Jump to content
Arquitectura.pt


Tenho que pagar ao arquitecto por me ter feito o estudo prévio???


Recommended Posts

Não é assim tão simples Vanda,
O Código dos Direitos de Autor incide sobre projectos e obras de arquitectura mesmo que inacabados. Portanto um cliente ao desvincular-se de um arquitecto e contratar outro para continuar o projecto, das duas uma, ou obtem autorização do primeiro para continuar o projecto original ou faz outro projecto novo.
Os clientes normalmente, desconhecem esta situação.



Sim, sim isso é de tudo verdade, eu referia-me ao desvincular em todos os sentidos, nao so do Arquitecto como trambem do trabalho, visto que nao era do agrado do cliente..

Ate mesmo qd nos aparecem clientes p fazer alteracoes em algo que ja existe, nos, temos de informar sp os nosso colegas, nao so ple Etica, cm tambem pla obrigatoriedade que temos em entregar essa declaraçao nas Camaras.
Link to post
Share on other sites
  • Replies 97
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

Top Posters In This Topic

Popular Posts

Isto realmente existe gente para tudo.. Em termos legais e objectivos o que podemos ou devemos fazer?

Já que houve proposta de Honorários, deverá cumpri-la, mesmo se não houvesse era correcto da sua parte pagar pelo trabalho. E se o arquitecto não precebeu as suas prespectivas, não seria justo solicitar um novo estudo, este não pago visto estar incluido na 1ª fase de estudos. Será o outro arquitecto seu amigo ou arrisca-se a acontecer o mesmo, e depois não paga e vai para outro. Tenha atenção porque no projecto de estruturas o Engenheiro também pode por muito ferro, Eh Eh Eh

Link to post
Share on other sites

Olá Vanda, é a melhor solução e outra é programar os pagamentos por fases, assim o cliente não tem desculpa e sabe que ao alcançar aquela fase terá de efectuar determinado pagamento.



Mas sabes, por mto q eu tente fazer isso, nem todos os clientes se lembram, eu bem faço uma proposta de honorarios, com condicoes de pagamentos, mas so um, num ano e meio de trabalho, é q veio pagar sem ser preciso lembrar....
Enfim, deviam ser todos assim, era optimo p nos :foto:
Link to post
Share on other sites

Pois, sei como é, e em meios pequenos ainda se torna mais complicado, pois pensam que ao estares a pedir o dinheiro é porque estás a duvidar deles e há muita gente com dificuldade em aceitar isso. O maior problema que tenho detectado é com as pessoas conhecidas, ai é que há grandes abusos :-s

Link to post
Share on other sites

Pois, sei como é, e em meios pequenos ainda se torna mais complicado, pois pensam que ao estares a pedir o dinheiro é porque estás a duvidar deles e há muita gente com dificuldade em aceitar isso.
O maior problema que tenho detectado é com as pessoas conhecidas, ai é que há grandes abusos :-s



Tens toda a razao... Apesar de por xs eu aguardar e o trabalho estar qs pronto...
Os conhecidos ou amigos tem sp tendencia p pedir o desconto, mal começamos a ter a primeira cnversa, ainda nem foi dado o orçamento! é mto estranho, mas ja meu professor de projecto do 1 ano da univ nos dizia isso, "o pior de tudo é fazer trabalhos p amigos, eu ja desisti!"
Link to post
Share on other sites

Sim, mas deixar avançar muito o trabalho é arriscado, por vezes é aproveitar uma altura em que eles falem em custos, honorários e aproveitar essa deixa para explicar o método de funcionamento nessa parte. Quanto aos amigos, por vezes pedem borlas, há uma frase muito interessante que ouvi há uns tempos, e passo a citar " como é que eu vou oferecer a unica coisa que tenho para vender?", já uma atenção ás vezes pode ser vista, mas no final do trabalho, é a minha opinião.

Link to post
Share on other sites

Eu referia-me a deixar avançar o trabalho dps de ja termos assinado o valor a pagar em cada fase. Porque deixar avançar sem nunca ter falado nesse assunto ja me deixei disso, é mto arriscado e n sou hnesta com clientes. Para alem de quando se pede fazer um trabalho o primeiro discurso do cliente deveria ser esse, pedir o orçamento, mas no meio pequeno o cliente so ensa em chegar aqui e dizer q quer p ontem.... Pois é bem verdade essa frase...uma atençao ainda faço, mas p ser dado n vale o trabalho...

Link to post
Share on other sites

Atensão Arquitectos qd derem as vs propostas de honorarios não esquecer de especificar o que essa proposta inclui e o que está excluido.
Não esqueçam que para muita boa gente o projecto é tudo aquilo que está inerente á construção de uma casa ou de um edificio.
Por isso é bom que na proposta digam que não se inclui:
-Direcção técnica.
-Ficha técnica da habitação.
-Propriedade horizontal.
-Taxas pagas pela apreciação e certificação de projectos ou da construção, no caso da acustica.
- etc. etc. etc.
É que muitos "clientes", tambem são "artistas" e depois fazem-se de desentendidos e no preço que voces lhes deram, tambem querem que fique incluido, aquilo que não foi esclarecido.
Por isso olho bem aberto na hora de dar horçamentos.
se necessário demorem uma semana a dar horçamento, para terem tempo para se enteirarem daquilo que vai ser necessário para o licenciamento, não esquecer que quase todos os trabalhos são diferentes.
E não esqueçam que no final ainda é necessário pedir a licença de utilização e instruir o processo para a requerer á Câmara municipal ainda se gastam +- 250€ sem ter qualquer lucro, mas o "cliente" se não for alertado para isto, vai dizervos que quando pediu horçamento foi com tudo o que é necessário para fazer a casa.
Eu inclusivamente dei-me ao trabalho de fazer uma folha que anexo aos horçamentos que dou, e onde ao longo dos anos tenho acrescentado todos os custos imprevistos que surgem e que nós nem nos lembramos deles na hora de dar as propostas, á frente desses " serviços imprevistos" ponho o custo que normalmente me custam para os realizar e alerto o cliente que se surgirem imprevistos, estes são pagos á parte de acordo com folha anexa.
E assim tenho-me "safado de algumas questões problemáticas.

Link to post
Share on other sites
  • 4 weeks later...

A obrigação ou não de pagar honorários pelo estudo prévio depende apenas do contracto que foi celebrado. Se não houve contracto nada feito, mas se houve contracto tem que ser. E porquê? Vejamos este exemplo: " eu tenho um cliente que me contacta para um projecto e eu faço esse estudo prévio onde dou ao cliente plantas e render's para o cliente reflectir sobre o rumo do projecto. Posteriormente o cliente aborda-me e informa-me que não gostou e que vai procurar uma segunda opinião porque não gostoou da proposta. No dia a seguir vai ter com um colega, ou um engenheiro, ou um desenhador para lhe executar a minha ideia a um custo inferior." O contracto é uma protecção para ambas as partes.

Link to post
Share on other sites

Please sign in to comment

You will be able to leave a comment after signing in



Sign In Now

×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.