Jump to content
Arquitectura.pt


Rui Ferreira

Membros
  • Posts

    6
  • Joined

  • Last visited

Everything posted by Rui Ferreira

  1. Aqui fica o texto da notícia na íntegra: Lisboa lança concursos de arquitectura em sete zonas Público, 21.07.2009, Inês Boaventura O vereador Manuel Salgado anunciou ontem que a Câmara de Lisboa se prepara para lançar nos próximos meses sete concursos públicos de arquitectura, alguns dos quais em parceria com outras entidades. Entre eles está o do terminal de cruzeiros entre Santa Apolónia e o Jardim do Tabaco, que, ao contrário do que pretendia a anterior Administração do Porto de Lisboa (APL), não terá as valências de hotel e centro comercial. O concurso do terminal de cruzeiros será provavelmente lançado em Setembro, em parceria com a APL, tal como um outro relativo à praça existente junto à Doca de Santo Amaro, que poderá ser lançado ainda este mês. Cai assim por terra o muito contestado projecto que previa para Santa Apolónia, além de uma gare marítima para cruzeiros, um hotel com dois pisos, uma área de escritórios, zonas comerciais e estacionamento. Também segundo Manuel Salgado, e em parceria com a Frente Tejo, deverão avançar em Setembro os concursos públicos para a área entre o Campo das Cebolas e a Doca da Marinha e para o espaço público da zona monumental de Belém. O vereador do Urbanismo revelou ainda que a autarquia "vai alterar completamente" o espaço público do Largo do Rato, que um estudo do investigador Aymeric Bole-Richard, divulgado pelo PÚBLICO em 2008, conclui ser "um lugar hostil e perigoso para o peão". Manuel Salgado corrobora esta visão e diz que quer que o peão passe a ser "rei" neste local. Em Setembro, numa intenção que o autarca admite que poderá só ir avante no próximo mandato, deverá ser lançado o concurso para o centro de congressos da Praça de Espanha. Por fim, a câmara vai desafiar jovens arquitectos a desenvolverem um projecto para terrenos municipais de Pedroços, que inclua creche, biblioteca e zonas de habitação, mas também um núcleo de "habitação evolutiva, que possa crescer em função das necessidades das famílias". À margem da apresentação de planos e estudos urbanísticos lançados neste mandato, Salgado admitiu que lhe causou "alguma surpresa" o recente anúncio da expansão do Metro a Loures. Isto porque, diz, num relatório preliminar apresentado pela transportadora em Junho esta obra não era "prioritária", ao contrário de outras, como o prolongamento da linha Verde a Carnide. O vereador considera que "a grande aposta" para os próximos anos não deve ser o metro convencional, mas sim uma rede de eléctricos rápidos de superfície, a implementar por exemplo em Alcântara.
  2. "executar um plano de possibilidades? e quem pomove? e quem paga? venha daí o concurso então, mas n de borla q n somos assim tão parvos!" Caro, a ideia aqui é pegar num local desconsiderado por políticas do betão dos anos 80 e recuperá-lo à sua antiga glória. Se não pretende trazer ideias à praça pública então registe o projecto directamente no concurso da Câmara. O importante é que esses projectos existam. Claro que o ideal e interessante seria que as ideias fossem discutidas por aqui, para que todos possam dar o seu contributo. Eu acredito numa renovação das políticas na câmara e é por isso que fiz este apelo aqui no site, nada melhor que um bom projecto para mostrar as capacidades de quem saber fazer.
  3. Sobre o novo projecto para o Rato: "O vereador do Urbanismo revelou ainda que a autarquia "vai alterar completamente" o espaço público do Largo do Rato, que um estudo do investigador Aymeric Bole-Richard, divulgado pelo PÚBLICO em 2008, conclui ser "um lugar hostil e perigoso para o peão". Manuel Salgado corrobora esta visão e diz que quer que o peão passe a ser "rei" neste local." Proposta: Somos Europeus e com orgulho, é altura de o provar. Temos um dos mais maravilhosos climas e temos de nos debruçar sobre uma nova forma de trazer as cidades aos seus habitantes. É preciso desenhar para a modernidade mantendo a História no que mais importante se insurge. O caso do Rato é um típico atropelo das políticas do executa e segue, sem pensar nas consequências. Apelo às mentes brilhantes deste fórum para se debruçarem sobre estas questões e executarem um plano de possibilidades para este Largo. O que se poderá fazer para o reavivar e trazer de volta para o futuro? Apresentem as vossas propostas, não deixemos morrer a esperança.
  4. Eu acho que esta casa é um maravilhoso exemplo de forma. A idea que é uma obra de arte não é posta de parte, mas a existência de espaços dentro desta forma é um dos preceitos da Arquitectura, logo esses espaços têm igualmente de ser funcionais e ergonómicos pois a Arte é mais sinónimo de Apreciação e não de Utilização o qual mais se adequa a um projecto arquitectónico. Se gostaria de morar nesta Casa habitualmente? Não. Comprei uma recentemente e só não foi parar a um Duplex num quarto andar sem elevador precisamente por uma questão de escadas. Se gostaria de viver nela em Férias? Sim Compraria? Talvez, mas somente para um projecto específico: Possivelmente, um dos aspectos mais maravilhosos do projecto é uma noção clara de... Vazio, de Sentimento, de Introspeção, ou seja a própria casa é um objecto de arte que pode inclusivê Apelar Á Arte, ou seja o espaço é nitidamente um local de pensamento, de génese, de criação, um lugar de arte pela arte e por isso não punha de parte a idea de usá-la para um campo de artistas, ou uma sede cultural para projectos artísticos. Aqueles patamares sugerem-me um âmbito muito 60's na sua génese, uma forma de olhares, de degraus, escada em direção ao caminho mais alto, a arte sim, mas também o esforço portanto. Esforço criativo envolto numa necessidade física. Porque é que será que os lugares ditos inspiradores têm de ser sempre jardins abertos com vista para o mar? O projecto é um Espaço Instrospectivo, sem dúvida, mas não é uma Casa.
  5. http://cidadanialx.blogspot.com/2009/05/helena-roseta-responde-e-muito-bem-no.html Destaco: "O problema da Câmara Municipal de Lisboa, não é o autores do projecto do Rato; o problema da Câmara Municipal de Lisboa é ter havido autores de projecto que assinaram, num ano, 800 projectos. E passaram todos. O problema é de facto a falta de transparência e a má qualidade."
  6. Finalmente vemos considerações substanciais por parte do peloutro de Manuel Salgado! Finalmente parece que vamos começar a ter execução da esperança! Chamo a atenção para o seguinte parágrafo: "O vereador do Urbanismo revelou ainda que a autarquia "vai alterar completamente" o espaço público do Largo do Rato, que um estudo do investigador Aymeric Bole-Richard, divulgado pelo PÚBLICO em 2008, conclui ser "um lugar hostil e perigoso para o peão". Manuel Salgado corrobora esta visão e diz que quer que o peão passe a ser "rei" neste local." Fabuloso! Apesar de Salgado estar de acordo com a construção do "Mono", (cujo qual eu não tenho a indulgência de considerar bom ou mau, apesar de achar despropocionado), ele agora prepara-se, segundo os vários comunicados nos últimos meses para tomar Lisboa de assalto e oferecer o tão clamado Novo Urbanismo à grande cidade de Lisboa! Já não era sem tempo! Todas as novas considerações que tornam uma cidade do velho século numa renovação de futuro têm de ser tomadas já como um ponto assente nos modelos de decisão das autarquias. Já basta de atropelos, PDMs debaratados, níveis de poluição estratosféricos e de-estruturação do espaço dando primazia aos betões e às auto-estradas. Este modelo faliu! Somos Europeus e com orgulho, é altura de o provar. Temos um dos mais maravilhosos climas e temos de nos debruçar sobre uma nova forma de trazer as cidades aos seus habitantes. É preciso desenhar para a modernidade mantendo a História no que mais importante se insurge. O caso do Rato é um típico atropelo das políticas do executa e segue, sem pensar nas consequências. Apelo às mentes brilhantes deste fórum para se debruçarem sobre estas questões e executarem um plano de possibilidades para este Largo. Apresentem as vossas propostas, não deixemos morrer a esperança! Salvem o Largo do Rato! (desta vez à séria!)
×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.