Jump to content
Arquitectura.pt


Som e Acustica

Membros
  • Content Count

    57
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    1

Posts posted by Som e Acustica

  1. Uma correçao apenas. O facto da parede ter diferentes profundidades, como sugere, torna a parede num difusor acústico. Um difusor acústico continua a ser reflector. Mas espalha o som pela sala. É bastante usado em salas de uso musical como auditórios para manter a sala viva, e no entanto livre de defeitos acústicos.

    Pode ver vários tipos de difusores e as suas especificações técnicas em :

    http://www.someacustica.com/someacustica/index.php?page=difusores-2


    Numa piscina o objetivo é reduzir a reverberação, logo é fundamental a colocação de material absorvente.

    na questão dos materiais reflectores/absorsores uma forma simples de abordar a questão é pensar no seguinte: estes factores estão associados à densidade do material, logo quanto mais denso for mais reflector, e quanto menos denso ("leve" para simplificar) menos reflecte.

    Embora na maior parte dos casos os materiais leves sejam mais absorventes, o que define a absorçao porosa (porque existem vários tipos de absorsores) é o fluxo de resistividade e não a densidade. Mas isto era um tópico de dava "pano para mangas" e muitas formulas matemáticas.

    quanto às placas de madeira já existem materiais para aplicar em zonas húmidas e se bem q o seu custo seja elevado, julgo q por se tratar de um projecto académico, esse não deverá ser um factor limitador da criatividade do aluno, até porque julgo q o q se pretende é abordar diferentes possibilidades e eventualmente comparar custos para se ter noção da realidade, mas num projecto académico os objectivos a atingir são diferentes dos q um arquitecto licenciado terá de cumprir.

    Eu concordo consigo, mas o meu alerta era igualmente relativo à la de rocha e não à madeira... a madeira nao absorve som, quem absorve é a la de rocha que com execesso de humidade ou em contacto com a água nao conjuga muito bem, pelo menos dos exemplos que vi. Pode-se sempre pensar em usar espuma acústica conjugado com as placas de madeira, mas a unica que conheço e que é eficaz contra a humidade (Quash) tem uma absorção acústica muito fraca. Existem neste momento soluções de material absorvente que já são resistentes ao fogo e à humidade (ver http://www.someacustica.com/someacustica/index.php?page=espacos-publicos) que não precisam de la de rocha ou espumas acústicas.

    esta é uma questão entre outras questões q poderiamos exaustivamente abordar e muitas delas já o foram pelo som e acustica ( e muito bem), outra tem a ver com a rugosidade do acabamento da superficie: se o material ficar com um acabamento completamente liso, as ondas de som ao baterem voltam para trás como se fossem um espelho, se for um acabamento mais rugoso ou mesmo completamente irregular (imagine-se uma parede com piramides ou cubos em diferentes ângulos) as ondas ao chocarem com a superfície são refectidas em diferentes direcções, e com o estudo apropriado até podem "embater" umas nas outras e anularem-se ( a tal anulação de fase)

    Essa anulação de fase que refere só acontece em algumas frequências, enquanto noutras o som é amplificado. Alias isso é comum ocorrer em paredes lisas (efeito comb filtering observado em estúdios de música) e nao em difusores acústicos.
  2. Depende essencialmente de duas coisas...

    1 -se o ruído for de sons de percussao (andar de pessoas) é muto complicado resolver isso e geralmetne a solução é feita no andar acima. Podes tentar algo usando uma solução com Green Glue mas sinceramente nao sei qual será o resultado final porque nunca testei essa situação

    2 - se for sons de condução aérea (pessoas a falar ou musica/TV):

    la de rocha 40 mm + pladur + Green Glue + pladur = perdes 7 cm mais ou menos

    Esta é a solução mais eficaz que conheço e até é mais barata que soluções com membranas ou telas acústicas

    Mais informação em :

    http://www.someacustica.com/someacustica/index.php?page=green-glue

  3. Dei uma olhada no documento que colocou aqui.

    A maior parte dos exemplos dados nesse PDF sao referentes a piso e concordo que seja talvez a única solução onde a cortiça terá a sua grande aplicação. No entanto no PDF nao vejo nem um único valor referente a Ln,W, logo nao se pode pronunciar nada sobre o mesmo.

    Os coeficientes de absorção acústica estão mal caracterizados, devendo estar ou explicitados em frequencia ou pelo valor de NRC. No entanto pressupondo que os "graves médios e agudos" sao as bandas de oitava de 125-250, 500-1000 e 2000-4000 posso dizer que os valores indicados sao relativamente baixos quando comparados com outros produtos que têm basicamente valores de 1 entre os 500-4000 Hz

    http://www.someacustica.com/imagens/rpg/Reapor.pdf


    Mutos dos antigos estúdios de música usavam cortiça, como disse anteriormente quase nenhum deles actualmente usa.

    Outra questão que me incomoda é saber se de facto o produto é resistente ao fogo e ao fogo/água. Aqui na empresa temos material sintético resistente ao fogo (classe 0) que NÃO é resistente à agua. E temos material que é resistente tanto a água como ao fogo. E sinceramente nao vejo como este tipo de material à base de cortiça possa por exemplo ser usado numa piscina (mas posso estar enganado pois nao existem elementos suficientes para dizer que sim ou que nao, é apenas a minha opinião pessoal, mas nao tenho informação suficiente para ter uma opinião correcta). Mas pelo menos o material que usavam nos estúdios de música (que nao sei se é igual a este ou nao) certamente nao é à prova de água pela minha experiencia.

  4. O inconveniente de usar esse material mais leve é a perda de isolamento a sons por condução aérea. Relativamente a sons de percussão, eventualmente pode haver algum melhoramento mas nunca ao ponto de se atingir valores abaixo dos limites legais. Esse tipo de material continua a ser um material rigido e continua a deixar passar vibrações.

  5. O meu comentário não foi procurar ofender ninguem mas saber o porque dessa afirmação, já que em Portugal se assume que o material X ou Y é bom apenas porque se ouviu dizer e não devido a factos cientificos. Se acha que é um dos melhores materiais diga então porque e qual a sua aplicação. Comecemos pelo inicio que é a questão de resolver problemas acústicos, quais exactamente ? Isolamento a sons de percussao ? A sons aéreos ? Isolamento de baixas frequências ? Absorção ? Difusao ? Que problemas em concreto ? Em quais destes problemas a cortiça é aplicada ?

  6. A cortiça é um dos melhores materiais para resolver problemas acusticos.


    Says who ? Na minha opinião a cortiça está completamente ultrapassada por novos materiais já existentes no mercado, com melhor rendimento e até eventualmente melhor preço. A cortiça tem uma vantagem que é a sua durabilidade e pode ser eventualmente eficaz a nivel de isolamento a sons de percussão mas isolamento sonoro a sons aéreos nem por isso.

    Para te dar um exemplo, os dias de hoje por exemplo ninguem usa cortiça (que eu conheça e conheço muitos designers de estúdios) para a construção de estúdios de musica onde o isolamento necessário é bastante elevado.
  7. pode ser por questões de ressonancia nas caixas de ar ou simplesmente porque a laje nao tem a espessura ou massa para atingir o valor de isolamento pretendido. Qual é a densidade e peso da laje ? E que tipo de isolamento estamos a falar ? Aereo, percussao ?

  8. Engraçado no sentido de inovador/criativo e acima de tudo eficaz do ponto de vista acústico. Nao sou arquitecto, sou eng. acústico, logo nao estava a par que a palavra "engraçado" era uma heresia para os arquitectos na classificação de material quando para mim é sinónimo de interessante e inovador. E a nao ser que já conhecesse a RPG (e muitos dos users desde forum nao a conhecem), talvez tenha ficado surpreendido com alguns dos materiais exibidos e a sua funcionalidade.

  9. Boa noite,

    A minha empresa representa algumas das marcas mais conceituadas a nivel de tratamento e isolamento acústico como a RPG e a Green Glue

    Como a maior parte dos produtos são considerados verdadeiramente inovadores decidi aqui colocar umas imagens e uma breve descrição do que faz cada um, sabendo que este forum é igualmente frequentado por estudantesm e poderá ser do interesse deles saber algo do que se faz a nível de tecnologia de ponta no que respeita aos últimos avanços do desenvolvimento de materiais de acústica


    Imagem colocada

    GREEN GLUE- material viscolástico usado no meio de duas placas de pladur ou entre MDF e laje. Obtem-se niveis de isolamento sonoro bastante elevados usando um sistema de construção leve. Nos EUA varios estudios de música e home cinema sao construídos com este produto. Rendimento bastante superior comparativamente com membranas acústicas tipo TEXSA ou DANOSA

    Imagem colocada

    RPG CLEAR FAMILY - é um conjunto de materias transparentes que absorvem som. Com grande utilidade no control da reverberação em espaços amplos e com grande aérea de envidraçados.

    http://www.someacustica.com/someacustica/modules/Cataloger/Cataloger.Image.php?i=quietstone---absorcao-acustica-para-espacos-exigentes_f_1_400_1.jpg&ac=33591
    http://www.someacustica.com/someacustica/modules/Cataloger/Cataloger.Image.php?i=rpg-reapor_f_1_400_1.jpg&ac=05748

    RPG REAPOR e QUIET STONE - é um produto sintético resistente ao fogo e à humidade que serve para controlar a reverberação de uma sala. Pode ser usado em espaços púiblicos e locais exigentes como piscinas. Nao precisa de lã de rocha para absorver som (ao contrário dos panéis acústicos perfurados e ranhurados), pode ser aplicado directamente na parede e pode ser pintado. É igualmente um material bastante rígido.

    http://www.someacustica.com/someacustica/modules/Cataloger/Cataloger.Image.php?i=fb-big-dfusor_f_1_400_1.jpg&ac=71953

    FB BIG DFUSOR - um difusor é um material que espalha o som pela sala, eliminando defeitos acústicos mas mantendo a sala viva do ponto de vista acústico. Este material deve ser usado em auditórios, teatros, estúdios de música, salas de ensaio e outros espaços onde a música seja a actividade fundamental. Infelizmente em Portugal muitos dos projectistas apenas usam absorção para este tipo de espaços, criando salas demasiado secas e desiquilibradas.

    Outros difusores da nossa empresa

    http://www.someacustica.com/someacustica/modules/Cataloger/Cataloger.Image.php?i=rpg-difractal_f_1_400_1.jpg&ac=33709
    http://www.someacustica.com/someacustica/modules/Cataloger/Cataloger.Image.php?i=rpg-omnifussor_f_1_400_1.jpg&ac=61635


    Soluções para estúdios de música

    http://www.someacustica.com/someacustica/modules/Cataloger/Cataloger.Image.php?i=rpg-modex-corner_f_1_400_1.jpg&ac=06015
    http://www.someacustica.com/someacustica/modules/Cataloger/Cataloger.Image.php?i=rpg-abflector_f_1_400_1.jpg&ac=14527

  10. Bom dia a todos.

    Executamos os seguintes serviços na área da acústica:

    - projectos de acordo com o DL 96/2006 - licenciamento

    - modelação acústica para espaços de grandes dimensões (discotecas, auditórios, etc..)

    - avaliação acústica : medições de ruído ambiental e ocupacional, avaliação acústica

    - projectos de acustica ambiental e industrial

    - projectos para estúdios de musica e espaços dedicados à prática musical. Projectos de sonorização.

    - obras de isolamento e condicionamento acústico

    - Venda de produtos acústicos

    http://www.someacustica.com - Acustica

    -------------------------------------------------------------------

    Executamos igualmente trabalhos a nível de Peritagem para RSECE-Energia e RSECE-QAI

    http://www.fb-engenharia.com - certificação energética

    Cumprimentos

    Andre Brito - Eng. Acustico - Univ. de Salford

  11. Em Acustica basicamente tens tres fenomenos relativamente a acustica interior : reflexao, absorçao e difusao. Depois tens o isolamento acustico que tem a ver com a transmissao de som. Reflexao : o som bate numa superficie e é reenviado para a sala. O angulo de incidencia é igual ao angulo de reflexao Absorçao : o som bate numa parede e é absorvido... convertido em calor. Nao é reeenviado para a sala Difusao: o som bate numa superficie e é reenviado para a sala. Mas o som é espalhado pela sala pois o som é dispersado para várias direcções Transmissão: uma parte do som que bate numa parede, nao é absorvida nem reflectida por esta e é transmitida para o espaço exterior ou interior (conforme a localizaçao da fonte sonora). Uma janela, deixa escapar a 100 % o som que é gerado numa sala. Funciona como um material 100 % absorsor (coeficiente de absorçao igual a 1).

×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.