Jump to content
Arquitectura.pt


[Duvida] Universidade Lusofona


Recommended Posts

Olá a todos, Alguém aqui pode dar-me informações relativamente ao curso de Arquitectura na Universidade Lusofona? Isto relativamente a professores,instalações,se gostam ou não....etc,é algo que não se encontra no site.Queria era mesmo uma opinião pessoal de quem já lá tenha andado ou por quem la esteja actualmente a tirar o curso. Agradecia que me dessem informações :)

Link to post
Share on other sites

É tudo muito relativo, hà bons e maus alunos, bons e maus professores, em todas as universidades privadas e públicas (algumas mais parecem privadas)! Mas a grande diferença está nas instalações e nas propinas! Existem alunos que entram nas publicas por mérito e outros que entram pela porta dos fundos, geralmente não sei porquê são familiares de alguns professores e politicos com grande influencia, mas isto é outro debate. Quanto à Lusófona desconheço pelo que eu sei aqui no Porto vai ter pela primeira vez o 5º ano, por isso não se pode fazer juizos de valor sobre os arquitectos formados nesta escola. De qualquer maneira eu como sou liberal pelo menos neste assunto acho que o acesso à universidade deveria ser livre por isso não deveriam existir privadas porque o estado tem obrigação de formar os arquitectos, engenheiros, médicos, ....! Porque somos pobres!

Link to post
Share on other sites

Eu ando la e gosto. Estou no ultimo ano. E ainda bem que não são só burros que lá andam. Todo o meu corpo docente deu aulas na publica, saíram por um projecto de ensino privado. O rótulo de "aluno de universidade privada" é um estigma de alguns que vai desaparecendo. No final tudo depende das tuas capacidades.

Link to post
Share on other sites

Por experiencia propria, os alunos de algumas privadas chegam a ser mais bem reconhecidos que os de algumas publicas (mas isso e dop meu tempo em que so havia dois 4 ou 5 cursos de Arquitectura em Universidades Publicas em todo o pais). A verdade e que da forma que me foi apresentado na Lusiada de Lisboa foi, entrar, todos entram, o problema e sair :)

Link to post
Share on other sites

Pois, penso que entrar é fácil, acabar é difícil. Nos 35 alunos que o meu primeiro ano teve, só sobram uns 15, e tem sido mais ou menos assim ao longo do tempo. Há alunos da minha geração que está ainda no 3º ano com cadeiras anteriores ainda para fazer. Há uns coitados que estão a 8 anos para acabar o curso... há uns que insistem ano após ano na cadeira de projecto do mesmo ano lectivo já por 3 ou 4 vezes, sempre a reprovar...

Link to post
Share on other sites

Não, tu é que não compreendeste, por melhor Arquitecto que seja, será sempre um Arquitecto de uma privada... não é o meu ponto de vista, é o dos outros.


Independentemente da nossa postura ou vontade de acreditar, o que disse o ARK, infelizmente, é o que se passa ainda. Ainda existe o preconceito da privada, e aqui ou saímos de Portugal / temos amigos e dinheiro para nos estabelecermos por conta própria ou então vamos ser vítimas do preconceito.

Eu comecei há muitos anos atrás na Lusíada (quando esta, era ainda a única privada com Arquitectura), e havia um estigma contra os seus alunos. Com o tempo fui acreditando e até me parecia que o estigma abrandara.

Hoje, muitos anos depois e após uma longa paragem voltei à arquitectura, mas agora numa pública. Noto que me dão algum crédito apenas pela universidade de onde venho, ou seja, já não parto do zero ou dos 150 milhões negativos.

A diferença entre alunos, de uma ou outra universidade, reside apenas na capacidade de trabalho e sacrifício dos da pública... Que se não os vencem pelo talento, vencem-nos pelo esforço!!!

O preconceito está aí!!! E não abrandou... parece que aumentou!!!
A ideia parece ser alimentada por meia dúzia de lobos da velha guarda, que com o receio de ver o seu ganha pão afectado, alimentam os tumores das universidades privadas, na tentativa vã de travar a concorrência, visto que o ridículo exame ou estágio de admissão à ordem falhou!!!

O meu apontamento não tem como objectivo, convencer-vos a desistir, serve apenas como alerta de uma forte probabilidade. Ao mesmo tempo que ajuda a conhecer melhor o inimigo, e a preparar-mo-nos melhor para o enfrentar!!
Link to post
Share on other sites

Eu adorei o curso, e acho que quando se gosta é mais que suficiente para se tentar fazer o melhor, seja em que Universidade for. É claro que não é só facilidades e também se apanham maus professores tanto na Lusófona como em outras faculdades sejam públicas ou privadas. Na docência tive bons professores de Projecto. Em termos comparativos só posso avaliar por trabalhos que vi da Lusófona e de outras universidades e não vejo que a qualidade seja inferior.

Link to post
Share on other sites

Please sign in to comment

You will be able to leave a comment after signing in



Sign In Now
×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.