Jump to content
Arquitectura.pt


Preciso de ajuda..


Recommended Posts

Sou um mero adepto do vosso fórum. Não percebo nada de arquitectura mas penso construir uma casa em breve. Já vi dezenas de casas, já li dezenas de tópicos em vários fóruns, para não falar das quantidades de fotos... ui ui :-) O que pretendo é uma coisa simples. Encontrar uma casa que me agrade. Sim eu sei que não é fácil para vocês perceberem o "cliente". Mas ás vezes o que procuramos é um projecto de uma casa bem simples, bem organizada, funcional.... Pelo q encontrei não há nenhum site que mostre casas "simples" quando me refiro a simples entende-se que sejas tipicas... Uma casa rés-do-Chão com águas furtadas... Um pequeno "ninho" para viver... Na minha opinião o mercado tem mais procura de casas "tipicamente" portuguesas, do que as casas arrojadas (lindas é certo mas caras...) Qual a vossa opinião? Parabéns pelo fórum....:margarida_beer:

Link to post
Share on other sites

Bkork, vamos lá a ver se eu me consigo explicar e, sem ferir os seus sentimentos, explicar-lhe uma ou duas coisas. Casa típica, será uma casa que adaptada ao envolvente (leia-se território, terreno, rua, exterior) se usa de técnicas tradicionais de organização e construção para proporcionar a funcionalidade e conforto que servem os seus habitantes. Por exemplo, os montes alentejanos são geralmente virados a sudoeste, porque de norte os ventos são fortes e frios, e para aproveitar a luz natural de fim do dia. Ou a casa Beira, tem geralmente a chamada "loja" onde originalmente se guardavam os animais proporcionando um aquecimento natural ao piso onde as pessoas moravam. O que acontece e que hoje as pessoas não vivem como os nossos avós viviam, geralmente temos luz eléctrica em casa, água canalizada , aquecimento central, um espaço de estar com uma TV e um automóvel, é um modo de vida deveras diferente. Onde eu quero chegar com isto e que as questões da funcionalidade e o conforto da vida no dia a dia são a grande premissa da arquitectura moderna. (obviamente existem excepções). E se esta se despe tantas vezes de adornos e elementos decorativos é simplesmente porque estes são muitas vezes elementos que "neblinam" a visão do essencial do edifício. O que faz uma casa simples não é de certo o facto de ter um telhado em vez de uma cobertura plana, ou de portadas em vez de estores, ou até o facto de ter uma cozinha grande com ou sem dispensa,. O que fará uma casa simples será a forma como você se vai relacionar com a mesma no dia a dia, se poderá estar na sala a olhar o jardim, ou se terá que atravessar a casa toda com os sacos das compras, ou ligar o aquecimento central em Outubro, ou se tem um quarto de dormir de onde nunca vê o sol, eu poderia escrever 3 paginas só deste tipo de questões. e no fim, tudo o que posso dizer e que a casa simples não será aquela que se parecera mais com as outras mas aquela que consegue funcionar melhor nos aspectos práticos e menos pragmáticos da sua vida, e isso pode querer que e algo que a dita arquitectura "típica" já não faz (porque nos já não vivemos como os nossos avós), e que muita da Arquitectura convencional (a que eu vulgarmente chamo de bolo de noiva, pseudo palaciana e outras coisas menos bonitas) também não faz, por mais bonita que lhe pareça. Por ultimo, devo dizer que e na contemplação do espaço que a Arquitectura Moderna encontra geralmente a sua essência, e a contemplação do espaço e conseguida através da luz, forma, textura, acústica, temperatura, e todos os restantes elementos que o homem consegue percepcionar. Outras frequentadores por certo lhe aconselharão algumas obras para ver.

Link to post
Share on other sites

Concordo... Não discordo em nada... :-) E é isso que procuro... Mas adaptar todas essas funcionalidades a uma casa com telhado não é possível? Gosto de casas com telhado , não por serem do tempo dos meus avós, mas porque gosto da arquitectura ... (se me autorizam a usar esta palavra). Achas mesmo que é impossivel aliar todo o conforto, luz, usabilidade, etc... de uma casa dita "moderna" a uma casa dita "tradicional"? Agora acho que tb tens que concordar que um terço das casas que aqui apresentam não são para o bolso de qualquer português... Tempos de crise :-) E já agora não gosto de portadas :-) :-) Muito obrigado pela atenção... Abraço

Link to post
Share on other sites

se olhares para algumas obras do Siza (e devo dizer que eu não idolatro o Siza), verás que há muita casa desenhada por ele que segue estas premissas, o mesmo devo de dizer do Souto Moura, como casos mais flagrantes (e no caso do Siza algumas até têm telhados). De certo que haverá muitos outros por esse país fora (por isso é que estou a deixar as referencias para outras pessoas). quanto aos telhados, existem cada vez mais razoes para na aplicar telhados em edificios (orientacoes de paineis solares, o facto de maximizar a área habitável e manter algum terraco, o facto de na verdade ser um perfeito desperdício de betão já que nas maioria das vezes hoje se constrói uma laje para fazer um simples telhado).

Link to post
Share on other sites

A "velha" história do telhado... ou o grande tabu do telhado! Não vejo que a utilização de cobertura em telhado possa menosprezar a arquitectura! O prémio Secil de Arquitectura 2002 contemplou uma casa com telhado. Tudo passa pela "génio" do arquitecto. A questão de casa simples é relativa e subjectiva! Tudo depende do terreno, do programa tipológico e da disponibilidade financeira do Dono de Obra (DO). E da liberdade projectual... O custo, ou o baixo custo, pode ser um desafio no projectar de uma casa! Claro, que quanto maior a área de construção, maior o custo (lógico). Mas, pelo que li e inicialmente a conversa é sempre a mesma... "estou a ver casas nas revistas"... Na minha óptica, um bom arquitecto desenha a casa conforme o cliente, e família. É necessário um bom entendimento entre o DO e o arquitecto, bastantes conversas para entender o tipo de vivências que se iram materializar no projecto da casa. E, claro, o terreno a implantar também tem um forte contributo (a tal questão do chalé suisso nas planicies e planaltos portugueses, ou a casa de granito do Norte na lezíria do Tejo). Desta forma, digo que, uma boa escolha e selecção de arquitectos (com o devido pedido de honorários e disponibilidade) fará uma casa mais alegre e melhor adaptada. Porque cada um tem um estilo próprio e cada casa de revista corresponde a vários arquitectos, e o que se enquadrou para uma família não se coaduna a outra. E, faça-o com um arquitecto! A primeira poupança começa em trabalhar com um arquitecto, mesmo que os honorários sejam mais dispendiosos do que os fornecido por Agente Técnicos, Desenhadores e Engenheiros. O aconselhamento, apoio e veracidade são superiores, assim como os conhecimentos técnicos.

Link to post
Share on other sites

Peço desculpa pela intromissão, mas penso que existe uma corrente em Arquitectura que defende a simbiose entre a Arquitectura dita tradicional e a Arquitectura dita ecológica e funcional. De qualquer forma, há que reconhecer o charme intemporal de umas águas-furtadas, não inviabilizando a construção de um terraço, à semelhança do que se fazia nos edifícios citadinos das décadas de 20 e 30. Não sei se no Portugal urbano se pratica essa Arquitectura simbiótica. Mas não só é uma Arquitectura possível como, a meu ver, deveria ser recomendável. A contextualização é sempre deveras importante. Não se deve construir "moderno" só porque é "bem", nem construir "tradicional" porque é "chique". Há que olhar para a envolvência e articular. Eu não sou arquitecta mas penso que não estou a dizer um incomensurável disparate. :margarida_beer:

Link to post
Share on other sites

Fiduena, o grande problema nisto e que muitas pessoas tomam as casas cor de rosa cheias de frisos e rococós como casas tradicionais, quando na verdade não o são. A arquitectura tradicional custa um valor que a maioria das pessoas não pode ou não esta disposta a pagar, tanto a nível de materiais como a nível de mão de obra, manutenção, segurança, sustentabilidade, e mesmo habitabilidade. Por exemplo, uma parede de granito não tem um comportamento térmico que permita uma utilização sem o devido isolamento (obviamente isto aumenta os custos), não e fácil encontrar não de obra qualificada e a preço competitivo para fazer edifícios em taipa, a arquitectura tradicional não tinha de obedecer (na sua maioria) a um plano urbano que força-se certas orientações, e as janelas (que tradicionalmente são poucas ou quase nenhumas) tinham dimensões que não servem as vivências das pessoas de hoje. obviamente que não estou a falar de arquitectura urbana (leia-se dos edifícios de habitação colectiva), porque entrando por ai as regras são obviamente outras, mas ainda jogam menos a favor da dita arquitectura tradicional.

Link to post
Share on other sites

Concordo, Argos. Sai caro, falta mão de obra especializada, implica muita matéria-prima cuja extracção escasseia cada vez mais (mais do que por esgotamento de recursos, por abandono da actividade!). Isto, obviamente, para fazer uma verdadeira arquitectura tradicional e não uma falácia, imitação ou outro estilo qualquer (falando dos frisos e dos rococós) ou consequente aproveitamento. Mas penso que o que o Bkorg pretende é mesmo uma casa tradicional portuguesa. Por isso, e apesar de concordar com o Helder Lemos quanto a "procurar casas em revistas", talvez fosse melhor o Bkorg procurar ver casas tradicionais portuguesas em revistas da especialidade, em sites ou em livros. Porque também me parece que aquilo que o Bkorg quer - uma casinha de piso térreo com águas-furtadas - não é compatível com o geral das casa tradicionais portuguesas. Existem, sim, alguns exemplos de casas desse tipo na arquitectura urbana dita social do início do século XX mas não são casas "típicas" nem "tradicionais". Talvez nas casas ribatejanas o Bkorg consiga encontrar alguma aproximação ao que pretende.

Link to post
Share on other sites
  • 7 months later...

quem achar que a telha e os telhados com águas são bem dispensaveis é pq nao conhecem nada ou muito pouco sobre a arquitectura contemporanea, e nao moderna que são conceitos diferentes... fazem-se construçoes geniais hoje em dia mesmo com as tipicas aguas e mesmo com telha; hoje em dia há até outras soluçoes para alem da telha, outros revestimentos. está claro que será a qualidade e originalidade do arquitecto que influenciará o resultado final.....mas é bem verdade que em portugal existem muitos mal exemplos de arquitectura tradicional contemporanea, que por vezes nao tem nada de tradicional e outras nada de contemporanea... é apenas uma singela opiniao(nao quero que ninguem se ofenda)

Link to post
Share on other sites
  • 2 weeks later...

A questão das casas com cobertura plana ou inclinada tem de entrar sempre na conversa, ja o meu pai acha que os arquitectos não sabem fazer casas com telhado e como o meu pai muita boa gente! Eu compreendo as pessoas que preferem coberturas inclinadas, até hoje não vi nenhuma cobertura plana que não fim de alguns anos não tenha problemas de infiltrações, ate me podem dizer que é porque não foram bens construídas, ou a culpa é do empreiteiro, mas independentemente de quem é a culpa a verdade é que cobertura inclinadas são muito mais praticas, funcionais e fiáveis. E também não percebo porque tanta falta de vontade dos arquitectos em desenharem casas com coberturas inclinadas, alias, nesses casos é que se vê os arquitectos com criatividade e qualidade para projectarem!

Link to post
Share on other sites

Boas tardes.
Vou só fazer uns comentários. OK

Sou um mero adepto do vosso fórum. Não percebo nada de arquitectura mas penso construir uma casa em breve. Já vi dezenas de casas, já li dezenas de tópicos em vários fóruns, para não falar das quantidades de fotos... ui ui :-)

O que pretendo é uma coisa simples. Encontrar uma casa que me agrade. Sim eu sei que não é fácil para vocês perceberem o "cliente".
Mas ás vezes o que procuramos é um projecto de uma casa bem simples, bem organizada, funcional....


Julgo ser quase impossível encontrares a tua casa em sites (imagens), isto é nem todos temos os mesmos hábitos a nossa vivência é diferente. Quando tomamos a opção de construir a nossa casa é para ser a nossa casa, se não compramos uma já construída que no máximo agrada-nos. Com isto aconselho-te a procurares em sites de arquitectos ou( falares com quem conheças) sobre a tua imagem de casa isto é qual a linguagem que pretendes.
Quanto a construirmos tem que haver obrigatoriamente várias reuniões com o arquitecto, o cliente tem que dar o máximo de informação (programa), que é completado com o arquitecto. Mas em caso de empate o cliente tem sempre razão, ele é que vai viver na sua casa.

Quanto aos telhados, não sei qual é o problema deles no nosso país, quando temos 3 meses de sol e 5 ou 6 com chuva!


Pelo q encontrei não há nenhum site que mostre casas "simples" quando me refiro a simples entende-se que sejas tipicas... Uma casa rés-do-Chão com águas furtadas... Um pequeno "ninho" para viver...

Na minha opinião o mercado tem mais procura de casas "tipicamente" portuguesas, do que as casas arrojadas (lindas é certo mas caras...)

Qual a vossa opinião? Parabéns pelo fórum...


Quanto ao ninho julgo que já queres dizer alguma coisa, a casa tem que ser acolhedora, confortável sem grande desperdício de área, com áreas contidas, indo um pouco mais posso dizer que os materiais têm que ser locais, por analogia aos ninhos dos pássaros.
Quanto a casa típica, acho que não sei o que queres dizer com isso, acho que não existe a casa típica portuguesa. Acho eu.

Link to post
Share on other sites
  • 2 weeks later...

A questão das casas com cobertura plana ou inclinada tem de entrar sempre na conversa, ja o meu pai acha que os arquitectos não sabem fazer casas com telhado e como o meu pai muita boa gente! Eu compreendo as pessoas que preferem coberturas inclinadas, até hoje não vi nenhuma cobertura plana que não fim de alguns anos não tenha problemas de infiltrações, ate me podem dizer que é porque não foram bens construídas, ou a culpa é do empreiteiro, mas independentemente de quem é a culpa a verdade é que cobertura inclinadas são muito mais praticas, funcionais e fiáveis.
E também não percebo porque tanta falta de vontade dos arquitectos em desenharem casas com coberturas inclinadas, alias, nesses casos é que se vê os arquitectos com criatividade e qualidade para projectarem!

Na arquitectura há preconceitos para todos os gostos e nas coberturas também. Há os que juram a pés juntos que jamais farão uma cobertura inclinada e outros que jamais farão uma cobertura em terraço.
Ambos estão agarrados ao mesmo preconceito: partem para o projecto carregados de ideias feitas sobre o que é bom em vez de procurem a melhor resposta no próprio desenvolvimento do projecto e do seu contexto.
Link to post
Share on other sites

Please sign in to comment

You will be able to leave a comment after signing in



Sign In Now
×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.