Jump to content
Arquitectura.pt


DionisiaGomes

Lusíada ou Lusófona?

Recommended Posts

"a lusofóna ou a lusíada no Porto". Pelo que conheço, não te recomendo a lusófona. Além de ter péssimas instalações, a biblioteca de arquitectura práticamente não existe, impressões de desenhos nem pensar. O curso de arquitectura na ULP, só existe à 5 anos. Ainda não tiveram tempo para criar as condições necessárias para uma boa qualidade.

Share this post


Link to post
Share on other sites
fora de horas e de data, mas eu acho que a qualidade das faculdades tem principalmente haver com a qualidade de professores, opta pela que tiver professores na cadeira de projecto que tenham gabinete, pois teorias bem estruturadas na base de livros não te dão bases para projectar, mas complementam o projecto, um bom professor é aquele que projecta todos os dias, isto é todos os dias esta a aprender com as dificuldades que lhe aparecem. Para teóricos vai as conferencias que ai todos são teóricos, e acredita aprendes um pouco mais. Para lançar polémica, a qualidade do ensino é muito fraca, uma vez que todos os arq. da faculdade tem dificuldades no mercado de trabalho, ou estou errado? a arquitectura é ensinada nas necessidades do dia a dia, acho que os professores de projecto deviam ser rotativos, com mercado de trabalho em arquitectura e não em papelada. Como disse uma vez o arq. Adalberto Dias toda a arquitectura é boa logo que cumpra a sua função. Digo eu, nos só sabemos criticar, vão para o campo, ou então deixem-me criticar, isso é fácil. Conclusão opta pelos professores esses é que fazem a escola. Procura projectos dos professores. Há professores que nunca projectaram, e nem vão projectar.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Please sign in to comment

You will be able to leave a comment after signing in



Sign In Now

×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.