Jump to content
Arquitectura.pt


AnaCardo

Membros
  • Content Count

    70
  • Joined

  • Last visited

Posts posted by AnaCardo

  1. Como já referi na página da petição online, é óbvio que o método tradicional de aplicar as pedrinhas directamente sobre o solo só pode resultar em desastre a curto prazo, com as chuvas e as naturais infiltrações de água.

    Nesse caso, alia-se a tradição à modernidade, e um exemplo poderá ser aplicar esta calçada da Calx, uma empresa de Leiria que criou um novo tipo de piso de calçada, que permite manter o estilo tradicional, evitando os problemas aqui mencionados.

    Seria importante enviar este link (www.calx.pt/home/produto) aos responsáveis da CML, para evitar a descaracterização em curso da nossa capital.

  2. No teu caso, poderias seleccionar Lagos (capital económica da Nigéria) porque apesar de ter sido fundada pelos portugueses, é a cidade africana herdeira de uma das culturas autênticas mais importantes de África (yoruba, criadora da religião dos Orishas, orixás no Brasil), senão a mais significativa. Além disso, recordo-me de algures ter visto que eles usavam a estrutura da tartaruga como guia para definir um mapa urbano. E as outras duas seriam o Cairo, como cidade representante da África islâmica e, talvez a Cidade do Cabo (ou Luanda, Maputo, etc.) como cidade do período colonial. E sobre qualquer destas cidades encontrarás terabytes de informação na internet.

  3. Obrigado pela correcção. Quanto à preferência pelo graffiti ou pelo painel de publicidade, bem..., depende do graffiti e/ou do painel em questão. Há publicidade que é arte, por ex. a colecção da Absolut Vodka.
    Por acaso, por aqui em Leiria, tivemos recentemente umas intervenções de arte pública, com graffitis muito inspirados. Para terminar vejam o trabalho deste artista nacional de arte mural já com uma interessante carreira internacional: www.alexandrefarto.com
    Arte mural, eis uma boa expressão para este tipo de trabalho, para diferenciar dos banais e infantis rabiscos.

  4. Procura nos sites das empresas nacionais de pavimentos, porque para além dos materiais de madeira e vinis, algumas têm materiais compósitos de pedra ou cerâmicos que imitam pedra (Sonae, Recer, Revigrês, etc.).

  5. Uma boa forma de conciliar os teus interesses na Arquitectura é seguires uma especialização final em Restauro. Com a necessidade de investimento nessa área, em território nacional pode ser uma boa opção. Um património tão vasto como o nosso, o nacional e o situado noutras latitudes e longitudes, tens muito onde concentrar a tua energia. Existe um tópico sobre BD aqui no site onde podes colocar as tuas preferências. E já me esquecia... eu trabalho em CAD/CGI em design e arquitectura e gosto bastante, para não dizer que adoro :p ... se tiveres nalguma situação aflitiva manda uma mensagem com o problema detalhado. Boa sorte!

  6. Numa construção pré-existente deve-se obter informações sobre a estrutura (a localização das "paredes mestras") para ter a certeza das paredes que podem realmente ser eliminadas. Sem essa informação não é possível dar qualquer conselho sobre como redividir esse espaço. Tenta criar quartos que tenham pelo menos 10m2 (singulares) e 12m2 para casal. Por paredes pladur entende-se diferentes tipos de parede, com isolamento acústico, térmico ou simples, e a espessura também é variável. Este tipo de parede é preferível especialmente em zona sísmica. Existem pavimentos flutuantes que podem ser colocados sobre outro tipo de pavimento sem grandes problemas, e quanto a mosaicos, dependendo do material, são geralmente de materiais mais "frios" que os pavimentos laminados de madeira.

  7. A melhor designer de interiores 2009 Europa foi a portuguesa Nini Andrade Silva, por isso nesta área existem bons profissionais com curriculos internacionais. Sem esqucer o Miguel Câncio Martins.
    Sites:
    www.mcmdesign.com
    www.niniandradesilva.com

    Por outro lado, a imprensa nacional tem conseguido vários prémios internacionais com o design gráfico das suas páginas. Tudo depende daquilo que aprecias mais, artes gráficas ou decoração.

  8. O menor uso do automóvel dentro das cidades depende da maior proximidade entre local de residência e local de trabalho. Mas por outro lado, implica também uma mais eficiência dos transportes públicos. Agora existem alguns estudos nessa área que defendem a substituição dos normais autocarros por uns veículos de menores dimensões e com menos lugares, que permitem uma maior e mais rápida mobilidade no meio urbano. É verdade que existem alguns prédios urbanos com apenas 2 níveis que podiam ser adaptados para 4/5 sem desvirtuar o alçado da rua. No entanto, segundo o que se lê na imprensa, a quantidade de edifícios devolutos em Lisboa, por ex., é tal que se fossem todos reabilitados, permitiam aumentar em 1/3 ou mais o total da população lisboeta.

  9. Concordo, e para mais seria melhor abandonar o processo de construção contínua e desnorteada (agora com a crise talvez não tanto...) e pensar antes em 2 áreas essenciais: _ Restauro do edificado histórico e/ou com valor patrimonial. _ Reabilitação de certa construção mal realizada, principalmente da década 70 e 80, e fazer os necessários reajustamentos, em termos de isolamento térmico, e nalguns casos estéticos. E, para finalizar, não percebo a razão por que não se faz mais estacionamento em altura, ao invés de ocupar tanto terreno com parques e mais parques de estacionamento, ou pior ainda, os estacionamentos subterrâneos, que trazem sempre enorme caos a qualquer cidade durante a sua construção.

×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.