Jump to content
Arquitectura.pt


Dificuldade em arranjar estágio!


Recommended Posts

[ame="http://www.youtube.com/watch?v=8nBmIetx_t8"]Ants Marching - Dave Matthews Band[/ame]

All the little ants are marching.
Red and black antennas waving.
They all do it the same
They all do it the same way.


Excerto da letra de 1994 ... agora nos concertos ele diz (Dave Matthews) WE all do it the same WE all do it the same way...


Proudest Monkey - Dave Matthews Band


Monkey see, Monkey do.


Não compreendo como é que uma pessoa pode achar simpatica alguma pessoa que gentilmente oferece o "new slavery" aka Estágio não remunerado.

Se não querem remunerar, não abram "vagas", só abrem porque o sistema permite e porque há gente que se sujeita com a falsa promessa que é preciso ser escravo para um dia ser alguém na vida ... MENTIRA! O que interessa é manter o status quo.

O forum não serve só para lamentar,denunciem e deixem de ser formiguinhas ...

... não fiquem à espera de uma lei ... a mudança começa dentro de cada um de nós !
Link to post
Share on other sites
  • Replies 104
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

O ideal eh nem responder. Para que dar importancia a estes senhores? Eles sentem-e importante... uma pessoa deve ignora-los.

Sem estar a defender o que quer que seja... pelo menos algo de positivo... respondeu, creio que a maior parte das empresas que patrocinam empregos, seja qual for a posição, nem sequer se dão ao trabalho de responder aos interessados.


Concordo.
Link to post
Share on other sites

O ideal eh nem responder. Para que dar importancia a estes senhores? Eles sentem-e importante... uma pessoa deve ignora-los.



Concordo.


Gostas que te respondam, mas não respondes após te fazerem a proposta? Não me parece uma atitude nada educada.

Pelo menos responde-se a dizer que não estamos interessados!

Onde pára a boa educação? :\
Link to post
Share on other sites

Bem Ricardo, em resposta a isso só posso afirmar, que nem todos temos que ser bestas. A mudança começa aí...


Ninguém estava a dizer para seres besta, mas não sejas é anjo.
Só te digo que com o tempo vais entender a "simpatia" de certo tipo de pessoas.

E repito,

Não compreendo como é que uma pessoa pode achar simpática alguma pessoa que educadamente oferece o Estágio não remunerado.

Há quem confunda sinceridade com falta de educação, porque vivemos numa sociedade hipócrita e com um censura permanente do "real politic" mas foram estes mesmos sintomas que nos levaram ao estado onde nos encontramos.
Link to post
Share on other sites

Achei simpatico, talvez porque existem aqueles que ate te dão estágio com remuneração acordada, e que depois começam a falhar, ficando nalguns casos a dever-te dinheiro pelo estagio/trabalho efectuado por ti. Sei de historias destas, contadas na 1ª pessoa, por isso até achei simpatico/sincero, ele/empresa ter logo clarificado essa situaçao. Continuo a achar que é uma situaçao infeliz da parte de quem quer mao-de-obra barata. Mas esta é a nossa triste mentalidade/realidade em vigor neste nosso país. E continuo a repetir não temos que ser bestas, há que terminar esse ciclo vicioso. Só para relembrar que não aceitei a proposta logo no momento que me foi oferecida, sou anjo mas n sou tanso. :)

Link to post
Share on other sites

Achei simpatico, talvez porque existem aqueles que ate te dão estágio com remuneração acordada, e que depois começam a falhar, ficando nalguns casos a dever-te dinheiro pelo estagio/trabalho efectuado por ti. Sei de historias destas, contadas na 1ª pessoa, por isso até achei simpatico/sincero, ele/empresa ter logo clarificado essa situaçao. Continuo a achar que é uma situaçao infeliz da parte de quem quer mao-de-obra barata. Mas esta é a nossa triste mentalidade/realidade em vigor neste nosso país. E continuo a repetir não temos que ser bestas, há que terminar esse ciclo vicioso. Só para relembrar que não aceitei a proposta logo no momento que me foi oferecida, sou anjo mas n sou tanso. :)


Continuas a não ver o filme todo.

Aqueles que começam a falhar quiseram remunerar. Se tiveram dificuldades em pagar, não quer dizer que o fizeram por falta de simpatia.

Agora, é concorrência desleal uma empresa não pagar a todos os seus colaboradores e outra pagar, o que em muitos casos leva as "más" empresas por exemplo apresentar orçamentos mais baixos tirando muitas vezes trabalho aqueles que remuneram os seus colaboradores.

Depois, essa "boa" empresa deixa de ter dinheiro e passa a ser mal vista e aqueles que não quiseram pagar é que são os simpáticos.
Link to post
Share on other sites

Continuas a não ver o filme todo.

Aqueles que começam a falhar quiseram remunerar. Se tiveram dificuldades em pagar, não quer dizer que o fizeram por falta de simpatia.


As histórias que eu sei, foram de casos reincidentes (por parte de quem se comprometeu a pagar e depois falhou), que nitidamente sabiam o que andavam a fazer e no entanto no inicio era tudo simpatico desde a entrevista aos primeiros 2 meses. Por azar amigos meus em alturas diferentes foram lá parar. Agora tambem conheço quem faça o esforço, para que o dinheiro não falte aos seus estagiários, com todas as dores de cabeça que isso acarreta, a esses dou o meu louvor.
Link to post
Share on other sites
  • 9 months later...
(...) ou são estágios não remunerados (e esses eu dispenso) QUOTE]

O meu estágio foi não remunerado e numa Câmara Municipal. A meu ver, os melhores estágios são em organismos públicos... não somos tão chulados e cumprimos só os mínimos. Mas a vida é mesmo assim, se queremos uma coisa... temos que nos sujeitar a algumas coisas.
Link to post
Share on other sites

]
O meu estágio foi não remunerado e numa Câmara Municipal. A meu ver, os melhores estágios são em organismos públicos... não somos tão chulados e cumprimos só os mínimos. Mas a vida é mesmo assim, se queremos uma coisa... temos que nos sujeitar a algumas coisas.



Deve-se ir para uma Câmara Municipal para durante o estágio fazer o mínimo possível para não ser "chulado"! Então, caro ARQUITECTO Carlos Rodrigues diga-me, encosta-se a barriga à borda da secretária, assobia-se para o lado, olha-se para o umbigo e deixa-se passar o tempo! Percebi bem?!

Que belo estágio! Que rica atitude para se ter num organismo (dito) PÚBLICO! :p
Link to post
Share on other sites

Caro amigo Rui Dinis, possivelmente não soube transmitir o essencial. Mas tenho todo o prazer em fazê-lo: 1. Fazer um estágio num organismo público não significa "encostar a barriga á borda da secretária, a assobiar para o lado, ou para o umbigo e deixar passar o tempo". Quando escrevi "não somos tão chulados e cumprimos só os mínimos", que dizer que somos inseridos numa equipa e tratados como iguais e temos um horário para a cumprir, e esse horário além de ser acordado contigo pode ser reduzido tendo em conta o que a Ordem exigia como mínimo. Tive sorte, porque no meu estágio não tive que fazer horas extraordinárias, nem andar a fazer mudanças em casas do meu patrono (como tive alguns colegas que o fizeram). 2. A ideia de atitude para se ter num organismo público, e que tentou dar no seu comentário infeliz, revelam algum ressabiamento, quando apenas tentei mostrar, que dentro da possibilidade do universo de sítios para estagiar, os organismos públicos são aqueles que nos tratam como iguais, onde além de sermos estagiários, somos arquitectos. 3. E cumpri tudo o que a Ordem me exigiu, conforme demonstra a aprovação do meu relatório final de estágio. 4. Como é óbvio, as suas pseudas lições de moral, não me servem para nada. 4. E finalmente, essas palmas além de serem uma ironia idiota, revelam aquilo que se supõe discutir neste tópico, pela negativa: a inércia e o achar que um estagiário tem que fazer tudo e sujeitar-se a tudo, só porque é estagiário.

Link to post
Share on other sites

Muito bem meu caro! Vejo que afinal reage quando lhe calcam os calos!

Não estou numa de dar lições de moral, não quero é ler (num tópico em que se fala de dificuldades em arranjar estágio) que a melhor atitude é ir para uma Câmara e cumprir os mínimos, ser tratado como igual não sendo!

Do estágio (que tirarei num futuro próximo) espero adquirir o máximo competências... mas isso sou eu.

Idiota (do grego idiótes, o homem privado - em oposição ao homem de Estado, ou público; ou aquele ignorante em algum ofício, homem sem educação, ignorante, pelo latim idiota), na acepção vulgar, é a pessoa desprovida de inteligência.

a idiotice... certamente...

Link to post
Share on other sites

Espero, que tenha sorte em arranjar estágio e que tudo corra pelo melhor. Verá, que quando conseguir estágio, que as coisas não são assim tão lineares. Mas isso é outra conversa e vai ver, que quando passar essa fase, a opinião com que vai ficar. Ninguém me pisou os calos, apenas respondi porque achei que não tinha sido explícito e mais do que isso, apenas quis transmitir que a dificuldade em arranjar estágio depende sempre do que se procura. Mas sobre essa dificuldade irá percebê-la (ou não) mais tarde. Permita-me que lhe diga, que essa ideia cor-de-rosa de adquirir competências e mais valias, irá esbater-se quando perceber que poderia ter mais do que tem e que ao fim ao cabo, irão utilizá-lo como uma mão-de-obra barata e que não reclama (isto é, se tiver azar com o local de estágio). Seja como for, essa luta já não é minha. Cumprimentos.

Link to post
Share on other sites

Muito bem meu caro! Vejo que afinal reage quando lhe calcam os calos!

Não estou numa de dar lições de moral, não quero é ler (num tópico em que se fala de dificuldades em arranjar estágio) que a melhor atitude é ir para uma Câmara e cumprir os mínimos, ser tratado como igual não sendo!

Do estágio (que tirarei num futuro próximo) espero adquirir o máximo competências... mas isso sou eu.

Idiota (do grego idiótes, o homem privado - em oposição ao homem de Estado, ou público; ou aquele ignorante em algum ofício, homem sem educação, ignorante, pelo latim idiota), na acepção vulgar, é a pessoa desprovida de inteligência.

a idiotice... certamente...


FELIZMENTE que nem todos os estágios em entidades publicas são assim! digo felizmente porque ao contrário do que se pensam há efectivamente, entidades publicas onde não reina o ócio nem as sestas, mas sim o trabalho e a competência. e só assim é que se pode aprender e ser-se bom profissional...seja em entidades publicas ou privadas

margarida duarte

Link to post
Share on other sites
É verdade, Margarida. Confirmo o que disse. Aliás, consegue-se fazer trabalhos muito giros e aprender conceitos, que até então eram desconhecidos. Eu tive a sorte de "cair" numa área de Planeamento de Equipamentos Colectivos e aprendi que elaborar programas funcionais é muito mais que um somatório de áreas ou "projectos de artistas". Bom, seja como for, apenas quis demonstrar que é possível encontrar todo o tipo de estágio, dependendo sempre do que se procura, embora os estágios remunerados sejam mais difíceis de encontrar.
Link to post
Share on other sites

Please sign in to comment

You will be able to leave a comment after signing in



Sign In Now

×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.