Jump to content
Arquitectura.pt


Duvida Arquitectural...


Recommended Posts

Pois é, desta foi de vez e estou decidido a comprar cá pla terra um terreno ou uma casa velha pa demolir e construir nova. Para isso tenho de saber o que me deixam construir em cada opção de compra que tenho e como é logico não vou pagar a um tecnico pa fazer cada estudo, senão o ordenado de ajudante de electricista não chega... tenho pois então entre mãos uma dúvida... nesta foto que apresento aseguir tenho a situação de ter um vizinho com um terraço aberto para a "minha" propriedade. junto a aseguir denominada dependencia 1, ora segundo o RGEU tenho de dar 3 metros a qualquer vão de habitação existente, aqui neste caso isso aplica-se às janela e porta, ou à extrema da propriedade dele? tenho tambem uma duvida em relação à altura que posso edificar. segundo o segundo desenho isto é o k la tenho edificado... Edifício 1 ja tem 1º Andar Dependencias 1 e 2 são de R/c O objectivo é construir o Edifício 1 de 1º Andar ( tal como ja existe ) assim como a dependencia 2 subir a primeiro andar tambem, a dependencia 1 é para demolir... agora a minha questão é subindo a dependencia o vizinho da varanda vai perder vista. Como funciona o direito de visão? isso já existe? está legislado onde? é que o google não me responde a nenhuma dessas questões... a 3ª imagem é como gostava que ficasse... claro que tudo isto está dependente de pormenores tecnicos para os quais não estou desperto e que terei de conversar com o futuro arquitecto....

Link to post
Share on other sites

talvez não me tenha feito entender... só vou contactar um arquitecto depois de comprar o terreno/casa/ruína. só vou comprar terreno/casa/ruína depois de saber o que posso lá construir... isto é mesmo um pedido de ajuda, penso que não me enganei no forum, ou não há arquitectos por aqui ? Tambem espero que tudo corra bem :nervos: obrigado.

Link to post
Share on other sites

ha que ter calma, aconselho que tente fazer um esboço da planta do lote mostrando a sua ocupação actual e desenhando tb os arruamentos confinantes, depois é simples marque uma reunião na camara com o técnico da zona e com esse desenho e umas fotos, ele, segundo a lei em vigor é obrigado a comunicar-lhe quais os afastamentos, volume e área de construção que os planos camarários lhe permitem fazer.

Link to post
Share on other sites

sim, isso eu tenho mais ou menos tudo, e a reunião está marcada para o fim da proxima semana, tenho é, ainda algumas duvidas, que queria leva-las mais ou menos esclarecidas para a reunião, por exemplo em relação ao direito à vista. isso existe? em duas propriedades contíguas, se construir a uns 5 metros da extrema da propriedade, ha algum impedimento de construir à cercea modal ou media da rua, porque o sr vizinho fica sem vista? esta é a minha maior duvida existencial. Penso que não tenha logica esse tipo de direito, pois não tarda, nunca se poderia construir às mesmas alturas existentes... é que ou não tenho procurado pelo termo correcto ou nada se fala acerca dests situações... uma ajuda era bom :tired:

Link to post
Share on other sites

:clap: boa, obrigado pla resposta era este tipo duvida que não encontrava respondido em lado nenhum... foi me pedido para levar à dita reunião um esboço e plantas ( feitas por mim, não precisavam ser feitas por um tecnico mas com as medidas correctas, até me perguntaram se ja tinha levantamento topografico, que levasse... ), para que ele me pudesse mandar apresentar então o pedido de informação previa. o que eu quero a todo o custo evitar é ir para lá com duvidas "basicas" obvias para que trabalha no ramo mas que eu não as conheço, evitando assim, ter de la andar para tras e para a frente, ( em tempo de trabalho, é chato tar sempre a pedir ao patrão para sair, pois os horarios de atendimento sao dentro do meu horario de trabalho ) com correcções praqui e prali. ja tenho ajuda de alguem que tem algum conhecimento neste tipo de coisas, mas é ultrapassado noutras. outra duvida que eu tenho e deve de ser das ultimas antes da reunião é: na fotografia podem ver um varandim. esse varandim está na extrema da propriedade dele, com vista previligiada superior para a "minha". o que acham que pode ser feito para que eu possa ter um mínimo de privacidade? logo abaixo daquele varandim eu pretendia fazer um jardinzito, eventualmente, mesmo uma piscina. mas ali aquele varandim... obrigado por toda a ajuda prestada Nuno

Link to post
Share on other sites
  • 4 weeks later...

"Alguém sabe como arranco as amígdalas. É que o médico disse que as tinha de tirar ... mas alguma vez vou ao médico para as tirar ? Tiro eu! Alguém com alguma ideia?"

"Vou a tribunal para a semana. Tenho um processo em cima! Tenho de me defender .. alguma vez vou contratar um advogado ? nem pensar. Alguém tem alguma ideia ? Como faço ?"

"O quadro da luz fundio .. tenho de arranjar isto dos fusíveis. Alguém tem ideias ? É que eu não queria contratar um eletricista .. estou a procura na net de uma forma de resolver o meu problema.. ideias ?"

manquem-se

Link to post
Share on other sites

47 visitas e so o Marco deu umas ideias? va lá não se aquenhem!!!


Olá Oinq,

Antes de mais, bem vindo ao Arquitectura.pt. Um espaço aberto a todos onde se pretende resolver as dúvidas de todos.

No seu caso deverá contactar um atelier de arquitectura para o melhor informarem do que poderá ou não fazer no seu terreno. Como todos sabem, os arquitectos vivem destas pequenas questões que coloca... de ideias, de soluções e sugestões.
Eventualmente poderá tirar partido de situações que o arquitecto lhe irá apresentar.

Aproveito para deixar uma história curiosa:

Havia uma festa a acontecer para acolher os novos moradores de um condomínio. Momento ideal para travar novos conhecimentos entre os novos habitantes. Havia pessoas de todo o tipo. O António, Médico há mais de 25 anos, recém divorciado apreciava o ambiente. Conversava sobre a vida com o novo vizinho, o João. Falam dobre o Benfica. A certa altura, enquanto comentavam as conquistas passadas do glorioso, João sente uma dor de garganta, e pergunta:
- Você que é medico, veja la o que é isto ... uma dor tipo que arranha....
A qual o António responde:
- Nada e mais, inflamação. Olhe passe pela farmácia e tome estes comprimidos que vou apontar aqui, passa logo.

Mais tarde, no mesmo jantar, António encontra o vizinho do 3º esq., o Rui. Rui, jurista. E pergunta:
- Olha lá ó Rui, ali o novo vizinho veio-me com uma dor de garganta, eu dei uma olhadela e receitei um medicamento, mas não cobrei a consulta. Achas que fiz bem ?

-Não, uma vez que és médico, devias cobrar a consulta, porque deste um parecer técnico, foste o profissional de saúde...

António vai ter com o João, pede-lhe desculpa e diz que se esqueceu de consulta. Naquele momento é cobrada a consulta sem quaisqueres problemas.

Mais tarde, ao regressar a casa, António encontra na caixa do correio um envelope, em nome de Rui. Aberto o envelope, encontrava-se o recibo com a conta do aconselhamento jurídico prestado.


Abraço
:)
Link to post
Share on other sites

Também não penso que se deva ser assim tão castrador... até parece que já ninguém ajuda só por ajudar... Concerteza que em determinadas situações cada um de nós dá conselhos, mais ou menos técnicos, da área onde trabalhamos... e não é por isso que vamos cobrar pela "consulta"... João, essa história que relatas fala um pouco disso, do mundo onde tudo tem um preço... será que vocês querem viver num mundo assim?... Oinq, a verdade é que diponibilizas pouca informação e pelo que li/vi, não consigo perceber muito bem aquilo que pretendes... Concerteza que conseguirás melhores esclarecimentos se falares com um arquitecto que se possa deslocar ao local e assim inteirar-se da situação do prédio e dos confrontantes... Parece-me um pouco descabido que esse arquitecto cobre uma "consulta" nesta situação, porque a avançar com o projecto, concerteza que esse valor fará parte dos custos do projecto em si... pelo menos eu faria assim... Podemos estar para aqui a falar de hipóteses, mas imagina que até seria possível fazer aquilo que pretendes nesse terreno em particular. Acabavas por o comprar, mas depois percebias que não cabiam todos os compartimentos que pretendes para a tua habitação... ou a organização espacial não era a melhor... ou tudo tinha de ficar demasiado pequeno... etc... O melhor é procurares um arquitecto que se enquadre naquilo que pretendes e ires com ele ver os terrenos que ponderas comprar. Uma consulta ao PDM e restantes planos pode também dar-te algumas indicações sobre a capacidade construtiva dos terrenos. Concerteza que juntos e com um estudo para cada terreno, acabarás por tomar uma decisão mais consciente e no fim vais ficar mais contente com a tua casa... É só um conselho... cabe-te a ti decidir se vale a pena, ou não aceitá-lo... Boa sorte...

Não é incrível tudo o que pode caber dentro de um lápis?...

Link to post
Share on other sites

Please sign in to comment

You will be able to leave a comment after signing in



Sign In Now
×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.