Jump to content
Arquitectura.pt


[Duvida] Universidade Lusofona


Recommended Posts

Vai haver uma exposição nas instalações da Lusófona do Porto, de trabalhos feitos por alunos, acho que podiam passar por lá para ver, não ficava nada mal. Quanto ao resto acho que existem bons e maus profissionais em TUDO. Mas uma vista de olhos á exposição, talvez esclareça alguns. Após visita façam um critica construtiva. Note-se só estou a informar.

Link to post
Share on other sites

Para reforçar o que foi dito por outros colegas, a prova de que não é só a Faup que forma bons arquitectos, basta ver quem ganha os concursos. Eu pessoalmente tenho uma boa opinião da ESAP, já que foi lá que adquiri a minha formação (nocturna). Os alunos que entram na Faup serão os melhores à partida, mas no final do curso penso que os "outros" estarão ao mesmo nível. Por isso cada um defende a sua, não é? Há uma ideia generalizada que a ESBAP não foi substituida pela FAUP, mas esse espaço foi ocupado pela ESAP. É a minha opinião.

Link to post
Share on other sites

Há uma ideia generalizada que a ESBAP não foi substituida pela FAUP, mas esse espaço foi ocupado pela ESAP. É a minha opinião.

isso é mentira e um aluno da esap devia saber isso melhor que ninguem... conheço alunos da esap e a verdade é que a arquitectura que lá se ensina é muitas vezes oca. a verdade é que no final de contas podem sair tao bons arquitectos da faup, como da esap como de qualquer outra universidade, mas eu pelo menos noto que o ensino na esap está a piorar, e só quem tem de facto algum jeito (prefiro não dizer vocação) e gosto pelo que faz é que se safa. continuo a defender que a faup prima pelo bom ensino (muitas vezes demasiado preconceituoso). simplesmente o acesso á faculdade é mal filtrado mas quanto a isso nada se pode fazer.
Link to post
Share on other sites

Gregorij... Respondendo à tua pergunta inicial, já que a conversa se desviou um pouco daquilo que querias saber; Na minha opinião, o curso de arquitectura da Lusófona está em crescimento e foi algo que fui notando ao longo do meu curso académico! A nível do corpo docente a faculdade está muito bem "apetrechada" principalmente em relação à cadeira de projecto, quer no periodo diurno quer noturno! Posso dizer até que os maus professores que tive (sim, porque os há sempre e em qualquer faculdade) se contam pelos dedos de uma mão cheia! Já em relação ás instalações, deixam muito a desejar para o dinheiro que se paga por mês!!! As salas destinadas ao curso de arquitectura são bastante deficientes (pelo menos até à altura em que terminei, em 2006) quer sejam mesas, armários, salas de computadores, entre outros... De qualquer maneira, a minha experiência teve saldo positivo e não desaconselho o curso! É uma questão de ponderares aquilo que achas mais importante e a ter em conta!:rolleyes:

Link to post
Share on other sites

para reforçar a ideia da carina, a lusófona de Lisboa peca pelas instalações. A nível de sala de informática tem uma própria com umas dezenas de computadores exclusivos para os aunos de Arqutiectura, uma plotter e uma mesa de corte. Mas também ninguém deixa de rabiscar por nao ter mesas porreiras. Há cursos na Lusófona que tem as melhores condições, como cinema. Pena não investirem mais no curso... O curso de arqutiectura parece a ovelha negra da universidade em alguns aspectos. Por exemplo, as salas de Design/Cinema foram todas equipadas com ar condicionado e nós passamos frio/calor que não se pode. Mas também continuamos a rabiscar na mesma....

Link to post
Share on other sites

Carina Suponho que te deves referir à Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias de Lisboa, porque no Porto, penso que só em 2008/2009 terão uma turma do 5º ano. Pelo que conheço das instalações da ULP, também deixam muito a desejar. Têm uma sala de computadores, uma plotter que raramente funciona. Estes computadores têm o office instalado e pouco mais. Estiradores não há. Quanto aos professores e ao nível de ensino, não sei que diga. Penso o curso de arquitectura na Lusófona do Porto ainda está numa fase de estruturação. No entanto faz parte do lote de escolas superiores e universides autorizadas a lecionar o curso. Se eu voltasse atrás no tempo talvez escolhesse a Lusiada, porque segundo as opiniões que oiço, os alunos saem mais bem preparados para ingressar no mundo do trabalho, isto é, são menos utópicos. É preciso pensar que a realidade é um pouco diferente em relação ao que aprendemos. Um cliente não se compadece com atrasos nas entregas. Temos que lutar constantemente com pessoas que não entendem a nossa linguagem, conceitos, etc. O poder económico vem quase sempre ao de cima, e nós até ficamos todos agradecidos, pois de outro modo não temos trabalho. Desculpa, penso que me desviei um pouco do tema mas lembrando mais uma vez eu escolheria a Universidade Lusíada.

Link to post
Share on other sites

A nossa sabedoria está lá, ninguém a tira, mas quanto mais conhecemos mais dificuldade temos de tomar decisões, concordas? Quando queres comprar um aparelho qualquer vais tentar informar-te e a verdade é que quanto mais conheces sobre estes mais dificuldade de decidires a compra. Vou dar um exemplo mais. Tinha um familiar muito proximo que era arquitecto e professor da faculdade. Tinha gabinete de projectos e clientes fieis. Teve um colaborador que até tinha terminado o curso com uma média de 14 na Faup. A verdade é que o meu familiar pagou em honorários mais de 8000 euros, sem este colaborador ter posto um único projecto na rua. Mas esquiços eram aos montes. Estendes onde eu quero chegar?

Link to post
Share on other sites

pintor... Sim, referia-me a Lusófona de Lisboa. Pelos vistos não tiveste uma boa experiência por Lusofonias Nortenhas! hihi... Não posso dizer que o curso da Lusíada de Lisboa seja melhor que o da Lusófona ou vice-versa, pois não passei pela primeira! Aquilo que posso dizer, por experiência, é que fiquei satisfeita com o resultado ao fim de 5 anos e com aquilo que me deparei ao sair (estou a falar em termos de preparaçao para o mundo do trabalho)! Penso que não serão apenas as faculdades em si a prepararem-nos; cabe-nos a nós trabalhar e dar o nosso melhor para que estejamos ao nível das exigências do mundo da arquitectura!! (se houver trabalho é claro, senão os nossos esforços não valeram de muito! Mas esse já é outro problema...)

Link to post
Share on other sites

Nas faculdades não se preparam profissionais, mas sim génios! O problema é que as faculdades deviam preparar os cursos para licenciar arquitectos médios, porque a tentação é que todas as faculdades têm que ter génios, e o resultado é que todos os que se formam se acham génios e os melhores arquitectos do "mundo"??? O que não se ensina é humildade, porque eu por exemplo procuro sempre na minha modesta posição ouvir os outros profissionais ligados à construção, desde o simples pedreiro até ao engenheiro de acústica, sem nunca perder a noção e o papel que o arquitecto tem de coordenar a "tropa", e mais uma vez sublinho isso não se ensina nas nossas faculdades, porque todos temos que ser génios!:rolleyes:

Link to post
Share on other sites

Tenho todo o respeito por quem é idealista. Porém, estes sujeitam-se a autênticas travessias no deserto. E os outros, dão aulas na faculdade. Ninguém consegue levar em frente o seu idealismo, ter de fazer sempre algumas cedências. Claro que há pessoas com mais capacidade de argumentação que outras. Infelizmente já assisti a uma cena passada numa reunião de obra, em que estavam presentes 5 engenheiros, 2 fiscais e 1 arquitecto (ajudante do mestre), na qual este foi completamente ridicularizado, devido à sua timidez e falta de discurso. Cuidado, porque o mundo cá fora é muito cruel.

Link to post
Share on other sites

Please sign in to comment

You will be able to leave a comment after signing in



Sign In Now
×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.