Jump to content
Arquitectura.pt


O ArchiCAD 12 está aí


Guest Victor@ArchiCAD@Infor

Recommended Posts

Guest Victor@ArchiCAD@Infor
A melhor forma de o analisares é fazeres o download da versão Trial Internacional do ArchiCAD 12 escolhendo United Kingdom como País em https://trialregistration.graphisoft.com/default.aspx

Versão Portuguesa disponivel a partir de 24 Setembro 2008


pois tem...eu apercebi-me disso, foi mesmo pôr o dedo na ferida :D
pois o tópico é mesmo o lançamento do Archicad v12.
é um habito por este cantinho portugês, essa caracteristica, e eu assumo que por vezes é de fácil contágio"", mas basta tentar ser racional e deixar do dito clubismo.
como já disse sou arquitecto, acho que a melhor ferramenta no mercado para arquitectura é o archicad sem nenhuma dúvida, mas atenção eu não uso o archicad por isso não estou aqui para defender"" o que é meu"", apenas tentar saber o que o archicad v12 tras de novo, e estar a par da evolução.
cumprimentos

Link to post
Share on other sites
  • Replies 267
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

Top Posters In This Topic

Popular Posts

Esse, meu caro, é o âmago da questão...

Não podes depreender que dou mais importância á empresa que ao software. Dou importância a ambos, não escolho ignorar a empresa só porque esta goza de má imagem. Só mudaria no dia em que o Archicad

miguel é de louvar as tuas atitudes de partilha de conhecimentos com os mais novatos pois hoje em dia nem toda a gente está disposta a faze-lo, nem mesmo quase a pagar, quanto mais "à borlix". por iss

Estou a preparar um artigo para a próxima CadProject (que deve sair lá para Outubro) sobre o Archicad 12. Tenciono fazer uns testes de rapidez à nova capacidade de utilizar os multiprocessadores (única em softwares BIM), entre outras coisas.

Lamento saber que não usas o Archicad, e gostaria de saber qual a tua desculpa :D



Miguel, há pouco tempo deixei quase totalmente softwares,
apenas ainda resiste um autocad 2000 que faz linhas.
isto porque estou mesmo à espera de um ecran táctil a funcionar a 100% e a preço acessivêl,
mas principalmente porque já tive problemas musculares derivado aos ratos e softwares a mais e nunca me adaptei muito bem às mesas digitalizadoras.
estou cada vez mais a voltar para o estirador, talvez no dia em que possa comprar e existir um estirador"" digital comercializavel :) com archicad a funcionar, isso sem dúvida que volto em força ao digital.
cumprimentos para as beiras ;)
entretanto claro que vou estando a par da evolução de ferramentas para arquitectura e sobretudo o archicad, o meu primeiro amor"" ;)
Link to post
Share on other sites

Fazendo parte da equipa, ainda que não pertencendo à administração. De momento o administrador não está activo pelo que a sua resposta será dada a seu tempo, mas sugiro desde já que realmente se acabe com estes ataques pessoais e que se remetam ao assunto do tópico em questão. Não vale a pena começar com ameaças porque com isso apenas se está a baixar o nível da conversa. Este tópico é sobre o lançamento do ArchiCAD v12 e é sobre isso que se deve falar, todos os restantes posts são absolutamente desnecessários para a questão. Espero que se respeitem e que respeitem este espaço que não deve nunca ser palco para guerras infantis e sem sentido.

Não é incrível tudo o que pode caber dentro de um lápis?...

Link to post
Share on other sites

Invejo a tua sorte em poderes fazer isso :D


pois teve de ser mesmo, fazer uma pausa, claro que há prejuizos, mas tem de ser. já são 11 anos de trabalho exaustivo em archicad, 3d studio, photoshop, e mil"" outros.
tenho é de começar a pesquisar a evolução em ecrans tacteis e software compativel, se não qualquer dia estou velho antes do tempo.
abraço
Link to post
Share on other sites

tenho é de começar a pesquisar a evolução em ecrans tacteis e software compativel, se não qualquer dia estou velho antes do tempo.
abraço


Não boto muita fé nos ecrãs tacteis.

Para quem viu o Minority Report, torna-se óbvio que aquele tipo de trabalho gestual não é compatível com a nossa profissão.

Imagine-se o que será passar 10 horas por dia a fazer contínuamente grandes gestos com os braços...

Eu tenho esperança noutras tecnologias, como a projecção a laser na retina para substituir os monitores, os comandos subvocais, por movimento de iris e finalmente por pensamento - tudo tecnologias em fase laboratorial - que nos venham facilitar a vida.

Por outro lado, é pouco provável que essas tecnologias venham a estar disponíveis comercialmente dentro de poucos anos, mas com isto da tecnologia nunca se sabe.

Veja-se o Iphone, objecto impensável há 5 anos, inimaginável há 10, impossível há 20... :D
Link to post
Share on other sites

Não boto muita fé nos ecrãs tacteis.

Para quem viu o Minority Report, torna-se óbvio que aquele tipo de trabalho gestual não é compatível com a nossa profissão.

Imagine-se o que será passar 10 horas por dia a fazer contínuamente grandes gestos com os braços...

Eu tenho esperança noutras tecnologias, como a projecção a laser na retina para substituir os monitores, os comandos subvocais, por movimento de iris e finalmente por pensamento - tudo tecnologias em fase laboratorial - que nos venham facilitar a vida.

Por outro lado, é pouco provável que essas tecnologias venham a estar disponíveis comercialmente dentro de poucos anos, mas com isto da tecnologia nunca se sabe.

Veja-se o Iphone, objecto impensável há 5 anos, inimaginável há 10, impossível há 20... :D



hum não vi o filme não, pois mesmo imaginando um estirador completamente digital apoiado sobre canetas digitais e software completamente compativel, voltavamos às dores de costas, sinceramente não sei mesmo...por enquanto tem mesmo de se basear num melhor metodo de trabalho mais eficaz,onde se passe menos tempo em esforço e o menor uso de gestos repetitivos com as ferramentas disponiveis.
pois isso do pensamento acho que era o ideal :)...vamos ver...
eu já aderi ao iphone que acho um dos maiores saltos nos últimos anos, mas também não é muito ergonomico quando usado muito tempo, agora o software e o interface é deveras muito eficaz e objectivo.
por enquanto será mesmo a missão impossivel de tentar mudar a mentalidade do mercado da arquitectura, e explicar ao cliente que um projecto não nasce de um dia para o outro e dando valor ao nosso trabalho, tentando assim não dar cabo do arquitecto entretanto.
abraço Miguel
Link to post
Share on other sites

Entendo perfeitamente q qdo a discussão se descamba dessa forma para ataques pessoais com promessas de “sopapos” e tudo o mais, há q pôr um stop! ...

Estava quase a não responder, mas não resisti ... foi mais forte :D



Antes de mais podem comprovar tudo neste link:

http://www.revitpt.com/forum/index.php?topic=289.msg1047#msg1047


Pode-se ver nesse link q MK MENTIU SIM!, ao dizer q o ArchiCAD fazia determinada operação (paredes curvas com perfís complexos) qdo essa mesma operação só veio aparecer algum tempo mais tarde, na versão 11 (?). “Fórum é coisa lixada” ... está lá tudo registadinho.

Era a isso q eu me referia, e ele fez isso de forma consciente para não reconhecer a evidência, a verdade daquilo que eu, um ignorante no AC lhe estava a dizer e ele teimava em não reconhecer, remetendo sempre para o “enxovalhanço” em vez do debate de ideias, com verdade e lealdade ... e se ele faz isso dessa foram (e sem necessidade, pq a mentira tem perna curta), fez de forma doentia (=por fanatismo) sim.
Há mais outras situações ... mas por aki me fico


Mesmo mentido (por fanatismo) nesse caso concreto, não me dá o direito de lhe chamar mentiroso nem doente. Por norma não gosto de generalizar, nem de julgar, nem adjectivar os outros ... e tenho um profundo respeito pela diferença.

Sem ofensas a ninguém, em defesa da minha honra, tive de responder ao MK professor universitário que me censura no seu blog apenas porque não tolera as minhas opiniões, mesmo sabendo q sempre o fiz a descoberto de anonimato e com respeito.

Infelizmente perdi a qualquer esperança de um dia poder dialogar com o MK de forma civilizada.

I rest my case

Link to post
Share on other sites

Sería bom mesmo que o "case" ficasse "restado", mas infelizmente diz-me a experiência que os ataques pessoais vao continuar, principalmente num tópico sobre o ArchiCad tão participado e visitado. Não é do interesse dos defensores do Autocad Revit que este tema tenha o sossego e elevação que merece. Sería bom que a administração tomasse medidas quanto a este sujeito. Peço no entanto que não bloqueie novamente o tópico, mas que discipline os indisciplinados. Obrigado.

Link to post
Share on other sites

parece que afinal os "animos" ainda não se acalmaram. vamos la virar as palavras para o assunto em causa, seja ele sobre ac12 ou sobre comparação com o revit, mas façam apenas comentarios relacionados com os softs em causa. de nada vale andarem aqui a "pancada"... abraços a todos...

Link to post
Share on other sites

Miguel antes de mais não te estava a citar a ti. Aquela citação é apenas e só de um texto colocado por mim noutro local, como tal é uma citação. Nunca afirmei em local algum que a afirmação é tua. Andas com a mania da perseguição pá. Relaxa... Segundo, eu não disse que migraste para Archicad. Foi o que deste a entender a dada altura quando falei do VICO (aparentemente disparates - nas tuas palavras - mas enfim). Não percebo o porquê de usares o archicad e o VICO, uma vez que o VICO faz o que o archicad faz e mais algumas outras coisas (não e o VICO, mas sim uma parte do VICO - o constructor se não estou em erro) - mas se calhar sou tão aselha que não percebi para que serve o VICO - se bem que sim possa ser usado em complemento do Archicad, também é verdade que o substitui totalmente - usar os 2???? não me parece - o VICO é caríssimo e se juntarmos mais uma licença de archicad, acho que prefiro outras opções. Mas se usas os 2 óptimo para ti. É sinal que a crise não anda por essas bandas e ainda bem - felicitações. Quanto à questão das empresas, tu discordas de mm, eu discordo de ti. Eu sei, oneço respeito e partilho as tuas opiniões a respeito da Autodesk. Não é segredo para ninguém que eles querem é encher os cofres de dinheiro. Mas será que a Graphisoft é tão diferente assim??? É que ainda não vi provas de contrário, a diferença é que a Autodesk compra e a Graphisoft é comprada (não é provocação - são factos). O que eu quero dizer com isto é que estou pouco importando qual é a empresa por detrás do software. O Blender é um excelente produto e é gratuito e não tem nenhuma empresa por detrás. O open office é uma boa alternativa ao office da microsoft e é gratuito e não tem uma empresa por detrás. É disto que me estou a referir. Se amanhã aparecer uma empresa nova que se chama eusouoverdadeiroBIM com o software obimsoueu, desde que o software seja melhor e mais simples, mais completo e com mais funcionalidades EU MUDO. Claro que por vezes é penoso mudar - temos que reaprender - mas depois vêm os benefícios da mudança para melhor. Eu não defendo as empresas, eu defendo os produtos... Seja ele feito por um chinês, tailandês ou português, o importante é a sua qualidade e não a EMPRESA que está por detrás de... Claro que depois do produto em si está o preço/custo e não a EMPRESA. Pode ser muitooooooo bom, mas se não for acessível financeiramente deixa de ser viável. Quanto às questões revit vs archicad a minha opinião já foi dada e nada mais tenho a acrescentar a esta discussão. O archicad vai continuar a copiar o revit, o revit vai continuar a copiar o archicad - não sei quem disse que o archicad não copia o revit porque o archicad apareceu muito primeiro, e que o contrário é que é verdade. Mas a verdade é que todos se copiam uns aos outros e tentam inovar como podem, mas a tendência é que um dia todos façam o mesmo mas com pequenas diferenças. Uns acham o revit mais simples, outros mais complexo que o archicad. Está mais que visto que se trata apenas de opiniões e não de verdades absolutas. Eu prefiro continuar à espera do Nirvana da Arquitectura inforática, pois acho que hoje em dia ainda não há nenhum software perfeito. E se um peca por excesso de limitações ou muito trabalho em workarounds, o outros peca por ser feito para engenheiros com tabelas e mais tabelas, e o outro peca por não ser organizado à bim e ser muito complexo, e outro peca por ser caro de mais. Todos têm prós e contras, e o melhor é aquele que melhor se sabe dominar.

Link to post
Share on other sites

Por ser relevante para o tema (Archicad 12), e porque eu estou a fazer um esforço para ignorar provocações, vou focar-me na questão da empresa produtora/comercializadora do software. Todos os produtos valem por sí, mas valem principalmente pelas empresas que os produzem. O que sería um iphone sem a Apple? O que sería um SLK sem a Mercedes? O que sería um Rocher sem a Ferrero? O que sería um Corneto sem a Olá? O que sería o Office se a Microsoft? O que sería o Team Fortress 2 sem a Valve? A marca define o produto, e sem ela o produto não existe. O Revit é definido por ser da Autodesk. A maneira como ele é desenvolvido, a estratégia como ele é comercializado, é totalmente definida pela Autodesk. A Archicad é definido pela Graphisoft. Note-se que, embora a Nemetschek tenha comprado a maioria das acções da Graphisoft, esta última mantém a sua identidade própria. Não se passa o mesmo com a empresa que criou o Revit - a Revit Technology Corporation - que desapareceu após a sua aquisição em 2002. Não é de todo irrelevante quem desenvolve esse software. Não são os programadores que decidem quais os caminhos a prosseguir, quais as estratégias a curto, médio e longo prazo. São as administrações. Como já expliquei, como utilizador (e não como accionista) perfiro mil vezes a Graphisoft à Autodesk. Não é difícil á maioria dos leitores deste Forum entenderem que as práticas da Autodesk não são favoráveis aos utilizadores. São práticas monopolistas, que se focam em conseguir uma fatia de leão do mercado, para depois poderem ignorar os utilizadores. Julgo que, para quem já anda nisto há uns anos, é difícil negar que o Autocad foi e é um atraso de vida. Depois de se estabelecer como a norma de facto, deixou de ser desenvolvido a pensar nos utilizadores e passou a ser desenvolvido únicamente com o objectivo do lucro. Assim foi com o Autocad, assim será com o Revit se nós os deixarmos. A Graphisoft nunca teve práticas monopolistas. A sua própria filosofia assenta na abertura da plataforma. Onde a Autodesk pretende controlar a totalidade dos aplicativos, com o Revit Suite, com a aquisição sucessiva do Ecotec, do GB, etc., a Graphisoft aposta na troca de informação com outras plataformas, com outros fabricantes. Essa atitude, a prazo, é do interesse dos utilizadores. Assegura que não seja apenas uma empresa a possuir todos os trunfos. Pensar que uma decisão tão importante como a aquisição, treino e implementação de um software BIM se baseie simplesmente no seu preço de aquisição e numa ou noutra função que a presente versão possui é, a meu ver, muito simplista. O investimento que tal passo implica deve tentar também prever o futuro, dentro da medida que é possível. Quando compro um carro, não penso só no preço, mas também na garantia, na desvalorização, na fiabilidade, no consumo, etc. Concluindo: Não é de todo irrelevante quem é a empresa que detém um software destes, qual a sua estratégia, a sua história, a sua prática, as suas prioridades. E não vale dizer que todas as empresas são iguais, todas se preocupam com o lucro. É óbvio que se não houver lucro, não há empresa, só que umas lucram através de práticas monopolistas, através de uma agressividade desmedida, outras através da inovação, da procura de soluções que vão ao encontro das necessidades dos utilizadores.

Link to post
Share on other sites

Segundo li nestas páginas anteriores, o próprio Miguel Kripalh já "migrou" de Archicad para VICO (não posso afirmar a total veracidade desta afirmação e o Miguel poderá esclarecer qual o papel do VICO na sua mecânica de trabalho - ou não seja o maior conhecedor de VICO e qui'ça Archicad em Portugal - não é provocação é a constatação de factos). Ora sendo verdade, ele próprio enquanto arquitecto e coordenador de projectos de arquitectura sentiu necessidade de mudança, ou mesmo não sentindo necessidade, aproveitou a oportunidade.


Cuidado Rui... águas perigosas... afinal falas com a única pessoa em Portugal com conhecimento de causa do VICO.

Word não é excel... o VICO é um "Project", versão melhorada com modelação 3D. Diria que é o que a Autodesk também tem mas com uma vantagem para o VICO; é que este último está disponível apenas numa solução enquanto que a Autodesk tem em vários produtos. Copiou da Autodesk, mas copiou bem :D
Link to post
Share on other sites

Obrigado Dreamer.


Mais uma vez vejo que realmente há quem domine o Forum... pena que quem administre veja, ou leia, apenas quando a pedido e não tenham o bom senso de ver como se começam essas ameaças!

Basta ler o que o RFS disse e a forma como foi interpretada pelo sr arquitecto...

Como foi dito, nos foruns o problema é que fica escrito pelo que passem os olhos atrás e vejam bem como tudo começou, desde que o Arq Miguel chegou de férias!

Mas da minha parte está tudo esclarecido; tal como o Arq. Miguel fez, enviarei uma mensagem privada não para pedir que lhe abram o tópico onde supostamente tem assistência garantida para se poder sentir o maior e o melhor, mas a pedir que apaguem o meu registo porque com pessoas como ele por perto e a impor, nada disto faz sentido.

continuem no bom caminho... o forum é vosso!
Link to post
Share on other sites

E eu sei disso... Mas a questão não passa por aí. Basta olharmos em volta e verificar o mercado para perceber que a Autodesk é a gigante mais pequena do mercado AEC. Quem é a vencedora??? Nemetschek e até a própria Bentley está à frente da Autodesk. Mas aqui o problema não está na Autodesk. As politicas podem vir da Autodesk, mas a verdade é que o revit tem tido sucesso que tem tido porque não foi inicialmente criado pela Autodesk. A única coisa que estava a cortar o sucesso do Revit foi a falta de visibilidade, que a Revit Coorporation não lhe estava a conseguir dar. E garanto-te que se a Autodesk não tivesse comprado o Revit, outra empresa das grandes o teria feito. Acho bem que a Graphisoft procure um Archicad mais compatível com todas as outras aplicações do mercado, mas se estas estão a ser compradas pela concorrência, não será difícil de adivinhar tempos difíceis nessa comunicação entre softwares, compatibilidade essa que será garantida dentro dos produtos dessa mesma concorrência. Não quero com isto dizer que defendo práticas monopolistas, ou que estou a defender a Autodesk e a criticar a Graphisoft. Imagina que a Graphisoft passava a ter politicas monopolistas. O que é que fazias? Mudavas de software? Sim porque ninguém te pode garantir que a Graphisoft o não vai fazer, já que a Nemetschek é detentora da Graphisoft e mesmo que uma se mantenha "independente" da outra o facto é que ambas estão a trabalhar pelos lucros. Sendo tu utilizador experiente de um produto em que acreditas como sendo o melhor, não vais mudar de produto só porque a Graphisoft mudou de politicas, ou porque acabou por ser totalmente adquirida pela Nemetschek. O que eu quero dizer é que se tens razão que grandes marcas têm produzido grandes produtos, e a Apple é sem dúvida um bom exemplo disso, também existem bons produtos produzidos por marcas menos sonantes e que são igualmente bons. A marca dá-lhe é notoriedade, reconhecimento, políticas de marketing mais ou menos agressivas para dar a conhecer o seu produto. Aliás a própria Apple é uma empresa monopolista porque veda o acesso aos seus softwares a outras plataformas. O que há de errado nisso? Aliás é por essa razão que os produtos Apple têm tido o sucesso crescente que têm tido. Se reparares temos os dois razão. São dois pontos de vista igualmente válidos embora aparentemente contrários... A pergunta que te coloco é: imagina que amanhã aparece um software que analisas, testas e supera as tuas expectativas pela positiva. O que farias? Mudavas? Ficavas pela experiência adquirida com o Archicad/VICO? Ias analizar as politicas da empresa? E se a empresa fosse do tipo Revit Coorporation (criada na criação deste software)? E se à partida tudo o que tinham para oferecer era um produto bom, robusto, rápido, eficiente, completo e nada mais do que isso? E se nem sequer houvesse uma pessoa, uma empresa a onde ir, se fosse tudo feito online (compra, pagamento, suporte, treinamento, etc)? O que é que farias? Afinal de contas gostaste do que viste e experimentaste.... Ou nem sequer experimentavas???

Link to post
Share on other sites

Caro Rui A Apple não é monopolista, detém cerca de 6% do mercado mundial dos computadores. O facto de ser uma fabricante de software/hardware não a tornam monopolista. Monopolista é quem detém a maioria do mercado, e utiliza essa posição para forçar o mercado a práticas não competitivas. Por isso é que há leis que tentam impedir os monopólios. Dizer que a Autodesk é mais pequena que a Nemetschek deve ser mais uma gralha... talvez falte ai um "não" antes do é... O revit tem tido o sucesso (já agora, que sucesso?) porque tem uma máquina de propaganda e uma empresa por detrás que compra tudo o que mexe, desde software a senadores. Se a graphisoft passasse a ter práticas monopolistas, eu não vejo qualquer problema em mudar de software. Mas se a minha avó tivesse rodas, era um carro eléctrico. "Acho bem que a Graphisoft procure um Archicad mais compatível com todas as outras aplicações do mercado, mas se estas estão a ser compradas pela concorrência, não será difícil de adivinhar tempos difíceis nessa comunicação entre softwares, compatibilidade essa que será garantida dentro dos produtos dessa mesma concorrência." Exactamente. A Autodesk está, na sua prática habitual de eucalipto, a secar tudo o que está à volta. E como eu não quero ficar nas mãos deles, e como há alternativas tão ou mais boas que o revit, eu opto por oferecer resistência, por não me deixar comer.

Link to post
Share on other sites
Guest Victor@ArchiCAD@Infor

Décio amigo,

Não saias da discussão.
Todas as opiniões goste-se ou não, fazem falta.
Volta.
A tua opinião é muito importante, embora possas pensar que não.
Como te disse varias vezes, não leves as coisas "a peito" nem como ofensas pessoais.
"O que se passa no jogo, fica em campo"
Não fiques "amudado" e participa no melhor e mais visto e participado Topico deste Forum.
Só hoje este topico teve mais de 250 acessos.
Décio... a tua opinião conta!

Mais uma vez vejo que realmente há quem domine o Forum... pena que quem administre veja, ou leia, apenas quando a pedido e não tenham o bom senso de ver como se começam essas ameaças!

Basta ler o que o RFS disse e a forma como foi interpretada pelo sr arquitecto...

Como foi dito, nos foruns o problema é que fica escrito pelo que passem os olhos atrás e vejam bem como tudo começou, desde que o Arq Miguel chegou de férias!

Mas da minha parte está tudo esclarecido; tal como o Arq. Miguel fez, enviarei uma mensagem privada não para pedir que lhe abram o tópico onde supostamente tem assistência garantida para se poder sentir o maior e o melhor, mas a pedir que apaguem o meu registo porque com pessoas como ele por perto e a impor, nada disto faz sentido.

continuem no bom caminho... o forum é vosso!

Link to post
Share on other sites

Please sign in to comment

You will be able to leave a comment after signing in



Sign In Now

×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.