Jump to content
Arquitectura.pt


tiagobarbosa

Membros
  • Posts

    211
  • Joined

  • Last visited

Posts posted by tiagobarbosa

  1. Complexo custou 20 milhões de euros e pode receber eventos distintos O pavilhão multiusos de Gondomar, projectado pelo arquitecto Siza Vieira, é amanhã inaugurado pelo ministro das Finanças, Teixeira dos Santos. Um investimento de 20 milhões de euros vocacionado para eventos desportivos, musicais e outros, anunciou ontem o presidente da autarquia, Valentim Loureiro.

    Considerando o Multiusos Gondomar Coração de Ouro "o maior equipamento do género na Grande Área Metropolitana do Porto, o presidente da câmara está optimista quanto ao futuro do complexo. "Vai ser um atractivo para a área metropolitana, tal como são, embora sem querer comparar, a Casa da Música e o Museu de Serralves". Valentim Loureiro disse mesmo ao jornalistas, durante uma visita guiada pelo arquitecto Siza Vieira, que esta "é uma obra que vai marcar" a sua passagem pelo município.

    O custo total do pavilhão foi de 20 milhões de euros, dos quais quatro milhões gastos na aquisição de terrenos. Quanto a financiamentos, o projecto recebeu uma comparticipação de cerca de 15%, ou seja, três milhões de euros. Valentim sublinhou que a autarquia de Gondomar está entre as nove do País "consideradas honradas" pelas associação de construtores. "Só mandamos fazer coisas se tivermos dinheiro, não ficamos a dever nada a ninguém", frisou.

    O novo ex-líbris de Gondomar, que abre amanhã com Ourindústria, a maior feira nacional de ourivesaria, e receberá , ainda este mês, "um grande concerto de artistas da cidade". Mas o grande evento já agendado a fase final do Campeonato Europeu de Futsal, organizado pela UEFA e pela Federação Portuguesa de Futebol, que irá decorrer em Novembro. "Depois virão outros eventos", disse Valentim Loureiro.

    O multiusos, com uma área total de 53 mil metros quadrados, tem todas as condições para receber provas de andebol, basquetebol, futsal, hóquei em patins, voleibol e ginástica, assim como grandes concertos de música, salientou, por seu lado, o arquitecto responsável pelo projecto.

    Para gerir este espaço, completamente climatizado e com quatro bancadas - uma amovível e as restantes retrateis - com uma capacidade máxima para 6500 espectadores, estando ainda equipado com bares e restaurante, "vai ser criada uma empresa municipal", a primeira lançada por Valentim Loureiro. "Até agora não tínhamos empresas municipais, mas agora temos essa necessidade, pois é difícil aos vereadores gerirem directamente este tipo de equipamentos", disse o autarca, acrescentando que o executivo "está ainda a estudar os seus estatutos."

    Questionado sobre a criação no concelho um parque de negócios da ourivesaria, Valentim Loureiro disse ter já obtido garantias do primeiro-ministro de que será concretizado até 2013.

    Imagem colocada
    Um multiusos para o Grande Porto



    Tirei esta noticia do Diario de Noticias. Se arranjarem mais informação e fotos diponibilizem.

  2. Bem-vinda! tb tenho uma madeirense na minha turma e para além disso tudo o que tu disseste ela é uma grande adepta da coral! É uma especie de terapia para ela.. :)

  3. mau... estão a desautorizar-me? :) Se o arquitecto for bom saberá resolver esta situação facilmente. A unica coisa que acho que deves falar é sobre a maneira como queres viver na tua casa, se das mais importancia a espaços amplos ou reduzidos, quais os espaços q priveligias.. coisas desse genero.

×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.