Jump to content
Arquitectura.pt


Bruno_Rosa

Membros
  • Content Count

    1,337
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    2

Bruno_Rosa last won the day on June 12 2014

Bruno_Rosa had the most liked content!

1 Follower

About Bruno_Rosa

  • Rank
    Mestre
  • Birthday 07/25/1985

Redes Sociais

  • Website
    http://www.arkhi.pt
  • Skype
    brunomqrosa

Meio Pessoal

  • Country of Origin
    Portugal
  • Qual o software de desenho que utiliza?
    Autodesk Revit

Meio Académico

  • Ano académico
    Nenhum já sou Arquitecto

Meio Profissional

  • Profissão
    Arquitectura
  • Instituição/empresa onde trabalha
    Arkhi

Recent Profile Visitors

5,126 profile views
  1. É possível cumprindo as restantes normas do RGEU , nomeadamente, pé direito, áreas mínimas e condições de arejamento.
  2. Toda e qualquer edificação carece de licenciamento. É obrigatório projeto de gás, tem de fazer o projeto e realizar a instalação, o que faz depois é não contratar o serviço de gás, mas o infraestrutura fica realizada.
  3. O destaque de prédios rústicos é uma operação complexa. De forma sucinta sem o conhecimento de causa, só será possível dentro destas situações ideais: - O prédio estar em área urbana conforme PDM - O prédio não estar em RAN ou REN - Estando inserido em RAN ou REN, possuir pelo menos uma unidade de cultura - Estando em RAN ou REN só apos parecer da Direcção Geral de Agricultura e Pescas e mediante alguns pressupostos e condicionalismos O pedido tem de passar pela Câmara Municipal e a ajuda de um arquitecto é fundamental. Cumprimentos,
  4. Por principio é como o Pedro diz, em termos de organização (PDF/A para peças escritas, DWFx para desenhadas). De toda as formas se abrir o DWF, coloque a opção de ver miniatuas e pode arrastar PDF para o documento. Eu faço isso para juntar a lista de layers aos desenhos por exemplo. Até mais, uma vez tinhas uns PDFS de desenhos feitos e tinha rapidamente de entregar as peças na câmara em DWF... abri o DWF viewer e arrastei para la os PDF, gravei como DWFx para assinar e foi assim. Não era possível ver layers nem medir correctamente, mas câmara não se preocupou muito com isso. Há c
  5. Eu estagiei num gabinete pequeno. Se é para ganhar dinheiro em Portugal, e ter um ponto de partida para a profissão de forma independente não será a fazer grandes obras com grande abertura conceptual e criativa. O trabalho que permite ganhar dinheiro de forma continua e estável é aquele "corrente", que é focado na resolução dos problemas das pessoas. Esses problemas não são na sua maioria obras novas, concursos, obras de autor, e grandes concepções arquitectónicas. O mercado está estagnado no que diz respeito a obra nova e a obra pública, e só aí haverá espaço para uma arquitetur
  6. Para uma clínica precisava de um sistema desses (em harmónio) que me permitisse abrir um vão com 2,5 x 2 metros, com folhas opacas. Tipo isto(a uma escala um pouco menor): Gostei do sistema da maciça, acham que é coisa que funcione ?
  7. No meu ponto de vista não faz sentido falar de custos de obras sem projecto de arquitetura feito, ainda por mais trata-se de remodelações que envolvem demolições... Faria mais sentido para obra nova dar um valor por custo ao metro quadrado, a partir das referências que normalmente se aplicam. Bem feito seria através de uma pequena analise de mercado, mas isso só se mete nisto quem consegue "mexer" com as variáveis, e como me diz que é num centro comercial seria algo assim: 1)Vai a lojas similares no mesmo centro comercial (por hipótese, até noutros centros comerciais na mesma zona) d
  8. Um dos problemas que pode surgir é o facto de que muito boa gente vai simplesmente fazer a declaração prévia de instalação de estabelecimento, e consequentemente vai declarar que cumpre as normas em vigor. Mas não vai saber (ou não vai querer saber) efectivamente quais. Uma das situações que este mecanismo permite é alteração de uso imediato, pagando apenas a taxas (declarando sempre que se cumpre as normas legais). Os requerentes que adoram fintar a chuva, vão chutar a bola para a frente e depois logo se vê... resta saber qual a intensidade e forma da fiscalização. Ainda por cima se de
  9. Através do DL 48/2011 o governo determina o Licenciamento 0, que simplifica o licenciamento de actividades económicas. Esta lei concentra procedimentos já existentes, em processos mais simples e centralizados., tal como o novo balcão do empreendedor que deverá estar disponível aos interessados. A lei introduz também um novo conceito, em que a responsabilidade do cumprimento das normas legais passa assim das entidades licenciadoras, para os agentes económicos e seus técnicos. Assim, as entidades licenciadoras tomam uma posição mais passiva e actuam sobretudo através da fiscalização, agravando a
  10. Se imprimir na impressora virtual do Autodesk Design Review 2012 faz-me tudo direitinho menos ... activar layers. Nunca conseguir fazer com que a malvada da impressora virtual fabricasse DWF's com layers com o ZWCAD.
  11. Boa tarde, Ao abrir um DWF com o Autodesk Design Review 2012 para assinar digitalmente ele indica que o vai gravar em DWFx. Ele grava em DWFx mas sempre com uma margem fora dos limites da folha. O ficheiro tem folhas A4, A3 e A2 e todas ficam assim. O mesmo acontece quando simplesmente tento gravar um ficheiro DWF para DWFx. Alguém tem alguma dica para os ficheiros saírem em DWFx sem alterar os limites da folha ? Os ficheiros são exportados em DWF a partir do ZWCAD através do comando PUBLISH pelo PAPERSPACE
  12. Esse site existe também precisamente para esse efeito, portanto sim.
  13. A própria lei de direitos de autores dá protecção ao teu trabalho. Depois existem códigos deontológicos que todos os colegas seguem, com pena de serem sancionados pela Ordem. Parece-me uma preocupação exagerada. Podes sempre convencer o cliente que realmente a coisa tem pernas para andar (remodelações interiores são economicamente acessíveis, e o arquitecto aí até tem uma palavra importante a dizer) e puxar o projecto até á fase de entrega nos serviços camarários, onde se torna mais difícil qualquer tipo de "usurpação". De todas as formas, sendo obras interior não poderá ser obras isentas d
×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.