Jump to content
Arquitectura.pt


Nadir Afonso - o mestre esquecido...


Recommended Posts

História do Projecto

Nos fins do Outono de 1954 Nadir Afonso visita a sua família e recebe em Chaves uma carta do seu amigo escultor Arlindo Rocha que em má hora o convence a concorrer ao projecto do Monumento ao Infante a erigir em Sagres. Após muitos meses de trabalho, de canseiras e despesas contraídas na elaboração do plano, Nadir cruza-se acidentalmente na Rua Santo Ildefonso do Porto, com o arquitecto João Andresen que, num gesto de amizade o aconselha a desistir do concurso! Segundo dizia «o prémio já estava atribuído». «Como pode ser isso se o prazo de entrega dos trabalhos ainda não terminou!» inquiriu Nadir. «Eu fui oficialmente convidado a elaborar o projecto e é a mim que ele será atribuído», respondeu Andresen. E assim foi!
Mais tarde teve conhecimento que o arquitecto Rogério de Azevedo, membro do júri, contou que o projecto de Nadir Afonso e mais sete foram seleccionados para a prova final; Salazar vendo que tinham sido seleccionados sete arquitectos conhecidos e um tal Cristiano da Silva muito seu amigo, tinha sido desprezado, mandou retirar o desconhecido que era Nadir.
Mais de uma centena de concorrentes sacrificados, inclusive o «oficialmente premiado» pois não havia – pelo que se viu e recusou de qualidade – a mínima intenção de erigir qualquer monumento em Sagres.
Ali também, não adiantava reclamar contra a injustiça cometida!

Extraído do livro «Da Vida à Obra de Nadir Afonso»

####ate me apetece dizer asneiras...as vezes...terceira vez ca vai...
Link to comment
Share on other sites

Please sign in to comment

You will be able to leave a comment after signing in



Sign In Now
×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.