Jump to content
Arquitectura.pt


Ricardo Moura

Membros
  • Content Count

    37
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    1

Ricardo Moura last won the day on September 29 2006

Ricardo Moura had the most liked content!

About Ricardo Moura

  • Rank
    Frequentador
  • Birthday 04/07/1984

Meio Académico

  • College (International Users)
    Univ. Lusiada de Lisboa

Meio Profissional

  • Instituição/empresa onde trabalha
    MC Arquitectos
  1. O que me foi comunicado sobre o assunto, é que agora o ensino universitario está dividido em três ciclos, no caso de arquitectura são: 1º ciclo - 3 anos - Licenciatura ( ficas formado em ciencias da arquitectura...va-se la saber o k isso é, visto que nem a ordem te podes candidatar...) 2º ciclo - 2 anos - Mestrado ( tese ) (estes dois anos equivalem aos antigos 4º e 5º ano da "antiga licenciatura" mais a tese) 3º ciclo - 3 anos - Doutoramento ( tese ) No caso da Lusiada fica aqui o plano do 1º e 2º ciclo ( licenciatura + mestrado integrado ) http://www.lis.ulusiada.pt/cursos/bolonha/ciclo
  2. Felizmente ainda apanhei "bolonha" mesmo ali no ano de charneira, no entanto ja nos foi dado o "peso da responsabilidade", sobre o mestrado fora questões qualitativas da tese, foi exigido no minimo 50 paginas de tese / anti-tese / e sin-tese, em arial 12, fora extras como esquemas, bibliografias...( acho que é uma imposição geral minima para todos os mestrados em arquitectura) mas a questão nem é a quantidade de páginas, pois a tese não é ao peso... mas sim saber o grau de exigencia... sera que vão exigir num ano ( com projecto do 5º ano ao mesmo tempo ) o que antes exigiam em 2... A questã
  3. Vitor eu concordo consigo quando diz que ha arquitectos que fazem arquitectura similar á dos cangalheiros, no entanto isto é como em todas as profissões, ha os bons e maus técnicos, e posso dar-lhe o exemplo de um engenheiro com "bastante trabalho no mercado" que numa das suas aulas soube dizer "eu quero é que os meus colegas façam porcaria para eu ter mais trabalho" não divulgo aqui o nome da dita pessoa por 1 questão de ética(posso dizer que da aulas na Lusiada), e este exemplo nao foi por ser um engenheiro, até porque na minha opiniao quer o arq. quer o eng. teem que trabalhar em equipe, po
  4. Assino por baixo... Até porque somos o unico pais da europa, onde os cangalheiros até projectos de arquitectura podem assinar...
  5. Cinamina O painel de isolamento acústico, seria colocado no interior, visto ter o de isolamento térmico pelo exterior, de forma a proteger a habitação e o próprio painel de isolamento sonoro. Na questão da eficácia, pois também não sei até que ponto seria eficaz, por falta de dados de fabricantes (por ser 1 material - caixa de ovos – que nenhum fabricante até ao momento fabrique para intuitos construtivos), no entanto como o painel sanduíche exterior era de cortiça expandida, poderia de certa forma “atenuar” uma possível enificacia das “caixas” pois a cortiça é um excelente isolante térmico
  6. Thanks... ( ark e pedro ) É algo que de facto me fascina mt, é esta questão da sustentabilidade e das energias alternativas, e gostava de ver a pormenorização de alguns projectos ( o da escola em particular ) onde se englobam na "linguagem arquitectonica" paineis solares entre outros mecanismos amigos da mãe natureza... :)
  7. Bem desde já queria agradecer a todos os participantes no fórum sobre o trabalho, pelas criticas, observações e análises que dele fizeram, sendo elas positivas ou negativas ( não guardo rancor de ti Gin, pois apesar de a conversa ter “aquecido” acho que focaste 1 ponto importante ). E acho que realmente a arquitectura ganha muito com a “discussão” destas e outras temáticas de veras importantes para a partilha do conhecimento… Acho que de facto há que saber colocar as questões / criticas duma forma construtiva e deixo em “exemplo” uma critica que para mim faz todo o sentido, principalmente da
  8. A questão da imaturidade de ti advem pois se bem te lembras, foste tu k insinuaste que os estudantes de arquitectura trabalhavam para uma nota e que tinham um "parlapie" muito bonito, mas que na realidade não de preocupam com as questões da mobilidade...por isso ve la kem primeiro foi imaturo e não foi eticamente correcto com futuros colegas de trabalho...
  9. "Cinamina" a questão dos paineis com "caixas de ovos" foi uma questão levantada e testada construtivamente (desenho) mas nunca testada na realidade(apesar d mt ter procurado e perguntado), simplemsente comparou-se duas materialidades e a "forma" delas, a forma alveolada ( das caixas de ovos com os paineis esponjosos dos estudios de tv / radio para abosrção do som ) e a segunda o teste do cartão vs esponja (absorção do som pela materialidade). A esponja sem duvida que tem um melhor comportamento ao nivel de absorção do som que o cartão, no entanto a "camada" de cartão alveolada ao ser ligeira
  10. Nem me vou dar ao trabalho de responder, pois parece k so les o k te interessa, kual foi a parte do "podes escolher" k ainda n percebeste, visto k podes escolher não és obrigado a ter degraus...certooo...faço-me compreender... ou "sera k kuando conduzes so olhas em frente e não consultas os espelhos" Enquanto falas de arquitectos que estão a ser formados para falar o politicamente correcto, eu desafio-te a fazeres 1 projecto com preocupações ecologicas, visto k o k te inetressa é os 6%, e tdo o resto é paisagem...secalhar não são os estudantes de arq. que se preocupam com a conversa pa nota,
  11. Tico não me sabes dizer o numero dessa detail??? sff
  12. Gin mas ai é k está, é k essa "kestão" so existe na tua cabeça, pk eu ja referi em plo- 3 vezes k podias escolher se querias a opção degraus ou não, e ja te explikei no k ganhava essa diferença de cota no projecto, logo ao inicio, qual é a parte do podes escolher k ainda n percebeste...
  13. O especialista é kem projecta, mas se não tens em conta o k te pedem, ou não lhe das possibilidades de escolha, tens 2 hipoteses, ou te das ao luxo de dispensar projectos, ou então surgem as famosas "marquises" e cogumelos (ar condicionados)...pois n levaste em conta a opiniao d kem la vai viver, porke ker keiras ker n o projecto por vezes tem k se aproximar mt do k o cliente deseja, mesmo k as vezes n estejas d acordo com ele, pois é ele k te da akilo com k se compram os "tremoços".. é triste ser assim... mas sabes perfeitamente k é a realidade dos nossos dias.
  14. Epá ja me deixaste aki a rir as gargalhadas ( sem ofensa ) tipo zoo lololol Pois tb keria ver se ia a umas visititas, axo realmente 1 boa iniciativa...
  15. Gin eu axo mt bem k te preocupes com a mobilidade, assim como axo k tdos os arq. e futuros arq. devem ter essa permissa sempre em mente, principalmente em situações de caracter urbano... Mas agora pergunto-me, supoem que so 1 cliente teu e k te peço para fazer um pekeno edificio / habitação, por exemplo no bairro alto ou na alfama ( com custos bastante controlados ), ou ate mesmo na zona do xiado, e k tens um lote digamos de no max dos max. 100m2 ( p exemplo ), e que era portador de deficiencia motora, como resolvias a questão... enxias o edificio c rampas... é (é k o elevador ja k te preocup
×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.