Jump to content
Arquitectura.pt


Porto+Vila Nova de Gaia | Ponte do Infante | Adalberto Dias | não construído


Recommended Posts

Em consequência de um outro tópico, decidi criar este pelo interesse deste projecto.

Confesso que não conhecia este projecto até à bem pouco tempo, mas do pouco que pude analisar, a nível conceptual parece-me muito mais interessante do que aquele que realmente foi contruído, não que a ponte em si, do ponto de vista estrutural, não esteja ao nível das restantes pontes sobre o Douro, não que não a ache de um certo ponto de vista interessante, talvez o que me faça mais confusão seja a amarração da ponte às margens e uma aparência algo pesada entre a leveza estrutural das pontes D. Luiz I e D. Maria Pia.

Em relação ao projecto do Adalberto Dias, na minha opinião ficou pelo caminho um excelente projecto, muito interessante a todos os níveis, desde logo a começar pelo conceito de tabuleiros assimétricos, de funções distintas nas duas cotas. Deixo aqui algumas imagens tiradas do site do arquitecto:















Link:
http://www.adalbertodias.com/

Não é incrível tudo o que pode caber dentro de um lápis?...

Link to post
Share on other sites

E agora para mostrar o outro lado da questão, deixo aqui algumas imagens da actual e contruída Ponte do Infante, da autoria do engenheiro António Adão da Fonseca.

[ATTACH]4113[/ATTACH]

[ATTACH]4107[/ATTACH]

[ATTACH]4108[/ATTACH][ATTACH]4109[/ATTACH]

[ATTACH]4110[/ATTACH][ATTACH]4111[/ATTACH]

[ATTACH]4112[/ATTACH]


O dreamer achas que esta ponte(actual) é mais bonita do que o projecto?
Link to post
Share on other sites

De facto o projecto do Adalberto dias parece ser excelente, mas discordo com o Dreamer quando fala na aparência algo pesada quando comparada com as outras duas pontes. Acho que o facto de o betão ter um aspecto mais pesado, foi compensado com a leveza resultante da grande abertura do arco e do assentamento nas margens. Pessoalmente prefiro o projecto que foi construido, pelas razoes que disse atrás, e também por seguir a linguagem das outras pontes sobre o Douro (salvo a Ponte do Freixo) :)

Link to post
Share on other sites

A ponte de S Joao nada tem a ver com essa e será talvez a mais interessante ponte que temos no Porto! É uma obra prima da engenharia e demonstra bem a leveza que se consegue obter através do desenho cuidado da estrutura. Quanto à ponte do infante discordo quando dizes que tem uma leveza resultante da abertura do arco e do assentamento nas margens, para mim é precisamente o contrário. O facto do arco ser quebrado retira-lhe qualquer tipo de imagem fluída como tem a ponte da arrábida por exemplo (essa sim com uma aparência muitissimo mais leve) e depois aquele assentamento nas margens é do pior que se podia alguma vez fazer! É de uma brutalidade e falta de consciência altamente condenáveis. E passando para a questão das ligações à estrutura viária, no lado do Porto esta ponte estropiou completamente esta zona das fontaínhas, não procurou sequer harmonizar a sua presença, pelo contrário, remeteu tudo para segundo plano. O magnífico passeio das fontaínhas foi dilacerado e retiraram-lhe parte das magníficas vistas. Se reparares a ponte do Adalberto faz parte de um plano de pormenor para toda esta zona das fontaínhas que a meu ver teria muito mais interesse enquanto integração na estrutura histórica do porto.

Link to post
Share on other sites

A ponte de S Joao nada tem a ver com essa e será talvez a mais interessante ponte que temos no Porto! É uma obra prima da engenharia e demonstra bem a leveza que se consegue obter através do desenho cuidado da estrutura. Quanto à ponte do infante discordo quando dizes que tem uma leveza resultante da abertura do arco e do assentamento nas margens, para mim é precisamente o contrário. O facto do arco ser quebrado retira-lhe qualquer tipo de imagem fluída como tem a ponte da arrábida por exemplo (essa sim com uma aparência muitissimo mais leve) e depois aquele assentamento nas margens é do pior que se podia alguma vez fazer! É de uma brutalidade e falta de consciência altamente condenáveis. E passando para a questão das ligações à estrutura viária, no lado do Porto esta ponte estropiou completamente esta zona das fontaínhas, não procurou sequer harmonizar a sua presença, pelo contrário, remeteu tudo para segundo plano. O magnífico passeio das fontaínhas foi dilacerado e retiraram-lhe parte das magníficas vistas. Se reparares a ponte do Adalberto faz parte de um plano de pormenor para toda esta zona das fontaínhas que a meu ver teria muito mais interesse enquanto integração na estrutura histórica do porto.

Link to post
Share on other sites

A ponte S. João é realmente um excelente trabalho no desenho de uma estrutura de betão, tanto ao nível plástico como material. Quanto a mim a ponte do Infante peca exactamente por esse lado plástico e na relação com as encostas, porque enquanto exercício estrutural, como disse antes, parece-me uma solução interessante usar-se o arco abatido, se bem que como o asimplemind bem frisou, o facto de ser quebrado dá-lhe um ar mais pesado.

Não é incrível tudo o que pode caber dentro de um lápis?...

Link to post
Share on other sites
  • 1 year later...

Talvez aqui os caros colegas não saibam mas apesar de gostarmos mais da solução de Adalberto Dias, a construção da ponte foi sujeita a um concurso em que englobou a concepção e construção. O projecto de arquitectura só por si não é suficiente para que seja uma proposta vencedora. Há outros factores a ponderar. Se não me engano, a solução de Adalberto Dias fazia parte da proposta apresentada pelo consórcio liderado pela construtora Soares da Costa.

Link to post
Share on other sites

Please sign in to comment

You will be able to leave a comment after signing in



Sign In Now
×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.