Jump to content
Arquitectura.pt


X-acto

Membros
  • Content Count

    134
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    2

Posts posted by X-acto

  1. Um dia destes, pego no meu Disco Rígido e desapareço deste País de *****!


    pois, a forma como o país funciona e sobretudo n funciona, é 1 convite à saida de qq profissional q se preze. depois admiram-se da "saida de talentos", da emigração ao nivel dos anos 60, mas agora duma classe bem mais esclarecida e alfabetizada.
    continuem a nomear "Rui Pedro Soares" p os cargos executivos e continuem a pagar-lhes com dinheiro q nós não temos!!!
  2. ...n consigo deixar de me surpreender c esta telenovela...esperamos mais de 35 anos por 1 reconhecimento de competências e atribuições...no final acabamos p ser obrigados a fazer concessões face ao alcance da nossa profissão (de acordo c os estatutos do arquitecto), aceitamos a nova portaria q nos lesa mais a nós e sobretudo aos arq paisagistas do q propriamente aos engenheiros e eng tecnicos...e agora nem somos nós a erguermo-nos pelos nosso direitos, são os eng. q se juntam e promovem 1 petição!!! quem disse q nós arquitectos não temos formação p direcção e fiscalização de obra?! da nossa propria obra?! aquela q foi pensada e desenhada ao pormenor, compatibilizando todas e mais algumas especialidades...será q depois de todo o esforço envolvido não temos competência p ver, gerir, dirigir e fiscalizar o crescimento da obra?! por quem nos tomam?!

  3. Leonor Cício, Respire fundo, porque só agora começou... Dois meses à procura de emprego não é nada. Testemunho pessoal de 6 anos de experiência: demorei 10 meses a encontrar estágio e em média sempre q mudo de emprego demoro 6 meses a encontrar um novo.

  4. na dúvida, escolha engenharia ou economia. tem mto mais hipoteses de sucesso no percurso profissional. 1 engenheiro ou economista tem acesso a uma série de cargos de destaque q o arquitecto n tem. 1 arquitecto para além de c sorte poder execer arquitectura, fora da área só pode almejar a política. 1 engenheiro ou economista tem acesso a todos os cargos de topo ou chefia numa qq empresa.

  5. tsimmi, sim, o curso de arquitectura é muito trabalhoso, pois exige mto tempo a cadeira de projecto, no entanto, dado o seu contexto, em principio terá mais facilidade q um aluno normal com 18 anos e acabado de sair do secundário. quanto a manter-se a trabalhar em simultâneo, acho q desde q n seja em full-time, conseguirá fazê-lo desde q seja disciplinado qb em relação às perspectivas de empregabilidade, aí é q está o grande problema. em portugal, já n é questão de ter ou n valor, é questão de já estar dentro do mercado de trabalho, ter uma boa rede de contactos, e claro bom sentido de oportunidade e sorte! nunca desprezemos a sorte o dia-a-dia dum arquitecto...isso varia muito da função q estiver a desempenhar e do sitio onde tiver a trabalhar. pode realmente ser 1 trabalho mto repetitivo- sempre autocad e a fazer mais do mesmo- como tb pode ser super entusiasmante e diversificado- desde auscultar clientes, visitas ao terreno,1ºs esboços, maquetes, licenciamento, execução, acompanhamento de obra, fiscalização...enfim espero tê-lo ajudado boa sorte

  6. "arquitecto", lá porque gostou, n quer dizer q a casa esteja boa e "por parecer casa de praia em condominio fechado" então ainda vem piorar a situação. condominios privados são 1 erro de planeamento- só contribuem p o aumento das clivagens entre classes sociais, n contribuem em nada para a melhoria da vivência do espaço público-uma das funções da arquitectura. "mesa de sinuca"?! snoooker talvez?! e caro colega n vai ser o mobiliário q vai transformar isto em arquitectura cá em portugal também é dificil aprovar 1 projecto, também é dificil fazer contemporâneo, no entanto a divulgação deste projecto n abona nada a favor da nosssa classe profissional. isto não é arquitectura! é 1 projecto pseudo-arquitectonico mal resolvido

  7. é um atentado à nossa inteligência. contactei tb com a cml para consultar o projecto, ainda antes do inicio desta obra, mas foi-me negado e sem mais justificações do que não estar disponivel p consulta! o q se passa aqui é mto simples, o sr, presidente da cml- antonio costa-, que na antiga campanha eleitoral, n nesta ultima, confundiu o miradouro de s. pedro de alcantara com o jardim do principe real, n percebe nada nem de Lisboa, nem de gestão de cidades. adivinho q o que se passou foi ele querer dar trabalho a alguns dos seus camaradas cujas empresas têm agora falta de trabalho e como se resolve? facil: substitui-se todas as arvores de alinhamento com 30 anos do principe real, frondosas, saudaveis, robustas, e já agora refaz-se todos os pavimentos, e , como há outra empresa q tb tem mobiliário urbano p escoar, faz-se tb a substituição integral de todo o equipamento mobiliario!!!(fui pessoalmente comprovar q todos os bancos estavam intactos e em optimas condições) e de toda a iluminação. para isso, são só 4meses em ficamos sem este jardim...e dinheiro nosso q ao inves de ser aplicado em qq coisa util, salva mais 2 ou 3 empreiteiros... mas os municipes votaram neste sr,n foi?!

  8. pois é..mas se, nem uma simples tabela de honorários existe, parece-me dificil que regulem a situação para remunerações em estágios (mas oxalá eu esteja enganada!)

    x-acto, muito te enganas se achas que estou muito verde em relação às hipoteses que dou. por vezes (demasiadas!!) as pessoas gostam de exagerar, dramatizar..complicar o que é simples! deixem de idolatrar os arquitectos e exijam o que deve ser vosso por direito. para lamurias já nos basta o fado :\

    posso estar a ser muito dura ou inconsequente no que escrevo, mas depois de assistir a "n" situações de estágios mal pagos, nada pagos, escravizados e outras condições que tais todas acabadas em "ados" cada vez menos pena tenho dos estagiários de arquitectura....eu propria tive de fazer um estágio académico de 6 meses, antes do estágio para a ordem e também passei por isso. sinceramente chegou-me e jamais irei voltar ao mesmo!! pior que uma remuneração miserável são algumas vezes as condições a que somos sujeitos.

    acham a falta de remuneração má? então já agora, que se lute também por melhores condições, por um horário digno, um seguro, o direito à hora de almoço, etc, etc.... coisas desconhecidas por tantos e tantos gabinetes (felizmente vão havendo excepções!)

    e se um dia a arquitectura deixar de dar... é seguir em frente e procurar | lutar por outras coisas. actos proprios daquele que não se acomoda.



    resposta tipica de imaturidade. neste momento pq, e tal como aqui já disseste, a vida te sorri tanto profisional como pessoalmente, estás na mó de cima, pensas q ainda tens o mundo aos teus pés, pensas q a tua sorte(ou fado) depende somente de ti e das tuas capacidades, esquecendo por completo as circunstâncias externas e a contribuição q elas têm/vão ter na tua vida.

    em relação aos estagios remunerados, imagina o q aconteceria se a ordem estipulasse remuneração minima obrigatoria dos tais 2 ordenanos minimos, sabes o q acontecia?! é mto facil, a maioria dos postos de estagio q vão proliferando pelo país, desaparecia, e os licenciados/mestrados pos-bolonha em arquitectura teriam muitissima dificuldade em conseguir fazer estágio e por conseguinte completar a formação minima p poderem assinar projs de arquitecura e por isso ainda adiariam mais a sua vida. se a ordem estipulasse q o estagio tinha q ser remunerado, quem ainda n entrou no mercado de trabalho, teria mto mais dificuldade em entrar, porque convenhamos, entre pagar 2 ordenados minimos p uma pessoa q acabou de sair do curso e pagar o mm ou 1 pouco mais a outra pessoa q já trabalhou 2,3,4,5 anos na área, é mto, mto diferente.
  9. é melhor sim, que isto descambou um pouco :)



    por acaso não penso de igual forma, mas reconheço que o estágio é muito importante. das duas uma:
    1- depois de terminado o estágio se continua na mesma entidade e se faz currículo (normalmente isso só acontece nos gabinetes, porque até lá és o escravo que passa desenhos a autocad... embora outras vezes continues - surpresa das surpresas - a passar desenhos a autocad)

    2-tens um estágio tão bom e rico que ele próprio te dá algum currículo e estofo para outras "aventuras", arranjando assim trabalho noutros pousos mais altos...

    ou então

    3- acaba-se o estágio, onde andaste a servir cafés e pouco mais e depois.. desemprego

    se isso for para a frente (2 anos de estágio) só vejo vantagens: ou fazes mais currículo e aprendes mais ou adias o desemprego...


    margarida, ainda estás mto verde e fazes uma análise mto simplista dos cenários possiveis, pois n são apenas esses 3 q apresentas e as coisas n são tão faceis como apregoas. É um facto q portugal está endividado, tem fraca produtividade e tem o maior desemprego das ultimas n sei qtas decadas. Isto são péssimos indicadores... p exemplo p a empregabilidade!

    No meu caso especifico e usando um exemplo prático, fiz um bom estagio, passei p todas as fases, acompanhei todos os processos do gabinete e depois devido às circunstâncias financeiras -ausência de trabalho!- após quase 3 anos, n deu para prosseguir. Foi, como dizes, um estagio/trabalho riquissimo em experiencia e p isso senti-me à vontade o suficiente p trabalhar p conta pp. Acontece q os poucos clientes q consegui tb n são suficientes p pagar as minhas contas, até pq eles pp estão c as mm dificuldades de liquidez q eu e portanto n têm dinheiro p investir, não têm dinheiro p dispender em serviços relacionados com arquitectura pois preferem antes comer e vestir.
  10. a todos os futuros arquitectos, nem sabem o q vos espera! o mais facil é o estagio, pago ou n pago, 1 anos ou 2 anos, bem ou mal, os estagios ainda se vão arranjando...agora depois disso...a cantiga é outra. e n é tanto a questão de mérito mas sim o q o |||ARK||| disse: "sistema merdoso do culto da aparência"! acreditem se quiserem

  11. n vejo razão p comparar arquitectos a politicos...nem percebo essa tua insistência, mas se queres q te diga a minha opinião sobre os políticos, ela tem vindo a detriorar-se de dia p dia. tvz sejam as noticias diárias sobre corrupções ou presumiveis corrupções com q somos bombardeados pela comunicação social, tvz sejam as falsas promessas, o excesso de demagogia, a falta de honestidade intelectual...tvz seja essa a explicação p haver constantemente 40% de abstenção nas eleições (e eu ainda assim tenho votado sempre) voltando ao david mares: eu recebi por 3 vezes o email a solicitar votação nele. a minha familia tb o recebeu. é normal q nem toda a gente tenha recebido, mas ele andou por ai a circular e n duvides q esse email teve forte influência no resultado final.

  12. JoelM dei a minha opinião e está dada. pelos vistos até há muito mais gente, mais arquitectos, a partilharem da minha opinião. como facilmente pode verificar, a critica q teci nem foi ao projecto em si, foi ao modo como o projecto foi promovido. é obvio q o david mares teve mérito, 1º porque com a sua participação conseguiu acesso pelo juri ao shortlist de 10 concorrentes- logo, o seu projecto foi considerado dos melhores no concurso- e depois porque soube mobilizar portugal na votação, coisa que embora válida, como se verificou, eu pessoalmente repudio.

  13. Não sei se foi claro, estou à procura de uma base de dados com preços de mercado de materiais de construção...


    sim, foi clarissimo e eu pensei que também, tivesse sido.
    este livro de que me refiro, é a compilação anual que o LNEC faz da TUDO na construção civil! ou seja este livro é a base nacional de referência dos valores de mercado dos, entre outras coisas, materiais de construção.
    vende-se no LNEC entre 20 a 30€
  14. David Mares ganhou o prémio apenas através da votação do público. O povo português resolveu mostrar a seu provincianismo e votar em bloco no seu único representante, não porque o seu projecto fosse o melhor projecto, mas sim porque era português! E nós aqui, tão pequeninos, temos esta necessidade urgente de nos pormos em bicos dos pés. Quantos emails eu não recebi a solicitar o voto neste colega!! Ganhou através da cunha e por mérito de ter conseguido mobilizar o nosso sentido execrável de corporativismo. Estão a ver como se viciam os dados?! É também assim que se consegue empregos, clientes... Apesar da minha forte crítica à forma indigna como este colega ganhou, leva nota positiva pela inteligente associação da cortiça a um projecto português, no entanto, e como se provou, foi insuficiente para ganhar o verdadeiro prémio, aquele atribuído pelo juri competente na matéria.

×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.