Jump to content
Arquitectura.pt


Vanda_Arq

Membros
  • Content Count

    50
  • Joined

  • Last visited

Posts posted by Vanda_Arq


  1. Agradeço desde ja o envio do link, mas esse decreto lei ja nao esta em vigor, agora é o Decerto-lei 315/2003. Esse apenas serve para alojamento de animais, seja lojas de animais, (sendo que foi o que usei para uma) ou alojamento em hospedagens, etc. Eu ja estive nesse site e nao consegui informação, a OA tb ainda nao me respondeu... è que eu sei que existe, e q entretanto esta para sair a rectificação deste...


  2. quanto ao mesmo tipo de questões, obtive várias respostas, mas ninguém com certezas. esta foi um exemplo:

    "Infelizmente as Ordens (OA e OE) e a ANET ainda não tem cursos reconhecidos pela ANPC e nem se sabe quando esses cursos aparecerão. No dia 27 de Maio de 2008 na Ordem dos Engenheiros foi dado conhecimento que estaria em curso uma tentativa para se avançar para propostas de cursos da OE a submeter à ANPC. Neste seminário também foi dito que “a vida continua” e portanto e até prova em contrário os Engenheiros da OE e da ANET e os Arquitectos da OA podem elaborar projectos até sair algo de concreto sobre esta matéria, devendo no entanto compreender bem o Regime Jurídico e o Regulamento Técnico de SCIE"

    Autodidatismo??


    O seu comentario é de todo correcto, pois eu ja coloquei essa questão a um Eng que esta no ANPC e esses cursos ainda nao existem, ate la todos podemos faze-lo... Mas será que temos condiçoes para tal?

    è q nao pode ser feito de qq forma, pois a responsabilidade dos tecnicos aumentou, pois ANPC nao irá verificar o processo (pois ha um termo de responsabilidade). Ag, nas vistorias se algo n estiver de acordo com a legislação e tiver de existir alteracões?! A responsabilidade é sp do tecnico e corre o risco de indeferimento na vistoria e dai nao ter a licença de utilização....

    A lei é colocada na rua e cada um que se amanhe!!!!!

  3. Obrigada pela informação, eu dei uma vista de olhos pouco aprofundada e apesar de nao estar explicita nesse ponto, verifico que tambem poderei incluir, pois dispoe de dimensoes para as cabines de todo o tipo de animais, ja pode ser um guia... So nao queria dar orçamento ao cliente sem ter uma ideia do q terei de fazer.. Obrigada


  4. sim ha essas hipoteses todas, mas ja me apareceram casos em que nao estava nada registado, o requerente fez a edificação e nunca a legalizou, nem a registou... Mas é verdade, as camaras ag tem mtos desses processos, pq legislação mudou, mas preocupam se mais com a taxa do alvara de construçao e da licença de habitação, mais a entrada do processo na camara, por isso é sp a somar...


  5. o problema é que, normalmente nao ha comprovativo de como esta construido e desde quando. Para as Camaras aprovarem tera de ser ao abrigo da lei em vigor e dai ter de se entregar todos os elementos necessarios, se for uma simples legalização e cumprir com a legislação. Caso nao seja, tera de o edificado se adaptar a nova legislação e ser feito um projecto de alteracoes para cumprir, nao so com Lei 60/2007, como tb com o PDM do municipio especifico. Mas como ja foi dito nada melhor do que falar com tecnico respectivo, é sp uma ajuda..


  6. Ola! Pediram-me para legalizar uma loja de animais num centro comercial (a area em si ja esta legalizado), em conversa com a Arquitecta do municipio ela forneceu-me o DL 315/2003 de 17 de Dezembro, mas ao le-lo nao consigo perceber se se encaixa no ponto 1 do artª3, qd se refere à excepção dos destinados excluisivamente à venda, deduzo que uma loja de animais esteja inserida nesta exclusao.. Se assim for qual é a legislação a aplicar? Ja fiz uma pesquisa na net, mas apenas me aparecem para os animais exoticos.. e esta loja tem tambem peixes e caes, para alem das aves. Agradeço o esclarecimento...


  7. Vai em frente Vanda.

    Tenho assistido a fiscalizações do faz-de-conta. Portanto se estás interessada em fazer a fiscalização, o cliente confia e é uma obra pequena, quem sou eu para te condenar...:foto:


    è verdade q quando terminamos o curso nao temos mta experiencia, mas se nos cortarem as pernas tb nunca a teremos... e ter uma relação mais proxima com uma obra pode trazer-nos mta experiencia..

    O meu objectivo nao é ser uma arquitecta apenas de atelier, a arquitectura, p mim, nao é so isso, é tb a concretização das nossa ideias em obra e qd temos o impacto de ver a nossa ideia, é uma sensaçao dificil de descrever...

  8. A fiscalização tem preocupações que o projectista ao acompanhar a obra não tem, ou tem menos, daí que são coisas diferentes.
    por exemplo:
    O fiscal não se preocupa apenas com a correcta materialização do projecto em obra. O fiscal protege sobretudo os interesses do dono-de-obra. Cumprimentos de Prazos, Derrapagens orçamentais, cumprimento do caderno de encargos da empreitada, cumprimento da regulamentação do estaleiro, questões de segurança no trabalho. etc. etc....

    Agora dizem-me: tudo bem mas o autor também pode fazer isso tudo. Pois pode, mas sendo pai da criança poderá ser tentado a beneficiar a criança em detrimento dos interesses do dono de obra, das mais diversas formas. Daí as questões éticas.



    Concordo, mas obras de pequenas dimensoes tb será verdade q esse risco de beneficiar a criança, poderá ser menor, ou nao...

    Mas tambem teremos de ver outra situação, neste momento o cliente nao tem condicoes financeiras para ter um tecnico para cada funçao, se calhar podereria ficar-lhe mais em conta ter um tecnico q fizesse um acompanhamento maior.

    Ag quando se trata de obra de grandes dimensoes, penso que ai sim tera de existir um rigor redobrado, e ter todos os tecnicos necessarios.....

  9. Vanda_Arq,

    Temos que dar os nomes as coisas...nem faz sentido fiscalizar a nossa própria obra.

    Normalmente a fiscalização acontece em grandes obras, onde o dono quer ter a certeza da correcta elaboração do projecto, independentemente do acompanhamento técnico.



    As camaras exigem que haja um tecnico responsavel por cada obra, pode ser engenheiro ou arquitecto, o que for...
    E qual é o inconveniente de se fazer cumprir os projectos aprovados, sendo nos o tecnico de projecto, é apenas um acompanhamento, que o dono de obra necessita para que nao haja problemas posteriores, se houve um processo inicial e confiança transmitida..

  10. Se é arquitecta, certamente sabe a diferença entre, fiscalização, direcção técnica e acompanhamento técnico. Que podem ser consultadas no regulamento deontologico.

    Para relembrar o artigo nº5, 5), sobre conflito de interesses:

    " O arquitecto deve evitar situaões em que é julgador e parte, não podendo designadamente, numa tarefa, ser responsável pela concepção arquitectóncia e assistência técnica e pela apreciação ou fiscaização da mesma."



    Percebo o que quer dizer...
    La por falar em fiscalizaçao é por vezes o termo que se usa mais prontamente, nem sp o mais correcto...

    Mas vendo outra situação tb existe mta situação na nossa area que nao cumpre a deontologia... como é referia, o arquitecto nao deve assinar projecto no qual nao colabora... e qual nao é o atelier em q o arquitecto mtas das xs nao participa em nada, mas assina o projecto, pois é o cordenador, ou dono do atelier? Teriamos de ver mtas das situaçoes que ocorrem no nosso pais, nao era?

  11. "fiscalização" não é "acompanhamento" e não são compativeis, ou seja não podes fiscalizar uma obra tua seja ela privada ou publica....



    Fiscalizaçao implica assumir a responsabilidade tecnica da obra e assinar o livro de obra, correcto?

    Se for tecnico do projecto de arquitectura, nao posso fazer fiscalizao à obra, pq? Nunca ninguem me disse o contrario..

    Eu ainda nao tenho mta experiência dai colocar a questão, mas acho estranho dizeres isso, qd nunca ouvi nada em contrario...

  12. "fiscalização" não é "acompanhamento" e não são compativeis, ou seja não podes fiscalizar uma obra tua seja ela privada ou publica....



    Fiscalizaçao implica assumir a responsabilidade tecnica da obra e assinar o livro de obra, correcto?

    Se for tecnico do projecto de arquitectura, nao posso fazer fiscalizao à obra, pq? Nunca ninguem me disse o contrario..

  13. E normal que o local de intervençao tenha sido o CCB por isso mesmo, p fazer com q os alunos percam mais tempo no edificio a tentar percebe lo do q ficar em casa a trabalhar sb desenhos, pq a importancia dos trabalhos no primeiro ano é relamente perceber as relaçaos do espaço, percursos, escalas, ter contacto com o edificado contruido e com a proposta.... NO meu ano andamos o 1º ano todo de volta de percursos em locais reais, foi mt interessante, a nocao da realidade com nosso imaginario, a constante experiemntaçao com a maquete!


  14. Fazes Fiscalização aos teus projectos? Tens a certeza que não existe incompatibilidade nisso???


    Nunca me foi dito o contrario, eu posso ser responsavel pla execução de obra dos meus proprios projectos, nao assino o alvara. assino apenas o termo de responsabilidade pla execução da obra, nao vejo incoveniente! nem nenhuma camara o contra poes...

  15. Ja me perguntaram algumas xs se quero assinar um Alvará, mas eu questiono-me sempre, quais sao as responsabilidades e obrigaçoes de um arquitecto com tecnico duma empresa??? Ja fui contactada por um empreiteiro que me disse q eu estava a pedir mto, q pagava menos ao anteiro tecnico, e q n precisava q eu fosse as obras, assim eu nao aceitei. Porque acho que nao é correcto, se eu sou responsavel pelo que quer q seja, é a mha carteira profissional que esta em jogo caso algo nao corra bem. Que tipo de vencimento se pode pedir para as responsabilidades que sao exigidas? Que tipo de fiscalização fará um tecnico de alvará? Visto que esta la pelo empreiteiro. Eu costumo fazer fiscalizaço por parte do dono d obra aos meus projectos, é mto diferente?


  16. Plo aspecto parece ser resina fenólica, e como ja foi dito ha mtos tons que poderá escolher, pode sempre pedir amostra p escolher junto da alvenaria de pedra... Visto que esse material é p ser colocado como fachada ventilada e fixa numa estrutura metálica se calhar é melhor ver a forma como ele vai ligar em obra... Na mha opiniao eles combinam, ja utilizei a resina numa moradia c porcelanato ceramico identico a uma pedra, e o cliente ficou satisfeito e eu tb... mas relamente se estiver mto exposto ao sol e intemperies, pode perder a cor c o tempo...

×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.