Jump to content
Arquitectura.pt


Dificuldade em arranjar estágio!


Recommended Posts

Os jovens licenciados não podem agora pagar pelos erros do passado e devem ser integrados como arquitectos, mas há que pensar em limitar o n.º de vagas de arquitectura,


Exacto.. Tem havido ao longo dos últimos anos uma grande proliferação dos cursos de Arquitectura, é um facto, e o que acontece é que o mercado de trabalho não consegue absorver tantos arquitectos.
Link to post
Share on other sites
  • Replies 104
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

Exacto.. Tem havido ao longo dos últimos anos uma grande proliferação dos cursos de Arquitectura, é um facto, e o que acontece é que o mercado de trabalho não consegue absorver tantos arquitectos.


E não achas que na Ordem não sabem disso?! O buisilis da questão, é que não lhes convêm, a essas pessoas que gerem a Ordem, impor regras nesse monópolio que são as privadas - em relaçao a arquitectura pelo menos -, pois se esses individuos mal se governam a fazer projectos, devido ao mercado limitativo em termos de construção, só lhes sobra então darem aulas - que em muitos casos, é de qualidade duvidosa -. Limitarem cursos é limitar o ganha pão desses abutres. Por isso até lhes convem venderem o "produto" isto é, cursos de arquitectura, dá-se a oferta com uma boa publicidade, omite-se as desvantagens, e em consequencia temos a procura.
Link to post
Share on other sites

exacto. o meu primeiro "patrao" abriu um curso novo de arquitectura em portugal. estamos a falar de 2005-2006. ele anunciou a boa nova no atelier orgulhoso. na altura tive q sorrir e dizer q sim, estava no final do meu estagio.. , mas para que raio abrir mais um corso de arquitectura! simples. este senhor iria ser o coordenador do mesmo e os seus amiguinhos professores de arquitectura na dita faculdade. simples

e ainda podia dizer muito mais.. tipo o proprio coordenador do curso dizer: (o filho dele ia concorrer para arquitectura) o meu meu filho nao vai pa este curso novo (de caca) vai para a melhor faculdade (FAUTL) :s .. entretanto muita gente foi para este curso tendo em vista um futuro q nao existe e este senhor ira ter um chequezinho garantido no fim do mes durante muitos e longos anos, e uma boa reforma..

nao sei se "este pais nao e para velhos" mas definitivamente "este pais nao e para burros"

e esqueceu-me de outra: este senhor professor de privadas nao quer alunos de privadas no atelier dele. diz q o ensino nas privadas nao e bom.. :foto:

Link to post
Share on other sites

...e esqueceu-me de outra: este senhor professor de privadas nao quer alunos de privadas no atelier dele. diz q o ensino nas privadas nao e bom.. :foto:


Epa...essa ultima tirada fez-me recordar um professor lá da minha faculdade (por razões obvias não mencionarei o nome do dito), que pôs anuncio todo piriri no site da Ordem a pedir estagiários exclusivamente da FAUTL. E depois vais ao site do Atelier e vês a biografia do bicho, e ficas parvo que até pos lá na biografia dele, em como deu aulas na privada. E pergunto-me...Será que esta pessoa não confia nos alunos aos quais atribuiu excelentes notas, ou será que não confia na qualidade do tipo de aulas que deu??....Enfim esta é mais uma daquelas questões que ficarão sem resposta.
Este é o estado calamitoso em que se encontram as nossas instituções neste nosso e velho Portugal.
Link to post
Share on other sites

Há ordens que limitam mt outras pouco é uma especie de 8 e 80, não há um meio termo. Com muita limitação poderia acontecer como acontece nos hospitais, ser preciso um arquitecto e não haver, deste modo temos um excesso. Quanto ás privadas, não discordo que devam existir algumas, no entanto talvez um maior controlo da parte de que permite a sua criação, para que a carga curricular seja semelhante ás publicas. E penso que não devem ser criadas rivalidades entre quem tirou o curso na privada e quem tira na publica. É preciso unir esforços para lutar por melhores condições para o futuro!!!

Link to post
Share on other sites

Eu nao sou contra quem tira o curso nas privadas, eu sou contra a Ordem que fomenta novos cursos de arquitectura sabendo como esta o mercado de trabalho, permitindo o desperdicio de recursos e energia para pais e alunos e degradacao ainda maior da situacao dos arquitectos apenas devido aos interesses de alguns senhores que querem um chequezinho garantido no final do mes. Simples.

Como responderam acima, o caso dos medicos em portugal. Quem quer ser medico tem de se esforcar bastante, mas no final do curso, ve esse esforco recompensado. na arquitectura tal nao acontece e esta de cada vez pior. Abram dezenas de faculdades privadas de medicina e verao como as coisas mudam rapidamente..

As estrategias das intituicoes em Portugal servem apenas os interesses individuais.
Por isso as coisas nunca melhoram nem vao melhorar nos proximos anos.

Link to post
Share on other sites

A ordem tem o poder de travar (ou entravar) novos cursos de arquitectura (senao para que raio andamos nos a pagar 200 euros ano???). A ordem coloca sim entraves aos novos arquitectos q saem dos cursos, quando o mal esta feito.. mas coloca estes entraves para proporcionar mao de obra escrava aos ateliers instalados no mercado que por sua vez controlam a ordem e nao para salvaguardar a qualidade da arquitectura :foto: ..
No entanto concordo contigo parcialmente porque nos ultimos anos abriram novos cursos de arquitectura publicos tambem. Esses foram abertos com o dinheiro dos contribuintes e fomentados pelo estado tendo em vista um futuro colectivo melhor :s

Link to post
Share on other sites

... eu como patrão.. não exploro ninguem.. mas desculpem os estagiários, não tenho, com a organização actual da minha empresa possibilidade e desejo de colocar qq estagiário...

Porque colocar um estagiário, representa,
custos inerentes a um novo posto de trabalho (secretária, cadeira, Hardware e Software), também consome recursos do seu patrono (Minha disponibilidade ou da minha sócia)... que está lá para lhe ensinar algo.... certo?!!?
Também estaremos cá, para apreneder... com o estagiário

Além da compensação monetária ( nem que seja subsidio de transporte e refeição).

Quem cria renasce todos os dias...
Agua-Mestra, Lda
Não sou perfeito, mas sou muito critico...

Link to post
Share on other sites

está lá para lhe ensinar algo.... certo?!!?
Também estaremos cá, para apreneder... com o estagiário
Além da compensação monetária ( nem que seja subsidio de transporte e refeição).


....E eu que pensava que quando um patrono ensinava algo ao estagiário, teria como objectivo aumentar/rentabilizar a produtividade deste em prol de resultados amplamente positivos tanto em termos monetarios como profissionais para a empresa. Se você afirma isso é porque provavelmente teve azar com os estagiários que lhe passaram pelo atelier. Nem todos consomem recursos....
Link to post
Share on other sites

A ORDEM... não fomenta cursos de Arquitectura.. quem fomenta é o GOVERNO...


O Pedro Barradas tocou num ponto importante, a culpa da abertura de cursos de vão de escada, não pode ser só atribuída à Ordem (lê-se desordem) mas sim ao Ministério da Ciência e Ensino Superior. Por exemplo o corpo docente que geralmente inicia estes cursos não tem experiencia de ensino e o numero de doutorados nesta área é muito baixo, porque um bom professor pode não ser um bom arquitecto e vice-versa! O que acontece nas privadas é como não têm doutores enchem uma camioneta de espanhóis com o dito canudo, ou "compram" uns doutoramentos eslovacos a saldo com teses plagiadas sabe-se lá onde. A Lusíada do Porto tem uma data de histórias engraçadas, desde Doutores que nunca ninguém sabe por onde passam as teses? No caso desta escola de onde tem saído felizmente bons profissionais (aqui no atelier temos dois formados nesta escola) graças ao que sei pela persistência dos alunos e alguns professores com bastante qualidade, mas não deixa de ser estranho que nos dois cursos de artes, marido e mulher seja os directores das faculdades de arquitectura e design e ainda uma das filhas dar aulas de projecto? Parece uma empresa familiar? Quando se quer ser credível?:devil::foto:

P.S - não tenho nada contra as privadas, que fique bem claro, mas com a qualidade do futuro dos arquitectos! Não se brinca com os sonhos e anseios dos jovens estudantes e futuros arquitectos, porque deles depende o futuro do nosso território construído e não construído! :margarida_beer::s
Link to post
Share on other sites

... eu como patrão.. não exploro ninguem.. (isto dava pano para mangas, mas isto sao outras conversas, e mandar-te-ia em messagem privada) mas desculpem os estagiários, não tenho, com a organização actual da minha empresa possibilidade e desejo de colocar qq estagiário... concordo se nao tiveres no teu atelier um faz tudo que tome conta dos estagiarios da algum trabalho. mas na maioria dos ateliers ha sempre uma pessoa assim, que ate e um gajo porreiro e filantropo e ensina a malta a dar lucro ao patrao. (isto dava tambem pano para mangas, mas isto sao outras conversas)

Porque colocar um estagiário, representa,
custos inerentes a um novo posto de trabalho (secretária, cadeira, Hardware e Software) epa basta o estagiario produzir qq coisa que paga isto.., também consome recursos do seu patrono (Minha disponibilidade ou da minha sócia)... que está lá para lhe ensinar algo.... ( :foto::D )certo?!!?
Também estaremos cá, para aprender... com o estagiário concordo se nao tiveres no teu atelier um faz tudo que tome conta dos estagiarios da algum trabalho. mas na maioria dos ateliers ha sempre uma pessoa assim, que ate e um gajo porreiro e filantropo e ensina a malta a dar lucro ao patrao. (isto dava tambem pano para mangas, mas isto sao outras conversas)

Além da compensação monetária ( nem que seja subsidio de transporte e refeição) epa basta o estagiario produzir qq coisa que paga isto..

(...) claro que agora com a crise se nao tiveres volume de trabalho que justifique nao ganhas nada em ter estagiarios e muito menos... nao estagiarios :s
Link to post
Share on other sites
  • 2 weeks later...

portanto ja sabes arranja um faz tudo, é barato hj em dia. um arquitecto italiano de lisboa que toda a gente sabe quem é mas não digo o nome :s propoz 650 euritos a recibo verde a uma amiga minha pra ir tomar conta de estagiarios e do atelier. Ela recusou claro.. mas deste senhor nao me admira tal proposta. Um amigo meu estagiou lá (nao remunerado) e as vezes acontecia q ficavam a trabalhar ate tarde. A fome apertava e mandavam vir umas pizzas nessas noites longas. cada um pagava a sua.. :foto: Claro que o meu amigo mal pôde fugiu de lá..

Link to post
Share on other sites
  • 3 weeks later...

e pa, e se abrissem 3 escolas privadas de medicina neste pais, m 15 anos os medicos estariam na mesma que nos, ou talvez, quando a geracao do baby boom dos 1940 a 1960. eu nao fui para historia ou design porque nao tinha saida, e acabei num cursoo que tambem nao tem saida, mas depois acordei (embora tarde) e percebi que ha muito mais no mundo do que Portugal. mas eu digo isto e nao e so para arquitectos, e para engenheiros e para todas as profissoes que teem dificuldade em se desenvolver em Portugal.

Link to post
Share on other sites

É verdade, a saída é sempre uma solução, com os meios de comunicação, transportes, e globalização em geral, o salto torna-se mais fácil. Tenho colegas que já estiveram em vários paises, não só para ter melhores condições económicas mas também para aprender e viajar. Ma isto é tudo muito bonito até casar e ter filhos...

Link to post
Share on other sites

eu ja sai dai.. mal pude fugi.. e sinceramente aconselho todos a fazerem o mesmo. -concordo com o gibag. se nao fugires ate uma certa idade depois a coisa complica-se.. -concordo com o argos qd fala da escola inglesa, mas nao esquecas q a escola portuguesa nao e melhor :) queres escolas tens de vir para o leste. Faculdades axo que serao melhores em Portugal mas escola ate ao 12ano estamos a milhas deles. O nosso nono ano esta ao nivel do sexto deles..

Link to post
Share on other sites

Rose Red, de facto vou parecer um pouco brusca na coisa, mas as coisa são mesmo assim! sentada em casa a enviar mails não vais a lado nenhum... Eu e os meus colegas fomos bater ás portas, ouvimos e vimos reacções de todo o tipo...E o que constatei foi que muitas empresas de arquitectura e engenharia, e alguns ateliers, mesmo precisando, não metem os anúncios, porque a fase da selecção é complicada e faz perder algum tempo, em locais que têm um volume grande de trabalho com prazos por cumprir... Eu fui procurar com 2 colegas e ficámos os 3 no mesmo local, no entanto, a empresa não tem site, nem sequer colocou o anúncio. Tens as paginas amarelas, hotfrog, etc etc etc. Ao final de 2 semanas sempre andar de manhã á noite lá se encontrou um local...os 2 ficaram como estagiários eu como trabalhadora normal, pois o meu objectivo é ir para fora estagiar e sinceramente na minha perspectiva, entrar num gabinete de arquitectura p/ estágio nos tempos que correm, onde anda tudo num ritmo frenético, das duas uma...ou já vens com bagagem e moves-te bem dentro deste mundo, ou viras carne para canhão ao caires de pára-quedas, por não conheceres o dia a dia a rotina que consiste o nosso trabalho de arquitectos. São tudo opções de vida... Se tiveres que ir só vai, elabora uma selecção de ateliers ou gabinetes de arq e eng. numa determinada zona, sais com um mapa debaixo do braço, mais uns qnts C.V e portfolio e faz-te á vida. Hoje já ninguém liga ás candidaturas, nem que sejas um(a) Pró de 3D, photoshops, cad, etc etc... se tivesse sentadinha em casa á espera, bem que podia esperar, até hoje! Faz-te á vida, que ela não espera por nós!!! Como eu e os meus colegas, muitas pessoas com este método conseguiram. Good Luck

Link to post
Share on other sites
concordo com tudo o que a kaz disse, apenas acrescentaria só uma coisa (se me permitires kaz) que é o seguinte:

por mais improvável que possam ser certos ateliers ou outros organismos estatais / privados onde trabalham arquitectos (por vezes achamos, erradamente, que só os ateliers é que dão estágios), de arranjar trabalho, vai lá pessoalmente na mesma! falo por experiência própria: estou a estagiar num local onde jamais pensaria arranjar emprego (estilo impensável mesmo) e voilá, lá estou eu!

seja por sorte, pelo CV e portefólio bons ou até mesmo por reconhecerem que possamos vir a ser bons profissionais, o que é certo é que há dias "em que os bonbonzinhos caem do céu" lol
:)

margarida duarte

Link to post
Share on other sites

Please sign in to comment

You will be able to leave a comment after signing in



Sign In Now

×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.