser devidamente especificada. Nas zonas comuns de edifícios habitacionais o Decreto diz: 3.2.2—Nos edifícios de habitação em que não sejam instalados durante a construção meios mecânicos de comunicação vertical alternativos às escadas, deve ser prevista no projecto a possibilidade de todos os pisos serem servidos por meios mecânicos de comunicação vertical instalados a posteriori, nomeadamente: 1) Plataformas elevatórias de escada ou outros meios mecânicos de comunicação vertical, no
  3. Boa noite caro colega! Se leres o Decreto encontrarás o seguinte: Artigo 23. o Norma transitória 1—As normas técnicas sobre acessibilidades são aplicáveis, de forma gradual, ao longo de oito anos, no que respeita às áreas privativas dos fogos destinados a habitação de cada edifício, sempre com um mínimo de um fogo por edifício, a, pelo menos: a ) 12,5% do número total de fogos, relativamente a edifício cujo projecto de licenciamento ou autorização seja apresentado na respectiva câmara municipal no ano subsequente à entrada em vigor deste decreto-lei; b ) De 25% a 87,5% do número tota
×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.