Jump to content
Arquitectura.pt


Porto | Sede EDP | Ginestal Machado


Recommended Posts

Oedifício que está a ser construído nas traseiras da Casa Música, na Boavista, Porto, vai acolher a nova sede da EDP no Norte, apresentando "características inovadoras na área energética". Telas de ensombramento das fachadas com capacidade para captação fotovoltaica, painéis de aquecimento solar e energia eólica na cobertura são elementos que vão marcar o imóvel, numa óptica de "auto-suficiência".

Os painéis colocados nas fachadas deverão rodar de acordo com a orientação solar, emprestando um aspecto original ao edifício, cuja inauguração está prevista para o início de 2010, de acordo com as previsões da EDP.

"O objectivo é a auto-suficiência energética, prevendo-se que a nova sede Norte venha a ser o primeiro edifício com classificação energética superior", acrescenta a informação da EDP.

Chegou a estar prevista a implantação da sede do BPN naquele imóvel, mas o edifício será, então, a sede da EDP. Rui Costa, responsável da Adicais, promotora do empreendimento, explicou que está a ser negociada com a instituição bancária a sua instalação num edifício do mesmo quarteirão (gaveto da Avenida da Boavista com a Rua de 15 de Novembro), que até já está pronto.

Sete pisos acima do solo

Na nova sede Norte do grupo "irão trabalhar cerca de 700 trabalhadores administrativos". "A concentração de serviços num único edifício permite libertar alguns dos 27 imóveis que o grupo ocupa actualmente na cidade do Porto", explica a empresa.

O edifício (um dos dois que compõem o imóvel que tanta polémica deu por causa das vistas do janelão das traseiras da Casa da Música) tem sete pisos acima do solo (seis de escritórios, com 10 mil metros quadrados, e um de comércio, com 1500 metros quadrados) e dois pisos subterrâneos, com 250 lugares para estacionamento, zonas de arquivo e áreas de armazenamento.

Voltado para a Avenida da Boavista e para a Casa da Música (cuja imagem poderá reflectir-se nos painéis solares), o prédio terá um "auditório com características técnicas inovadoras", entre outras valências para a criação de "bom ambiente de trabalho".

Os trabalhadores da EDP terão direito, então, a espaços de ambiente anti-stress, designadamente SPA, ginásio, salas de leitura, de audiovisual e zonas de restauração, entre outros.

Vizinhança por definir

"A qualidade e inovação urbanística do imóvel [o projecto é do arquitecto Ginestal Machado], bem como a localização central e junto a um equipamento cultural de referência garantem o reforço da visibilidade e do prestígio da marca EDP", acredita a empresa.

Ainda não está definido quem ocupará o outro edifício nas traseiras da Casa da Música, que ficará ligado por uma pala e uma cave à sede do EDP. Esta configuração dos dois edifícios foi a solução encontrada para manter sem barreiras o janelão das traseiras do equipamento cultural.

via http://www.skyscrapercity.com/showthread.php?t=615580&page=9

"EDP inaugura nova sede no Porto em 2010
A Energias de Portugal anunciou hoje que vai inaugurar em 2010 uma nova sede no Norte do país. Esta será localizada na cidade do Porto, ao pé da Casa da Música.

A nova sede, que vai alojar todos os serviços administrativos da empresa e cerca de 700 trabalhadores, vai libertar a maior parte dos 27 edifícios que a EDP tem actualmente na cidade do Porto.

"O imóvel, ainda em construção, tem características inovadoras na área energética", refere o comunicado da eléctrica, adiantando que "está prevista a instalação de telas de ensombramento nas fachadas com tecnologia fotovoltaica para produção de energia".

Com sete pisos acima do solo – seis de escritórios com 10.000m2, incluindo um auditório, e um de comércio, com 1.500m2 -, edifício tem ainda dois pisos subterrâneos com estacionamento para 250 viaturas, espaço para armazéns e zonas de arquivos."

Fonte: Jornal de Negócios online


Painéis solares cobrem edifício nas traseiras da Casa da Música
O edifício que está a ser construído nas traseiras da Casa Música, na Boavista, Porto, vai acolher a nova sede da EDP no Norte, apresentando "características inovadoras na área energética".

Telas de ensombramento das fachadas com capacidade para captação fotovoltaica, painéis de aquecimento solar e energia eólica na cobertura são elementos que vão marcar o imóvel, numa óptica de "auto-suficiência".

Os painéis colocados nas fachadas deverão rodar de acordo com a orientação solar, emprestando um aspecto original ao edifício, cuja inauguração está prevista para o início de 2010, de acordo com as previsões da EDP.

"O objectivo é a auto-suficiência energética, prevendo-se que a nova sede Norte venha a ser o primeiro edifício com classificação energética superior", acrescenta a informação da EDP.

Chegou a estar prevista a implantação da sede do BPN naquele imóvel, mas o edifício será, então, a sede da EDP. Rui Costa, responsável da Adicais, promotora do empreendimento, explicou que está a ser negociada com a instituição bancária a sua instalação num edifício do mesmo quarteirão (gaveto da Avenida da Boavista com a Rua de 15 de Novembro), que até já está pronto.

Voltado para a Avenida da Boavista e para a Casa da Música (cuja imagem poderá reflectir-se nos painéis solares), o prédio terá um "auditório com características técnicas inovadoras", entre outras valências para a criação de "bom ambiente de trabalho".

Os trabalhadores da EDP terão direito, então, a espaços de ambiente anti-stress, designadamente SPA, ginásio, salas de leitura, de audiovisual e zonas de restauração, entre outros.

"A qualidade e inovação urbanística do imóvel [o projecto é do arquitecto Ginestal Machado], bem como a localização central e junto a um equipamento cultural de referência garantem o reforço da visibilidade e do prestígio da marca EDP", acredita a empresa.

Fonte: JN, 25 de Abril de 2008



PROJECTO INICIAL

http-~~-//img.photobucket.com/albums/v26/Marco77/Projectos_maquetes/bnp1.jpg

PROJECTO ACTUAL

http-~~-//img298.echo.cx/img298/2559/14696ij.jpg

http-~~-//i262.photobucket.com/albums/ii114/fotogista/Porto/edificio_edp_nova_sede.jpg

http-~~-//i262.photobucket.com/albums/ii114/fotogista/Porto/edificio_edp_nova_sede_grande.jpg



OBRA

http-~~-//i262.photobucket.com/albums/ii114/fotogista/Porto/Picture621a.jpg

http-~~-//i262.photobucket.com/albums/ii114/fotogista/Porto/Picture611a.jpg

http-~~-//i262.photobucket.com/albums/ii114/fotogista/Porto/Picture608a.jpg

http-~~-//i262.photobucket.com/albums/ii114/fotogista/Porto/Picture606a.jpg

http-~~-//i262.photobucket.com/albums/ii114/fotogista/Porto/Picture599a.jpg

http-~~-//i262.photobucket.com/albums/ii114/fotogista/Porto/Picture621b.jpg

http-~~-//loveporto.com/edp.jpg

http-~~-//i8.photobucket.com/albums/a45/herrmando2/Boavista2/DSC_0008.jpg

http-~~-//i8.photobucket.com/albums/a45/herrmando2/Boavista2/DSC_0005.jpg

via http://www.skyscrapercity.com/showthread.php?t=615580

Link to post
Share on other sites

ora aí está, contra todas as expectativas parece que está a nascer um belíssimo edifício nas costas da casa da música, um enquadramento ortogonal a contrapor a esquizóide casa de eventos.... vamos ver se o projecto de execução não estraga uma construção dominó leve coberta do material de revestimento mais contemporâneo que a sociedade já inventou, o painel solar um fim a aguardar com expectativas demasiados altas para se tornarem verdadeiras

Link to post
Share on other sites
  • 1 month later...

Pelas imagens que vi no jornal expresso ficaram "dois" edificios bastante interessantes, discretos e que fazem na minha opinião uma boa transição entre a malha urbana existente e a Casa da Música.

Como diz o autor do projecto ao Expresso, "tivemos o cuidado de não existir um choque entre os projectos, nem nunca fincando subjugados à Casa da Música, nem numa posição subalterna. Mas houve sempre o cuidado de criar formas que se enquadrassem dentro do espaço que nos era libertado."

Link to post
Share on other sites

Pelo que vi no local e pelas imagens, parece-me que este edifício está bastante bem enquadrado no local, não só em termos de implantação como da sua volumetria. Penso que trás um bom complemento a todo o complexo da Casa da Música. Quanto às opções finais, tenho curiosidade para ver como vão ficar..

Link to post
Share on other sites
  • 3 weeks later...

e a pouco e pouco o meteorito a branco (vá um cremesinho sujo) e vidro é abraçado por dois volumes puros, limpos, cheios de ordem funcional a branco e vidro. descansa em paz casa da música, as tuas almofadas chegaram para perderes o protagonismo e repousares numa cama feita à tua medida, o enquadramento perfeito para não seres peça, mas seres conjunto... obrigado ginestal por concretizares mais um bocado de Porto num bocado de Porto que tinha perdido a referencia.

Link to post
Share on other sites
  • 1 year later...
  • 10 months later...

Please sign in to comment

You will be able to leave a comment after signing in



Sign In Now
×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.