Jump to content
Arquitectura.pt


pedro_bdea

Membros
  • Content Count

    3
  • Joined

  • Last visited

  1. Caro wazup Vejo-me obrigado (e também com conhecimento de causa) a discordar consigo: a) a que limitações da caixilharia da Vitrocsa se refere? O dimensionamento dos panos - fixos ou móveis - está limitado à dimensão máxima do fabrico de vidro, 6000x3210. os resultados da Slimslide, tal como são apresentados no site da Sapa, não estão ao nível do melhor que se faz em caixilharia de ruptura térmica. c) o arquitecto Souto Moura utiliza as caixilharias da Vitrocsa em vários projectos, a maioria dos quais pós-2006. A casa-museu Paula Rêgo, inaugura dentro de semanas e é o projecto mais recen
  2. "disclaimer" eu trabalho na Vitrocsa Caro Tchitcha, não sei que conhecimento tem da Slimslide (trabalha lá?), mas este caixilho não tem absolutamente nada a ver com o da Vitrocsa (a não ser o facto de também ser de correr): a) não é um sistema de vidro estrutural não permite panos de vidro com qualquer altura ou largura c) não tem um desempenho térmico ou acústico seque comparável d) os perfis centrais tem o dobro da espessura etc... Relativamente ao facto de o da Slimslide ter sido desenhado pelo arq. Souto Moura... fala por si o facto de ele continuar a utilizar o da Vitrocsa em gran
×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.