Jump to content
Arquitectura.pt


Recommended Posts

Guest carlos.pedro

Infelizmente esses do Brasil foram mortos e enterrados por um dos nossos... Provavelmente a menina inglesa também foi raptada por um dos deles...

Link to post
Share on other sites
  • Replies 80
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

JVS: tou a respirar fundo várias vezes para não tecer considerações simplórias sobre o que escreveste. Até porque o que escreveste denota uma certa mesquinhez cultural bastante tipica do povo português. Ou seja: 1) vêm lá os senhores ingleses, de um pais dito civilizado e deixam 3 crianças com menos de 4 anos sozinhas num quarto de porta aberta. 2) há chatice. Uma das crianças é raptada. 3) a culpa é nossa, de certeza, porque nos paises civilizados pode-se deixar crianças sozinhas em apartamentos. Mais alguem vê a total falta de lógica nesta linha de pensamento, ou sou só eu? Quanto ao argumento de culturas diferentes... essa é para eu rir certo? Não estamos exactamente a falar de uma diferença cultural abissal. E caso não saibas inglaterra é tão ou mais insegura que portugal, vai la ver as noticias dos jornais ingleses numa época normal. Estes pais mereciam um processo em tribunal que lhes retira-se a custódia dos filhos so pelo simples facto de terem deixado 3 crianças com menos de 3 anos num apartamento. Imagina por um minuto que em vez de ter sido um rapto, tinha sido um curto circuito que incendiava o quarto e tudo e todos que estavam dentro dele. Curtos circuitos acontecem em todo o lado, portanto podes mandar a questão cultural às urtigas. Isto é uma questão de senso comum. Quanto a essa dos pais processarem o operador turistico, é das ideias mais bacocas que já ouvi na minha vida, digna das comédias legais mais rocambulescas e ridiculas dos Estados Unidos da América.

Link to post
Share on other sites

nunca deixaria os meus filhos sozinhos...em nenhum lado...no entanto ha qem o faça .


quantas custódias seriam retiradas...

Imagina por um minuto que em vez de ter sido um rapto, tinha sido um curto circuito que incendiava o quarto e tudo e todos que estavam dentro dele.
Curtos circuitos acontecem em todo o lado, portanto podes mandar a questão cultural às urtigas. Isto é uma questão de senso comum.


imagina que o curto circuito acontecia no restaurante onde os pais foram...

abraço
Link to post
Share on other sites

JVS: tou a respirar fundo várias vezes para não tecer considerações simplórias sobre o que escreveste.


Respira...

Como diz a mondrian... pode nao ser nada... e so uma menina desaparecida. Podia ter acontecido em qualquer lado do mundo... mas ja deu para ver em que estado esta Portugal.

Quando acontecer algo mais grave estou para ver como vao resolver... como por exemplo os incendios em 2003... ate agora nao se fez nada... de nada... e iam os portugueses preocupar-se com uma menina inglesa e com o possivel Turismo...

Concluo que os portugueses nao querem turismo... e querem acima de tudo manterem-se integros e altamente conservadores e proteccionistas. Portugal acima de tudo. Pobre e arrogante mas rico de integridade.

Eu bem vos disse que dentro de alguns anos que Portugal vai regressar aos velhos tempos salazaristas mas mais pobre do que era ha 50 anos. Tudo por uma questao de integridade. Mas gostava de referir que mesmo num dos paises mais integros e mais conservadores do mundo eles tapavam os olhos aquilo que considerava um pecado capital: o Opio.

Por um lado este pais fecha as portas a culturas diferentes mas ha-de vender algo para sobreviver... resta saber o que sera? Pelo menos nao sera a alma...:)
Link to post
Share on other sites

Respira...

Como diz a mondrian... pode nao ser nada... e so uma menina desaparecida. Podia ter acontecido em qualquer lado do mundo... mas ja deu para ver em que estado esta Portugal.

Quando acontecer algo mais grave estou para ver como vao resolver... como por exemplo os incendios em 2003... ate agora nao se fez nada... de nada... e iam os portugueses preocupar-se com uma menina inglesa e com o possivel Turismo...

Concluo que os portugueses nao querem turismo... e querem acima de tudo manterem-se integros e altamente conservadores e proteccionistas. Portugal acima de tudo. Pobre e arrogante mas rico de integridade.

Eu bem vos disse que dentro de alguns anos que Portugal vai regressar aos velhos tempos salazaristas mas mais pobre do que era ha 50 anos. Tudo por uma questao de integridade. Mas gostava de referir que mesmo num dos paises mais integros e mais conservadores do mundo eles tapavam os olhos aquilo que considerava um pecado capital: o Opio.

Por um lado este pais fecha as portas a culturas diferentes mas ha-de vender algo para sobreviver... resta saber o que sera? Pelo menos nao sera a alma...:)


Portugal está em estado de choque por várias razões.

1º- É um rapto de uma criança. E ultimamente tudo o que tem a ver com crianças tem estado na ordem do dia.

2º- A imagem que alguns portugueses como tu e que a imprensa inglesa estão a passar passar para fora é má para o Turismo português. Não é a dizeres que Portugal é um país inseguro que vais atrair turistas.
E ja agora convem dizer que a imprensa inglesa só esta a questionar os procedimento da policia portuguesa porque ninguem lhes passa cartucho e lhes diz o que está a ser feito, e se calhar não tem mesmo nada que dizer.

3º- Deixar 3 crianças com menos de 3 anos sozinhas num apartamento de um resort com a porta aberta... enfim... de facto choca nos padrões das pessoas mentalmente sãs.


Agora... Não me confudas alhos com bugalhos. Isto não tem nada a ver com conservadorismo, nem com salazarismo, tem a ver com uma coisa muito mais simples que isso. Uma coisinha pelos vistos muito desprezada chamada senso comum.
Link to post
Share on other sites

Olá. OS ingleses costumam deixar as crianças sozinhas em casa? Não é isso que consta, pois em Inglaterra existe uma lei em que se pode denunciar pais que o fazem.... por isso não é assim tao normal nem tao prorio da cultura deles.

Link to post
Share on other sites

Quanto a deixar crianças sozinhas eu não deixava mas não podemos julgar os outros pelas nossas regras pois cada pessoa é diferente. Quanto a dizer que só os estrangeiros é que deixam as crianças sozinhas, de certeza que vocês nunca foram a um bairro social! Quando a minha namorada trabalhav ano Bairro Padre Cruz em Lisboa não chegavam os dedos todos do corpo para contar as crianças que ficavam sozinhas o dia todo na rua e/ou no apartamento. Isto só teve tanto espalhafato porque aconteceu no Algarve, porque aconteceu com os maiores gastadores na zona, porque os jornalistas sensacionalistas ingleses apareceram que nem moscas a mel, e porque todas as outras noticias de casa pia, iraque, irão, etc já não estavam a dar. O importante agora era descobrir a menina, que eu acho dificil, e não encontrar um culpado de entre os que ficaram! Fiquem bem...

Link to post
Share on other sites

Quanto a deixar crianças sozinhas eu não deixava mas não podemos julgar os outros pelas nossas regras pois cada pessoa é diferente.


Essa é que era boa.
Seguindo a tua lógica de pensamento não vamos julgar os raptores das crianças afinal não podemos julgar os outros pelas nossas regras pois cada pessoa é diferente.

Quanto a dizer que só os estrangeiros é que deixam as crianças sozinhas, de certeza que vocês nunca foram a um bairro social! Quando a minha namorada trabalhav ano Bairro Padre Cruz em Lisboa não chegavam os dedos todos do corpo para contar as crianças que ficavam sozinhas o dia todo na rua e/ou no apartamento.


Residentes do Bairro Social Padre Cruz cuja grande maioria não sobra dinheiro no final do mês vs 2 Médicos num resort turistico no Algarve com todo o acesso a serviço de babysitting. Ora ai está uma boa comparação. Nem sei como é que nunca me lembrei dessa.

Já agora não é por uma situação acontecer diáriamente que a torna socialmente aceitável.

Isto só teve tanto espalhafato porque aconteceu no Algarve, porque aconteceu com os maiores gastadores na zona, porque os jornalistas sensacionalistas ingleses apareceram que nem moscas a mel, e porque todas as outras noticias de casa pia, iraque, irão, etc já não estavam a dar.


Concordo contigo excepto na parte das outras noticias, só aquilo que se tem passado na CML ja dava para encher jornais. Isto pelo menos a nivel nacional.

O importante agora era descobrir a menina, que eu acho dificil, e não encontrar um culpado de entre os que ficaram!

Fiquem bem...


Mais uma vez concordo contigo, para já acho importante encontrar a miuda. Quanto aos possiveis culpados pela situação (não pelo rapto obviamente) eles foram encontrado logo quando a história começou portanto não é preciso procurar mais.
Link to post
Share on other sites

Essa é que era boa.
Seguindo a tua lógica de pensamento não vamos julgar os raptores das crianças afinal não podemos julgar os outros pelas nossas regras pois cada pessoa é diferente.

Acho que não estamos a falar da mesma coisa. Senão tinhamos de culpabilizar os pais que largam os filhos na escola e vão para o cabeleireiro, os desempregados que largam os filhos na escola de manhã e só os vão buscar quando a escola fecha, os pais que deixam as crianças nos parques e vão falar para um banco de jardim, os pais que puxam as orelhas aos filhos quando se portam mal, os pais que dão tudo aos filhos e torna-os mimados e arrogantes, e todas as coisas que tu provavelmente não fazerias nem gostas de ver os outros fazer. Uma coisa é quem pratica os actos criminosos outra é quem não faz nada para parar um acto.

Residentes do Bairro Social Padre Cruz cuja grande maioria não sobra dinheiro no final do mês vs 2 Médicos num resort turistico no Algarve com todo o acesso a serviço de babysitting. Ora ai está uma boa comparação. Nem sei como é que nunca me lembrei dessa.

Errado, nem toda a gente era assim como tu dizes. Vi lá Jaguares e X5, vi lá um apartamento que no interior tinha plasma, James Martin e sofás em pele! Pais que batiam nos filhos para irem para a escola para não perderem o rendimento minimo, mas nem por isso iam trabalhar. Para mim muita daquela gente é um parasita da sociedade e viver às minhas custas. Mas isto é outra discussão.

Já agora não é por uma situação acontecer diáriamente que a torna socialmente aceitável.

Concordo. Mas não é por ser uma pessoa com posses que a devemos culpabilizar. Eu não sei, mas quantas das crianças que desapareceram portuguesas, foi por estarem sozinhas na rua ou virem sozinhas da escola? Que me lembre não vi ninguém culpabilizar os pais por causa disso...

E não vamos discutir sobre isso, porque eu tenho a minha opinião e tu tens a tua, e já vimos que somos muito diferentes na maneira da pensar. Qual será melhor? Quem sabe... :)
Link to post
Share on other sites

Acho que não estamos a falar da mesma coisa. Senão tinhamos de culpabilizar os pais que largam os filhos na escola e vão para o cabeleireiro, os desempregados que largam os filhos na escola de manhã e só os vão buscar quando a escola fecha, os pais que deixam as crianças nos parques e vão falar para um banco de jardim, os pais que puxam as orelhas aos filhos quando se portam mal, os pais que dão tudo aos filhos e torna-os mimados e arrogantes, e todas as coisas que tu provavelmente não fazerias nem gostas de ver os outros fazer. Uma coisa é quem pratica os actos criminosos outra é quem não faz nada para parar um acto.


Uma coisa é deixar uma criança supervisionada por um adulto, outra é deixar uma criança sozinha. São dois conceitos bem diferentes. Sem duvida que em ambos os casos há riscos, mas has de concordar que os riscos são bem menores se a criança estiver supervisionada.

E ja agora até que ponto deixar três crianças com menos de 4 anos num apartamento não se trata de um caso de negligência?

Errado, nem toda a gente era assim como tu dizes. Vi lá Jaguares e X5, vi lá um apartamento que no interior tinha plasma, James Martin e sofás em pele! Pais que batiam nos filhos para irem para a escola para não perderem o rendimento minimo, mas nem por isso iam trabalhar. Para mim muita daquela gente é um parasita da sociedade e viver às minhas custas. Mas isto é outra discussão.


Não se trata só de uma questão de ter, ou não, dinheiro. Trata-se de uma questão de ter ou não senso comum e estar sensibilizado para determinadas questões, como os perigos de deixar crianças sozinhas em apartamentos. E desculpa lá mas eu esperaria que um casal de médicos tivesse ao menos isso.

Concordo. Mas não é por ser uma pessoa com posses que a devemos culpabilizar. Eu não sei, mas quantas das crianças que desapareceram portuguesas, foi por estarem sozinhas na rua ou virem sozinhas da escola? Que me lembre não vi ninguém culpabilizar os pais por causa disso...


Olha de momento não me estou a lembrar de nenhum caso recente em que isso tenha acontecido, visto que por exemplo no caso da Joana a rapariga desapareceu e os pais foram responsabilizados.

E não vamos discutir sobre isso, porque eu tenho a minha opinião e tu tens a tua, e já vimos que somos muito diferentes na maneira da pensar. Qual será melhor? Quem sabe... :)


bom estamos num forum é para partilhar diferentes pontos de vista...
Link to post
Share on other sites

:):p:):p :p :D

q é isso?

voces lembram-se da senhora dinamarquesa que foi presa em nova york por causa de deixar o seu bebe na rua enquanto foi a um cafe...ou algo assim...é uma senhora criminosa n é?...

abraço


Pelos vistos segundo o sitema judicial americano é...

...e pessoalmente não acho que os americanos nesse caso estejam errados.


e ja agora explico-te aquela frase da seguinte maneira.

há roubos todos os dias não é verdade? é por causa disso que o roubo se tornou socialmente aceitável?
Link to post
Share on other sites

Pelos vistos segundo o sitema judicial americano é...

...e pessoalmente não acho que os americanos nesse caso estejam errados.


pois concordo inteiramente...axo que o sistema judicial deles está muito bem em relaçao a este item...pelo menos sabem o país que têm:D ...

ms continuaste a nao perceber...pensei que a analogia fosse clara...ms das duas uma ou tu axas mesmo a senhora criminosa...que é pelos vistos o que pensas...ou entao nao percebestea analogia...

vamos la ver, outra vez e mais devagar:. a senhora era dinamarquesa, e como velha tradiçao na dinamarca os bebes ficam sempre(ou quase sempre) na rua deitados no seu carrinho(segundo os dinamarqueses a apanhar ar fresco...saudavel). É uma prática que ja vem de ha longos anos. Óbvio que eles só podem por isto em pratica porque a dinamarca é o pais que é em termos de segurança...ms n será que é o pais que é(em termos de segurança) porque culturalmente contem tradiçoes como estas?...n sei...ovo ou galinha?
enfim...sendo ela dinamarquesa e habituada a esta pratica nao fez nada mais do que se faz na dinamarca todos os dias...por isso foi irresponsavel?foi...por n ter percebido que estava nos USA...pais da liberdade, fraternidade...respeito(bem vou acabar cm a ironia)

percebes a relaçao?pessoa num pais estrangeiro...em que só cumpriu o comum do seu dia a dia..do seu mundo...será responsavel?´so por n saber onde se encontrava ou n ter tomado isso em atençao...sinceramente, responsaveis so vejo os raptores nesta historia toda!!!


e ja agora explico-te aquela frase da seguinte maneira.

há roubos todos os dias não é verdade? é por causa disso que o roubo se tornou socialmente aceitável?Hoje 15:53


ainda n entendi...que é que um roubo tem a ver com deixar crianças sozinhas?

o que é socialmente aceitavel?o socialmente aceitavel tem a ver com bem e mal?com legal ou ilegal?o legal e ilegal é socialmente aceitavel?

alguem sabe a resposta? eu n sei de certeza...qd souberem digam qqr coisa...

abraço enorme, do país dos criminosos onde se matam os bebes com frio, e se corre o risco de ficar sem eles..raptados...:)
Link to post
Share on other sites

Olá. A ética não é objectiva. Cada cultura tem a sua ética mas nenhuma pode garantir que esta é correcta, pois a pergunta "o que é ético?" é filosófica e só existem respostas subjectivas. Para mim, não é ético deixar crianças sozinhas em casa. Mas isto é para mim. Se alguém achar que é ético, então eu não posso adiantar muita coisa a não ser respeitar essa opinião, pois o que é que me diz que este comportamento não é correcto?? É a cultura onde vivo, diferente de muitas outras. Eu até posso argumentar, dizendo que as crianças são indefesas, mas os outros irão ter sempre algum argumento a favor, e este tipo de discurso não nos irá levar a lado nenhum... Será apenas uma discussão em circulo...

Link to post
Share on other sites

pois concordo inteiramente...axo que o sistema judicial deles está muito bem em relaçao a este item...pelo menos sabem o país que têm:D ...

ms continuaste a nao perceber...pensei que a analogia fosse clara...ms das duas uma ou tu axas mesmo a senhora criminosa...que é pelos vistos o que pensas...ou entao nao percebestea analogia...

vamos la ver, outra vez e mais devagar:. a senhora era dinamarquesa, e como velha tradiçao na dinamarca os bebes ficam sempre(ou quase sempre) na rua deitados no seu carrinho(segundo os dinamarqueses a apanhar ar fresco...saudavel). É uma prática que ja vem de ha longos anos. Óbvio que eles só podem por isto em pratica porque a dinamarca é o pais que é em termos de segurança...ms n será que é o pais que é(em termos de segurança) porque culturalmente contem tradiçoes como estas?...n sei...ovo ou galinha?
enfim...sendo ela dinamarquesa e habituada a esta pratica nao fez nada mais do que se faz na dinamarca todos os dias...por isso foi irresponsavel?foi...por n ter percebido que estava nos USA...pais da liberdade, fraternidade...respeito(bem vou acabar cm a ironia)

percebes a relaçao?pessoa num pais estrangeiro...em que só cumpriu o comum do seu dia a dia..do seu mundo...será responsavel?´so por n saber onde se encontrava ou n ter tomado isso em atençao...sinceramente, responsaveis so vejo os raptores nesta historia toda!!!


Ok vamos la ainda mais devagarinho para ver se percebes. Eu sei que é dificil e complicado mas esforça-te lá um bocadinho que tu consegues.

No caso da senhora dinamarquesa, a coisa é muito simples.
Uma pessoa não pode alegar desconhecimento da lei quando pratica um crime, e pelos vistos nos estados unidos deixar um bebé num carrinho a porta de um bar é um crime.

Aqueles americanos bárbaros, que ainda por cima tem a audácia de julgar uma pessoa que está no pais deles a desrespeitar as leis deles.


No caso do rapto da miuda, pelo que disse a AnaS até poderá haver uma lei em Inglaterra para com vista a que as pessoas não deixem crianças sozinhas em casa, portanto ai la ia a tua teoria do aceitavel deixarem crianças sozinhas em casa em inglaterra. Mas como não temos a certeza de que essa lei existe (pelo menos eu não a conheço) gostaria de saber com quantos ingleses falaste ou que conheces que deixam crianças com menos de 4 anos sozinhas em casa. Com essa certeza toda do que é costume em inglaterra e o que deixa de ser costume concerteza que deves conhecer imensos casos.

Pessoalmente eu não consigo acreditar que em inglaterra, que até é um país minimamente civilizado haja assim tanto a prática de deixar menores de 4 anos sozinhos em casa.

ainda n entendi...que é que um roubo tem a ver com deixar crianças sozinhas?

o que é socialmente aceitavel?o socialmente aceitavel tem a ver com bem e mal?com legal ou ilegal?o legal e ilegal é socialmente aceitavel?

alguem sabe a resposta? eu n sei de certeza...qd souberem digam qqr coisa...

abraço enorme, do país dos criminosos onde se matam os bebes com frio, e se corre o risco de ficar sem eles..raptados...:)


Vamos tentar ainda mais devagar? Vamos?
Então bora.

Tu concordas com o trabalho infantil?
olha eu não. Bem como grande parte da sociedade senão não existira uma lei contra o trabalho infantil.

Ele acontece?
sim todos os dias.

Então ja que acontece todos os dias vamos legalizar o trabalho infantil?
Não. E pk não afinal há montes de paises em que isso acontece e ninguem se chateia.

e porque será que o trabalho infantil é ilegal?
é parvoice proteccionista de um pais antiquado como Portugal de certeza.


Já agora mais uma nota. Eu pessoalmente não conseguiria sequer conceber deixar um bebé num carrinho na rua ao frio, não apenas porque tivesse medo que o roubassem, mas sim porque acho que estamos a falar de um ser que é completamente dependente de mim enquanto pai para responder às suas necessidades. (Sim valores parvos portugueses que nada tem a ver com o norte da Europa, mas quem é que disse que os paises do norte da europa são equilibrados nestas matérias?)

Mas já agora vamos la estabelecer uma diferença que acaba por ter toda a importância do mundo. A diferença entre deixar uma criança na rua mas supervisionada, e entre deixar crianças à sua sorte sem qualquer tipo de supervisionamento.

O caso dos dinamarqueses que deixam a criança na rua tenho quase a certeza absoluta (mesmo sem nunca ter visto) que há um certo supervisionamento (e a partir do momento em que há varias pessoas com o mesmo habito esse supervisionamento existe nem que seja de grupo).
No caso do casal inglês, como se viu os miudos estavam perfeitamente abandonados à sua sorte.
Link to post
Share on other sites

Cof cof...era bom que a pobre Madeleine fosse a nossa prioridade, a família já agradeceu os esforços da nossa policia, e infelizmente - culturas à parte - não se pode voltar atrás no tempo.

Assim para todos os nossos visitantes qualquer informação da pequena Madeleine Beth Mccann, por favor contacte os serviços abaixo:

Imagem colocada

Departamento de Investigação Criminal de Portimão da Polícia Judiciária
Rua Pé da Cruz, 2, 8500-640 Portimão
Telefone: 282 405 400
Piquete: 282 427 671
Fax: 282 412 763
E-mail: dic.portimao@pj.pt

Ou em qualquer esquadra mais perto de si.

Link to post
Share on other sites

bem começando pelo fim...fazendo 1 desenho(es arquitecto talvez entendas!!!)

O caso dos dinamarqueses que deixam a criança na rua tenho quase a certeza absoluta (mesmo sem nunca ter visto) que há um certo supervisionamento (e a partir do momento em que há varias pessoas com o mesmo habito esse supervisionamento existe nem que seja de grupo).
No caso do casal inglês, como se viu os miudos estavam perfeitamente abandonados à sua sorte.


_aqui aé que tu te enganas e muito!!!ms dado que nunca viste tens a certeza quase absoluta...ms o certo é que n há...

No caso do casal inglês, como se viu os miudos estavam perfeitamente abandonados à sua sorte


_ficar num hotel é "abandonados à sua sorte"?n m parece, ms enfim feitios...

Mas já agora vamos la estabelecer uma diferença que acaba por ter toda a importância do mundo. A diferença entre deixar uma criança na rua mas supervisionada, e entre deixar crianças à sua sorte sem qualquer tipo de supervisionamento.


_é verdade ms n tem relaçao cm o caso...

Já agora mais uma nota. Eu pessoalmente não conseguiria sequer conceber deixar um bebé num carrinho na rua ao frio, não apenas porque tivesse medo que o roubassem, mas sim porque acho que estamos a falar de um ser que é completamente dependente de mim enquanto pai para responder às suas necessidades. (Sim valores parvos portugueses que nada tem a ver com o norte da Europa, mas quem é que disse que os paises do norte da europa são equilibrados nestas matérias?)


_respeito a tua ideia,ms isso és tu...no entanto continuo a referir que há qem o faça...e nao vejo a sociedade onde essas pessoas estao integradas a ficar chocada cm a pratica..pk?pq faz parte da sua cultura...

Mensagem Original de concentratZen.dk Imagem colocada
ainda n entendi...que é que um roubo tem a ver com deixar crianças sozinhas?

o que é socialmente aceitavel?o socialmente aceitavel tem a ver com bem e mal?com legal ou ilegal?o legal e ilegal é socialmente aceitavel?

alguem sabe a resposta? eu n sei de certeza...qd souberem digam qqr coisa...

abraço enorme, do país dos criminosos onde se matam os bebes com frio, e se corre o risco de ficar sem eles..raptados...:)

Vamos tentar ainda mais devagar? Vamos?
Então bora.

Tu concordas com o trabalho infantil?
olha eu não. Bem como grande parte da sociedade senão não existira uma lei contra o trabalho infantil.

Ele acontece?
sim todos os dias.

Então ja que acontece todos os dias vamos legalizar o trabalho infantil?
Não. E pk não afinal há montes de paises em que isso acontece e ninguem se chateia.

e porque será que o trabalho infantil é ilegal?
é parvoice proteccionista de um pais antiquado como Portugal de certeza.


_bem n apanhaste o circulo pois n?...foi pena...

No caso do rapto da miuda, pelo que disse a AnaS até poderá haver uma lei em Inglaterra para com vista a que as pessoas não deixem crianças sozinhas em casa, portanto ai la ia a tua teoria do aceitavel deixarem crianças sozinhas em casa em inglaterra. Mas como não temos a certeza de que essa lei existe (pelo menos eu não a conheço) gostaria de saber com quantos ingleses falaste ou que conheces que deixam crianças com menos de 4 anos sozinhas em casa. Com essa certeza toda do que é costume em inglaterra e o que deixa de ser costume concerteza que deves conhecer imensos casos.

Pessoalmente eu não consigo acreditar que em inglaterra, que até é um país minimamente civilizado haja assim tanto a prática de deixar menores de 4 anos sozinhos em casa.


_nunca referi nada acerca de inglaterra pois n?(referi-me à semelhança da condiçao e nao ao facto concreto)chegaste a ler os comentarios anteriores ou so t les a ti mesmo?sugiro que leias o meu primeiro comentario e entendas alinha de pensamento...afinal de contas é simples...e podes ler varias vezes...

No caso da senhora dinamarquesa, a coisa é muito simples.
Uma pessoa não pode alegar desconhecimento da lei quando pratica um crime, e pelos vistos nos estados unidos deixar um bebé num carrinho a porta de um bar é um crime.

Aqueles americanos bárbaros, que ainda por cima tem a audácia de julgar uma pessoa que está no pais deles a desrespeitar as leis deles.


_se fosse so no pais deles...começo-me a perguntar se conheces as palavras tolerancia e entendimento?


é parvoice proteccionista de um pais antiquado como Portugal de certeza.


Sim valores parvos portugueses que nada tem a ver com o norte da Europa, mas quem é que disse que os paises do norte da europa são equilibrados nestas matérias?)


_bem eu nunca insultei ou muito menos chamei parvo a portugal ou aos seus valores...tinha um colega que filosofava nos entretantos que me dizia que no final de tudo, aquilo que dizes é aquilo que és...eu nunca concordei muito com ele..ms começo sinceramente a acreditar...

abraço, quando passares por estas zonas estas convidado para um café na zona mais perigosa da cidade(verterbro) para dar-mos uma volta e aperceberes-te que não existem so algarves...
Link to post
Share on other sites

Caros senhores,

Embora a discussão parta de um bom principio os últimos tópicos já se tornam demasiada simpatia agressiva, é de todo o nosso interesse que descubram a menina. Por isso peço antes que a simpatia agressiva se torne em ataques e situações que prejudique a discussão ou o ambiente, peço que revejam as regras:
http://www.arquitectura.pt/forum/f28/regras-regras-gerais-de-utilizacao-do-forum-1354.html

Obrigado

Link to post
Share on other sites

Please sign in to comment

You will be able to leave a comment after signing in



Sign In Now

×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.