Jump to content
Arquitectura.pt


Bruno Moreira

Membros
  • Content Count

    27
  • Joined

  • Last visited

About Bruno Moreira

  • Rank
    Frequentador
  • Birthday 01/09/1982

Redes Sociais

  • Website
    http://www.brunomoreira.net
  1. Apenas para dar a conhecer uma plataforma online que pode ser de interesse para muitos arquitectos portugueses, no contexto actual http://www.arquitectospelomundo.com "ARQUITECTOS PELO MUNDO é um mapa dos arquitectos portugueses que se encontram a exercer a sua actividade profissional fora de Portugal que pretende dar visibilidade a uma realidade que afecta estes profissionais – por imperativo ou opção – : a emigração. O objectivo é o de mapear as cidades e países onde estes arquitectos trabalham e contribuir assim para uma aproximação quer entre os arquitectos que se encontram a trabalhar
  2. Como primeiro conteúdo de Arquitectura de um novo site, aproveito este espaço para divulgar e recolher comentários e feedback. Pode ser encontrado aqui. Optei por colocar os painéis tal como foram apresentados a concurso, o que é um risco, dada dimensão das representações individuais ser reduzida. Penso, no entanto, que a lógica do projecto consegue passar. Todos os comentários são bem-vindos. Cumprimentos a todos.
  3. Ehh então... eu acho que a piada no dia das mentiras é ser uma mentira credível... isto aqui só podia ser mentira porque toda a gente sabe, de acordo com o Decreto-Lei 4372/2003 os arquitectos carecas ficaram proibidos de acompanhar obras porque o reflexo do sol provocava demasiados acidentes de trabalho. PS: creio que saiu depois uma Portaria que permitia que eles fossem à obra desde que todos os trabalhadores utilizassem óculos de sol polarizados, mas não tenho a certeza. Cumprimentos :p
  4. Claro... uma mentira repetida muitas vezes torna-se verdade, e uma situação anormal repetida muitas vezes torna-se normal...
  5. No caso dos psicólogos não estou informado, mas no caso dos advogados, posso dizer que tenho 2 amigos que estagiaram, um a troco de 0€/mês e outro... que pagou para fazer o estágio. Nenhuma fortuna, mas pagou. É uma realidade que é necessário combater e parte de nós ao não aceitar propostas inaceitáveis. O desespero, por vezes, faz-nos tomar decisões irracionais. PS: quanto ao texto que referiste... é muito bem referido. Para quem não sabe é de um jornalista, João Pereira Coutinho, e desse texto gostaria de citar o seguinte: "Eis a ideologia criminosa que se instalou definitivamente nas socied
  6. Caro Ricardo. Compreendo e respeito a tua postura, que apelidaste de "romântico ingénuo", mas realmente aí tenho outra visão do assunto... e não é por prestígio ou estar na moda, apenas não concordo (sem menosprezo para o Siza ou Ando) com a genialidade como meta a atingir. Prefiro que existam 15000 bons profissionais e entre eles 100 génios, do que 50000 maus profissionais e 5000 génios. E, de novo com todo o respeito que os profissionais que mencionaste merecem, hoje os tempos são outros, são tempos de grande instabilidade e não há muita margem para "erros" ou "ver se dá" ou "decidir mudar d
  7. Olá a todos. Nunca "postei" muito aqui mas vamos a ver se a situação melhora. Como ainda não tive tempo para ler com atenção toda esta discussão, reporto-me ao último post da margarida. De facto, concordo plenamente que a culpa é, também, nossa, pois sujeitamo-nos em demasia para respirar o mesmo ar do arquitecto dono do gabinete. É com algum sentimento de confiança que ouço tantas vozes a querer mudar o rumo das coisas. Os problemas são vários e bem identificados, mas o maior creio mesmo que é o excesso de oferta que cada vez mais se acentua. Perdoem-me pois não é para parecer "fascista" ou o
  8. De qualquer maneira, parabéns pela iniciativa. Acho que está muito bem redigido e expressa bem a nossa indignação como concorrentes. Esperemos que surta efeito.
  9. Já pensaram em denunciar à Ordem dos Arquitectos?
  10. Também participei no concurso. Até à data, nenhuma informação me foi dada. Aguardo apesar da minha descrença neste concurso só continuar a aumentar.
  11. O trabalho de um arquitecto não se faz em part-time, como é óbvio - menos para alguns.
  12. Afirmar a indignação em fóruns, em revistas, em artigos de jornal... enfim, agir com a informação. Porque o problema, mais do que vandalismo, é a falta de informação e cultura arquitectónica que se verifica no nosso país. Ficar calado não resolve nada. Levantar a voz... pode não resolver muito, mas é um princípio...
  13. Embora perceba a natureza desse comentário "anti-comentário", acho que o que é preciso é não só comentar, como agir. PS: Parece que o Edifício Transparente deixou de ser transparente. Vamos ver se o mesmo acontece aqui...
  14. Concordo... mas se o produto final É o render... lol.. tem que favorecer :)
×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.