Jump to content
Arquitectura.pt


Recommended Posts

Não é que tenha uma opinião definitiva em relação a isto mas Joãopedrosilva, para já não deve ser para a cidade e falo por experiência propria, é uma resposta e uma adaptação a uma realidade bem entranhada na provincia. Em todo o caso devia considerar que essa sua visão da arquitectura é apenas sectária, pois hoje em dia tem que se considerar uma face menos elitista desta profissão sob pena de só se trabalhar em termos de arquitectura para certos nichos de mercado, grandes intervenções e clientes endinheirados.

Link to post
Share on other sites

O 73/73 não é uma falsa questão. É outra questão.

Mas já agora diz-nos lá qual é, para ti, a verdadeira questão neste caso.


Não tive oportunidade de responder, mas a verdadeira questão é que existem arquitectos que têm pouco brio no uso da sua qualidade de "arquitecto"! Procuram o facilitismo (fazer pouco e ganhar muito) em detrimento de novas soluções ou adaptações de soluções de tipologias habitacionais, testadas e elogiadas por pessoas credíveis, de acordo com as necessidades do século XXI.
Porque trabalhos como os apresentados pela Arquinivel (por baixo), envergonham ainda alguns arquitectos (eu! Mas tenho consciência que alguns neste tópico não conseguem ver a diferença) porque não é preciso ir para a faculdade queimar as pestanas e os neurónios para chegar à síntese apresentada. Basta um curso técnico e umas dicas apanhadas no ar. As experiencias de Walter Gropius, Frank L. Wrigth, Jean Prouvé, Le Corbusier, Hans Scharoun, Max Bill, Charles Eames, Alvar Aalto, e mais recentemente Lacaton &Vassal, sobre a estandardização e prefabricação da « casa » nada têm a ver com os princípios defendidos aqui!
Sobre a revogação do 73/73 é indiferente para mim! Porque todos os dias vejo a nova arquitectura ( Ora caixas, ora muros de pedra, ora chapa de alumínio, ora aço corten, ora contraplacado de madeira, o branco, a caixilharia mínima, o vidro nas varandas, o inox nas guardas, .....) erudita dos novos projectistas que andaram ?? na faculdade e já são arquitectos!
Ser arquitecto não é sinónimo de “fazer boa arquitectura”.:D
Link to post
Share on other sites

Gupyna Um dia, isto é se viver sempre da sua profissão, há-de chegar ao meio entre aquilo que pensa e do que é contra. Concordo que arquitectura deveria ser algo mais, mais alto, mas vejamos, a construção corrente pressiona no sentido de ser apenas corrente e ai não há arquitectura que dê a volta a determinados parametros. Numa outra forma de pensar minha, ponho até a solução de se restringir mais os cursos superiores de arquitectura e o seu acesso e não mexer na legislação, permitindo que essa construção possa existir "assinada" por profissionais não arquitectos, no fundo defendendo um certo elitismo.

Link to post
Share on other sites

Vasco, A discução é sempre útil. Para mais num fórum. Os "pequenos" problemas que anteriormente consideraste mais prioritários implicam alteração de uma cultura estabelecida. Numa palavra, utópico. Marco, Há pessoas que não mudam o seu pensamento com a idade ou maturidade. Até podem extremar as suas posições. Depende... Gupyna, Estou certo que ninguém, pelo menos em determinadas alturas, recuse oportunidades de fazer pouco e ganhar muito, por mais profissional que seja. O ser humano é mesmo assim, nem tu nem ninguém foge a regra. O facilitismo existe em toda a parte, nem me chego a incomodar com isso.

Link to post
Share on other sites

Mas que fino e elegante, tipico...mas como já tenho cabelos brancos digo-lhe de caras que isso é só basófia, o tempo da censura já acabou. Se não concorda com alguma coisa diga e argumente pois até aqui ninguêm o tinha ofendido. inutil foi certamente o seu post.

Link to post
Share on other sites

Sem referir a qualidade dos projectos gostaria de dizer algumas coisas sobre este sistema de vender projectos. Não sei se alguem já referiu isto, mas este sistema de comprar casa por catalogo é bastante comun por exemplo no Canada, EUA, japão e em outros paises, em minha casa tenho vários catalogos de casas que um familiar adquiriu a quando da compra da sua casa no Canada, esta foi em tudo igual a compra de umas calças na «la redoute». Se formos a ver bem é a concretização do sonho moderno da casa para todos. Neste caso não acontece a pré-fabricação mas as casas por catalogo nos paises anteriormente referidos costumam ser em madeira e com elementos como as paredes, asnas, etc... pré-fabricadas e montadas no local em pouco tempo. Enquanto aqui em Portugal temos alguns arquitectos autores bastante conhecidos e depois destes uma legião de autores menos conhecidos, nos Estados Unidos os arquitectos autores são praticamente aqueles mais conhecidos o resto faz uma arquitectura que não vou chamar anonima mas mediocre ao gosto do freguês que se vende desta forma, isto no que toca as habitações.

Link to post
Share on other sites

Eu conheço esse site à uns meses, está no net-empregos. Fui lá e qual o meu espanto que ate têm umas casas tipo em 3D, para todos os preços e gostos. Qualquer dia iremos ter um espaço que em vez de ser atelier/gabinete, vai denominar-se "hipermercado da arquitectura - abertos aos sabados,domingos e feriados"

Link to post
Share on other sites
Imaginem um arquitecto famoso chamado Eduardo Costa Boavida. (nao existe). O filho precisa de ganhar dinheiro e de preservar o nome do seu pai e cria uma Marca de Arqutectura chamada Boavida Arquitectura e promete habitacoes semelhantes aquelas que o Boavida fez para qualquer parte do mundo.

Mais tarde ou mais cedo isto vai ser o futuro. Em vida ha muitos arquitectos que se comportam como Alfaiates de luxo e um dia alguem vai querer uma Casa a la Siza ou a la Moneo tal como ha seculos atras os principes da Europa pediam aos arquitectos Palacios a la Vitruvio ou a la Palladio.

E com a existencia de ideias modulares alguem vai ter a ideia de construir uma estrutura para os moradores colocarem modulos ah escolha do morador. O morador compra um espaco na Estrutura e depois vai comprar um modulo no Supermercado. Tanto pode comprar 3 espacos como 2, 1, 4, 5... enfim de acordo com a disponibilidade financeira dele. E depois compra varios modulos, a empresa instaladora coloca os modulos num espaco de 3 horas e jah estah.

O arquitecto em vez de conceber edificios, concebe estruturas tal como o urbanista concebe cidades. O modulo tanto pode ser feito por arquitectos ou empresas de arquitectura com marca registada ou designers de habitacao ou designeres de interiores.
Link to post
Share on other sites

Ou não. Renova-se. Sei lá. Eu vejo o site de promoção da Vila Utopia, em Alfragide, cheio de estrelas, e parece-me um concurso de egos. Ou, citando Laurie Anderson, "...screaming look at me, look at me, look at me". Será que é assim que vive a arquitectura?

Link to post
Share on other sites

Please sign in to comment

You will be able to leave a comment after signing in



Sign In Now
×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.