Jump to content
Arquitectura.pt


UM - Universal Module


Recommended Posts

UNIVERSAL MODULE

TIAGO FAQUINÉU


O tema do habitar é, em si, motivo primeiro do pensamento arquitectónico. Qualquer espaço só é válido enquanto expressão máxima da arquitectura, no preciso momento em que oferece condições optimizadas para poder ser habitado. Mas, o tradicional entendimento e compreensão de um espaço habitável é quebrado quando o seu objectivo é ser apropriado temporariamente por um qualquer indivíduo, de uma qualquer cultura, numa qualquer urbe, de um qualquer lugar.

Universal Module ou “UM” (abreviado), é um projecto que pretende ser um habitáculo desvinculado de qualquer premissa que comprometa o sítio e o utilizador em si, porque na realidade se liga as todos os sítios e a todos os utilizadores. É uma resposta singular às questões da adaptabilidade universal na era da globalização.

UM” cumpre as 5 premissas importantes de um espaço habitável temporário: adaptabilidade, transporte, auto-suficiência, flexibilidade e standardização. Não obstem, no entanto, de adoptar uma linguagem arquitectónica de época, de produto de consumo imediato, objecto de moda, característico de uma sociedade contemporânea totalmente dependente do poder da imagem. Pretende-se um espaço que por um reduzido período de tempo, seja apaixonadamente usado pelo(s) seu(s) habitante(s) de momento.

Com 19,10m3 de volume e com as dimensões de 3,00 x 2,45 x 2,60, “UM” é:

ADAPTÁVEL a qualquer urbe porque, embora tenha escala para estar localizado num espaço público, apresenta-se enquanto objecto temporário com uma linguagem universal, e sem qualquer ligação com as qualidades intrínsecas de cada cidade.

TRANSPORTÁVEL pelas suas dimensões idênticas a um contentor marítimo, aproveita os sistemas de transporte correntes, facilitanto a sua deslocação por via aérea, terrestre ou marítima a qualquer ponto do planeta.

AUTO-SUFICIENTE pela capacidade de gestão de recursos durante um longo período, sem dependência exterior. Os pacotes autónomos de instalação sanitária e cozinha encontram-se equipados, com módulos de baterias, reservatórios de água e depósitos de esgoto químico.

FLEXÍVEL porque oferece resposta às necessidades básicas de habitar a qualquer utilizador, independentemente das suas raízes culturais, ou sociais. Do módulo simples, à adição de mais “UMs”, aumenta a capacidade de abrigo de 1 pessoa a famílias de 3 ou mais indivíduos. Esta flexibilidade permite-nos utilizar o “UM” de acordo com as necessidades do momento.

STANDARDIZÁVEL da forma como se constrói e dos materiais utilizados, o que por sua vez lhe confere um carácter próprio do seu processo de fabrico, sendo possível produzir o volume em todos os países industrializados.
Link to post
Share on other sites
  • 1 month later...

considero a apresentaçao da proposta bastante interessante. É muito apelativo! Quanto à proposta esta pretende responder a questoes específicas de mobilidade tal como os "modular dwellings" que estamos habituados a ver. Penso que poderia ter tido mais algum empenho no desenho e organização dos espaços. Mas é uma boa participação parabens ao autor!

Link to post
Share on other sites
  • 1 month later...

Please sign in to comment

You will be able to leave a comment after signing in



Sign In Now
×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.