Jump to content
Arquitectura.pt


Diário Gráfico para quê ?


Recommended Posts

http-~~-//img122.imageshack.us/img122/3755/guarany2sm4.jpg

Para quê um diário gráfico ?

Será que vos acontece pegar simplesmente num material riscador e fazer um numero infindável de desenhos ?
Nunca vos ocorreu estar num lugar e querer ficar a desenhá-lo, á "converseta" com alguém apenas pelo prazer de o fazer ?


...a mim acontece todos os dias!
:) penso que até chateio...de tanto desenhar!



"Há dias, passou-se o seguinte diálogo entre mim e um amigo:
Ele – Quantos anos tens?
Respondi-lhe.
Ele – E ainda não usas óculos? Na tua actividade.
Eu – Não.
Ele – Nem para ver ao perto, ler?
Eu – Não. Ele – Para ver ao longe?
Eu – Não, mas uso diário gráfico.
Ele (olhando-me com um ar intrigado) – Não te estou a perceber.
Eu – Para ver para dentro. "-Arq. Prof.Miguel Navas

Fonte:desenhador do quotidiano

Link to post
Share on other sites
  • Replies 64
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

Também costumo desenhar bastante... mas não diáriamente...

Deixo aqui alguns esboços...
Seria interessante se publicassem aqui alguns dos vossosdesenhos
Heis alguns que fiz na Holanda...

Imagem colocada Imagem colocada

Cina: Gostava de ver alguns desses desenhos...
:)

Link to post
Share on other sites

bem eu desbasto cadernos pretos rotineiramente. Gosto sempre de uma boa conversa de café sobre tudo e mais alguma coisa onde algumas folhas do caderno acabam completamente riscadas :) também gosto principalmente de fazer os meus apontamentos gráficos durante o dia. é sempre bom para exercitar o desenho

Link to post
Share on other sites

bem eu desbasto cadernos pretos rotineiramente. Gosto sempre de uma boa conversa de café sobre tudo e mais alguma coisa onde algumas folhas do caderno acabam completamente riscadas :) também gosto principalmente de fazer os meus apontamentos gráficos durante o dia.

é sempre bom para exercitar o desenho


Mostra aí alguma coisa lá da Bélgica... :)

Abraços
Link to post
Share on other sites
  • 2 months later...

Mas que eu saiba os CAD's são só para fazer um desenho rigoroso.

Há ai pessoas muito enganadas então .....


Não é que estejam enganadas Bruno, mas secalhar para desenho "criativo" em computadores, provavelmente utilizam um Freehand, InDesign, Photoshop...programas que te dão mais "margem de manobra" , ao invés de um CAD propriamente dito.

Aquelas pessoas que pegam logo no PC para fazer o projecto são... estupidas


São métodos de trabalho. Existem pessoas aqui no forum, que não defendem o desenho "à la mano"e que já expressaram a sua opiniao.
Acho todas as opções muito válidas, apenas EU, procuro outras formas de aproximação a projecto.

:)
Link to post
Share on other sites

desenho é sempre sinonimo de um prazer que os CAD's tendem esconder

...

Acho que são realidades opostas...
Poderás abordar a ideia do projecto através de esboços e alguns croquis...
Chega a uma altura que por muito que gostes dos esboços e desenhos, terás que te lançar sobre desenho técnico, fotomontagens e renders...

:)
Link to post
Share on other sites

Eu também prefiro as máquinas, o desenho só mesmo como um ou outro apontamento! Aliás a minha cadeira de Desenho II foi feita com trabalhos a computador e a de Desenho I so foi feita no meu 5º ano (foram as minhas pedras no sapato)! Mas consegui mudar.lhes as ideias :) até ficaram :)

Link to post
Share on other sites

...

Acho que são realidades opostas...
Poderás abordar a ideia do projecto através de esboços e alguns croquis...
Chega a uma altura que por muito que gostes dos esboços e desenhos, terás que te lançar sobre desenho técnico, fotomontagens e renders...

:)


Kan desenho técnico não é sinónimo de fotomontagens e renders!

Até ao meu nível de aprendizagem, é-nos completamente relegado para segundo plano desenhos assitidos em CAD.
Apesar de sabermos como funcionar com os programas, não é condição necessária esse rigor ser o da linha "computorizada" para ditar o rigor do teu projecto, se é que me faço entender!
A partir do 4º ano na FA ( curso de arq. ) é que se começam a fazer apresentaçoes desenhos de CAD's...

Não existe qualquer tentação em me ( falo por mim, e no presente ) lançar sobre os desenhos de CAD e apresentá-los nesse "modo" de rigor.
Link to post
Share on other sites

Kan desenho técnico não é sinónimo de fotomontagens e renders!

Refiro-me à importancia de cada um desses elementos...


Até ao meu nível de aprendizagem, é-nos completamente relegado para segundo plano desenhos assitidos em CAD

:)
Link to post
Share on other sites

olá :) penso que é unânime: todos nós temos "o tal" caderninho, de capa preta (ou não) para riscar...riscar...riscar.... eu já tinha esse habito antes de ir para arquitectura (gosto aprendido pela minha mãe) em relação ao cad, sou sincera: prefiro 1000 vezes fazer entregas à mão... alias, até ao 3º ano fiz entregas à mão e rapidografs (entregas intermédias, porque a final do 3º ano foi feita a cad, tal nao era a vergonha e os dedos apontados para o meu trabalho...) inclusive, no 2º semestre do 3º ano tive o regente atrás de mim (no verdadeiro sentido da palavra): "patrícia, deixe-me ver uma entrega feita à mão que não vejo à muitos anos..." agora faço tudo a computador (pudera!!) e noto, que infelizmente, perco mais tempo a trabalhar apresentação e a parte gráfica para ficar "bonitinho" do que a desenvolver até à exaustão a ideia. é que eu, pelo menos, demoro mais tempo a cad do que à mão.... LOL enfim... sou old school :)

margarida duarte

Link to post
Share on other sites

Gostei das 2 formas como abordaste a catedral de Barcelona.

Por um lado, ( e ambas aproximações, bastante boas ), uma primeira mais descritiva da tua interpretação da catedral, a segunda, aproximação mais criativa, onde deixaste o carvão (?grafite) "escorregar".

Já agora, por onde andam essas aguarelas ? (:
Adoro, adoro, adoro...deixei as telas, apenas para fazer aguarelas. É outra liberdade...

Link to post
Share on other sites

xiii a aguarela.... há muito que já nao pego! no verão tenho de voltar a pintar. Aguarela é outro mundo! Quanto aos desenhos da catedral, a ideia foi mesmo essa, eu estava ali a desenhar o que via e a trabalhar o claro/escuro até que pensei "vou mas é fazer um desenho só de tonalidades" e pronto :) Penso que o que me saiu melhor foi o da casa Batlo, deu-me um imenso gozo fazer esse desenho mesmo sentado naquele banco em frente ao edificio

Link to post
Share on other sites
  • 3 months later...

Olá Eu também tenho um caderninho para rabiscar ha muitos anos.. Mas ás vzes nem preciso dele.. Penso que os meus cadernos das aulas sao autenticos diarios graficos, pois em cada página ve-se nos cantinhos rabiscos... ás vezes nem sei bem o que são, pois gosto de desenhar em abstracto...

Link to post
Share on other sites

Melhor do que desenhar desenfriadamente é ter a capacidade de apreender sensorialmente o que nos rodeia. O desenho é somente uma interpretação do que se vê, mas onde é que fica o resto? Os cheiros? Os sons? A luz? ... Por mais que desenhemos, por mais prática que tenhamos e por mais artísticos que sejamos, os desenhos deixam sempre algo por dizer. As sensações que não podem ser visualmente representadas e que fiacam gravadas na memória poderão facilmente ser esquecidas com o decorrer do tempo, depois, no final, só ficam as linhas, os planos, as sombras...

Link to post
Share on other sites

Rosa: é uma matéria interessante mas acabo por discordar um pouco contigo porque para mim aquilo que me fascina é revisitar desenhos antigos e ao olhar para eles salta-me à memória todo um conjunto de sons, cheiros, ambientes que me rodeavam nesse momento. Certamente para outras pessoas esse desenho não representaria todos esses ambientes, mas para quem desenhou estará sempre presente, pelo menos é isso que sinto.

Link to post
Share on other sites

de facto concordo contigo asimplemind. os desenhos antigos trazem sempre uma nostálgia bastante especial a quem os realizou, nomeadamente no que diz respeito ao reviver dos outros sentidos. lembro-me particularmente de uma série de desenhos que realizei no meio de lisboa e cada vez que os vejo relembro-me do intenso cheiro a fumo e do barulho característico da zona, bem como de toda a vivência do lugar. creio que o acto de desenhar nunca se dissocia dos outros sentidos, não vejo como é possível esquecer tal coisa. mesmo quando se vêm outros desenhos isso está presente, acredito que o traço tem a capacidade de explorar e transmitir outras sensações e ou percepções.

Link to post
Share on other sites

Escolhi seguir a profissão por que gosto muito de arte.. sempre desenhei e quando em fase de desenvolvimento de um projeto eu rabisco muito.

não tenho nada escaneado para mostrar sobre os projetos.. mas tenho old stuff aqui que tem haver com o assunto. Uns sketchs que fiz a um tempo já ligado a um projeto de quadrinhos que participei dando idéias para uns amigos.

Imagem colocadaImagem colocada

e esse é um esboço para o layout de uma das páginas..

Imagem colocada

Link to post
Share on other sites

Please sign in to comment

You will be able to leave a comment after signing in



Sign In Now

×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.